Panorama do Mercado РTend̻ncia mantida

Tivemos uma semana de recuperação para a bolsa brasileira, após quatro pregões de alta o Ibovespa terminou o período em valorização de +2,83%.

Nos EUA, o Banco Central definiu pela manutenção da taxa de juros entre 0% e 0,25%, mas sinalizou uma possível alta até o final do ano. Outro ponto que merece destaque é o avanço da corrida presidencial, já que os candidatos vêm apresentando propostas bem distintas para a economia. Nessa semana, Trump chegou a criticar de forma veemente a política monetária do FED, dizendo que os juros está se mantendo baixo para favorecer o presidente Obama. No Japão, o Banco Central adotou mais uma ação para incentivar a atividade econômica, ao estabelecer uma meta de 0% os títulos de 10 anos da dívida pública nipônica.

No Brasil, a operação Lava Jato voltou a ser destaque nos noticiários, o ex presidente Lula foi indiciado como réu e o ex Ministro Guido Mantega chegou a ser preso.  No cenário corporativo a Petrobras apresentou o plano de investimento de 2017 a 2021, o qual contempla queda de 25% nos investimentos e venda de ativos para melhorar a situação financeira da companhia. O plano foi bem recebido pelo mercado que vê uma possibilidade de redução do endividamento da companhia.

Na semana que se inicia, o destaque será a divulgação do PIB dos EUA e do Reino Unido, referente ao segundo semestre. No Brasil, teremos a divulgação do resultado primário do Governo Federal e relatório de inflação.

Momento do Mercado

Durante a semana a Lta foi testada e respeitada, mantendo a tendência de alta como principal referência do mercado.

O objetivo do movimento está na resistência dos 60,3 mil pontos

Caso a faixa de suporte dos 56 mil pontos seja perdida o movimento será anulado.

Bons Investimentos,

Lucas Leal

lucas@officeinvestimentos.com.br


Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Panorama do Mercado – Na Lta

Tivemos uma semana de alta volatilidade para a bolsa brasileira, foram três pregões de alta e dois de baixa que levaram o Ibovespa a uma desvalorização de -1,59%.

No Brasil, finalmente a câmera decidiu pela cassação do mandato do deputado Eduardo Cunha. Essa decisão pode abrir espaço para o Congresso direcionar a atenção para a votação das medidas propostas pelo presidente Temer.

Nos EUA, as especulações sobre o futuro da taxa de juros e a multa de U$ 14 bilhões aplicada ao Deutsche Bank, por sua atuação na comercialização de títulos subprime aumentaram a volatilidade do mercado. No cenário internacional, alguns analistas já sinalizam que, os principais Bancos Centrais pelo mundo estão dando sinais que vão começar a reduzir as políticas de  injeção de liquidez para estimular a economia, vale ficar atento, pois a redução da liquidez internacional deve trazer volatilidade para as bolsas.

Na semana que se inicia, na segunda-feira teremos vencimento de opções no Brasil, mas o destaque do período será a aguardada reunião do Fomc nos EUA.


Momento do Mercado

Depois de mais uma semana de queda, os preços terminaram, exatamente, na Lta. Esse é um patamar de suporte que precisa ser respeitado para que a tendência de alta seja mantida.

Caso o suporte seja respeitado, os preços terão como objetivo os 60,5 mil pontos.

Caso os preços continuem caindo, o Ibovespa ainda deve encontrar um importante suporte na faixa entre 54,5 mil pontos.

Bons Investimentos,

Lucas Leal

lucas@officeinvestimentos.com.br


Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Panorama do Mercado РTend̻ncia mantida

Depois de começar a semana dando continuidade ao movimento de alta, na sexta-feira, a cautela tomou conta dos investidores, fazendo com que o Ibovespa terminasse o período em desvalorização de -2,71% no período.

Nos EUA, o Livro Bege apontou crescimento em ritmo moderado, em julho e agosto, para a maior economia do mundo. A expectativa é que crescimento continue dessa forma nos próximos meses. Na Europa, o Banco Central manteve as taxas inalteradas, e não anunciou nenhuma flexibilização adicional para compras de ativos, atualmente em $ 80 bil de euros por mês. Na China, a Inflação veio abaixo do esperado.

No Brasil, a Ata da ultima reunião do Copom mostrou que a Autoridade Monetária continua atenta às expectativas de inflação para 2017. Mas o mercado já começou a projetar a redução da taxa Selic em pelo menos 0,25%, ainda esse ano.

Na semana que se inicia, no Brasil, o destaque deve ser a continuidade do processo de cassação de Eduardo Cunha no Congresso. Na Europa, teremos reunião do Banco Central da Inglaterra.

Momento do Mercado

A realização de sexta-feira afastou os preços do objetivo dos 62 mil pontos. Apesar de forte, a tendência continua de alta (ver Lta no gráfico) e a queda pode ser considerada somente uma realização saudável.

Caso os preços continuem caindo, o Ibovespa deve encontrar um importante suporte na faixa entre 57,5 e 56 mil pontos.

Caso a Lta seja perdida, o cenário será desfeito e o risco vai aumentar.

Bons Investimentos,

Lucas Leal

lucas@officeinvestimentos.com.br


Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Panorama do Mercado – Objetivo mantido

Depois de dez semanas seguidas de alta, a cautela voltou a tomar conta do mercado, levando o Ibovespa a terminar o período em desvalorização de -2,34%.

Nos EUA, a presidente do FED disse que “o argumento por aumento da taxa de juros se fortaleceu nos últimos meses”. A mensagem reforçou a ideia de que o Banco Central americano deve iniciar o processo de elevação da taxa nos próximos encontros. Ainda na maior economia do mundo a divulgação do PIB mostrou crescimento de 1,1% em relação ao ano anterior.

No Brasil, o Congresso aprovou o texto base da Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO) de 2017, que prevê um déficit primário de R$ 139 bilhões. O julgamento do impeachment da presidente Dilma avançou no Senado e foi o destaque no noticiário.

A semana que se inicia será bastante agitada, no Brasil, teremos a reunião do Copom, a divulgação do PIB do segundo semestre e a continuidade do julgamento do impeachment no Senado. Tudo indica que o afastamento será confirmado, dando mais força para que o presidente interino continue desenvolvendo seu trabalho. Contudo, caso uma reviravolta aconteça, a direção do mercado pode mudar rapidamente.

Momento do Mercado

Apesar da realização da semana, a tendência de alta (Lta – linha verde no gráfico) continua sendo a principal referência para Ibovespa. O cenário está positivo e objetivo da alta permanece nos 62 mil pontos.

Caso os preços continuem caindo, o Ibovespa vai encontrar um forte suporte na faixa entre os 57,5 e os 56 mil pontos.

O movimento de alta só será anulado caso a Lta (linha verde no gráfico) seja perdida, patamar ainda distante do nível atual de preço.

Bons Investimentos,

Lucas Leal

lucas@officeinvestimentos.com.br


Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Panorama do Mercado – Rompimento confirmado

Tivemos a décima semana seguida de alta para a bolsa brasileira, o otimismo continuou tomando conta dos investidores levando o Ibovespa a terminar o período com valorização de + 1,37%. O índice não tinha uma sequencia tão forte de alta a mais de 10 anos.

No Brasil, o adiamento da votação da Desvinculação das Receitas da União (DRU) trouxe preocupações sobre a capacidade do Governo aprovar as medidas de ajuste fiscal.

Nos EUA, a Ata do FED mostrou que alguns membros da Autoridade Monetária se mostraram propensos a elevar a taxa de juros no curto prazo, para eles a economia já se fortaleceu o suficiente para lidar com juros mais altos. Na Europa, o mercado reduziu a expectativa que o BCE apresente novos estímulos de liquidez na Zona do Euro.

Na semana que se inicia, no Brasil o destaque será o julgamento final do processo de impeachment da presidente Dilma. Nos EUA, será divulgado a segunda prévia do PIB, espera-se que a maior economia do mundo avance 1,1%. Além disso, o mercado também espera que o discurso da presidente Janet Yellen dê sinais sobre os próximos passos do FED.

Momento do Mercado

Durante a semana o rompimento da Ltb (Linha vermelha no gráfico) foi confirmado, reforçando que a tendência de alta (Lta – linha verde no gráfico) é a principal referência para Ibovespa. O próximo objetivo da alta está nos 62 mil pontos.

Caso alguma realização ocorra, o primeiro suporte para os preços está nos 57,5 mil pontos.

O objetivo só será anulado caso a Lta (linha verde no gráfico) seja perdida.

Bons Investimentos,

Lucas Leal

lucas@officeinvestimentos.com.br


Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Panorama do Mercado – Ltb Rompida

Tivemos uma semana movimentada na bolsa brasileira, depois de ameaçar uma realização, os investidores voltaram as compras levando o Ibovespa a uma valorização de +1,11% no período. Vale lembrar, que trata-se da nona semana seguida de alta para o indicador.

No Brasil, o fluxo de capital internacional continuou forte, contribuindo para a queda do dólar. No campo político, o Senado aprovou o parecer que recomendou a continuidade do processo de impeachment da presidente Dilma, mas no Congresso, as concessões do Governo na negociação das dívidas dos estados, deixou o mercado apreensivo.

Na Europa, o PIB da Alemanha cresceu mais do que esperado, ajudando para que o PIB da Zona do Euro apresentasse expansão anual de 1,6%. Na China, dados econômicos relacionados a produção industrial e vendas do varejo, mostraram que a economia do país está estável, apesar de mais fraca.

Na semana que se inicia, no Brasil, teremos vencimento de opções na segunda-feira. No cenário externo, o destaque será a divulgação da Ata da última reunião do Fomc e também do BCE, a qual pode dar pistas sobre a disposição da autoridade monetária de aumentar os estímulos ao programa de incentivo do sistema financeiro na Zona do Euro.

Momento do Mercado

O Ibovespa rompeu a Ltb (Linha vermelha no gráfico) e a resistência dos 58 mil pontos. Contudo, o movimento ainda precisa ser confirmado, o que vai ocorrer quando os preços fecharem acima da máxima de sexta-feira. A chance de realização ainda existe, mas a tendência de alta de curto prazo (linha verde), no momento, é a principal referência para Ibovespa.

Caso o rompimento da Ltb seja confirmado, o próximo objetivo do Ibovespa vai estar nos 62 mil pontos..

Caso a Lta (linha verde no gráfico) seja perdida, a tendência de alta será anulada.

Bons Investimentos,

Lucas Leal

lucas@officeinvestimentos.com.br


Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Panorama do Mercado РDeciṣo adiada

Tivemos a oitava semana seguida para a bolsa a brasileira, depois de começar  período em queda, os investidores foram as compras levando o Ibovespa a uma valorização de +0,62%.

No Brasil, mais um passo foi dado no caminho do impeachment, após a aprovação do parecer na Comissão do Senado. No cenário econômico, o presidente do Banco Central mostrou cautela, ao afirmar que se o PIB crescer 2% em 2017, não haverá aumento de impostos. O dólar fechou a semana a R$3,16, menor patamar desde julho de 2015.

Na Inglaterra, o Banco Central definiu pelo corte da taxa de juros que passou para 0,25% ao ano. A medida eleva a liquidez dos mercados e sinaliza que os Bancos Centrais devem continuar estimulando a economia para lidar com os efeitos do Brexit. Nos EUA, a criação de vagas veio acima do esperado (255 mil), ajudando a levar os índices acionários ao patamar de máxima histórica.

Na semana que se inicia, o destaque volta a ser o cenário político com a votação do parecer do impeachment no Congresso e da renegociação das dívidas dos estados na Câmara.

Momento do Mercado

Durante a semana, os preços permaneceram testando a Ltb (Linha vermelha no gráfico). Já são 15 pregões andando de lado nesse patamar, o que formou uma leve acumulação entre os 56 e 58 mil pontos. A chance de realização continua grande, apesar disso, a tendência de alta de curto prazo (linha azul) permanece como importante referência para o Ibovespa. Ao que parece, a decisão de qual lado o mercado irá seguir deve ocorrer nos próximos dias. Vale continuar atento!

O rompimento da Ltb trará ainda mais força para o rali de alta.

A tendência de alta só será anulada, caso a Lta (linha azul no gráfico) seja perdida.

Bons Investimentos,

Lucas Leal


Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Panorama do Mercado РMomento de deciṣo

Tivemos a sétima semana seguida de alta para a bolsa brasileira, o Ibovespa terminou o período com leve ganho de +0,54%. No mês de julho, o desempenho do principal indicador acionário apresentou expressiva valorização de +11,22%.

No Brasil, as contas públicas mostraram que o déficit primário do país, em doze meses, já está em 2,51% do PIB, o resultado já era esperado pelo mercado. O mês de julho foi marcado pelo forte ingresso do capital internacional na bolsa brasileira, sinalizando que a credibilidade do Governo pode estar aumentando. O dólar terminou o mês a R$ 3,24 e o juros (DI) para 2018 em 12,81%.

Nos EUA, a divulgação do PIB mostrou que a maior economia do mundo cresceu 1,2%, o resultado veio abaixo das expectativas do esperado. Além disso, o FED manteve a taxa de juros entre 0% e 0,25%, na nota divulgada ao mercado, o órgão demonstrou tom de cautela após o Brexit. Ao que parece, os bancos centrais vão continuar mantendo os incentivos financeiros para estimular a economia, parte dos analistas já está projetando que a esperada elevação da taxa de juros americana não deve mais ocorrer esse ano.

Na semana que sei inicia, na Inglaterra, teremos a reunião do Banco Central, será a segunda após o Brexit, os investidores esperam a redução da taxa, que hoje está 0,5% a.a. No Brasil, a crise política perdeu força, mas a proximidade da votação final do impeachment da Presidente Dilma pode ampliar a volatilidade.

Momento do Mercado

Durante os cinco pregões da semana os preços testaram a Ltb (Linha vermelha no gráfico), importante resistência longo prazo. Nesse patamar, a chance de realização é grande. Apesar disso, a tendência de alta de curto prazo (linha azul) permanece como importante referência para o Ibovespa. Vale ficar atento!

O rompimento da Ltb trará ainda mais força para o rali de alta.

A tendência de alta só será anulada, caso a Lta (linha azul no gráfico) seja perdida.

Bons Investimentos,

Lucas Leal

lucas@officeinvestimentos.com.br


Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Panorama do Mercado РNa resist̻ncia

Tivemos a sexta semana seguida de alta para a bolsa brasileira, levando o Ibovespa a terminar o período em valorização de +2,56%.

No Brasil, a reunião do Copom manteve a taxa Selic em 14,25%. No comunicado divulgado ao mercado, a Autoridade Monetária sinalizou que o juros deve permanecer inalterado, até que a expectativa de inflação para 2017 volte para o centro da meta (4,5%).

Na Europa, o BCE manteve a política monetária de incentivo a economia (destacando a taxa de depósito negativa em -0,40% e o programa mensal de compra de $ 80 bilhões de euros em ativos). Além disso, o presidente, Mario Draghi salientou que o banco está preparado para adotar mais ações para elevar a inflação e o crescimento econômico, se necessário.

Na semana que se inicia, nos EUA, teremos a divulgação do PIB do segundo semestre e a reunião do FED, que irá definir sobre o futuro do juros na maior economia do mundo. No Brasil, a Ata do Copom trará ainda mais detalhes do encontro realizado na semana passada. Além disso, o mercado também deve ficar atento a divulgação do resultado primário das contas públicas.

Momento do Mercado

O movimento de alta continuou forte, levando os preços para testar a importante resistência, representada pela Ltb de longo prazo (linha vermelha). Nesse patamar, a chance de realização aumenta. Contudo, a tendência de alta de curto prazo continua sendo uma importante referência para o Ibovespa.

O rompimento da Ltb trará ainda mais força para o rali de alta.

Caso a Lta (linha verde no gráfico) seja perdida, a tendência de alta será anulada.

Bons Investimentos,

Lucas Leal

lucas@officeinvestimentos.com.br


Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Panorama do Mercado – No objetivo

Tivemos a quinta semana seguida de valorização para a bolsa brasileira, depois de cinco pregões de alta, o Ibovespa terminou o período com ganhos de +4,6%.

No Brasil, a situação política parece que deve começar a melhorar depois da saída de Eduardo Cunha e da eleição do novo presidente da Câmara Rodrigo Maia. O presidente da Petrobras afirmou que a empresa está avaliando propostas para vender a BR Distribuidora e a Liquigás.

Na China, a divulgação do PIB mostrou crescimento de 6,7% no segundo trimestre, confirmando que a economia apesar de ter desacelerado, já está dando sinais de estabilidade. Na Europa, um novo atentado na França trouxe mais incertezas para a região. Nos EUA, as vendas no varejo cresceram 0,6% em junho ante maio, reforçando que a maior economia do mundo continua forte.

Na semana que se inicia, no Brasil, teremos reunião do Copom. Na Europa, o destaque é a reunião do BCE.

Momento do Mercado

Conforme projetamos no Panorama anterior, os preços seguiram a trajetória de alta rumo ao objetivo nos 54,5 mil pontos. O movimento foi tão forte que este patamar chegou a ser vencido, fazendo com que o Ibovespa terminasse a semana nos 55,5 mil pontos.

A tendência de alta (linha azul do gráfico) continua sendo uma importante referência para os preços.

A próxima resistência está no patamar de 56,5 mil pontos (linha vermelha) vale ficar atento, pois trata-se de uma Ltb de longo prazo que será difícil de ser vencida, pelo menos na primeira tentativa.

Bons Investimentos,

Lucas Leal


Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário