Panorama do Mercado РNa resist̻ncia

Tivemos a sexta semana seguida de alta para a bolsa brasileira, levando o Ibovespa a terminar o período em valorização de +2,56%.

No Brasil, a reunião do Copom manteve a taxa Selic em 14,25%. No comunicado divulgado ao mercado, a Autoridade Monetária sinalizou que o juros deve permanecer inalterado, até que a expectativa de inflação para 2017 volte para o centro da meta (4,5%).

Na Europa, o BCE manteve a política monetária de incentivo a economia (destacando a taxa de depósito negativa em -0,40% e o programa mensal de compra de $ 80 bilhões de euros em ativos). Além disso, o presidente, Mario Draghi salientou que o banco está preparado para adotar mais ações para elevar a inflação e o crescimento econômico, se necessário.

Na semana que se inicia, nos EUA, teremos a divulgação do PIB do segundo semestre e a reunião do FED, que irá definir sobre o futuro do juros na maior economia do mundo. No Brasil, a Ata do Copom trará ainda mais detalhes do encontro realizado na semana passada. Além disso, o mercado também deve ficar atento a divulgação do resultado primário das contas públicas.

Momento do Mercado

O movimento de alta continuou forte, levando os preços para testar a importante resistência, representada pela Ltb de longo prazo (linha vermelha). Nesse patamar, a chance de realização aumenta. Contudo, a tendência de alta de curto prazo continua sendo uma importante referência para o Ibovespa.

O rompimento da Ltb trará ainda mais força para o rali de alta.

Caso a Lta (linha verde no gráfico) seja perdida, a tendência de alta será anulada.

Bons Investimentos,

Lucas Leal

lucas@officeinvestimentos.com.br


Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Panorama do Mercado – No objetivo

Tivemos a quinta semana seguida de valorização para a bolsa brasileira, depois de cinco pregões de alta, o Ibovespa terminou o período com ganhos de +4,6%.

No Brasil, a situação política parece que deve começar a melhorar depois da saída de Eduardo Cunha e da eleição do novo presidente da Câmara Rodrigo Maia. O presidente da Petrobras afirmou que a empresa está avaliando propostas para vender a BR Distribuidora e a Liquigás.

Na China, a divulgação do PIB mostrou crescimento de 6,7% no segundo trimestre, confirmando que a economia apesar de ter desacelerado, já está dando sinais de estabilidade. Na Europa, um novo atentado na França trouxe mais incertezas para a região. Nos EUA, as vendas no varejo cresceram 0,6% em junho ante maio, reforçando que a maior economia do mundo continua forte.

Na semana que se inicia, no Brasil, teremos reunião do Copom. Na Europa, o destaque é a reunião do BCE.

Momento do Mercado

Conforme projetamos no Panorama anterior, os preços seguiram a trajetória de alta rumo ao objetivo nos 54,5 mil pontos. O movimento foi tão forte que este patamar chegou a ser vencido, fazendo com que o Ibovespa terminasse a semana nos 55,5 mil pontos.

A tendência de alta (linha azul do gráfico) continua sendo uma importante referência para os preços.

A próxima resistência está no patamar de 56,5 mil pontos (linha vermelha) vale ficar atento, pois trata-se de uma Ltb de longo prazo que será difícil de ser vencida, pelo menos na primeira tentativa.

Bons Investimentos,

Lucas Leal


Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Panorama do Mercado – Rumo ao objetivo

Tivemos mais uma semana de valorização para a bolsa brasileira, fazendo com que o Ibovespa terminasse o período com ganhos de +1,74%

No Brasil, a novela política continuou produzindo novos capítulos, desta vez o destaque foi a renúncia do presidente da Câmara Eduardo Cunha.  Mas o mercado parece que está direcionando o olhar para as ações positivas da equipe econômica, a Standard & Poor´s elevou a projeção de crescimento do Brasil de +0,5 para +1% em 2017.

Nos EUA, o relatório de emprego veio acima do esperado, foram criadas 287 mil vagas de emprego, o melhor resultado em 8 meses. O mercado reagiu positivamente ao resultado, passando a projetar uma situação mais confortável para economia americana, que deve ainda contar com a manutenção da taxa de juros.

Na semana que se inicia, teremos a divulgação do PIB da China, na Inglaterra irá ocorrer a primeira reunião do Banco Central após o Brexit. No Brasil, a eleição do novo presidente da Câmara deve ser o destaque dos noticiários.

Momento do Mercado

O Ibovespa continuou o movimento de alta e está indo rumo aos 54,5 mil pontos. Uma tendência de alta foi formada e deve ajudar a guiar os preços ao objetivo.

A tendência de alta (linha azul do gráfico) tornou-se uma importante referência dos preços.

Enquanto estiver acima dos 51 mil pontos o objetivo estará mantido.

Bons Investimentos,

Lucas Leal


Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Panorama do Mercado – Ltb Rompida

Tivemos uma semana de forte valorização para a bolsa brasileira, depois de quatro pregões de alta o Ibovespa terminou o período com ganhos de +4,25%.

No Brasil, o clima político parece que está ficando mais ameno, o que vem favorecendo a recuperação dos mercados. A equipe econômica do Governo Temer está tentando reconstruir a confiança, para isso, vem sempre destacando a necessidade de manter o tripé econômico: meta de inflação, superávit fiscal e câmbio flutuante.

Na Europa, depois do pânico inicial com a aprovação do Brexit, os mercados se acalmaram e passaram ficar a espera dos próximos passos.  A situação criada pelo Reino Unido é muito complexa e difícil de ser resolvida, neste momento, os investidores sinalizam que estão aguardando uma política monetária “acomodatícia” por parte dos Bancos Centrais para enfrentar a volatilidade causada pela decisão da Inglaterra.

Na semana que se inicia, o mercado deve ficar de olho no relatório de emprego dos EUA, pois o mesmo deve direcionar os próximos passos da definição sobre a elevação da taxa de juros na maior economia do mundo.


Momento do Mercado

O movimento de alta dos últimos dias, possibilitou o rompimento da Ltb, anulando a tendência de baixa. O movimento foi tão forte que o Ibovespa continuou subindo e terminou a semana acima da resistência dos 51,6 mil pontos.

O objetivo do movimento de alta dos preços está na próxima resistência, nos 54,5 mil pontos.

Enquanto estiver acima dos 50,4 mil pontos o objetivo estará mantido.

Bons Investimentos,

Lucas Leal

lucas@officeinvestimentos.com.br


Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Panorama do Mercado – Repique de alta

Tivemos uma semana de bastante volatilidade para a bolsa brasileira, depois de altas e baixas o Ibovespa terminou o período em leve valorização de +0,23%.

No Brasil, a instabilidade política continua sendo uma importante referência para o mercado. Durante a semana, o presidente Temer tornou-se alvo da delação premiada de Sergio Machado e mais um ministro pediu para sair do Governo (Henrique Alves) em função das denuncias da Lava Jato. No cenário econômico, a inflação continuou mostrando sinais de resiliência, o IGPM avançou 1,33% em maio.

Nos EUA, o Fed decidiu por manter a taxa de juros inalterada, entre 0,25% e 0,50%, segundo o órgão, a recuperação do mercado de trabalho perdeu força e ainda que o desemprego tenha caído, o ganho do trabalhador diminuiu.  Além disso, o órgão avaliou que a inflação ainda permanece abaixo da meta. Na Europa, o presidente do BCE discursou pela unidade do Velho Continente, antes do plebiscito no Reino Unido. Na Inglaterra, a morte da Deputada deixou o país em choque, fazendo com que a campanha do Brexit fosse temporariamente suspensa e a relevância da decisão fosse ampliasse.

Na semana que se inicia, na Inglaterra, teremos o referendo do Brexit. No Brasil, o Congresso terá como destaque o início do trâmite do projeto que estabelece o teto para os gastos públicos e a renegociação das dívidas dos estados, será um importante momento para entender como está a força do Governo Temer.


Momento do Mercado

Os preços confirmaram o suporte dos 48 mil e iniciaram um repique de alta, mas vale lembrar, que a tendência de baixa (linha vermelha) continua sendo a principal referência do mercado.

Caso os 51 mil pontos seja rompido, a tendência de queda será anulada.

Caso os 48 mil pontos seja perdido, a queda deve se acelerar.

Bons Investimentos,

Lucas Leal

lucas@officeinvestimentos.com.br


Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Panorama do Mercado – Risco Alto

Depois de começar a semana em alta, trazendo esperança de recuperação para a bolsa brasileira, a partir de quinta feira, o receio voltou a tomar conta dos investidores, levando o Ibovespa a uma desvalorização de -3,32%.

No Brasil, o Ministro da Fazenda rejeitou a proposta de negociação da dívida dos Estados, que pediam carência de dois anos. Para não fechar as portas, o próprio Meireles deve iniciar uma negociação individual com Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Além disso, a queda do preço das commodities influenciou negativamente o desempenho das ações da Petrobras, Vale e siderúrgicas.

Na Europa, depois que as pesquisas passaram a indicar que o referendo irá validar a saída da Inglaterra da União Europeia, a aversão ao risco tomou conta do mercado, em virtude de uma possível retração econômica no Reino Unido, caso o Brexit seja confirmado. O mercado já está especulando uma desvalorização de 20%, nas principais bolsas europeias, como consequência desta importante mudança.

Na semana que se inicia, o Governo irá entregar ao Congresso a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que impõe um teto ao gasto público, possibilitando ao mercado entender com mais detalhes, qual a posição do Governo em relação ao  déficit fiscal. Nos EUA, o destaque é a reunião do FED, que irá definir a taxa básica de juros da economia americana. Na Inglaterra as especulações sobre o plesbicito do Brexit devem continuar no radar.

Momento do Mercado

Depois de ensaiar uma recuperação, na quarta-feira os preços chegaram na Ltb (Linha vermelha) , mas a partir de quinta-feira, o Ibovespa mudou a direção, iniciando uma forte realização. Esse movimento reforça a tendência de baixa como a principal referência do mercado, cenário que já tínhamos identificado nos Panoramas anteriores.

O suporte mais próximo está nos 48,1 mil pontos, caso o mesmo seja perdido, a queda deve acelerar. Vale ficar atento a este patamar, pois estamos num cenário de alto risco.

O cenário só voltará a ficar positivo quando a Ltb for rompida.

Bons Investimentos,

Lucas Leal

lucas@officeinvestimentos.com.br


Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Panorama do Mercado – Suporte respeitado

Depois de começar a semana em queda, a partir de quarta-feira o otimismo voltou a tomar conta dos investidores, fazendo com que o Ibovespa terminasse o período em alta de +3,20%, o melhor desempenho semanal desde abril.

Nos EUA, a divulgação do Relatório de Emprego mostrou a criação de 38 mil novos postos de trabalho em maio, enquanto o mercado esperava a criação de 160 mil novos postos. O resultado levantou dúvidas sobre o ritmo de atividade da maior economia do mundo, reduzindo a expectativa de elevação da taxa de juros no próximo encontro do FED, que será realizado neste mês. As principais bolsas americanas, continuam operando próximo a máxima histórica.

No Brasil, o presidente Temer admitiu a necessidade de idade mínima para aposentadoria de servidores públicos e privados e não descartou a volta da CPMF, apesar de esperar evitá-la. Outro ponto que merece destaque é que o presidente do Bradesco (Luiz Carlos Trabuco) foi indiciado para depor na operação Zelotes, trazendo cautela para o mercado financeiro. O dólar terminou a semana cotado em R$ 3,52.

Na semana que se inicia, no Brasil, teremos a reunião do Copom, mas o mercado deve continuar atento ao desenrolar da crise política, a revista IstoÉ divulgou a suposta delação de Marcelo Odebrecht.

Momento do Mercado

O Ibovespa respeitou o suporte dos 48,1 mil pontos, levando os preços, rapidamente, para a resistência dos 50,8 mil. Durante a semana essa resistência deve ser testada. Vale destacar, que a tendência de baixa (Ltb – linha vermelha), identificada no Panorama anterior, continua sendo a principal referência do mercado.

Caso a resistência seja vencida, o próximo objetivo do Ibovespa estará na Ltb.

Caso o suporte dos 48,1 ml pontos seja perdido, a queda deve acelerar.

Bons Investimentos,

Lucas Leal

lucas@officeinvestimentos.com.br


Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Panorama do Mercado РMudando a dire̤̣o

Tivemos a segunda semana seguida de queda para a bolsa brasileira, levando o Ibovespa a uma realização de -1,07% no período.

No Brasil, o Congresso aprovou a nova meta fiscal de R$ 179 bilhões, mas a divulgação de novos áudios da operação Lava Jato trouxeram instabilidade para o Governo, exatamente num momento que será preciso aprovar medidas importantes (inclusive venda de ativos de estatais) para tentar reativar a economia.

Nos EUA a presidente do FED voltou a sinalizar que a alta do juros na economia americana está próximo a ocorrer, ela também destacou que a inflação está chegando em 2% e a taxa de desemprego está próxima do alvo. Além disso,  a divulgação da segunda prévia do PIB mostrou que a maior economia do mundo cresceu 0,8% na comparação anual. Na China, a bolsa fechou a sexta semana seguida de queda refletindo a desaceleração da economia.

Na semana que se inicia, no Brasil, teremos a divulgação do PIB do primeiro trimestre, além disso, a “nova” crise política deve continuar movimentando o mercado.


Momento do Mercado

O suporte dos 50 mil pontos foi perdido, o que deve levar o Ibovespa aos 48,1 mil pontos. Uma nova tendência de baixa (Linha vermelha) foi formada e vai passará a guiar os preços enquanto a mesma for respeitada.

Os 50 mil pontos se transformaram na resistência mais próxima.

Caso o suporte dos 48 mil pontos seja perdido a queda deve se acentuar.

Bons Investimentos,

Lucas Leal

lucas@officeinvestimentos.com.br


Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Panorama do Mercado – Risco Alto

Tivemos a terceira semana de queda para a bolsa brasileira. Depois de cinco pregões de baixa o Ibovespa terminou o período em desvalorização de -4,02%.

No Brasil, o novo Ministro da Fazenda (Henrique Meireles) montou uma equipe forte e demonstrou muita confiança para superar a crise,mas o mercado mostrou que ainda tem dúvidas sobre a viabilidade do Governo aprovar pautas polêmicas no Congresso, como a reforma previdenciária e trabalhista, ações fundamentais para melhorar o nível de atividade econômica. Além disso, o Ministro divulgou as novas projeções econômicas para 2016: déficit fiscal de R$ 170,5 bilhões, queda de 3,8% no PIB e inflação em 7%.

Nos EUA, a ata da última reunião do Fomc sugeriu que seria possível uma elevação na taxa de juros americana no próximo encontro em junho, caso os indicadores continuem mostrando a melhora da atividade no país.

Na semana que se inicia, o Congresso votará a nova meta fiscal, será um momento importante para avaliar como está a força do novo Governo. Nos EUA, será divulgada a segunda prévia do PIB americano.


Momento do Mercado

Durante a semana a Lta e o suporte dos 52 mil pontos foram perdidos, anulando a tendência de alta que o Ibovespa vinha operando. Nesse momento, vale ficar atento, pois caso os 50 mil pontos seja perdido, uma nova tendência de baixa será formada.

O próximo suporte do Ibovespa está nos 48,1 mil pontos.

Para que os preços possam retornar a trajetória positiva é importante que os 50mil pontos seja respeitado

Bons Investimentos,

Lucas Leal

lucas@officeinvestimentos.com.br


Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Panorama do Mercado – Risco aumentando

Tivemos uma semana de muita volatilidade para a bolsa brasileira, depois de três pregões de queda e dois de alta o Ibovespa terminou o período em leve valorização de +0,17%.

o Brasil, o presidente Temer finalmente assumiu o poder, a nomeação de Henrique Meireles como Ministro da Fazenda foi a principal ação para tentar trazer de volta a confiança do mercado e colocar a economia nos trilhos Pela reação de sexta-feira, pode-se ver que o mercado reagiu com cautela, levando a bolsa a forte desvalorização de -2,7% (gato escaldado tem medo de água fria). Enfim, será necessário mais do que boa vontade, ações concretas precisam ser anunciadas para  que a relação de confiança seja restabelecida.

No EUA os dados da venda do varejo vieram melhor que o previsto, sinalizando que a economia pode estar forte, o que pode forçar o Fed elevar o juros antes do esperado. Na Europa, os dados do PIB mostram que a Zona do Euro apresentou crescimento de 1,6% na comparação anual.

Na semana que se inicia, o destaque será o anúncio dos membros da nova equipe econômica, Meireles prometeu que a divulgação seria realizada já na segunda-feira. Nos EUA, será divulgada a Ata da última reunião do Fomc.

Momento do Mercado

O suporte dos 52 mil pontos será novamente testado nesta semana, ele precisa ser respeitado para garantir a manutenção da tendência de alta. O risco está aumentando, pois a Lta está preste a ser perdida.

Caso o suporte de 52 mil pontos seja perdido, o Ibovespa terá como objetivo o suporte dos 48 mil pontos

O stop deve ter como referência a perda do patamar dos 51 mil pontos.

Bons Investimentos,

Lucas Leal

lucas@officeinvestimentos.com.br


Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário