4 inseguranças que os homens tem na primeira transa

Algumas mulheres acham que a grama dos homens é mais verde. Acreditam que só elas sofrem com as cruéis inseguranças em relação ao corpo ou ao seu desempenho sexual.

Mas n√£o √© bem assim n√£o! J√° diz o ditado que ‚Äúpau que d√° em Chico, tamb√©m d√° em Francisco‚ÄĚ. Assim como n√≥s, o lado de l√° tem as suas fraquezas.

√Č bom deixar claro que estamos falando de homens que se preocupam com as suas parceiras. Os ego√≠stas n√£o se incomodam com essas coisas, s√≥ pensam no pr√≥prio prazer.

Enfim… todo mundo j√° conhece esses medinhos, mas ainda assim, vou listar e comentar alguns deles.

Tamanho do documento ‚Äď O mundo muda, evolui, a ci√™ncia descobre a cura para muitos males, mas este assunto sempre ser√° tratado em rodas de amigos… e de amigas. N√£o posso mentir e dizer que para algumas mulheres isso n√£o importa… algumas curtem mesmo os tamanhos GG e XG. Mas isso n√£o quer dizer que os ditos ‚Äúnormais‚ÄĚ ou ‚Äúpequenos‚ÄĚ n√£o tenham chance com elas. Na minha opini√£o, n√£o vale ter o pinto grande e n√£o saber usar… n√£o adianta nada. Existem coisas muito mais importantes no ato sexual, que o tamanho do p√™nis.

Broxar ‚Äď Esse medo sempre ser√° o maior fantasma que um homem levar√° para a cama. A quest√£o se faz mais presente, quando √© o primeiro encontro… h√° sempre aquele receio de n√£o conseguir comparecer, seja pelo nervosismo natural, seja por achar que a mulher √© gostosa demais ou por achar que ela vai rir ou falar mal se o mocinho n√£o subir. Nos encontros seguintes, esse medo pode at√© aparecer, mas fica por pouco tempo, afinal o casal j√° estar√° mais relaxado.

Ejacula√ß√£o precoce ‚Äď Se broxar √© assustador para eles, a excita√ß√£o desenfreada tamb√©m pode ser. Alguns homens ficam t√£o afoitos no primeiro encontro, que n√£o conseguem segurar o orgasmo e a√≠ pinta essa inseguran√ßa antes de come√ßar a transa: a temida ejacula√ß√£o precoce. Se for uma coisa que aconte√ßa vez ou outra, qualquer mulher vai entender, mas se for recorrente, √© importante o rapaz consultar um m√©dico e investigar os fatores biol√≥gicos e psicol√≥gicos que levam a isso.

Ela fingiu? ‚Äď Os homens mais observadores e os mais inseguros, cultivam a preocupa√ß√£o de saber se conseguiu dar prazer (de verdade) ou n√£o. Infelizmente, nesse ponto n√£o h√° muito o que fazer, pois algumas mulheres, infelizmente, ainda fingem e acham que isso √© legal. Se ela fingiu, dificilmente, o homem conseguir√° descobrir. Mas vale ponto positivo para os que se importam com isso.

Todos temos as nossas inseguran√ßas e da mesma forma que os homens atestam que as mulheres s√£o bobas em se importarem com as celulites e gordurinhas na hora do sexo, as mulheres tamb√©m sabem entender se algumas dessas situa√ß√Ķes mencionadas acontecerem.

Aquela hist√≥ria de que ‚Äúa primeira impress√£o √© a que fica‚ÄĚ, n√£o se aplica muito para a primeira transa, que neste caso, s√≥ melhora nos encontros seguintes. Isso n√£o √© um conselho, mas acho que o mais legal √© relaxar e se entregar… de forma natural, tudo funciona melhor.

 

 


Publicado em Sem categoria | 2 coment√°rios

Fomos escritos assim

Se quiser, você pode ler ouvindo: Broken Hearted Girl

 

Quem escreveu a nossa história, brincou com as linhas, misturou os verbos e fez poesia.

Adicionou o acaso, o romance, as alegrias e os parênteses que guardaram a dor.

Fomos prosa discorrida em palavras sem sintaxe, feitos só de simplicidade.

Fomos versos sem rima e sem cadência, mas havia nas nossas letras a mais perfeita congruência.

Em meio aos travess√Ķes, nos dissemos o que era preciso e nos par√°grafos nos desordenamos pelo pr√≥prio risco.

Fomos pontos infinitos de interroga√ß√Ķes nas tentativas de descobrir um ao outro.

Fomos muitas, milhares e inevit√°veis exclama√ß√Ķes que pontuaram a tradu√ß√£o de tantos sentimentos.

Nunca fomos frases feitas ou express√Ķes cristalizadas, quem nos escreveu sabia muito bem que jamais fomos lugar comum.

As nossas aspas citavam apenas as m√ļsicas que permearam a nossa trama… antes, durante… e depois de uma briga quando pens√°vamos que ‚Äúse voltar desejos ou se eles foram mesmo…‚ÄĚ, valeria a pena continuar.

Mas ent√£o passamos para a falta de clareza e as constru√ß√Ķes sem nexo das frases que come√ßaram a nos afastar.

Sem concatenar as ideias, fugimos do que nos inspirava… esquecemos que o tema era amar.

Passamos a ser hiatos… espa√ßamentos, linhas em branco e caneta sem tinta.

Ficamos retóricos e vazios de nós mesmos.

Em pouco tempo, a nossa história foi escrita em extensos capítulos, mas quando deixamos de ser sujeitos dos nossos predicados, houve um momento em que ela não passou de uma página borrada, sofridamente chegando nas trinta linhas.

Quem escreveu a nossa hist√≥ria, seguramente, n√£o gosta das conclus√Ķes… soube construir o come√ßo, desenvolveu muito bem o meio, mas perdeu a criatividade para narrar o fim.

Deixou reticências onde deveria ter um ponto final.

Deixou frases soltas onde era preciso um epílogo.

Quem escreveu a nossa história, na verdade sabia que não poderia decidir por nós.

Depois que o enredo cresce e toma forma, os personagens se agigantam e os sentimentos ficam indom√°veis.

Quem escreveu sabia que nada √© para sempre, mas que o tempo desse ‚Äúpara sempre‚ÄĚ, quem decide s√£o os agentes determinantes da hist√≥ria.

Quem decide até onde vai e como será o desfecho, somos nós.

E assim, sem papel pautado, para que as linhas n√£o nos limitassem, escrevemos folhas em branco e fomos usando qualquer sentido, onde nenhuma palavra foi retida e os nossos desejos foram todos permitidos.

Sem ficarmos presos ao passado, em tempo presente escrevemos o futuro.

Sem n√≥s, sem pontos, sem notas de rodap√©, sem ‚Äúfim‚ÄĚ… porque tudo o que foi bom, nunca morre… permanece no encantamento.

 


Publicado em Sem categoria | 9 coment√°rios

Existe forma correta para terminar um relacionamento?

Ontem, chegou esse coment√°rio abaixo em um texto antigo meu e quem acompanha o blog, sabe que eu sempre falo sobre os assuntos sugeridos atrav√©s dos coment√°rios, e-mails e inbox. Ent√£o vou atender aos pedidos do meu amigo que me pareceu sincero e cuidadoso com os seus relacionamentos, afinal est√° tentando entender e ser melhor. Adorei as suas sugest√Ķes e hoje vou falar de uma delas.

Ent√£o, vamos l√°!

Terminar um relacionamento nunca foi uma tarefa fácil. Dificilmente uma relação termina pela vontade das duas partes, se assim fosse, viveríamos no melhor dos mundos, acabaria a sofrência e Pablo se aposentaria indo morar em alguma ilha particular. Mas a situação é mais complicada, jovem!

Algumas vezes voc√™ √© a parte que quer terminar e em outras voc√™ √© aquela que algu√©m quer exterminar. E a√≠ √© que a situa√ß√£o parece distinta, afinal cada um enxerga pelo seu √Ęngulo. Quando voc√™ n√£o ama mais, acha que o outro est√° confundindo as coisas, que precisa lhe deixar respirar e que est√° se tornando cansativo com todas as v√£s tentativas de salvar a rela√ß√£o.

Mas quando você é a parte que será deixada, aí o outro é o egoísta, o que não valoriza os seus sentimentos, o que pisa no seu coração e que não se importa o mínimo se você está sofrendo.

Sim, meus amigos! Nós somos mesmo complicados.

Respondendo ao meu amigo, digo que não existe fórmula, regras ou receita de bolo para isso. Cada um sente de uma forma e a sua personalidade é o que definirá esta ação.

Apesar de n√£o existir ‚Äúpassos corretos‚ÄĚ para se terminar, vou pontuar algumas coisas que √© bom lembrar ao tomar esta decis√£o.

Sinceridade: olha s√≥, t√£o simples, n√©? Mas muita gente tem uma dificuldade tremenda de usar essa ferramenta. Enganam, enrolam e s√£o incapazes de abrir o jogo e falar de forma cuidadosa que n√£o est√£o felizes e n√£o querem mais. Estas pessoas preferem fazer o joguinho do ‚Äúvou bagun√ßar pra ser demitido por justa causa‚ÄĚ. Sabe como √©, n√©? Gente que come√ßa a mudar o comportamento para que o outro tenha a responsabilidade de terminar. N√£o fa√ßa isso!

Saber ir embora: este √© um detalhe importante. N√£o importa se a sua rela√ß√£o foi de 3 anos ou 3 dias, ter dividido intimidade com uma pessoa, j√° lhe d√° uma import√Ęncia na vida dela, portanto n√£o a trate como um prato de comida que voc√™ pede para o gar√ßom levar depois de ter se abastecido e juntado os talheres (me perdoem o trocadilho). O fato de voc√™ n√£o querer mais, n√£o est√° relacionado √† ignorar e tratar mal o outro. Se o que houve foi bom, isso n√£o impede de que uma amizade seja cultivada.

Palavras desnecess√°rias: algumas frases ficam muito lindas quando voc√™ pensa, mas isso falado e direcionado ao outro, pode ter um efeito devastador. Contenha-se e n√£o fale o que nem de longe far√° bem a quem estiver ouvindo. Exemplos:¬†Espero que voc√™ encontre algu√©m legal, pois voc√™ merece ser feliz (Jura?? Fala s√©rio!) / Acho que a gente pode ser amigo (Deixe isso apenas subentendido… n√£o fale!) / O problema sou eu, n√£o √© voc√™ (Algu√©m ainda usa esse texto, gente? Interna!)

Respeito: isso √© b√°sico e comum a toda esp√©cie humana, portanto n√£o pode ser esquecido. Seja qual for a sua posi√ß√£o no jogo, no seu esquema t√°tico n√£o pode faltar respeito. √Č aquela hist√≥ria que repito sempre… n√£o basta saber entrar na vida de uma pessoa, tem que saber sair, pois fatalmente √© por esta √ļltima atitude que voc√™ ser√° lembrado. Trate com respeito e mesmo que o outro tenha feito algo de ruim, n√£o pague na mesma moeda.

 

√Č importante lembrar, que voc√™ n√£o ter√° responsabilidade eterna pelo sofrimento da pessoa que ainda te ama ou precisar√° se penitenciar todos os dias por ter terminado. Depois de ter sido sincero e conduzido tudo com respeito, se o outro ainda reclamar, j√° n√£o √© problema seu!

 


Publicado em Sem categoria | 7 coment√°rios

Ainda vejo você

Se você quiser, pode ler o texto ouvindo: Colbie Caillat РTry

 

Mesmo tão longe, eu vejo você todos os dias.

Você não sabe, mas estou sempre aí do seu lado, não a minha parte física e desastrada que não consegue ser discreta, mas o meu pensamento está com você.

Eu vejo você acordando todos os dias, abrindo os olhos devagar e meio com preguiça.

Eu vejo a √°gua do chuveiro caindo nas suas costas e escorrendo pelo seu corpo.

Eu vejo o seu sorriso todas as vezes que lê a coluna do Zé Simão.

Eu vejo a sua ansiedade para terminar aquele projeto pendente.

Eu vejo a sua forma de respirar aliviado ao final de mais um dia cheio.

Foi tanto tempo decorando voc√™… as suas manias, prefer√™ncias, o jeito meio desajeitado de atropelar as palavras falando r√°pido, que basta fechar os meus olhos e voc√™ se materializa.

A sua presença em mim é ainda tão forte que já não sei se é só saudade ou se ainda é amor.

O seu cheiro n√£o sai de mim… eu sinto no ar, nos travesseiros e na minha pele.

Eu sei exatamente as palavras que você usaria ao comentar algo ou que opinião me daria sobre como agir em determinada situação.

Eu ainda sinto você.

Eu ainda sou um pouco do que fomos.

Eu ainda lembro cada detalhe.

O meu corpo j√° entendeu o fim, mas a minha alma ainda n√£o.

O meu pensamento tem vontade própria e vaga por onde bem entende, não por acaso vive perto de você.

Mesmo voc√™ n√£o me vendo, eu ainda estou a√≠… do seu lado.

Vez ou outra eu volto pra mim, outras tantas me abandono.

Mas nessas idas e vindas, descubro cada vez mais onde devo estar e logo mudarei o caminho.

O meu pensamento começa a entender que deve voltar e não continuar a lhe seguir.

Ent√£o em breve, estarei completa… corpo, alma, cora√ß√£o e pensamento.

 

 


Publicado em Sem categoria | 2 coment√°rios

Beijo de língua: você está fazendo isso certo?

Eu nem devia estar aqui falando como se deve beijar ou n√£o, afinal cada um faz o que quiser e beija como bem entender, n√©? Tamb√©m n√£o tenho a inten√ß√£o de dizer que sou especialista em beijo, mas veja bem… o b√°sico todo mundo precisa saber e tem gente que nem isso.

Ent√£o vou falar mesmo assim…

N√£o sei voc√™s, mas pra mim beijo √© passo eliminat√≥rio na rela√ß√£o. Ficar uma vez com quem n√£o beija bem, acontece… mas se apaixonar, s√≥ se o beijo for bom, pelo menos pra mim. Se voc√™ parar pra analisar, vai perceber que o beijo diz muito sobre o comportamento do outro, principalmente no sexo.

√Č verdade! Fa√ßa esse teste. Gente que beija sem muito envolvimento, que voc√™ n√£o sente a entrega, a respira√ß√£o, as m√£os lhe apertando com mais for√ßa quando a l√≠ngua entra no jogo, fatalmente ser√° um parceiro frio na cama. Mas isso √© assunto para uma outra hora.

O tema aqui hoje √© a l√≠ngua! Esta parte essencial no beijo, mas que algumas pessoas n√£o fazem a menor ideia de como us√°-la durante o processo. Primeiramente, listarei abaixo pontos important√≠ssimos, baseados em opini√Ķes minhas e de amigos que colhi depoimentos. Sendo assim, atentem para estas coisas que voc√™ N√ÉO DEVE fazer com a l√≠ngua ao beijar.

1 – Jamais, nunca e em hip√≥tese alguma, comece um beijo j√° enfiando a l√≠ngua na boca da pessoa. Ainda que voc√™ esteja no meio da transa, deixe a l√≠ngua para um segundo movimento, ok? Principalmente se for o primeiro beijo. √Č irritante e broxante, voc√™ se aproximar para encostar os l√°bios e o outro j√° estuprar a sua boca com a l√≠ngua.

2 РLíngua não é enxaguante bucal, então não fique rodando entre os dentes do parceiro como se quisesse fazer um reconhecimento da arcada dentária da pessoa. O que você acha bacana, nem sempre é agradável para o outro, entendeu?

3 – L√≠ngua n√£o √© chuveiro para lavar o rosto alheio. Obviamente, em alguns momentos mais quentes, ela escapa e vai lambendo tudo mesmo… pesco√ßo, nuca, orelha… mas isso s√≥ de vez em quando. Claro que √© normal molhar um pouco, mas lamber a bochecha e o nariz, j√° √© over.

4 РLíngua não é estátua para ficar parada. Use! Beijo morno demais não excita ninguém.

√Č preciso entender que a l√≠ngua √© o ponto alto do beijo… o √°pice. Por isso ela √© um trunfo que deve ser deixado para o momento mais quente. Se voc√™ j√° come√ßa o beijo com l√≠ngua saindo por todos os lados, a parada perde o mist√©rio.

Antes de tudo e qualquer coisa, relaxe os m√ļsculos da face… deixe o maxilar soltinho. Tem gente que parece que tem pregui√ßa de abrir a boca pra beijar. Mas n√£o precisa escancarar querendo engolir o outro, encontre um meio termo.

Comece a beijar de maneira mais lenta, v√° reconhecendo os l√°bios da pessoa, brinque se afastando e depois aproximando. Aumente a press√£o do toque chegando mais perto e tamb√©m pressionando mais o corpo do parceiro. Ao primeiro sinal de uma respira√ß√£o mais ofegante, √© hora de voc√™ arrasar. Introduza a sua l√≠ngua, inicialmente, de uma maneira mais delicada e depois… depois fica por sua conta porque tamb√©m n√£o posso ensinar tudo, n√©?

O importante é que agora você já sabe o momento exato de usá-la! Então faça o beijo valer a pena e deixe que ele seja inesquecível.

De nada!

 


Publicado em Sem categoria | 22 coment√°rios

Coisas que adoramos nos homens… e outras que nem tanto

Atenção homens!

√Č o seguinte: se existe alguma coisa melhor que voc√™s, t√° escondida em algum lugar que ningu√©m descobriu ainda. Pensa numa coisa boa? Voc√™s!

Mesmo com todos os defeitos que n√≥s apontamos, mesmo com toda a inconst√Ęncia de alguns, voc√™s s√£o especiais e a gente adora admirar, se bem que existem umas exce√ß√Ķes por a√≠ que nem vale a pena comentar (credo!).

Algumas coisas que voc√™s fazem e usam, deixam a gente mais apaixonada, mas outras… bom, eu conto a√≠ abaixo

Fotos nas redes sociais: adoramos ver fotos de voc√™s. √Č legal e as redes sociais est√£o a√≠ para facilitar essa quest√£o. Mas entendam… selfies em excesso e muito posadas com caras, bocas e olhares, parecem artificiais demais e a gente acha meio broxante. Uma vez ou outra, tudo bem, mas todos os dias uma selfie sensualizando, fica puxado. A menos que voc√™ seja um cara famoso… ator, cantor ou modelo e por conta disso trabalhe com a sua imagem, melhor apostar nas fotos mais naturais.

Figurino: achamos uma del√≠cia quando voc√™s se arrumam. √Č bacana quando o cara √© estiloso e sabe combinar algumas coisas, mas isso n√£o √© essencial. O b√°sico nunca erra. Para acertar aposte numa camiseta preta (desculpa, pode ser outra cor, mas fa√ßo parte da legi√£o ‚Äúadoradoras de homens com camiseta preta‚ÄĚ), um jeans b√°sico e t√° √≥timo. Evitem usar camisa de flores com bermuda listrada, pelam√īrdi!!!! Importante: ousar √© bom… mas antes tenha certeza que a proposta √© condizente com o seu tipo f√≠sico e idade.

 

Dan√ßarinos: encontrar um cara legal para um relacionamento √© muito bom e quando vem com o b√īnus dele saber dan√ßar, √© melhor ainda. Adoramos encontrar um parceiro que goste e saiba dan√ßar, mas veja bem… aquele cara que chega no meio da festa e come√ßa a fazer o dan√ßarino profissional, com performances exageradas, assusta. Se voc√™ n√£o √© o Xanddy do Harmonia do Samba, conv√©m dan√ßar de forma mais discreta.

 

Barba: agora virou febre e quase todas as mulheres querem os homens com barba. Eu sou suspeita para falar, afinal sempre gostei muito. Mas entendam meninos, nem todo pelinho que nasce no seu rosto deve ser considerado como barba, ok? Alguns homens s√£o privilegiados e ela j√° nasce certinha, bem arrumada, cheia… caso voc√™ n√£o tenha essa sorte e ela nas√ßa com muitas falhas… daquelas que tem um pouquinho no queixo, outra metade no bigode e mais um pouquinho nas laterais e nenhum desses pontos se encontrem… esque√ßa! O rosto lisinho vai fazer bem mais sucesso. E antes que eu esque√ßa: bigode sozinho, N√ÉO. Apenas, N√ÉO!!!!

 

Acess√≥rios: Massa! Colarzinho de couro √© bacana, pulseiras de couro tamb√©m √©, anel de prata √© lindo, brincos e piercing tamb√©m s√£o aprovad√≠ssimos. Mas aten√ß√£o… use com modera√ß√£o e bom gosto! Se encher de pulseiras at√© a metade do bra√ßo, usar brincos grandes demais, decorar todos os dedos com an√©is e usar colar dourado e muito grosso, j√° chega em um lugar chamado ‚Äúdesnecess√°rio‚ÄĚ. Para que t√° feio! Menos √© mais, meninos.

 

Perfumes: aqui √© o meu ponto fraco. Voc√™ pode at√© n√£o ser o mais bonito ou n√£o ser o mais atraente, mas um perfume bom, eu disse BOM, vai te dar uma vantagem imensa. Homem cheiroso √© perdi√ß√£o. √Č legal quando o cara entende de perfume e sabe compra-los. Particularmente, acho os importados melhores, mas isso n√£o quer dizer que n√£o existam outras alternativas. O primeiro passo √© voc√™ mesmo gostar do cheiro, claro! Mas pe√ßa opini√Ķes… um perfume ruim pode espantar e n√£o atrair. Outro ponto importante, √© n√£o usar demais. A medida certa √© aquela que √© preciso chegar mais perto de voc√™ para sentir, sacou? E n√£o aquela que ela j√° sabe que voc√™ chegou na portaria do pr√©dio, s√≥ pelo cheiro. Enfim, use perfume! √Č bom ter alguma coisa para cheirar no seu cangote.

E por √ļltimo, mas n√£o menos importante, fica a observa√ß√£o de que todas essas coisas que apontei como ‚Äúerradas‚ÄĚ, podem ficar bem em voc√™. Mas isso s√≥ vai acontecer dependendo do seu estilo, maneira de levar a vida e personalidade.

 

 

 


Publicado em Sem categoria | 10 coment√°rios

Missão: nós

O meu amigo J. mora fora da Bahia e quando vem aqui, a gente se encontra… ele √© o tipo de pessoa que voc√™ marca um almo√ßo e o papo √© t√£o interessante que s√≥ vai terminar no final da tarde. Foi assim da √ļltima vez em que eu e uma amiga encontramos com ele.

Dentro de todos os assuntos que falamos, obviamente, n√£o poderia faltar uma pauta sobre relacionamentos. E como J. mesmo disse ‚Äúj√° vi que dessa conversa vai sair um post‚ÄĚ… e saiu! Em um certo momento do papo, eu falava da dificuldade geral que as pessoas tem de se firmar em um relacionamento e a√≠ ele me perguntou o que eu acho que falta…

 

Falta o olhar do outro.

Falta enxergar além do corpo.

Falta querer conhecer a alma.

Falta falar menos de si e escutar quem está com você.

Falta tocar mais, sentir mais, se entregar mais.

Faltam coisas básicas e essenciais que ninguém se dá conta.

Existe uma pregui√ßa generalizada de se esfor√ßar para que as rela√ß√Ķes continuem. Tudo se resume ao que √© c√īmodo e que n√£o atinja a sua zona de conforto.

Se um n√£o mandar mensagem, o outro n√£o manda. Se um n√£o fizer carinho, o outro n√£o faz. Se um n√£o demonstrar o sentimento, o outro se camufla e assim vive-se uma guerrinha, ainda que rom√Ęntica, de interesses.

√Č como se fosse obriga√ß√£o da outra parte mostrar a que veio, como se o outro precisasse provar a todo instante que √© ‚Äúmerecedor‚ÄĚ de estar ali.

Cada um olhando para o próprio umbigo. Os que estão envolvidos querem ser amados da mesma forma, sem se preocupar em entender que talvez o outro ainda esteja construindo esse sentimento e os que não querem nada sério, sequer percebem quando a outra parte está envolvida e, invariavelmente, machuca o parceiro.

Tem gente que ainda n√£o¬† entendeu que √© preciso um certo empenho e acima de tudo, vontade de que as coisas deem certo… dos dois lados!

O que eu acho na verdade, bem na verdade mesmo, √© que poucos… pouqu√≠ssimos querem uma rela√ß√£o s√©ria. Confundem liberdade individual com ‚Äúeu posso trair e o outro tem que aceitar‚ÄĚ. Confundem o estar perto com o estar junto e assim a superficialidade vai se estabelecendo.

Encontrar alguém que olhe no olho, que queira saber a sua história, o seu sonho profissional ou até mesmo seu sorvete favorito, está cada vez mais difícil, afinal cada um está sempre muito ocupado olhando para si mesmo e falando sobre si mesmo o tempo inteiro.

As rela√ß√Ķes se concentraram no ‚Äúeu‚ÄĚ. O ‚Äún√≥s‚ÄĚ cansa, d√° trabalho, ocupa tempo e espa√ßo. Os discursos se repetem o tempo inteiro: Eu n√£o estou satisfeito. Eu estou sufocada. Eu n√£o recebo carinho da sua parte. Eu n√£o posso hoje e tamb√©m n√£o posso amanh√£. Eu n√£o lembro o que voc√™ me disse que quer fazer nas f√©rias.

A preocupação com o outro está sendo escassa e a cobrança por ela, aumentando cansativamente.

Continuar√° assim, at√© que percebam que o que falta mesmo √© ter o olhar. O olhar no sentido mais abrangente da palavra. Quando esse olhar acontecer, ser√° f√°cil entender que ali, naquele espa√ßo que separa o abra√ßo e o beijo, existe um ‚Äún√≥s‚ÄĚ.

√Č isso que falta. A miss√£o √© √°rdua, mas em algum momento ela ser√° bem sucedida.

 


Publicado em Sem categoria | 5 coment√°rios

Sem sinal

Se você quiser, leia o texto ouvindo: Ed Sheeran РPhotograph

 

Eu acreditava em sinais. Palavras, frases, sons, imagens, a m√ļsica que dizia tudo, o encontro que encantava, o sil√™ncio que gritava e a aus√™ncia que n√£o distanciava.

Acreditei no olhar e no sorriso sereno. Nas juras de sinceridade e no discurso que dizia vir do coração. Acreditei no que não era dito e traduzi todos esses sinais  no que eu queria que tivesse acontecido.

Os sinais n√£o eram reais. N√£o passaram de express√Ķes vagas, segredos de liquidificador mec√Ęnicos e banalizados. N√£o havia mais sentimento e eu, louca, insana e pueril, acreditava que os sinais diziam o contr√°rio.

N√£o havia o contr√°rio. N√£o haviam sinais. S√≥ existiam incertezas, passos que confundiam e desprop√≥sito entre palavras e a√ß√Ķes. Mas eu continuava acreditando que eram sinais.

Reunia todos eles em um papel velho estendido no chão e passava horas unindo um ao outro para encontrar a mensagem final. Montava um quebra cabeça grande e triste, onde sempre faltava uma peça.

Não faltavam peças. Não havia mensagem. Não existia nada a ser dito.

Eu acreditei nos sinais. Em todos eles. Nos que vinham borrados, quase se apagando e nos outros carregados de tinta, que me fizeram confundi-los com verdade. Todo o tempo os sinais me fizeram acreditar que alguma coisa ainda estava para acontecer, que o presente estava apenas tentando mostrar o futuro.

Na total incapacidade de interpretar os fatos reais, acreditei no que me fizeram acreditar. Comprei como sinceridade o que n√£o passava de frivolidades.

Eu acreditei nos sinais… tanto, tanto, tanto, que a realidade me empurrou do quinto andar desse otimismo rid√≠culo que me faz crer no cora√ß√£o das pessoas. Eu devia ter ‚Äúescutado‚ÄĚ apenas as atitudes, mas n√£o… resolvi tamb√©m ‚Äúouvir‚ÄĚ os sinais.

Eles pareciam tão claros, tão genuínos, mas uma vez contestados, mostraram-se fracos, rasos, superficiais e extintos.

Eu acreditei tanto nos sinais que ao descobrir esse erro, me senti pequena, rid√≠cula, estupidamente boba e burra por ter fechado os olhos para o √≥bvio. N√£o havia nada. N√£o havia saudade, sentimento, vontade, desejo… n√£o eram sinais.

A √ļnica coisa que havia era a minha ingenuidade.

N√£o vou mais acreditar nos sinais. Ainda que eles gritem, me farei de surda e saberei que n√£o s√£o para mim. O que agora me pertence, s√£o as palavras, as atitudes, o querer. Os sinais? Estes, j√° n√£o me dizem mais nada.

 


Publicado em Sem categoria | 8 coment√°rios

7 motivos para acabar um relacionamento

Amar é simples, mas não é fácil! Saber aceitar e respeitar as diferenças é uma arte. Se muitas vezes, nem a gente se aguenta, imagina aguentar o outro?

Mas a vontade de que dê certo quando ainda há amor, torna tudo mais fácil.

√Č comum fechar os olhos para o que est√° ao seu entorno e achar que a grama do vizinho √© muito mais verde. Na verdade, o vizinho tamb√©m est√° pensando a mesma coisa sobre a sua grama. √Č bom cuidar e perceber o que anda errado para que n√£o seja tarde demais.

Veja aqui alguns dos principais motivos que podem acabar com um relacionamento.

1. Compensa√ß√Ķes: Da√≠ que quando voc√™ se apaixona perdidamente, resolve esconder embaixo do tapete as coisas que n√£o gosta no parceiro. Ele n√£o √© nada rom√Ęntico, mas sempre leva o seu carro para lavar. Ela n√£o gosta dos seus amigos, mas √© uma fera na cozinha… ent√£o voc√™ decide compensar uma coisa pela outra, mas uma hora essa bomba rel√≥gio vai estourar e voc√™ vai perceber que sente falta daquilo que abriu m√£o. Crise!

2. Fim da individualidade: Você só se veste como o outro quer, só aceita nas redes sociais e curte status de quem não irrita o outro, compartilha todo o seu tempo livre com a pessoa e perde os momentos solitários que te faziam bem (e são necessários), nenhum pode sair sem o outro e eis que a ficha cai e percebe-se que a sua individualidade se perdeu e é hora de reencontrá-la. #PartiuMeAchar

3. Falta de comunica√ß√£o: A famosa e famigerada DR (discuss√£o de relacionamento) pode at√© ser chata, mas pense numa coisa necess√°ria… √© ela. Claro que ningu√©m suporta uma rela√ß√£o estressada em que a todo momento um dos lados tem que tratar uma quest√£o, mas para acertar os ponteiros, saber o que o outro anda pensando sobre voc√™ e vice versa, a comunica√ß√£o √© de fundamental import√Ęncia! Ningu√©m tem obriga√ß√£o de adivinhar o que voc√™ quer ou pensa. Seja claro e entenda que voc√™ n√£o √© o centro do universo para que tudo pare em sua fun√ß√£o. Te amo, mas adeus!

4. Perda da admira√ß√£o: Particularmente, acho este um ponto fundamental para que a rela√ß√£o d√™ certo. √Č dif√≠cil amar quem voc√™ n√£o admira… seja pela intelig√™ncia, pelo senso de humor, pela bondade, pela compet√™ncia profissional e outras coisas. N√£o me refiro √† beleza, pois acho que esta √© a coisa mais superficial de tudo. No momento que voc√™ deixa de admirar quem est√° ao seu lado, que descobre que tudo o que voc√™ acreditava que ele fosse, n√£o passou de uma ilus√£o, a√≠ a coisa esfria… congela. O mundo caiu!

5. Brigas constantes: Acho dif√≠cil conviver sem discordar de algo ou ficar insatisfeito com alguma atitude pontual do outro. Isso √© normal! Aquelas briguinhas que servem para alinhar as coisas e depois terminar fazendo as pazes na cama, s√£o mais que aceit√°veis. Mas brigar por tudo e qualquer coisa, a√≠ j√° √© viver numa eterna neura onde tudo incomoda, tudo √© chato, tudo √© rid√≠culo… enfim, rid√≠culo √© continuar nessa. Tem que ver isso a√≠!

6. Trai√ß√£o: Algumas pessoas ainda n√£o se deram conta, que relacionamento n√£o √© pris√£o. N√£o pode ser, afinal o amor n√£o aprisiona. Todo mundo tem o direito de ficar com quem quiser e bem entende. Mas caso voc√™ n√£o viva um relacionamento aberto onde a outra parte entender√° as puladas de cercas, n√£o fa√ßa isso. N√£o traia se o outro n√£o aceita este comportamento. N√£o precisa deixar de ficar com quem voc√™ quer, mas termine, seja sincero… o que n√£o pode √© viver enganando e afundando num mar de mentiras. A√≠ fica puxado.

7. Acabou o amor: Preste atenção! Não importa se a outra pessoa é maravilhosa, se ela faz por você o que ninguém mais fez, se ela é linda e gosta de tudo o que você gosta, se a sua família adora ela ou se os seus amigos gostam tanto dela quanto de você. O que importa é o seu sentimento. Se o amor acabou é hora de aceitar e sair da zona de conforto. O fim nunca é fácil, por mais que você não ame mais, mas ele é necessário para recomeçar e seguir sua vida. Corre que a felicidade tá passando!

 


Publicado em Sem categoria | 18 coment√°rios

Era sonho

Se você quiser, pode ler o texto ouvindo: Ed Sheeran РKiss Me

 

Era fim de tarde e chovia, as ruas eram desertas e molhadas.

No ar o cheiro da terra e em seguida o seu perfume me invadia.

Não via o seu rosto, mas sabia que era você.

N√£o ouvia a sua voz, mas escutava o seu pensamento.

As nossas mãos se encontraram e os nossos dedos se entrelaçaram.

Era como se aquele gesto mostrasse o quanto ainda est√°vamos ligados.

 

A chuva foi embora e um céu azul parecia entender que a tempestade havia passado.

Eu fechava os olhos para lhe sentir melhor.

Você me rondava como se quisesse me proteger.

 

Havia uma m√ļsica.

Havia flor… s√≥ uma. E voc√™ disse que ela tinha o meu nome.

Havia uma sensação de paz, coisa que há tempos eu não sentia.

 

Eu fazia muitas perguntas e você não respondia nenhuma delas.

Você me segurava e eu tentava ir embora.

A gente se olhava e nesse momento, em que eu via o seu rosto, j√° n√£o me interessava nenhuma resposta.

Mais uma vez eu n√£o entendia. Os seus sinais me mostravam uma coisa e as palavras outra. Segui ent√£o as suas palavras, pois estas s√£o concretas… contundentes. Os sinais me confundiram, me fizeram acreditar que ainda havia alguma coisa, mas a tua boca desmentiu e disse o que, realmente, queria.

Enquanto eu me afastava, via as nossas mãos se separando, lentamente. Ardia, doía e sufocava toda aquela saudade contida.

N√£o houve um beijo.

Era um devaneio, cheio de verdades.

Era sonho, mas ao mesmo tempo, uma constante realidade.

 

Acordei! Sem você, sem nós.

Só eu, envolta em todos os meus nós.

 

 

 


Publicado em Sem categoria | 2 coment√°rios