7 motivos para acabar um relacionamento

Amar é simples, mas não é fácil! Saber aceitar e respeitar as diferenças é uma arte. Se muitas vezes, nem a gente se aguenta, imagina aguentar o outro?

Mas a vontade de que dê certo quando ainda há amor, torna tudo mais fácil.

√Č comum fechar os olhos para o que est√° ao seu entorno e achar que a grama do vizinho √© muito mais verde. Na verdade, o vizinho tamb√©m est√° pensando a mesma coisa sobre a sua grama. √Č bom cuidar e perceber o que anda errado para que n√£o seja tarde demais.

Veja aqui alguns dos principais motivos que podem acabar com um relacionamento.

1. Compensa√ß√Ķes: Da√≠ que quando voc√™ se apaixona perdidamente, resolve esconder embaixo do tapete as coisas que n√£o gosta no parceiro. Ele n√£o √© nada rom√Ęntico, mas sempre leva o seu carro para lavar. Ela n√£o gosta dos seus amigos, mas √© uma fera na cozinha… ent√£o voc√™ decide compensar uma coisa pela outra, mas uma hora essa bomba rel√≥gio vai estourar e voc√™ vai perceber que sente falta daquilo que abriu m√£o. Crise!

2. Fim da individualidade: Você só se veste como o outro quer, só aceita nas redes sociais e curte status de quem não irrita o outro, compartilha todo o seu tempo livre com a pessoa e perde os momentos solitários que te faziam bem (e são necessários), nenhum pode sair sem o outro e eis que a ficha cai e percebe-se que a sua individualidade se perdeu e é hora de reencontrá-la. #PartiuMeAchar

3. Falta de comunica√ß√£o: A famosa e famigerada DR (discuss√£o de relacionamento) pode at√© ser chata, mas pense numa coisa necess√°ria… √© ela. Claro que ningu√©m suporta uma rela√ß√£o estressada em que a todo momento um dos lados tem que tratar uma quest√£o, mas para acertar os ponteiros, saber o que o outro anda pensando sobre voc√™ e vice versa, a comunica√ß√£o √© de fundamental import√Ęncia! Ningu√©m tem obriga√ß√£o de adivinhar o que voc√™ quer ou pensa. Seja claro e entenda que voc√™ n√£o √© o centro do universo para que tudo pare em sua fun√ß√£o. Te amo, mas adeus!

4. Perda da admira√ß√£o: Particularmente, acho este um ponto fundamental para que a rela√ß√£o d√™ certo. √Č dif√≠cil amar quem voc√™ n√£o admira… seja pela intelig√™ncia, pelo senso de humor, pela bondade, pela compet√™ncia profissional e outras coisas. N√£o me refiro √† beleza, pois acho que esta √© a coisa mais superficial de tudo. No momento que voc√™ deixa de admirar quem est√° ao seu lado, que descobre que tudo o que voc√™ acreditava que ele fosse, n√£o passou de uma ilus√£o, a√≠ a coisa esfria… congela. O mundo caiu!

5. Brigas constantes: Acho dif√≠cil conviver sem discordar de algo ou ficar insatisfeito com alguma atitude pontual do outro. Isso √© normal! Aquelas briguinhas que servem para alinhar as coisas e depois terminar fazendo as pazes na cama, s√£o mais que aceit√°veis. Mas brigar por tudo e qualquer coisa, a√≠ j√° √© viver numa eterna neura onde tudo incomoda, tudo √© chato, tudo √© rid√≠culo… enfim, rid√≠culo √© continuar nessa. Tem que ver isso a√≠!

6. Trai√ß√£o: Algumas pessoas ainda n√£o se deram conta, que relacionamento n√£o √© pris√£o. N√£o pode ser, afinal o amor n√£o aprisiona. Todo mundo tem o direito de ficar com quem quiser e bem entende. Mas caso voc√™ n√£o viva um relacionamento aberto onde a outra parte entender√° as puladas de cercas, n√£o fa√ßa isso. N√£o traia se o outro n√£o aceita este comportamento. N√£o precisa deixar de ficar com quem voc√™ quer, mas termine, seja sincero… o que n√£o pode √© viver enganando e afundando num mar de mentiras. A√≠ fica puxado.

7. Acabou o amor: Preste atenção! Não importa se a outra pessoa é maravilhosa, se ela faz por você o que ninguém mais fez, se ela é linda e gosta de tudo o que você gosta, se a sua família adora ela ou se os seus amigos gostam tanto dela quanto de você. O que importa é o seu sentimento. Se o amor acabou é hora de aceitar e sair da zona de conforto. O fim nunca é fácil, por mais que você não ame mais, mas ele é necessário para recomeçar e seguir sua vida. Corre que a felicidade tá passando!

 


Publicado em Sem categoria | 16 coment√°rios

Era sonho

Se você quiser, pode ler o texto ouvindo: Ed Sheeran РKiss Me

 

Era fim de tarde e chovia, as ruas eram desertas e molhadas.

No ar o cheiro da terra e em seguida o seu perfume me invadia.

Não via o seu rosto, mas sabia que era você.

N√£o ouvia a sua voz, mas escutava o seu pensamento.

As nossas mãos se encontraram e os nossos dedos se entrelaçaram.

Era como se aquele gesto mostrasse o quanto ainda est√°vamos ligados.

 

A chuva foi embora e um céu azul parecia entender que a tempestade havia passado.

Eu fechava os olhos para lhe sentir melhor.

Você me rondava como se quisesse me proteger.

 

Havia uma m√ļsica.

Havia flor… s√≥ uma. E voc√™ disse que ela tinha o meu nome.

Havia uma sensação de paz, coisa que há tempos eu não sentia.

 

Eu fazia muitas perguntas e você não respondia nenhuma delas.

Você me segurava e eu tentava ir embora.

A gente se olhava e nesse momento, em que eu via o seu rosto, j√° n√£o me interessava nenhuma resposta.

Mais uma vez eu n√£o entendia. Os seus sinais me mostravam uma coisa e as palavras outra. Segui ent√£o as suas palavras, pois estas s√£o concretas… contundentes. Os sinais me confundiram, me fizeram acreditar que ainda havia alguma coisa, mas a tua boca desmentiu e disse o que, realmente, queria.

Enquanto eu me afastava, via as nossas mãos se separando, lentamente. Ardia, doía e sufocava toda aquela saudade contida.

N√£o houve um beijo.

Era um devaneio, cheio de verdades.

Era sonho, mas ao mesmo tempo, uma constante realidade.

 

Acordei! Sem você, sem nós.

Só eu, envolta em todos os meus nós.

 

 

 


Publicado em Sem categoria | 2 coment√°rios

O que os homens dizem e o verdadeiro significado

As mulheres não são fáceis de entender. Tudo bem, nós concordamos! Mas recorremos ao poético e belo argumento de que mulher não é para ser entendida e sim, sentida!

Por outro lado, engana-se quem pensa que os homens também sempre se fazem claros e dizem o que, realmente, querem. Muitas vezes eles dão um show de dissimulação e escondem das mulheres a verdadeira tradução das suas palavras.

Mas a gente já aprendeu a apertar a tecla SAP e descobrir a verdadeira intenção dos fofos. Vejam algumas:

 

Eu estou praticamente solteiro

Na verdade, foi só uma briguinha e eu não vou terminar, mas quero te comer

 

Ainda estou superando o fim do meu namoro

Estou querendo curtir e pegar geral, sem chance de me envolver agora

 

A gente se fala!

Pode ser amanhã ou na próxima copa

 

Você é a pessoa certa, na hora errada

Se liga! Não quero nada sério

 

Meus amigos adoram você

Estou completamente apaixonado por você

 

Você parece gostar muito desse amigo

J√° se pegaram?

 

Eu sou assim mesmo. N√£o consigo mudar meu jeito

Sou t√£o covarde que n√£o tenho coragem de terminar, ent√£o tome a iniciativa

 

Minha m√£e n√£o √© estranha… √© que ela ainda n√£o te conhece

A véia não foi com tua cara

 

Hummm seu beijo t√° diferente

T√° ficando com outros caras?

 

Essa saia n√£o est√° curta demais? N√£o vai ficar desconfort√°vel sentar l√° no bar?

Não quero ninguém olhando suas pernas

 

Preciso de um tempo

Preciso transar com mais pessoas

 

Sempre vou te respeitar

Prometo que só conto para os amigos mais coligados

 

A gente pode falar sobre isso amanh√£?

Na verdade n√£o quero falar… quero enrolar at√© voc√™ esquecer

 

Brincadeiras a parte, sabemos que os homens s√£o sempre muito diretos, mas isso n√£o quer dizer que vez ou outra, n√£o tenham dificuldades em falar a verdade, n√©? Afinal, como j√° disse¬†Nietzsche,¬†somos todos humanos… demasiadamente humanos.

 


Publicado em Sem categoria | 1 coment√°rio

5 frases que as mulheres gostam de ouvir na hora do sexo

Preferência sexual cada um tem a sua. Enquanto alguns são cheios de manias e fetiches, outros nem sabem direito o que preferem, pois acreditam que a química entre o casal é que vai determinar o sucesso da transa.

√Č ineg√°vel que h√° uma diferen√ßa na forma que homens e mulheres encaram o sexo. N√£o estou dizendo com isso que um g√™nero sente mais prazer que o outro, mas as mulheres costumam imprimir mais sentimento nesta hora, o que n√£o anula o fato de tamb√©m aprovarem o sexo casual, vez ou outra.

Para os meninos que gostam de saber aquelas particularidades sobre as meninas, indico aqui cinco frases simples, que independente da maneira que a moça encara o sexo, certamente, surtirão um efeito muito positivo.

Algumas a gente sabe que n√£o √© verdade ou que voc√™s j√° devem ter dito antes para outras, mas neste caso espec√≠fico, perdoamos essa repeti√ß√£o e ‚Äúmentiras sinceras‚ÄĚ nos interessam.

S√£o elas:

1. “Nunca foi t√£o gostoso”

Essa velha e clássica frase, agrada a gregas e troianas, até aquelas que não acreditam na sinceridade masculina, vão adorar ouvir.

2. “Adoro o seu corpo”

Em um mundo onde vivemos o fen√īmeno, ali√°s a overdose, do culto ao corpo, o homem que sabe valorizar uma mulher que est√° com ele, independente dela ser magrinha, gordinha ou sem nenhum dos pr√© requisitos de uma panicat, mostra que √© um cavalheiro e tem pontos garantidos no cora√ß√£o da mo√ßa. Ouvir algo assim, na hora do sexo faz bem a qualquer mulher… desprovida ou n√£o de autoestima.

3. “Voc√™ me deixa louco”

Essa também é clássica, mas sempre funciona bem. Mulheres possuem as suas inseguranças e na hora do sexo, elas podem ficar mais afloradas. No momento que o cara diz algo assim, a situação se inverte e ela começa a se sentir segura e, consequentemente, se solta mais na transa.

4. Palavr√Ķes (infinitas frases dentro desse contexto)

Essa quest√£o √© mais delicada e √© bacana sondar antes, de forma delicada. Falar aos poucos e encar√°-la para saber qual foi o efeito daquelas palavras, sabe? Mas boa parte das mulheres curtem algumas dessas express√Ķes mais picantes.

5. “Voc√™ √© especial” / “Eu te adoro” / “Eu te amo”

Estas √ļltimas frases, devem ser ditas olhando nos olhos e, claro, vai depender do grau de sentimento e da liga√ß√£o que voc√™ tenha com ela. No caso de ser amor verdadeiro, um ‚Äúeu te amo‚ÄĚ durante ou no final do sexo, tem um peso consider√°vel na escala de pontos. Se a rela√ß√£o for superficial, as outras funcionam bem.

√Č bom lembrar que precisa haver naturalidade e vontade em usar essas frases. Quando as palavras s√£o repetidas de forma artificial, isso √© percebido e o efeito √© inverso.

Em um mundo onde a cada dia se respeita menos os sentimentos alheios, sinceridade vale ouro!

 


Publicado em Sem categoria | 11 coment√°rios

A √ļltima vez

Se você quiser, pode ler o texto ouvindo: The Calling

 

Se eu soubesse que era a √ļltima vez que estar√≠amos juntos, eu teria lhe dito todas as coisas que n√£o foram ditas.

Se eu soubesse que era o √ļltimo abra√ßo, eu teria apertado mais forte e me aconchegaria no seu peito por mais tempo.

Se eu soubesse que era a nossa √ļltima conversa, eu teria escrito frases minhas no muro da sua casa, para lhe fazer lembrar tudo o que trago aqui dentro.

Se eu soubesse que era a √ļltima vez, teria perguntado coisas que sempre quis saber, mas que deixava para perguntar depois.

Se eu soubesse que era a √ļltima vez, teria olhado todos os detalhes do seu rosto, das suas m√£os, do seu corpo, da sua tatuagem, do seu piercing… para armazenar na minha mem√≥ria.

Se eu soubesse que era a √ļltima vez, eu queria por mais tempo as suas pernas entre as minhas, as suas m√£os na minha cintura e a sua boca explorando o meu pesco√ßo.

Se eu soubesse que era a √ļltima vez que ouvir√≠amos a nossa m√ļsica, juntos, lhe chamaria pra dan√ßar embaixo da lua, enquanto os nossos beijos se confundiriam com as palavras e os nossos corpos cederiam ao desejo.

Se eu soubesse que era a √ļltima vez, pediria aquele sandu√≠che de queijo quente que s√≥ voc√™ sabe fazer e que j√° me deixava feliz apenas pelo cheiro vindo da cozinha.

Se eu soubesse que era a √ļltima vez, eu iria confessar que passaria todos os outros dias sem voc√™, sentindo saudade.

Se eu soubesse que era a √ļltima vez, o √ļltimo ‚Äún√≥s‚ÄĚ… eu teria tirado mais algumas fotos suas para olhar agora enquanto tento, desesperadamente, lembrar em qual sobrancelha √© a sua cicatriz… e teria falado mais o seu nome, bem devagar… mastigando cada s√≠laba.

Se eu soubesse que era a √ļltima vez que olhava nos seus olhos, teria dito que ‚Äúvoc√™ foi, dos amores que eu tive, o mais complicado e o mais simples pra mim‚ÄĚ.

Se eu soubesse que eram os nossos √ļltimos momentos, minutos, segundos… eu faria voc√™ entender que todo o tempo foi amor!

Se eu soubesse que era o √ļltimo beijo… eu teria pedido pra voc√™ ficar.

 

 

 


Publicado em Sem categoria | 16 coment√°rios

10 coisas que os HOMENS n√£o gostam na hora do sexo

ATEN√á√ÉO: O TEXTO A SEGUIR N√ÉO TEM A INTEN√á√ÉO DE DESVALORIZAR AS MULHERES, DIZER QUE ELAS S√ÉO OBJETOS SEXUAIS OU COISA QUE O VALHA. CASO N√ÉO SAIBAM, A BLOGUEIRA QUE VOS FALA, √Č MULHER. TAMB√ČM N√ÉO TEM A INTEN√á√ÉO DE MALTRATAR CRIANCINHAS OU ANIMAIS. TRATA-SE APENAS DE UMA VERS√ÉO CARICATA, DE UM TEXTO ANTERIOR, ONDE RELATO O QUE AS MULHERES N√ÉO CURTEM NA HORA DO SEXO. LEIAM COM LEVEZA! OBRIGADA.


Os homens tamb√©m passam por algumas situa√ß√Ķes que os desagradam na cama, embora eles n√£o deixem esses detalhes transformarem o sexo em algo ruim.

Apresento √†s meninas, algumas coisas que os lindos e necess√°rios, n√£o curtem na hora da transa, mas antes que algu√©m venha com aquela conversa que d√° sono pedindo que ‚Äún√£o-generalize-pois-sexo- √©-algo-muito-pessoal-e-zzzzzzzz‚ÄĚ, volto a dizer que estas s√£o opini√Ķes que ou√ßo por a√≠ e listo por minha pr√≥pria conta. As exce√ß√Ķes, obviamente, existem!

Seguem 10 coisas que os meninos n√£o curtem:

A mulher caranguejo: algumas mulheres gostam de subestimar e generalizar dizendo que homem não se importa com certos detalhes. Lamento informar, mas se nessa relação de detalhes estiver a depilação, eles se importam, sim! Nem ache que ele não vai reparar no seu sovaco cabeludo ou se sentir bem fazendo sexo oral, enquanto tenta não engasgar com os seus pelos. Acorda, menina! E deixa essa depilação atualizada que eles não são obrigados.

A espremedora de frutas: se voc√™ √© do tipo que n√£o aguenta ver uma laranja pela frente e j√° quer espremer pra fazer um suco, controle a sua tara quando estiver com o saco do seu homem nas m√£os. Aquilo √© uma √°rea sens√≠vel e que eles voltam aten√ß√£o total e irrestrita. O cara pode at√© estar l√° louco de desejo, relaxado… mas se notar que voc√™ est√° pegando com muita viol√™ncia, vai abrir logo um olh√£o pra deixar claro que t√° ligado no que voc√™ vai fazer. Seja delicada!

A vampira: homem adora sexo oral, sim é verdade. Mas a gata precisa entender que isso não se faz de qualquer jeito ou sem um certo cuidado. Caso você não domine muito a técnica, tente lembrar apenas de algo básico e importantíssimo: os dentes não participam desta modalidade. Eles não gostam, ficam tensos. Obviamente, é normal os dentes passarem uma vez ou outra, mas se for todo o tempo, ele nem vai curtir a parada. Evite também dar mordidinhas. Normalmente, isso não funciona muito.

A atriz porn√ī: algumas mulheres acreditam que √© bacana gritar como uma atriz porn√ī para que o cara ache que ela √© uma fera na cama e outras gritam porque gostam mesmo. Mas nem todo homem curte ou est√° preparado para ouvir essa gritaria. Por outro lado, ficar calada, sem emitir nenhum som, √© broxante e parece que ele est√° transando com Jennifer (a boneca infl√°vel dele). Gemidinhos s√£o indispens√°veis na hora da transa. Ache um meio termo nesse processo.

A sem no√ß√£o: sabe aquelas rodas de conversas entre mulheres que tem sempre uma amiga dizendo que homem n√£o liga pra besteira do tipo ‚Äúcalcinha bege‚ÄĚ? N√£o acredite nessa criatura! Os homens adoram encontrar uma calcinha bonita e sexy, sim! Pense em quanto o cara vai ter que ser forte para segurar uma ere√ß√£o ao se deparar com o seu cal√ßol√£o bege e sem nenhuma sensualidade? O primeiro pensamento dele, certamente, ser√° que voc√™ pegou emprestado da sua av√≥. N√£o tente testar o amor do gato utilizando esta pe√ßa, at√© ter certeza que os pap√©is j√° est√£o assinados l√° no cart√≥rio.

A reclamona: aquela que depois do sexo fica de cara feia e quer fazer DR, dizendo que o mo√ßo n√£o conduziu o sexo como ela quer, que n√£o seguiu a ordem de onde tocar primeiro, que n√£o beijou na hora certa, que bl√°, bl√°, bl√°… √Č cruel atribuir a insatisfa√ß√£o na cama, somente ao parceiro. Sexo s√≥ √© bom, se voc√™ deixar ser. A mulher precisa procurar o prazer dela, descobrir o que gosta e n√£o ficar esperando que o cara proporcione tudo… certamente vai descobrir que o seu prazer n√£o depende apenas do parceiro.

A fresca: é claro que ninguém merece um cara grosseiro que não sabe onde pega e machuca, mas reclamar até da barba do moço arranhando a sua pele (será que alguém reclama disso, gente?) achar ruim onde ele pega, onde amassa, brigar se ele bagunçar seu cabelo ou borrar sua maquiagem, aí já fica complicado. Os meninos não tem muita paciência com essas frescuras.

A insegura: vez ou outra voc√™ falar que est√° com aqueles dois quilos acima do peso e reclamar das celulites que tem nas coxas, beleza! √Č natural. Mas ficar o sexo inteiro falando sobre essas inseguran√ßas ou ficar se escondendo para n√£o mostrar o que ele quer ver, a√≠ enfraquece a rela√ß√£o. Veja bem… ‚Äúnadav√™‚ÄĚ essas neuras. Se o cara precisar parar o que est√° fazendo para dizer, pela terceira vez, que voc√™ n√£o est√° gorda, tenha certeza que a paci√™ncia dele j√° est√° com o dinheiro do t√°xi na m√£o para se mandar dali.

Mulher carimbo: aten√ß√£o desavisadas de plant√£o, se voc√™ √© daquelas que adora passar as unhas nas costas do rapaz deixando marcas e vai logo enfiando a boca no pesco√ßo dele para deixar aquele chup√£o, melhor parar! √Č constrangedor para o rapaz, encarar uma reuni√£o de trabalho no dia seguinte, com a sua lembran√ßa l√° para todos os colegas olharem. Entenda que as marcas que voc√™ precisa deixar na vida dele, n√£o s√£o no corpo.

A exigente: meninas, todas n√≥s sabemos quanta energia demanda um orgasmo, concordam? Ent√£o para come√ßo de conversa, parem de reclamar do sono do mo√ßo. O fato dele querer dormir, n√£o quer dizer que voc√™ seja desinteressante. Mas acho que isso geral j√° aprendeu, n√©? A segunda li√ß√£o √© entender que quando voc√™s forem dormir, n√£o precisa ser, necessariamente, de conchinha. Essa posi√ß√£o √© massa e muito fofa pra n√≥s, mas eles nem sempre ficam confort√°veis. √Č bra√ßo dormente, cabelo na cara, calor (se o lugar n√£o estiver climatizado) Enfim… perfeitamente compreens√≠vel se eles se soltarem de mansinho e agarrarem o travesseiro. Sem ci√ļmes, ok?

 

 

 

 

 


Publicado em Sem categoria | 20 coment√°rios

Sobre nós dois

Se quiser, você pode ler o texto ouvindo: Frejat

 

A gente vive desafiando a lei da atração.

N√£o combinamos no tamanho, nem na cor dos cabelos.

N√£o gostamos do mesmo tipo de bebida.

Eu curto Fernando Pessoa e você gosta de ler Veríssimo.

Jogo fora a tampinha do iogurte, enquanto voc√™ me d√° ‚Äúbom dia‚ÄĚ, lambendo a sua.

Os meus pés ficam gelados e as suas mãos quentes.

Eu gosto de cochilar na rede e você prefere a almofada do tapete.

Planejo tudo o tempo todo, você resolve na hora.

Temos o mesmo gosto para a m√ļsica, mas nem sempre queremos ouvir a mesma.

Você gosta de nadar e eu de correr.

Passa horas na se√ß√£o de org√Ęnicos do supermercado e eu me resolvo nos enlatados.

Me irrito no tr√Ęnsito e voc√™ s√≥ se preocupa em dizer que passei a marcha errada.

Adoro o Natal e você prefere ir dormir.

Viro madrugadas, enquanto você se vira de um lado para outro da cama.

N√≥s somos diferentes…

E são tantas diferenças irrelevantes.

Elas parecem não ter a menor influência quando se trata de nós.

Sabemos que todas elas vão até onde começa o amor.

Você é meu, eu sou sua e a gente sabe que não existe mesmo razão, nas coisas feitas pelo coração.

Você poderia ter encontrado outra pessoa.

Eu poderia ter escolhido alguém igualzinho.

Mas a gente se quis, a gente se quer…

A gente sabe que nenhum caminho é fácil, mas a companhia pode tornar tudo muito melhor.

A gente se sabe, se ama e se der, a gente pensa nas outras coisas menos importantes.

 


Publicado em Rom√Ęnticos | 12 coment√°rios

10 coisas que as mulheres n√£o gostam na hora do sexo

Dizem que sexo √© bom, at√© quando √© ruim. Pode at√© ser, quando voc√™ s√≥ quer satisfazer as necessidades mais primitivas, mas nada melhor que um sexo bem feito que faz at√© voc√™ ficar na d√ļvida se est√° transando ou sendo transportado para outra dimens√£o. Engana-se quem acha que para uma boa transa √© necess√°rio posi√ß√Ķes variadas, inusitadas ou lugares diferentes… o que faz um sexo bom, √© a sintonia de quem est√° nele.

Mas, para as mulheres, algumas coisas podem transformar esse momento em algo broxante, desanimador. E eu vou revelar 10 delas para vocês, meninos!

Sexo academia: aquele que o cara faz cheio de s√©ries ensaiadas. Parece que viu v√°rios tutoriais no youtube de ‚Äúcomo ser um garanh√£o na cama‚ÄĚ e segue todos √† risca. Pega a menina joga pra cima, joga pra baixo, levanta com um bra√ßo s√≥, depois com os dois, faz 15 apoios com ela nas costas… aff! Beleza que voc√™ est√° se empenhando, mas precisa ser natural.

Narrador: a gente gosta quando o cara demonstra o que est√° sentindo. Gemidos, palavr√Ķes e elogios que fazem a mulher se sentir gostosa, √© muito bom. Mas ficar descrevendo tudo o que vai acontecer, como se fosse um narrador de futebol, √© rid√≠culo e portanto broxante. Encontre uma linha equilibrada, afinal ficar mudo tamb√©m n√£o √© legal!

Call center: a hora do sexo, √© um momento de entrega e intimidade total. Os dois devem estar imersos nessa atividade. Se o seu celular tocou e voc√™ diz ‚Äúdesculpa, mas preciso atender‚ÄĚ, ela n√£o vai perceber isso como se voc√™ fosse um cara respons√°vel ou ser solid√°ria por seu cachorro estar na UTI, entender√° como n√≠vel de prioridade e neste caso, o celular parece mais importante. Deixe vibrando para n√£o ceder √† tenta√ß√£o de atender ou ent√£o n√£o transe, caso algo muito urgente esteja acontecendo.

Carinhosinho: se você tem um apelido carinhoso para o seu pênis, por favor, nunca o revele nas primeiras transas. Faça isso apenas quando a relação já tiver um tempo considerável e em um momento que não comprometa o tesão da moça.

Casc√£o: veja bem… higiene √© b√°sico e, a rigor, eu nem precisaria ressaltar isso aqui, mas para os desavisados de plant√£o, √© importante lembrar que um corpo cheiroso √© sucesso garantido. N√£o queira um sexo oral de qualidade, se voc√™ n√£o est√° devidamente preparado para isso, ok?

Bebum: beber t√° liberado e at√© excita quando o homem est√° meio ‚Äúaltinho‚ÄĚ, mas ir para cama b√™bado, √© eliminat√≥rio. A mulher precisa saber que ela √© especial naquele momento e a sua cacha√ßa em alto n√≠vel, vai transforma-la em apenas mais um corpo.

Apressadinho: nunca, jamais e em hip√≥tese alguma, pule as preliminares. Algumas mulheres at√© atribuem uma import√Ęncia pequena √† elas, mas ainda assim n√£o dispensam. Entendam, apenas entendam, que √© nesse momento que voc√™s v√£o aquece-las para o sexo e depois disso, todo o resto ser√° um sucesso. Inclusive, algumas preliminares valem pelo sexo inteiro!

O pesquisador: é bacana pensar em coisas novas e propor isso no sexo, mas tenha cuidado. Não é porque você leu em um estudo realizado pela Universidade de Michigan, que lambidas no cotovelo é excitante para uma mulher que mora em Machu Picchu, que todas as mulheres vão sentir a mesma coisa. Se tentou e ela não esboçou nenhuma reação, não continue neste propósito.

O esquecido: algumas coisas n√£o devem ser esquecidas na hora do sexo e desculpinhas n√£o v√£o funcionar. Se voc√™ est√° tentando fazer sexo anal com ela, seja claro, n√£o diga que a investida foi ‚Äúsem querer‚ÄĚ. Se ela estiver lhe fazendo sexo oral e voc√™ for gozar, PRECISA avisar. Encare isso como uma obriga√ß√£o. Ela √© quem decide se deixa a boca ou tira. Por favor, n√£o fa√ßa o ‚Äúesquecidinho‚ÄĚ nesse momento. Todos n√≥s sabemos que d√° tempo de avisar, n√©?

O day after: esta etapa, embora n√£o fa√ßa parte do durante, √© t√£o importante quanto. Nunca haver√° desculpa suficientemente boa para voc√™ n√£o ligar ou mandar uma mensagem no dia seguinte. Mesmo que ela seja uma garota que voc√™ conheceu na balada e que n√£o vai passar disso, mesmo que ela seja uma EX que voc√™ n√£o quer de volta e teve apenas uma reca√≠da, mesmo que ela seja aquela que entende tudo errado e acha que vai ser namoro… ainda assim, seja gentil. Existem milh√Ķes de formas de se enviar uma mensagem, sem se comprometer, mas falta de educa√ß√£o compromete e suja a sua imagem.

De nada!

 


Publicado em Sem categoria | 37 coment√°rios

O vício de amar

Se quiser, você pode ler o texto ouvindo: Jota Quest

 

Eu tenho um vício incurável. Sou viciada em amar. Essa é a minha droga pesada, com todos os sabores, dissabores, alegrias, tristezas e cicatrizes.

Eu vejo amar como a coisa mais adrenalizante que existe. Nada pode me relaxar ou deixar mais feliz.

Amar me faz flutuar, ver estrelas, luzes piscando, dias mais claros e noites cheias de encantos. Sou, completamente, embriagada pela presença, pelo beijo inevitável, por cada detalhe de quem amo.

O efeito lisérgico que acomete os meus gestos, é facilmente identificado quando eu falo ou lembro de quem amo e esse é o problema do meu vício. Não dá para disfarçar o cheiro com chicletes, os olhos com colírio ou a ressaca com um café amargo. Os meus sintomas são tão fortes que não podem ser dissimulados.

E nessa entrega, me torno dependente. Não há cura! Fui feita pra isso, domino a arte de amar. O amor sempre será o sentimento que tenho em maior quantidade. A despeito de quando ele é ou não correspondido, o bem que me faz é muito mais significativo que os efeitos colaterais. Se amar fosse crime, eu seria condenada à cadeira elétrica. Sorrio em transe a cada dose de amor que consumo.

Mas como qualquer outro vício, a abstinência não é fácil. Nem mesmo por 24 horas.

O cora√ß√£o vazio quer ser ocupado, as m√£os anseiam por tremerem, a coron√°ria reclama que est√° ociosa, o est√īmago navega em √°guas calmas, as palavras saem sem paix√£o e o sorriso √© diferente… sem emo√ß√£o!

Não amar é qualquer coisa, qualquer nota, qualquer pensamento. Não amar é olhar o mundo sem mistério, sem cor. Não amar é estar cheio de si, mas vazio do outro. Não amar é não ser poesia, nem melodia.

Não amar é um saco!

A boca fica seca, o corpo n√£o queima, a lua √© bonita, mas n√£o √© linda. As estrelas n√£o tem o nome de quem voc√™ ama e a chuva s√≥ molha o corpo e n√£o a alma. N√£o amar √© lugar comum… mais do mesmo.

N√£o amar √© acordar todos os dias esperando amar de novo, mesmo que o √ļltimo amor tenha magoado e feito o seu peito apertar de tanta saudade. N√£o importa! O que importa √© sentir tudo isso de novo.

Amar é um vício sem cura!

 

 


Publicado em Sem categoria | 9 coment√°rios

Ainda n√£o vi vantagem

Se quiser, você pode ler o conto ouvindo: Maria Rita

 

Norma L√ļcia n√£o era mulher de levar qualquer homem pra casa, muito menos desaforos. Evandro j√° estava frequentando a sua kitnet h√° um bom tempo, mas ainda n√£o tinha mostrado a que veio e ela mesmo repetia ao analisar a situa√ß√£o dos dois: ‚Äúainda n√£o vi vantagem‚ÄĚ. A segunda-feira come√ßou, como sempre, com a vizinha gritando com o filho rebelde, mas ela ligou o r√°dio bem alto e foi se arrumar para o servi√ßo. Subia apressada a ladeira que era caminho para a loja que trabalhava e n√£o notou que o vento levantava, insistentemente, a saia rodada que escolheu para usar naquele dia. Diante da quantidade de assovios que ouvia e das frases picantes pronunciadas pelos pedreiros que trabalhavam na obra da nova padaria do bairro, notou que algo acontecia, enquanto ela estava absorta nos pensamentos sobre Evandro. Hoje ela precisava resolver aquela situa√ß√£o!

Parou no meio da ladeira e olhou no seu entorno, quando se deparou com in√ļmeros guris rindo, extasiados e l√©pidos com o espet√°culo da sua saia levantando e com a imagem de Valmir, mestre de obra, que nesse momento estava refestelado em um andaime com uma p√° de cimento em uma m√£o, enquanto a outra pegava no pr√≥prio saco, como se quisesse oferecer aquele presente para Norma L√ļcia. Arredia e libriana como era, n√£o contou dois palitos e foi logo disparando:

- Será que ninguém aqui tem mais nada interessante pra fazer do que olhar a minha calçola, não? Se manda pra escola, seus pivete de merda. E você, Valmir, oferece isso aí pra suas nêga que eu não sou obrigada.

Se tinha uma coisa que Norma L√ļcia sabia fazer era mostrar o respeito que exigia. Com aquele vozeir√£o e a forma de gesticular enlouquecidamente quando falava, fez com que os moleques descessem a ladeira em passo acelerado para a escola e que Valmir, fechasse os dentes e largasse o saco no mesmo momento. Ela sabia que era gostosa, n√£o precisava de ningu√©m para confirmar isso.

O dia passou, as vendas na loja foram razoáveis e a comissão do dia, somada às outras do resto no mês, iria permitir que ela, finalmente, comprasse a sua tão sonhada máquina de lavar. Ficou feliz com esse pensamento, mas voltou a desviar a atenção para Evandro, que naquele dia era o seu maior problema.

O sujeito j√° enrolava Norma L√ļcia h√° uns oito meses, onde o discurso de que estava se separando da mulher, j√° havia cansado e perdido toda a credibilidade. A cada m√™s o motivo mudava. Era o menino que pegou uma gripe forte, era a mulher que estava com fur√ļnculo no sovaco, era a sogra que precisava de ajuda pra bater a laje e por a√≠ seguiam as imposturas.

Mas Norma L√ļcia, como ela sempre fazia quest√£o de dizer, ‚Äún√£o comia reggae‚ÄĚ e estava agora indo para a porta da empresa de √īnibus que Evandro trabalhava como cobrador, para resolver esse perrengue de uma vez por todas. O coitado mal saiu do port√£o com a sacolinha na m√£o e aquela toalhinha suada no pesco√ßo e Norminha, como ele a chamava, j√° estava gritando o nome dele aos berros do outro lado da rua, do lado do carrinho de Uelito, saboreando um milho cheio de manteiga.

Evandro, j√° imaginando o que o esperava, foi atravessando a rua pianinho para tentar amansar a fera e com aquele jeito malandro e cafajeste de sempre, foi soltando um entusiasmado texto:

- Fala minha gostosa, meu poço de deliciosidade. Seu Vandinho ta aqui pra te fazer feliz.

Norma L√ļcia, n√£o abandonaria o seu milho quentinho antes do √ļltimo caro√ßo, por nada nem Evandro nenhum desse mundo. Ent√£o, depois de terminar, jogar fora o sabugo e passar as m√£os pela saia, lascou:

- Pode parar de conversa mole, porque eu t√ī aqui √© pra resolver pobrema. Das duas uma: ou a gente vai agora conversar com tua mul√© e resolver essa pobrem√°tica de vez ou tu desaparece da minha vida, seu ex√ļ.

Evandro at√© tentou lan√ßar mais uma daquelas suas conversas que at√© hoje haviam sido bem sucedidas, mas n√£o logrou √™xito. Norma L√ļcia n√£o era mulher que se enrolasse por muito tempo, mas s√≥ at√© onde ela permitia.

O bairro inteiro parou para olhar aquela moça forte e determinada, que mesmo tendo o coração cheio de amor por aquele pouca coisa, sabia que acima de qualquer relação doentia, estava ela. Chegou bem perto dele, ajeitou a bolsa do lado e as pulseiras do braço, ao tempo em que olhava bem na cara dissimulada de Evandro e mandou no volume máximo:

- Olha aqui, meu filho, j√° que tu n√£o quer ser meu h√īmi, some da minha vida porque de amigo eu j√° t√ī bem e se for s√≥ pra fuder, at√© aqui nessa rua eu arrumo uns 15. Ent√£o chega dessa palha√ßada de ir pra meu puxadinho, me comer e se picar. Pra algu√©m pisar em mim, eu precisava me deitar primeiro e √© mais f√°cil eu te derrubar do que tu me fazer cair.

E assim, com esse discurso digno de uma Evita Peron ou de uma Simone de Beauvoir, descontadas as devidas, grandes, contempor√Ęneas e estratificadas propor√ß√Ķes, Norma L√ļcia foi caminhando na rua em dire√ß√£o ao ponto onde pegaria o seu √īnibus.

Tranquila, em paz, aliviada, sem vento para esvoaçar sua saia, mas com a alma voando de tanta leveza.

Ilustração encontrada no Google de: Nutellah

Publicado em Sem categoria | 10 coment√°rios