Panorama do Mercado РTendência de Alta

Tivemos uma semana de recuperação para a bolsa brasileira, o otimismo voltou  a tomar conta e o Ibovespa terminou o período em forte alta de +8,33%.

No Brasil, a expectativa em rela√ß√£o ao anuncio da nova equipe econ√īmica ampliou a volatilidade do mercado. Muito se cogita sobre o nome do pr√≥ximo Ministro da Fazenda, mas o Governo adiou o anuncio oficial. Ainda assim, o mercado mostrou-se otimista em rela√ß√£o poss√≠veis mudan√ßas, o que favoreceu a alta na bolsa e a queda do d√≥lar. No cen√°rio corporativo, as a√ß√Ķes dos bancos foram beneficiadas pela redu√ß√£o das exig√™ncia do Banco Central nas opera√ß√Ķes de: cr√©dito consignado, financiamento de ve√≠culos e empr√©stimos a pequenas empresas, o que aumentou a folga de capital das institui√ß√Ķes financeiras.

No cen√°rio externo, o Banco Central da China cortou a taxa de juros e anunciou que pode adotar novas a√ß√Ķes para incentivar a atividade econ√īmica, essa medida trouxe euforia para as a√ß√Ķes da Vale. Na Zona do Euro, o Banco Central continua sinalizando que pode ampliar a inje√ß√£o de recursos atrav√©s da compra de t√≠tulos. Nos EUA, as principais bolsas permanecem em patamar de m√°xima hist√≥rica.

Na semana que se inicia, os investidores estar√£o atentos ao an√ļncio da equipe econ√īmica e ao desenrolar da opera√ß√£o Lava Jato na Petrobras. Al√©m disso, ser√£o divulgados os dados do PIB brasileiro referente ao terceiro trimestre. No cen√°rio externo, o destaque ser√° a divulga√ß√£o do PIB da Alemanha e Inglaterra.

 

 

O que Fazer

Depois de respeitar o suporte dos 51 mil pontos, os preços subiram rapidamente rompendo a resistência dos 54,5 mil. Esse rompimento confirmou a formação de uma tendência de alta (ver Lta no gráfico), que ainda foi reforçada pelo rompimento da Ltb. Nesse momento, o Ibovespa tem como primeiro objetivo a resistência dos 58 mil pontos.

Quem está líquido, pode aproveitar do rali de alta com objetivo nos 58 mil e stop nos 53,5 mil.

Quem est√° de fora, o Ibovespa est√° dando sinais que o final de ano para os investidores deve ser positivo.

Bons Investimentos,

Lucas Leal

lucas@officeinvestimentos.com.br


Publicado em Sem categoria | Deixar um coment√°rio

A Petrobras e seus ensinamentos para o investidor

Diante de tantos esc√Ęndalos a situa√ß√£o da Petrobras est√° cada vez mais dif√≠cil. Al√©m das den√ļncias de corrup√ß√£o,a companhia vem apresentando um endividamento muito elevado, acima de R$ 100 bilh√Ķes, segundo balan√ßo do segundo trimestre de 2014. Para piorar a situa√ß√£o,o balan√ßo do terceiro trimestre, que seria apresentado na sexta-feira foi adiado, ampliando as desconfian√ßas sobre a situa√ß√£o da empresa.

A situa√ß√£o em n√ļmeros

O investidor que comprou a√ß√Ķes da empresa no √ļltimo dia de 2013 acreditando na valoriza√ß√£o do papel, pagou em 30/12/13 o valor de R$ 16,05 pela a√ß√£o preferencial(PETR4). Hoje, essa mesma a√ß√£o est√° sendo negociada a R$ 12,55. Trata-se de uma perda significativa de -21,8%.

Esse resultado por si s√≥ j√° emotivo de angustia e afastamento por parte do investidor, contudo, vale lembrar que a situa√ß√£o √© ainda pior, pois a maior parte dos investidores individuais da Petrobr√°s adquiriam as a√ß√Ķes da empresa em 2008, quando os papeis da companhia estavam ainda mais valorizados, chegando a serem cotados a R$ 30,00. Ou seja, quem aplicou naquela √©poca est√° amargando mais de 50% de perda em 6 anos de investimentos.

Para piorar, resta lembrar que esse cen√°rio ainda n√£o tem perspectiva melhoria, enquanto as investiga√ß√Ķes continuarem e novos acontecimentos forem ocorrendo √© poss√≠vel que a situa√ß√£o continue a se deteriorar.

O que fazer

Ao investidor cabe saber que a bolsa n√£o √© formada por apenas uma a√ß√£o, mas por um vasto conjunto de empresas e por mais que a Petrobras tem apresentando um desempenho negativo, o mercado continua apresentando boas perspectivas de ganhos em grandes empresas como Ita√ļ, Bradesco, Embraer, Kroton, etx. Cabe a cada um, avaliar as alternativas de investimentos dispon√≠veis e lembrar que uma das m√°ximas do mercado √©: ‚Äún√£o se deve colocar todos os ovos em uma cesta‚ÄĚ, quem faz isso eleva bastante seu risco, estando sujeito a grandes perdas.

Bons Investimentos,

Lucas Leal

 


Publicado em Sem categoria | Deixar um coment√°rio

Panorama do Mercado – Risco Alto

Tivemos a segunda semana seguida de queda para a bolsa brasileira, a desconfiança continuou tomando conta do mercado, levando o Ibovespa a uma realização de -2,72%.

No Brasil, o Governo Dilma est√° tentando excluir a meta da super√°vit prim√°rio, essa medida trouxe ainda mais incerteza ao mercado quanto a condu√ß√£o da pol√≠tica econ√īmica e a responsabilidade fiscal do governo. Se a promessa eleitoral era reconquistar a confian√ßa, parece que o caminho est√° indo para outro lado. No cen√°rio corporativo, o destaque foi o adiamento do leil√£o de abertura das a√ß√Ķes da Petrobras na sexta-feira, trata-se de uma situa√ß√£o hist√≥rica para a maior empresa da bolsa brasileira.

No cenário externo, a China continua dando sinais de retração, o que pressiona para baixo o preço do minério de ferro. Na Zona do Euro o crescimento do PIB veio levemente acima do esperado, +0,8% em relação ao terceiro trimestre do ano anterior, ante expectativa de +0,7%. Nos EUA as principais bolsa continuam subindo e tiveram a quarta semana seguida de alta.

Na semana que se inicia, o mercado aguarda a divulga√ß√£o do novo Ministro da Fazenda. A Petrobras, depois de adiar a divulga√ß√£o do balan√ßo, programou para segunda-feira a apresenta√ß√£o dos resultados operacionais. Nos EUA ser√° divulgada a ata da √ļltima reuni√£o do Fomc.

 

O que Fazer

Depois do movimento de queda, o Ibovespa voltou para o suporte de 51 mil pontos, podendo provocar algum repique. Contudo, caso esse patamar seja perdido, a realização deve se acelerar tendo como objetivo os 45 mil. Vale lembrar, que conforme antecipamos, a principal referência do mercado continua sendo a LTB.

Quem está líquido deve permanecer paciente esperando novas oportunidades. Enquanto a LTB estiver o comando o risco permanece muito alto.

Quem est√° comprado deve manter o stop deve estar nos 50,5 mil pontos.

Bons Investimentos,

Lucas Leal


Publicado em Sem categoria | Deixar um coment√°rio

Perfil do Investidor

Dentro de um leque de alternativas de investimento, cabe ao investidor escolher as aplica√ß√Ķes mais adequadas ao seu perfil.

Essa é uma tarefa que exige atenção e esforço, mas quando bem feita, normalmente, traz bons resultados.

Para quem est√° iniciando, os investimentos mais tradicionais est√£o apresentados na figura abaixo.

O que fazer

Aqueles que buscam mais seguran√ßa devem colocar na carteira um maior percentual de aplica√ß√Ķes de risco baixo, lado esquerdo da figura. Contudo, aqueles que procuram ganhos mais elevados, estando dispostos a aceitar o risco que esses produtos apresentam, podem ampliar o percentual dos produtos que est√£o do lado direito da figura.

√Č comum os analistas apresentarem o percentual que cada investidor pode ter na carteira, em fun√ß√£o do seu perfil, Conservador, Moderado e Agressivo. Vale resaltar que conhecer o seu perfil e escolher os melhores produtos para o portf√≥lio de investimento √© uma importante tarefa da educa√ß√£o financeira.

Dica: A revista Exame, na sua √ļltima edi√ß√£o: “2015 j√° come√ßou apresenta uma boa reportagem sobre o tema.” http://exame.abril.com.br/revista-exame/

Bons Investimentos,

Lucas Leal


Publicado em Sem categoria | Deixar um coment√°rio

Comparativo de Investimento

Um das aplica√ß√Ķes mais tradicionais oferecidas pelos bancos, aos seus clientes, √© o fundo de investimento DI. Trata-se de um investimento de baixo risco que busca seguir a varia√ß√£o do CDI, taxa de dep√≥sito interbanc√°rio que estabelece os par√Ęmetros da taxa de juros das opera√ß√Ķes de empr√©stimos de curt√≠ssimo prazo entre os bancos.

Ao comparar a rentabilidade dos fundos de investimento DI de um grande banco brasileiro (Bradesco) que divulga as informa√ß√Ķes de seus produtos no site (http://www.bradesco.com.br/html/classic/produtos-servicos/investimentos/index.shtm) com a rentabilidade do T√≠tulo P√ļblico com caracter√≠sticas similares (LFT de 2017) e que pode ser negociada diretamente no Tesouro Direto, atrav√©s do site (http://www.tesouro.fazenda.gov.br/tesouro-direto), percebe-se que o investidor possui uma boa vantagem em escolher a segunda alternativa.

Vamos aos n√ļmeros

No site do Bradesco o banco divulga a rentabilidade de seus 10 fundos de investimentos DI ofertados aos seus clientes. Para fazer a compara√ß√£o utilizamos os dados do fundo de maior rentabilidade (DI Special), o de pior rentabilidade (DI Hiperfundo) e o desempenho m√©dio dos 10 fundos. Como crit√©rio de compara√ß√£o foi utilizada a rentabilidade acumulada dos √ļltimos 12 meses.

Ao fazer a comparação, percebe-se que os ganhos apresentados pelo fundo de maior rentabilidade do banco, na categoria mencionada, obteve rentabilidade de 10,39% em 12 meses, já o Título do Tesouro, LFT de 2017, valorizou 10,46%. Ou seja, o desempenho da LFT foi levemente superior do que a do fundo de melhor rentabilidade do Bradesco. Contudo, vale destacar que o referido fundo exige uma aplicação mínima de R$ 150 mil, enquanto que o investimento do Tesouro é mais democrático exigindo R$ 100 para primeira aplicação.

Quando se compara o desempenho do Título do Tesouro com o fundo de menor rentabilidade, conforme gráfico abaixo, percebe-se uma diferença significativa. Além disso, vale destacar que para os fundos mais populares do banco, com baixa necessidade de investimento inicial, costumam cobrar uma alta taxa de administração alta (3,90%), o que vai reduzir o resultado líquido final pela metade.

Ao investidor, cabe avaliar e procurar as melhores alternativas de investimento. O Tesouro é considerado uma opção simples, prática e segura, mas exige um pouco mais de dedicação e empenho, elementos essenciais para quem tem educação financeira e deseja bons resultados.

Comparativo de rentabilidade, √ļltimos 12 meses, dos fundos DI do Bradesco com a LFT de 2017 do Tesouro Direto.

Bons Investimentos,

Lucas Leal


Publicado em Sem categoria | Deixar um coment√°rio

Panorama do Mercado – Ltb no comando

Tivemos uma semana de realização para a bolsa brasileira, a cautela tomou conta do mercado que terminou o período em queda de -2,57%.

No Brasil a Ata da reuni√£o do Copom sinalizou que a Selic pode continuar subindo nos pr√≥ximos encontros, a Autoridade Monet√°ria mostrou-se preocupada com a infla√ß√£o, o Ipca nos √ļltimos 12 meses permanece acima da meta, 6,65%. O d√≥lar continuou subindo e terminou a semana cotado a R$ 2,56. No cen√°rio corporativo, a Petrobras anunciou o aumento de 3% para gasolina e 5% para o diesel, a¬† not√≠cia n√£o gerou otimismo com as a√ß√Ķes da companhia.

No cen√°rio externo, as principais bolsas internacionais tiveram mais uma semana de alta sinalizando que o cen√°rio para as maiores economias internacionais permanece est√°vel.

Na semana que se inicia, no Brasil o destaque √© a continuidade da divulga√ß√£o da temporada de balan√ßos, o mercado tamb√©m permanece atento as divulga√ß√Ķes da presidente Dilma.

O que Fazer

A semana de realização trouxe os preços de volta para os 52,5 mil pontos. Conforme antecipamos nos Panoramas anteriores a Tendência de baixa (ver Ltb no gráfico) continua a guiar o mercado e vai permanecer dessa forma enquanto a Ltb for respeitada.

Quem está líquido deve permanecer paciente esperando novas oportunidades.

Quem est√° comprado deve manter o stop nos 51 mil pontos.

Bons Investimentos,

Lucas Leal

lucas@officeinvestimentos.com.br


Publicado em Sem categoria | Deixar um coment√°rio

Planejamento Financeiro

Ao fazer uma aplicação financeira é comum que os investidores costumem definir que o seu objetivo é ganhar dinheiro. Contudo, essa meta está mais para um desejo do que para um objetivo.

As pessoas normalmente não querem o dinheiro pelo dinheiro, elas precisam ter um objetivo palpável e melhor definido. Esse é um dos principais pontos que deve ser levado em consideração para começar no mundo dos investimento.

Ou seja, é necessário deixar claro o que realmente se procura. Por exemplo: Quero juntar um capital para comprar um carro, desejo juntar recursos para minha aposentadoria.

Dessa forma, um dos passos iniciais para quem está começando no mundo dos investimentos é definir uma das três diretrizes principais

a)¬†¬†¬†¬†¬† Preservar o patrim√īnio, para isso, deve-se buscar aplica√ß√Ķes de risco baixo, nos quais tenha uma pouca chance de perder o capital, mas que n√£o devem me proporcionar grandes ganhos. Essa alternativa √© indicada para quem j√° tem um volume alto de capital, ou j√° est√° em idade mais avan√ßada.

b)¬†¬†¬†¬†¬† Aumentar o patrim√īnio, para isso, deve-se elevar o risco das aplica√ß√Ķes e ter o longo prazo como meta importante para retirada dos recursos. Essa alternativa √© v√°lida para indiv√≠duos jovens que aceitam correr risco em busca de uma rentabilidade mais alta.

c)¬†¬†¬†¬†¬†¬† Multiplicar o patrim√īnio, para isso, deve-se procurar aplica√ß√Ķes de risco alto que possam trazer melhores retornos no curto e m√©dio prazo. Essa alternativa √© v√°lida para indiv√≠duos que tem renda alta e est√°vel e tem um desejo de formar um patrim√īnio grande o mais r√°pido poss√≠vel, estando dispostos a ocorrer perdas no meio do caminho.

Cabe a cada um fazer uma alta avaliação entender o seu perfil para definir a diretriz correta de investimento. Afinal ganhar dinheiro no mercado é o que todos querem, mas somente poucos conseguem.

Bons Investimentos,

Lucas Leal


Publicado em Sem categoria | Deixar um coment√°rio

Fiscalização da CVM

Ontem, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) confirmou a aplicação de multa de R$ 900 mil para os acionistas controladores da Brasil Brokers, acusados pelo uso de informação privilegiada.

O uso de informação privilegiada acontece quando algum investidor se aproveita de uma informação confidencial para obter ganhos na compra e venda de ativos financeiros.

Uma das responsabilidades da CVM √© regular o mercado e proteger os pequenos investidores de a√ß√Ķes de manipula√ß√£o de pre√ßo. Por isso ela tem o papel de coibir que as informa√ß√Ķes sejam divulgadas para todos os interessados ao mesmo tempo, punindo aqueles que descumprirem esse procedimento.

Os acionistas foram acusados de realizar opera√ß√Ķes no mercado antes da divulga√ß√£o do balan√ßo da companhia e segundo a CVM eles fizeram tais opera√ß√Ķes, pois j√° tinham a informa√ß√£o pr√©via para o resultado.

Essa ação é positiva e mostra a intenção da CVM de proteger os investimentos dos minoritários. Quanto mais forte a CVM e maior sua fiscalização maior a proteção para todos investidores.

Bons Investimentos,

Lucas Leal


Publicado em Sem categoria | Deixar um coment√°rio

Carteira Recomendada Novembro

O m√™s de novembro deve ser marcado por importantes defini√ß√Ķes econ√īmicas por parte do novo Governo Dilma. Nesse cen√°rio as corretoras j√° come√ßaram a divulgar suas carteiras recomendadas. A XP (www.xpinvestimentos.com.br)

Manteve uma carteira bastante com ênfase em três setores, Educação, Financeiro e Aviação.

Para o investidor que est√° iniciando no mercado de a√ß√Ķes, vale a pena acompanhar a recomenda√ß√£o de compra das corretoras, normalmente nessas cestas de ativos alguns papeis se destacam positivamente.

Vale observar que a corretora considerou que cada a√ß√£o deve ter um peso diferenciado na carteira. O peso est√° descrito na √ļltima coluna da planilha abaixo.

CARTEIRA RECOMENDADA XP

 

 


Publicado em Sem categoria | Deixar um coment√°rio

Panorama do Mercado – Suporte confirmado

Depois de começar a semana em forte queda refletindo o resultado da disputa eleitoral, a partir de terça-feira, a euforia tomou conta e o mercado passou a especular mudanças positivas no segundo Governo Dilma, levando o Ibovespa a uma valorização de 5,18% no período. No mês de outubro a bolsa fechou em alta de 0,96%, depois de passar por alta volatilidade.

No Brasil, o Copom elevou a taxa Selic para 11,25% ao ano. A mudan√ßa surpreendeu o mercado j√° que a Autoridade Monet√°ria vinha constantemente afirmando que a infla√ß√£o estava sob controle. Nesse momento, o mercado passou a projetar a continuidade do aumento nas pr√≥ximas reuni√Ķes do Copom. Al√©m disso, o Tesouro divulgou que o pa√≠s teve d√©ficit prim√°rio em setembro de 25,4 bilh√Ķes, confirmando que a situa√ß√£o fiscal brasileira est√° dif√≠cil e que no pr√≥ximo ano ser√° necess√°rio um ajuste profundo nas contas p√ļblicas. No cen√°rio coorporativo, o mercado continua aguardando a divulga√ß√£o do aumento do pre√ßo do combust√≠vel na Petrobras.

Nos EUA a divulga√ß√£o do PIB mostrou avan√ßo de 3,5%, confirmando a expans√£o da economia americana. O FED anunciou o fim do programa de est√≠mulos a economia americana. Desde seu in√≠cio foram comprados U$ 1,6 trilh√Ķes em t√≠tulos, a expectativa do mercado √© que a taxa de juros comece a subir ap√≥s o primeiro semestre de 2015. No Jap√£o, o Banco Central anunciou novas medidas de aux√≠lio a economia com o objetivo de combater o risco de defla√ß√£o do pa√≠s asi√°tico. Os investidores reagiram positivamente a medida e a moeda japonesa se desvalorizou perante o d√≥lar.

Para semana que se inicia, teremos divulga√ß√£o da infla√ß√£o a Ata do Copom. O mercado tamb√©m deve continuar atento aos comunicados da nova presidente. No cen√°rio corporativo, a temporada de divulga√ß√£o de balan√ßo continua, os maiores destaques s√£o Ita√ļ e Braskem.

O que Fazer

Depois de muita volatilidade o Ibovespa confirmou a formação do suporte no patamar de 51 mil pontos. A tendência de baixa continua sendo a principal referência do mercado, mas enquanto os preços se mantiverem acima do suporte a situação fica mais calma. Contudo, a perda do suporte (51 mil), pode levar o Ibovespa rapidamente para os 45 mil.

Quem está líquido, enquanto a tendência de baixa permanecer guiando o mercado, a melhor alternativa é manter-se paciente esperando novas oportunidades.

Quem está comprado, vale ampliar a atenção, pois se os 51 mil pontos forem perdidos, a queda deve ficar ainda mais forte.

Bons Investimentos,

Lucas Leal


Publicado em Sem categoria | Deixar um coment√°rio