Dica de Leitura

Os planos tradicionais de aposentadoria não levam em consideração que para dar conta do padrão de vida atual será necessário uma renda bastante elevada no futuro. Para dificultar as coisas, vale lembrar que estamos vivendo mais, com custo de vida mais alto e maior nível educacional. Sendo assim, após desfrutar de tantas experiências de consumo e lazer, ninguém estará disposto a aceitar um estilo de vida com escolhas limitadas pela falta de dinheiro quando chegar a hora de se aposentar.

Por isso, é preciso adotar um modelo realista para planejar o futuro. Nesse livro, o autor Gustavo Cerbasi propõe uma nova forma de lidar com o dinheiro e oferece conselhos atualizados sobre a melhor maneira de se educar, de investir, de empreender, de gerenciar a carreira e de colher os frutos de tantos anos de trabalho.

Vale a pena conferir!


Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Carteira Recomendada

Segunda feira é dia das corretoras revisarem suas carteiras recomendadas. A corretora Socopa manteve as mesmas dez sugestões da semana anterior.

Vale avaliar a lista apresentada pelas corretoras na hora de montar a carteira ou até mesmo realizar operações de curto prazo.

Segue o link da corretora: https://negocios.socopa.com.br/splash.aspx


Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Panorama do Mercado – Na Lta

Tivemos uma semana de forte realização para a bolsa brasileira, o medo tomou conta dos investidores e o Ibovespa terminou o período em queda de -6,19%, a maior desvalorização desde maio de 2012.

No Brasil, a Ata do Copom sinalizou que a taxa Selic deve permanecer estável no patamar de 11%, pelo menos, até o final do ano. Para a Autoridade Monetária a inflação já começa a mostrar algum alívio e deve corrigir para a meta em 2016, o que elimina a necessidade de novos aumentos. Além disso, a agência de classificação de risco Moody’s revisou para baixo a sua perspectiva para os títulos do governo brasileiro. A decisão foi justificada em função do baixo crescimento econômico, da piora dos indicadores fiscais e da “deterioração acentuada no sentimento do investidor”.

A cada semana novos acontecimentos vão confirmando o momento negativo vivenciado pela economia brasileira, até os indicadores de desemprego que estavam estáveis, começaram a piorar. O humor do mercado que chegou a melhorar com a esperança de mudança na sucessão presidencial, voltou a ficar negativo com a recuperação da Presidente Dilma nas pesquisas.

No cenário externo, nem mesmo a crise na Ucrânia e os conflitos na Síria tem prejudicado o humor no mercado. As principais bolsas internacionais continuam mantendo o desempenho positivo, sinalizando que o movimento da bolsa brasileira está mais ligado a acontecimentos locais.

Na semana que se inicia teremos vencimento de opções no Brasil, mas o mercado deve continuar atento ao desenrolar da campanha presidencial. Nos EUA, o foco será a reunião do FED, o mercado continua especulando se o Banco Central Americano dará detalhes sobre esperada alta do juros.

O que Fazer

O movimento de correção continuou e o suporte dos 58 mil pontos foi rapidamente perdido, fazendo com que os preços terminassem a semana na Lta. Apesar da queda, Conforme Panorama anterior, a tendência continua de alta e só será desfeita caso o Ibovespa perca o patamar de 57 mil pontos.

Quem seguiu o Panorama e ficou líquido, um candle de reversão pode gerar novas oportunidades próximas ao suporte de 57 mil, com objetivo nos 62 mil e stop nos 55 mil pontos.

Quem está comprado, o Stop deve ser mantido nos 57 mil pontos, pois caso esse patamar seja perdido a realização pode ficar mais forte.

Bons Investimentos,

Lucas Leal

lucas@officeinvestimentos.com.br


Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Turbulência na Bolsa

Depois de começar o mês de setembro em forte alta, chegando a alcançar o patamar de 62 mil pontos, o Ibovespa iniciou um movimento de realização, fazendo com que diversas ações tivessem um forte movimento de queda.

Os destaques de queda nos últimos seis pregões foram:

Empresa Ativo Desvalorização
Banco do Brasil BBAS3 13,71%
Petrobras PETR4 12%
Eletrobras ELET3 11,23%
Bradesco BBDC4 8,74%
Itau ITUB4 6,37%

Trata-se de ações de grandes empresas que tem apresentado grande volatilidade em virtude do cenário eleitoral. Resta saber se esse movimento de realização é passageiro e os ativos irão se recuperar no curto prazo, ou trata-se de um movimento corretivo mais forte que pode continuar nos próximos pregões.

Ao pequeno investidor cabe acompanhar o movimento, manter sua visão de longo prazo e continuar disciplinadamente aproveitando das boas oportunidades para acumular sua carteira de ações. A crença popular já sugere que as ações devem ser compradas em momentos de baixa e vendidas na alta!

Bons Investimentos,

Lucas Leal


Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Carteira Recomendada Ativa Corretora

A Ativa Corretora divulgou a lista com as ações recomendadas para essa semana. A carteira recomendada é uma cesta com cinco ações que, segundo a corretora, tem potencial de valorização.

Ressalta-se que na carteira da Ativa, constam as ações da Petrobras, Banco do Brasil e Cosan. Esses ativos tem apresentado bastante volatilidade em função do cenário eleitoral. Ao que parece, estão se valorizando sempre que as pesquisas tem indicado, o crescimento da oposição na disputa presidencial.

Vale a pena acompanhar as carteiras recomendadas da corretora de perto. Nessas cestas podem ser encontradas boas oportunidades!

Bons Investimentos,

Lucas Leal


Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Panorama do Mercado – Semana de queda

Depois de começar a semana em alta, a cautela tomou conta dos investidores e o Ibovespa terminou o período em desvalorização de -0,99%.

No Brasil, o Copom decidiu pela manutenção da taxa Selic em 11%, mas não sinalizou claramente para o mercado qual será o próximo passo. A autoridade monetária continua no dilema de reduzir os juros para estimular a atividade econômica, ou mantê-lo no mesmo patamar para tentar trazer a inflação para a meta.

Na Europa, o Banco Central Europeu cortou a taxa de juros para combater a ameaça de deflação, caiu de 0,15% para 0,05% ao ano. Além disso, a taxa de juros para os bancos que deixam seus recursos no BCE ficou ainda mais negativa (-0,20%). O presidente do BCE também anunciou plano de compra de títulos na ordem de até E$ 500 bilhões de euros, sendo que os detalhes do plano devem ser anunciados após a reunião de 2 de outubro.

Na semana que se inicia será divulgado a Ata do Copom no Brasil. No cenário externo, o destaque será a divulgação dos dados referente a balança comercial da China. O minério de ferro está em tendência de queda e caso a economia chinesa continue diminuindo o ritmo, as ações das mineradoras e siderúrgicas devem continuar sendo prejudicadas.

 

O que Fazer

Depois de testar a resistência dos 62,5 mil pontos, os preços iniciaram um movimento de correção. Apesar desse movimento, a tendência de alta continua guiando o mercado. Esse cenário positivo só será alterado caso o suporte dos 57 mil pontos seja perdido. Vale destacar, que antes desse patamar, ainda existem dois suportes intermediários para o Ibovespa, trata-se da média móvel de 21 dias e dos 58 mil pontos.

Quem está líquido, é hora de continuar esperando novas oportunidades, que podem aparecer nos suportes apresentados acima.

Quem está comprado, deve aproveitar ao máximo o momento positivo. O Stop deve ser mantido nos 57 mil pontos.

Bons Investimentos,

Lucas Leal

lucas@officeinvestimentos.com.br


Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Panorama do Mercado – A alta continua

Tivemos a terceira semana seguida de alta para a bolsa brasileira, que terminou o período com ganhos de +4,63%. O mês de agosto foi igualmente positivo levando o Ibovespa a valorização de +9,78%, o melhor desempenho mensal desde 2012.

No Brasil, o PIB do 2 trimestre contraiu 0,6%, em relação ao trimestre anterior. O resultado confirma que o país está em recessão e reforça o momento de fraqueza da economia nacional. Contudo, o cenário eleitoral com Marina ganhando espaço nas pesquisas tem trazido ânimo para bolsa. No cenário corporativo, a queda do preço do minério de ferro afetou negativamente as ações da mineradoras e siderúrgicas. Além disso, o setor de telefonia vem apresentando alta volatilidade com os rumores de fusão e mudança de controle acionário.

Nos EUA, a divulgação da segunda prévia do PIB, mostrou que a economia americana cresceu 4,2% no segundo trimestre, o resultado veio acima das expectativas, confirmando que a recuperação econômica continua forte. Na Europa, a inflação desacelerou para 0,3%, o que fez o mercado especular que o BCE irá fornecer novos incentivos para estimular a economia. Destaca-se também, que a guerra na Ucrânia continua causando desconforto no mercado. Na China, a divulgação dos indicadores reforçaram que a desaceleração econômica do país asiático está em curso.

Na semana que se inicia, o destaque será a reunião do Copom no Brasil e a divulgação do Livro bege nos EUA. Além disso, o mercado deve continuar atento a crise na Rússia e a disputa eleitoral no Brasil.

O que Fazer

O Ibovespa rompeu a resistência dos 59 mil pontos e continuou sua trajetória em busca do próximo objetivo, que está nos 63 mil. A tendência de alta continua guiando o mercado (ver Lta no gráfico) e o movimento positivo só será desfeito caso o patamar de 57 mil pontos seja perdido. Contudo, depois dessa rápida valorização, um movimento de realização é esperado, e caso se confirme, pode ser considerada uma boa oportunidade de entrada, desde os preços estejam acima dos 57 mil pontos.

Quem realizou posição nos 59 mil pontos, é hora de continuar esperando oportunidades mais claras para novas entrada.

Quem está comprado, deve aproveitar ao máximo possível o momento positivo. O Stop deve estar colocado nos 57 mil pontos.

Quem está de fora, está perdendo uma bela oportunidade. Vale lembrar que a última chamada para participar da euforia foi dada no Panorama de 27 de julho.

Bons Investimentos,

Lucas Leal

lucas@officeinvestimentos.com.br


Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

O brilho da bolsa

O Ibovespa terminou o mês de agosto com ganhos de 9,78%. Em 2014 a valorização do principal indicador da bolsa brasileira chega a 18,99%.

O ano tem sido de plena recuperação principalmente para as ações da Petrobras e Bancos. A Petr4 já se valorizou 45,5% no ano enquanto o Itau (ITUB4) 45,94% e o Bradesco (BBDC4) 43,17%. Isso significa que um investimento de R$ 10.000 no dia 31 de dezembro de 2013 estaria valendo hoje, em torno de R$ 14.500, ou seja, R$ 4.500 de ganhos.

Esse movimento mostra o poder de recuperação da bolsa e pode representar um importante chamariz para aqueles que ainda não começaram a planejar seus investimentos em bolsa.

Semanalmente acompanhamos o desempenho do mercado no Panorama do Mercado aqui no nosso Blog. Quem tiver alguma dúvida, comentário ou quiser dar os primeiros passos no mercado, entre em contato conosco.

Bons Investimentos,

Lucas Leal

 


Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Panorama do Mercado – No Objetivo

Tivemos a segunda semana seguida de alta para a bolsa brasileira, apesar da realização de sexta-feira o Ibovespa terminou o período com ganhos de +2,53%.

Nos Eua, a divulgação da Ata do Fed destacou que o mercado de trabalho está mais forte que o esperado, convergindo para os objetivos estipulados pelo FED. Contudo, a Autoridade Monetária ainda não apresentou nenhum sinal claro sobre o movimento de elevação da taxa de juros.

No Brasil, foi definido a candidatura Marina e a primeira pesquisa com sua presença já sinalizou que a perspectiva de segundo turno está alta. No cenário econômico, o Ministro Mantega anunciou novas medidas para impulsionar o crédito, com potencial de injetar mais R$ 25 bilhões na economia, ao que parece, é mais uma iniciativa para estimular a atividade através do consumo.

Na semana que se inicia, a corrida presidencial continua em destaque, na quarta a Band transmite o primeiro debate e a Globo uma nova pesquisa eleitoral. No cenário externo, o mercado deve continuar buscando informações para saber quando o Banco Central irá elevar os juros.

Conforme antecipamos no Panorama anterior o Ibovespa atingiu o objetivo dos 59 mil pontos. Nesse momento, apesar da tendência permanecer de alta (ver Lta) a chance de realização aumenta.

Quem acompanhou o trade desde o início, deve ter aproveitado o patamar de 59 mil pontos para colocar os ganhos no bolso e zerar posição. Nesse momento, o mais aconselhado é esperar pacientemente novas oportunidades.

Quem está de fora, enquanto a Lta for respeitada, vale ficar atento as operações de curto prazo.

Bons Investimentos,

Lucas Leal


Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Panorama do Mercado – Agora vai!

Essa foi uma semana bastante volátil para a bolsa brasileira. Depois de muitas altas e baixa, os compradores ganharam a disputa e o Ibovespa terminou o período com valorização de +2,5%.

No Brasil, o trágico acidente com o candidato Eduardo Campos, que ficará marcado na história política do país, deixou de luto o país e ampliou o clima de incerteza na corrida presidencial, gerando alto impacto no mercado que passou a especular cenários distintos para a sucessão.

No cenário internacional, a crise na Ucrânia que vinha perdendo força, ganhou novos desdobramentos depois da notícia divulgada na sexta-feira que uma coluna do exercito Russo foi abatida. Na Ásia, o PIB do Japão recuou -1,7% no segundo trimestre, em comparação com os três meses anteriores. Na China, a produção industrial teve alta de 9%, contudo, o resultado veio abaixo das expectativas e decepcionou os investidores.

Na semana que se inicia, o destaque ficará por conta da divulgação do nome do novo candidato a presidência, tudo indica Marina Silva seja escolhida, o Datafolha já deve divulgar novas pesquisas considerando a presença dela na corrida presidencial. Nos EUA, será divulgada a Ata da última reunião do Fomc.

 

O que Fazer

Durante a semana, o patamar de 55 mil pontos foi testado e respeitado. Conforme antecipamos no Panorama anterior esse é um importante divisor de águas, enquanto o Ibovespa se mantiver acima dos 55 mil a tendência de alta está mantida e o objetivo continua nos 59 mil pontos.

 

Quem está comprado, o trade permanece aberto e o Stop deve ser mantido nos 55 mil pontos.

Quem está de fora, é importante acompanhar de perto, pois o rompimento da acumulação (57 mil pontos) deve acelerar a alta em busca do objetivo, abrindo oportunidades de trade.

Bons Investimentos,

Lucas Leal

lucas@officeinvestimentos.com.br


Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário