O MUNDO TODO LÊ

3 livros para refletir sobre o uso da tecnologia na infância.

Livros infantis fazem crianças (e adultos) refletirem sobre o uso da tecnologia na infância.

Emília Nuñez (contatomaequele@gmail.com)
- Atualizada em

Crianças bem pequenas já passam fotos no celular, desbloqueiam tablets sem ajuda, escolhem sozinhas os desenhos que querem assistir na netflix e muitas vezes tem seus aplicativos favoritos. Mesmo que a maioria dos pediatras só indique a exposição às telas depois dos 24 meses e por tempo limitado, na prática, o "mundo virtual" faz parte do universo da nova geração tanto quanto o "mundo real".  Nos tablets, celulares, televisões e video games a criançada tem acesso a muita informação, brinca, aprende e se comunica com os amigos. Mas o excesso preocupa pais e especialistas. Aqui apresento 3 livros que mostram que a literatura infantil também está atenta a este fenômeno.

1. VOCÊ NÃO VEM BRINCAR?

(ILAN BRENMAN E CARLO GIOVANI / BRINQUE BOOK)

A irmã chama, os amigos convidam,a turma da escola também, o pai, a mãe... todos perguntam:

- Pedro, você não vem brincar?

E, grudado nas telas, a todos ele responde:

- Mas eu já estou brincando!

Até que o avô chama... 

Este livro maravilhoso de Ilan Brenman e com ótimas ilustrações de Carlo Giovani reflete sobre o uso da tecnologia na infância e sobre onde realmente está a felicidade.

Resultado de imagem para VOCÊ NÃO VEM BRINCAR?

2. A MENINA DA CABEÇA QUADRADA

(EMÍLIA NUÑEZ E BRUNA ASSIS BRASIL / TIBI LIVROS)

Cecília é uma garotinha muito esperta, mas que de tanto tablet, celular e televisão acordou com a cabeça quadrada!

Em uma grande aventura, seguindo o conselho da vovó e na companhia dos amigos, Cecília fará muitas coisas redondinhas! 

Será que depois de brincar de bola, pião e ciranda, ela vai conseguir "desquadradizar" a cabeça?

Escrevi este livro inspirada em minha irmã Cecília, de 8 anos e minha avó Emília Virginia, de 80 anos. Minha avó, apesar de ser uma vovó conectada, sempre chamava atenção da minha imãzinha "Cecília, a sua cabeça vai ficar quadrada de tanto tablet!", ela dizia. Neste dialogo entre duas gerações tão distantes mas igualmente encantadas pela tecnologia, escrevi uma história que aposta no equilíbrio e nas sempre deliciosas brincadeiras "bem redondinhas" como "antídoto" para as "cabeças quadradas".

Resultado de imagem para a menina da cabeça quadrada

3. SOCORRO, MAMÃE CAIU NO CELULAR!

(ANA LUIZA BADARÓ BRAGA E MARIANA MASSARANI / EDITORA GALOCHA)

Este livro super divertido nos alerta que não são apenas as crianças que estão super conectadas, mas, principalmente os adultos. No livro acompanhamos a saga da mãe de Tuca e Teca, uma mãe que ama estar com seus filhos mas que sempre acabava se distraindo com uma mensagem, uma ligação, um "pim" do celular. Muita confusão acontece até que a mãe cai no celular. Ela vai parar dentro do celular! E não é nada fácil resgatar a mamãe...

Amei este livro, apesar do meu filho de 4 anos não ter perdido a oportunidade de me dizer: "Mamãe, olha para não cair no celular que nem a mamãe do livro". É importante estarmos atentos ao exemplo que dados aos nossos filhos. A tecnologia muitas vezes invade uma brincadeira, uma conversa, um momento em família. Perguntamos muito sobre as crianças e o uso da tecnologia. Mas será que também não valeria a pena pensar "Quantas horas um adulto pode ficar conectado a tecnologia na frente do seu filho"?

Resultado de imagem para socorro mamãe caiu no celular

Recomendo muito esse livro. Já falei sobre ele aqui! Procura lá na aba "EU JÁ LI"!

Resultado de imagem para socorro mamãe caiu no celular