Episódio 4: As coisas que aprendi com os homens

No ar mais uma das minhas histórias, gente!!!

Confere nesse link, √≥: OU√áA AQUI O EPIS√ďDIO: “O PR√ďXIMO”


Publicado em Sem categoria | Deixar um coment√°rio

Relacionamentos X Redes sociais: mitos e verdades

Não basta os relacionamentos já serem um tanto complicados, tem que ter as redes sociais para completar a bagunça.

Facilitar pra que, né?

Na palestra que fa√ßo sobre a interfer√™ncia das redes sociais nas rela√ß√Ķes, falo de uma s√©rie de situa√ß√Ķes que envolvem as aproxima√ß√Ķes e brigas dos casais nesse meio, mas aqui vou me ater apenas √† alguns fatos corriqueiros que algumas pessoas vivenciam e j√° tomam como verdades, sem antes analis√°-los.

E, sim! As pessoas dizem muito através do seu comportamento nas mídias, mas é preciso saber interpretar. Veja:

 

1. Curtir a foto de alguém é mostrar interesse.

MITO: nem sempre √©! Esse medo desnecess√°rio, vem muito em fun√ß√£o da supervaloriza√ß√£o das ‚Äúcurtidas‚ÄĚ que o parceiro ou ficante d√° (l√° ele) na foto de terceiros. Pode ser sem nenhuma maldade, sim.

2. Bloquear ajuda a esquecer.

VERDADE: recorrendo √† m√°xima que diz ‚Äúo que os olhos n√£o veem, o cora√ß√£o n√£o sente‚ÄĚ, a estrat√©gia de bloquear pode ajudar no processo de esquecimento. Mas isso vai de cada um. Tem gente que √© forte o suficiente (ou n√£o amou o suficiente) para continuar com a pessoa no seu feed.

3. A pessoa que estou namorando não posta nenhuma declaração carinhosa para mim e nenhuma foto nossa. Isso é falta de amor!

MITO: nem todas as pessoas gostam de se expor nas redes sociais. O fato de não fazer isso, não significa necessariamente falta de sentimento e sim, excesso de preservação.

4. Visualizou a mensagem e s√≥ respondeu muitas horas depois… ou n√£o respondeu. Falta de interesse.

VERDADE: sinto muito, mas aceite! Tempo √© quest√£o de prioridade. Se a mensagem chegou, a pessoa leu, n√£o est√° com a m√£e na UTI e s√≥ respondeu horas depois ou nem respondeu… voc√™ n√£o √© importante. N√£o insista! Pare agora de mandar mensagem… siga em frente, voc√™ e a sua vergonha na cara.

5. Tudo que o(a) EX posta é indireta.

MITO: até pode rolar, mas ficar acreditando que tudo que está na página do outro é um recado para você, é loucura. Não entre nessa, pois você pode ficar com raiva, se iludir ou se decepcionar.

6. Quem tem vontade de falar, n√£o precisa esperar o inbox do outro.

VERDADE: quem quer faz acontecer, gente! N√£o tem essa de ficar esperando a iniciativa do outro. A menos que a outra parte deixou claro que quer se afastar… a√≠ sim, fique na sua!

7. Se a pessoa posta demais é para chamar a atenção do outro.

MITO: embora isto se aplique em muitos casos, n√£o deve ser generalizado. Talvez seja apenas vontade de compartilhar o que se est√° vivendo.

 

A √ļnica coisa que √© v√°lida sempre e para todos, √© o respeito! Ficar provocando ficantes, ex paix√Ķes ou casos mal resolvidos com postagens que afetem o outro, √© feio.

Ainda que você não goste mais, pode haver sentimento do outro lado e coração alheio é chão que se pisa de mansinho.

#ficaadica

PS: E MAIS TARDE TEM 0 PODCAST DA SEMANA!!!

 


Publicado em Sem categoria | 1 coment√°rio

Me queima

Se quiser, leia ouvindo: Ben Harper – In The Colors

 

Passeia a tua língua pela minha boca

Repousa os teus lábios no meu pescoço

Dança um blues comigo, no meio da sala

Enla√ßa a minha cintura me fazendo sentir a tua ‚Äúpegada‚ÄĚ

Aperta a minha coxa e me provoca até que eu não resista

Respira no meu ouvido… inspira… geme

Puxa os meus cabelos pra mostrar o teu controle

Faz de mim o que você quiser, enquanto te permito isso

Encosta o teu peito no meu e me arde com a tua pele quente

Fala coisas sem nexo enquanto o tesão te impede o raciocínio

Me deixa louca de tanto te querer

Me arrepia dos pés à cabeça

Me morde e deixa uma marquinha pra no outro dia te lembrar

Abafa os meus gritos com beijos

Entrelaça as tuas pernas nas minhas e só me solta nunca mais

Faz os nossos corpos virarem um

Os nossos desejos transbordarem

E os nossos olhares se cruzarem enquanto o mundo para

Me faz implorar, enlouquecer, delirar…

Me faz derreter

Transcender

Incendiar…

E depois de tudo, me abraça, alisa os meus cabelos e diz que vai ficar.

 


Publicado em Sem categoria | 7 coment√°rios

√Č melhor voc√™ parar

Se quiser, leia ouvindo : Use Somebody РBoyce Avenue feat. Hannah Trigwell

 

√Č melhor voc√™ parar de falar comigo desse jeito. Assim… com o desejo transbordando pelos olhos e me deixando sem gra√ßa.

Sério mesmo. Apenas pare!

Infelizmente, o meu coração está ocupado por alguém que foi embora, mas que  as digitais ainda permanecem em mim.

Não quero mais ouvir essas coisas que você diz. São boas de escutar, mas eu acabei de acreditar em tantas outras delas que me disseram e agora estou aqui, tentando aceitar que não passaram de palavras soltas.

Não me cumprimente com esse beijo no rosto que beira o canto da minha boca. Não nego que me arrepia, mas não quero dar atenção à isso.

Eu achei legal você dizer que há tempos me observa, que quer mais que um encontro casual, que quer cuidar de mim e me encher de carinho. Mas nesse momento, não posso te retribuir nada disso.

Tecnicamente estou livre, mas a alma está indisponível. Quando um amor vai embora, o coração demora um pouco até entender isso.

Não quero usar você para esquecer ninguém. Não quero te beijar, aproveitar o teu corpo, a tua companhia e depois sair pela porta com as minhas roupas e a minha dignidade nas mãos, sem saber se vou querer voltar.

Talvez esse não seja o momento para nós ou talvez não haja outra oportunidade.

Talvez eu te procure daqui um tempo, querendo todas essas promessas que você me oferece agora.

Talvez você não esteja mais interessado quando eu voltar.

Talvez você continue me esperando chegar.

Talvez a gente ainda tenha muita história pra contar.

Talvez as nossas rimas se misturem ou talvez se desencontrem. Sei apenas que sobre você tenho incertezas.

Certo, real e inexplicável, só o que ainda trago no coração.

 


Publicado em Rom√Ęnticos | 8 coment√°rios

Episódio 3: As coisas que aprendi com os homens

Podcast no ar! OUÇA AQUI

Hoje, mais uma das minhas histórias e mais um aprendizado.

Cada pessoa que passa pela nossa vida, deixa um pouquinho dela.

Confira esse novo episódio!

 


Publicado em Sem categoria | 9 coment√°rios

Seguindo

Se quiser, leia o texto ouvindo:¬†Oasis – Don’t Look Back In Anger – Legendado ‚ÄĘ [BR - Ac√ļstico]

 

Eu poderia sentir raiva, mágoa ou qualquer outro sentimento pequeno, em relação à você. O que ouvi não foi fácil. Doeu escutar todas as palavras duras e frias que você me disse. Bateu lá no fundo, sabe? Lá onde o coração é mais sensível e o rivotril não faz efeito.

Naquela noite em que terminamos de forma cruel e sem aviso prévio, bebi uma garrafa de vinho que você deixou lá em casa. Depois da primeira taça, em cada gole eu via o seu rosto, o seu sorriso e todas as desculpas que você deu para ir embora.

Dizem que levamos metade do tempo que a relação durou para esquecer a pessoa. Como calcular essa cura se a impressão que tenho é que te amo por uma eternidade? Essa é mais uma de todas as perguntas que faço, desde que você me deixou.

Mas eu não te desejo mal nenhum. Não desejo que você seja infeliz ou coisa que o valha. Catei resíduos da minha coragem, mudei a playlist, cortei os cabelos, perdi três quilos e mesmo ainda sentindo falta, estou disposta a seguir em frente.

Desejo sorte no seu novo amor. A hipocrisia nunca me caiu bem, então não espere que eu ligue perguntando se vocês estão felizes. Só sei que depois de tantas noites inquietas, eu quero dormir em paz.

Espero que você não procure nela os sorrisos que te dei, espero que você não lembre de mim se, por acaso, ela acariciar a tua nuca e não for do jeito bom que eu fazia.

Espero que voc√™ n√£o procure nela a nossa sintonia e o que t√≠nhamos em comum. Cuidado pra n√£o dizer o meu nome por engano quando cantar no seu viol√£o velho ‚Äúvoc√™ √© luz, √© raio, estrela e luar‚ÄĚ e substituir a palavra luz, pelo meu nome, como voc√™ fazia sempre.

Não espere que ela corra atrás de você e pule no seu pescoço, mais beijando que brigando, como eu fazia, cada vez que for vítima das suas brincadeiras.

Não espere que a sua camiseta preta do Nirvana fique tão bem nela, quanto ficava em mim e também não espere que ela vá fazer um café tão bom quanto o meu.

Tente n√£o se decepcionar muito quando perceber que ela n√£o entende e acha sem gra√ßa as suas ironias e o seu gosto pela arquitetura surrealista. N√£o deseje o meu olhar c√ļmplice nesse momento.

Se acostume com a falta dos meus carinhos, se acostume sem as minhas liga√ß√Ķes para saber se voc√™ marcou o ortopedista para tratar a dor na cervical… na √©poca tudo isso era cuidado, agora ser√° saudade.

Não fique olhando para o display do seu celular esperando alguma notificação minha, enquanto trava com ela uma conversa chata e rasa no inbox do facebook. Não veja a chuva pela janela e lembre o quanto eu gosto dela e no quanto eu queria ter você coladinho em mim nos dias nublados.

Não queira viver com ela as mesmas alegrias que tínhamos juntos.

Os dias v√£o passar e voc√™ n√£o ter√° not√≠cias minhas… n√£o saber√° o que tenho feito e nem vai me contar as suas novidades. Mas n√£o deixe que ela perceba que voc√™ sente falta disso.

Seja feliz com as suas escolhas. N√£o me sinto perdedora, n√£o me sinto frustrada, nem tristeza eu sinto mais.

Agora eu apenas ME sinto. Cada parte do meu corpo quer voltar a respirar e seguir.

Eu espero que da sua parte seja amor, mas da dela n√£o espere tanto… ou pelo menos, n√£o espere um amor t√£o grande quanto foi o meu.

NR: texto dedicado à uma leitora que quero ver bem e feliz!!!


Publicado em Sem categoria | 15 coment√°rios

Primeiro podcast no ar!

Confira o primeiro podcast: OUÇA AQUI

Foto: Alonso Fotos


Publicado em Sem categoria | Deixar um coment√°rio

As coisas que aprendi com os homens

Agora aqui no blog, vou trazer pra vocês, uma vez na semana, a série: AS COISAS QUE APRENDI COM OS HOMENS.

Vou contar histórias de alguns relacionamentos que tive e o que aprendi com cada um deles. Aviso aos meus EX para ficarem tranquilos, pois não revelarei nomes. Conto o milagre, mas troco o nome do santo (santo???)

Por√©m, esses casos n√£o ser√£o contados atrav√©s de textos e sim atrav√©s de √ĀUDIO. Isso mesmo, Coisas de Liz agora em Podcast.

Mas clica aí no link e me ouve que eu estou explicando tudo:

OUÇA AQUI

Hoje ainda, vai rolar a primeira história.

 

Foto: Pat Guerra

 

 


Publicado em Sem categoria | 14 coment√°rios

Um amor tranquilo, por favor!

Se você quiser, pode ler o texto ouvindo: Cassia Eller Todo Amor Que Houver Nessa Vida.

 

Chega de furac√Ķes, agora eu quero vento leve.

Eu quero um amor que chegue de mansinho… sem a intensidade dos furac√Ķes.

N√£o quero mais amores que aparecem do nada, dizendo sentir o mais profundo dos sentimentos, dizendo trazer verdades, fazendo planos e querendo me convencer disso tudo.

Mostram uma intensidade que assusta e até convencem, deixando o meu coração vulnerável e disposto a viver tudo aquilo.

Depois de pouco tempo, exatamente como um furacão, mudam o curso e vão embora como se fosse normal deixar o terreno destruído.

Na verdade, esses amores nunca foram verdadeiros. Essas pessoas não conseguem diferenciar sentimento de ficção.

Idealizam uma história, te colocam como personagem, depois decidem que o roteiro precisa ser modificado, afinal o diretor cansou e quer mudar a trama.

Ignoram por completo o que constru√≠ram no cora√ß√£o do outro, agem fria e naturalmente como se aquele algu√©m, h√° pouco t√£o “importante” nunca tivesse existido.

Se afastam da mesma forma que chegaram… de repente e sem avisar.

Chega de imediatismo!

Qual √© mesmo a vantagem de viver emo√ß√Ķes t√£o intensas em pouco tempo e depois n√£o saber o que fazer com o que restou no seu cora√ß√£o?

Quanto vale mesmo essa hist√≥ria de “o que vale √© o momento”, se as lembran√ßas tristes te acompanhar√£o depois que o furac√£o passar?

Amores avassaladores parecem doces no início, mas tem gosto amargo no final.

Raramente um furacão marcará a sua história de forma positiva. Fora o aprendizado do que não repetir na sua vida, nada mais acrescentará.

Agora eu quero a sorte de um amor tranquilo… que ele n√£o seja morno, mas que venha me tomando aos poucos.

Que as alegrias aumentem com o tempo e n√£o diminuam, como tem acontecido.

Que exista coerência entre o que foi dito e o que está sendo feito.

Que eu n√£o precise me preocupar se tudo vai acabar no dia seguinte e que mesmo acabando, haja respeito para isso.

Eu quero o fogo do desejo me queimando, mas também a paz na alma que só um amor verdadeiro consegue dar.

Eu quero ter certeza que estou lutando por alguém que vale a pena e não que vai desistir no meio da batalha.

Eu quero o vento leve beijando o meu rosto, tirando os meus cabelos do lugar, esvoaçando o meu vestido e arrepiando a minha pele.

N√£o quero mais ser tirada do ch√£o por alguns minutos e depois ser arremessada num canto qualquer, como fazem os furac√Ķes.

Chega!


Publicado em Rom√Ęnticos | 14 coment√°rios

Carência não é amor

Ontem eu estava doente (nada sério) e precisei ir ao hospital. Chegando lá, enquanto me consultava, o médico muito simpático e gentil, começou a falar sobre vários assuntos para me distrair e dentre eles, me contou uma história (que agora não vem ao caso), mas que me fez trazer esse tema para compartilhar com vocês. Vamos lá!

Como é mesmo o nome daquela coisa que faz você olhar a lua de forma melancólica, mesmo sem estar apaixonado?

Aquilo que faz você observar os casais se abraçando e sentir vontade de fazer o mesmo?

Sabe o nome? Eu sei! √Č car√™ncia!

Carência é foda! Quando ela começa a aparecer, é sinal que você vai fazer merda.

A pessoa que antes nem era uma opção, passa a ser uma alternativa considerável em uma noite solitária. A vontade de ter um amor pra chamar de seu, aumenta tanto que qualquer potencial convite para sair, acaba por se transformar em uma promessa de vida a dois.

A car√™ncia faz voc√™ enfiar os p√©s pelas m√£os e a raz√£o por √°gua abaixo. √Č tanta necessidade de acalentar o corpo e a alma, que voc√™ vai se apegando e se apaixonando por qualquer criatura que apare√ßa na sua frente com um discurso carinhoso.

Depois essa pessoa vai embora e você sofre como se estivesse perdendo o grande amor da sua vida, quando na verdade era só alguém em quem a carência projetou uma história.

Você não sofre pela pessoa, sofre pelos planos que perdeu. Sofre pela referência hipotética de ser feliz e não por, de fato, ter sido.

Sente falta, quer ter a companhia, mas não lembra que enquanto estão juntos, não conseguem sequer desenvolver uma conversa boa e madura. O sexo é aquela coisa morna, feito sem muita entrega, mas você acha que fez amor.

A carência faz você enxergar sentimento onde não existe. Faz você acreditar que um encontro casual estava escrito nas estrelas. A coincidência de gostar da mesma praia que o outro é tida como um sinal que as almas precisavam se encontrar. E até onde não há a menor compatibilidade, você afirma que são pequenas diferenças contornáveis.

Quando tudo acaba, a dor da rejeição é muito mais significativa que a ausência do outro. Se você avaliar, friamente, perceberá que poderia ter sido esse que foi embora ou o cara da esquina.

Não era a pessoa, eram os desejos que a sua carência idealizou para ela. Quando passa o período da quarentena e vem a superação, você olha pra trás e pensa: não entendo porque sofri tanto por alguém que não me valorizava.

Mas é fácil de entender, a carência joga os holofotes em amores irreais e ofusca o amor próprio.

Existe amor e existe carência! Antes de sofrer a toa, tente identificar essa diferença. A dor pode até não diminuir mas, seguramente, você vai saber melhor como curá-la.

 


Publicado em Cotidiano | 10 coment√°rios