Anjos da Lei

Na comédia de ação ANJOS DA LEI, Schmidt (Jonah Hill) e Jenko (Channing Tatum) eram inimigos no colegial que se tornaram parceiros improváveis durante a Academia de Polícia. Por enquanto, eles ainda não são os melhores policiais da turma, mas tem a chance de virar esse jogo quando se juntam a unidade secreta do departamento, 21 Jump Street, coordenada pelo capitão Dickson (Ice Cube). Eles trocam suas armas e distintivos por mochilas e usam sua aparência jovem para ficarem à paisana.O problema é que os adolescentes de hoje em dia não são nada parecidos com os de alguns anos atrás; e Schimdt e Jenko descobrem que tudo o que eles sabiam sobre ser um adolescente – o sexo, drogas e rock’n’roll – está errado. Mais importante, eles descobrem que ainda lidam com os problemas da adolescência que não foram resolvidos na época – e ambos terão que enfrentar o terror e a ansiedade de ser de novo um adolescente e lidar novamente com questões que achavam já ter deixado para trás.[SINOPSE]

Channing Tatum é o arroz-de-festa 2012. O rapaz está em cinco produções com estréia prevista para este ano, além deste “Anjos da Lei”, está também no romance “Para Sempre”, no filme de Steven Soderbergh “À Toda Prova”, na comédia “Magic Mike” e ainda em “G.I. Joe 2: Retaliação”. Sempre com as mesmas caras e bocas, não importando o gênero. Com Jonah Hill está acontecendo um fenômeno curioso, ele também virou queridinho de Hollywood, e recentemente emagreceu bastante, só que como os filmes não são lançados necessariamente na mesma sequencia em que foram gravados, num filme ele está magro (O Homem que Mudou o Jogo), noutro seguinte (O Babá[ca]) ele está gordo de novo. Fica estranho demais, apesar dele ser talentoso.

A dupla não funciona, assim como o roteiro, direção, trilha sonora, a duração é exagerada, enfim, nada funciona. E nada, digo, nada mesmo, lembra nem remotamente a ótima série homônima dos anos 80 ao qual este filme diz se basear. Não passa de um subproduto para pré-adolescentes preguiçosos.

Se tivesse um outro nome, desatrelado da série, ainda assim seria ruim, mas pelo menos não cometeria o sacrilégio de macular a série que lançou Johnny Depp ao estrelado. Falando em Depp, ele faz uma ponta, o que sem sombra de dúvidas é o grande momento do filme, mas não suficiente para salvá-lo do fiasco. FUJA!

Esta entrada foi publicada em Resenhas, Trailer, Video e marcada com a tag , , , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Uma resposta a Anjos da Lei

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

*