Assento portátil para ser usado ao ar livre

Leve e de fácil mobilidade, este assento portátil promete ser um aliado dos que gostam de um programa descontraído em contato com a natureza.

Projetado com tecido impermeável e estrutura de madeira, é fácil de transportar e simples de armar em qualquer gramado para um piquenique cheio de charme ou simplesmente uma leitura ao ar livre.

A grande sacada é que a estrutura foi pensada para funcionar com o peso do próprio corpo, o que vai manter a cadeira firme enquanto você relaxa fazendo o que mais gosta.

Uma peça simples para estimular hábitos simples. Adorei!

Disponível para compra através do Kickstarter.


Publicado em design, produto | Deixar um comentário

Lixeira que promete sugar até o último grão de sujeira

E se aquele restinho irritante do lixo, difícil de pegar, fosse sugado diretamente pela lixeira para dentro do saco de lixo, te poupando até de abaixar para recolher com uma pá? Fantástico né?

Esta é a proposta deste projeto que está em votação em um site de crowdfunding para virar um produto real em nossas casas. O poder se sucção da lixeira promete não deixar mais nada pelo caminho, basta que esta seja direcionada à frente da lixeira direcionada à entrada perto do chão. O lixo vai direto para o saco acoplado em seu interior.

A ideia inclui um aplicativo que avisa quando a lixeira estiver precisando de sacos novos e também um alerta para descarte do lixo. Funciona com uma bateria de 18 volts que dura até 30 dias com uma única carga. Já torcendo para dar certo.

Clique AQUI para conhecer mais sobre o projeto


Publicado em conceito, design, produto | Deixar um comentário

Mc Donald aposta em embalagem nova

Esqueça os sacos de papel que serviam somente para o transporte dos produtos que o Mc Donald vende para o consumidor.

Agora o velho saco pardo empresta sua base como suporte para manter uma grande quantidade de produtos em uma espécie de bandeja, que é feita com material mais resistente que o restante do saco.

O sistema é simples, a embalagem tem uma parte picotada que separa o fundo do restante da embalagem, mantendo assim os produtos organizados e prontos para serem consumidos em qualquer lugar.

Design tecnicamente perfeito, mas o design é só técnica? Precisamos estar atentos ao projeto como um todo. Eu, particularmente, não gostaria de ver um projeto meu associado a uma empresa como o Mc Donald. Detesto a ideia de pensar que estou contribuindo para envenenar as pessoas aos poucos, apesar de saber que isso também é responsabilidade delas.

Responsabilidade social também faz parte do nosso trabalho. Pensem sempre nisso.

Vi no Likecool


Publicado em design, embalagens, reflexões de uma designer | 1 comentário

O bom design pode reinventar até a forma das crianças brincarem

Lápis colorido e uma parede branca. Nada mais convidativo para as crianças deixarem sua criatividade fluir. Mas o que tem de novo em dar uma superfície branca e lápis de cor para as crianças brincarem? A maneira, claro, como é apresentado este material, um velho conhecido.

É design projetado para brincar, em forma de sapatos com solado colorido, colheres coloridas e capacetes no estilo futurista. Só isso já bastaria para despertar o interesse dos pequenos, mas o projeto foi além e os convidou para uma experiência lúdica única. As dezenas de crianças que usaram os projetos em seus desenhos, precisaram não só da criatividade imaginativa como também da criatividade motora. O resultado? crianças de cabeça para baixo, arrastando a cabeça na parede e ‘esperniando’ diante das paredes brancas que logo começaram a ganhar o colorido inconfundível de uma infância feliz. Adorei!

Conheça mais detalhes sobre o projeto no Mathery Studio.


Publicado em conceito, crianças, design, produto | Deixar um comentário

Ilusão de ótica em grande escala

Diferentes profundidades podem gerar uma ilusão de ótica incrível neste trabalho do artista suíço Felice Varini. Ele pinta formas geométricas em espaços que precisam de um único ponto para ser visto de forma que o resultado final faça sentido aos nossos olhos.

Imagino que um estudo bem detalhado do local tenha que fazer parte de um projeto tão complexo. Amo este tipo de intervenção arquitetônica, onde podemos interagir de forma inteligente com o espaço que ocupamos, muitas vezes, de forma automática.

Veja mais trabalhos do Felice no facebook.


Publicado em arquitetura, arte | 7 comentários

Restos de lápis apontados como suportes para sua mesa de trabalho

O design deste porta lápis foi projetado para divertir sua mesa de trabalho, mas nem por isso deixou de lado a funcionalidade. Com espaços a mais, os pertences podem ficar mais bem distribuídos dentro da estrutura em espiral que imita restos de lápis apontados. Uma maneira criativa de dizer que nem sempre o que parece descartável, é inútil, nesse caso, o “lixo”que o lápis produz ao ser apontado serviu de inspiração para um projeto super descolado.

Projetos como o do designer Clive Roddy são sempre bem vindos. Justamente por parecerem óbvios são geniais. Eu já quero. Aposto que você, mesmo não sendo designer, também!

Vi no Designspotter


Publicado em design, produto | Deixar um comentário

Você nunca percebeu o céu desta forma

“O céu é o limite”. A frase cabe direitinho dentro do trabalho do Ilustrador francês Thomas Lamadieu, que faz de céus recortados, telas para suas ilustrações cheias de graça.

Cada espaço entre edifícios vistos por ângulos pouco convencionais são a inspiração para Thomas criar cenários divertidos que habitam sua imaginação. Suas viagens se tornam uma parte do processo de experimentação que faz de cada cenário um mundo particular e surreal só dele, mas que a gente pode curtir e se apaixonar.

Mais trabalhos do Thomas AQUI

Vi AQUI


Publicado em humor, ilustração, Sem categoria | Deixar um comentário

No meio do caminho tinha uma pedra

E pra quem acha que encontrar pedras no caminho é ruim pode se inspirar no exemplo da artista australiana Elspeth McLean, ela as transforma em lindíssimas mandalas que são produzidas ponto por ponto, uma forma de terapia feita com tinta acrílica colorida. Tudo inspirado em viagens e paisagens naturais que encontra, literalmente, pelo caminho. Hipnotizante!

Vi AQUI


Publicado em arte | Deixar um comentário

Post it como decoração criativa

Um espaço que exige criatividade tem que inspirar quem trabalha nele. Parece óbvio, mas não era o que vinha acontecendo na agência onde o criativo Ben Brucker trabalha.

Como todo criativo que se preze, Ben tomou a iniciativa de mudar este quadro de paredes brancas, para mosaicos cheios de cor e ação, usando centenas de post-its coloridos. Ele abusou da criatividade e criou verdadeiros murais que tomam toda a parede com imagens pixelizadas de super-heróis.

Uma forma inteligente e criativa de preencher um lugar que precisa de mobilidade, já que o escritório pretende se mudar em breve. Curti

Vi AQUI


Publicado em amenidades, comportamento, conceito, design gráfico | Deixar um comentário

Reinvenção. A palavra de ordem para quem quer estar sempre atual

Marca que não pensa nisso, na minha opinião, está com os dias contados no mercado. Pense bem….nós, seres humanos, precisamos nos reinventar de tempos em tempos, porque as marcas não teriam?

Hoje e sempre, mas principalmente nos dias de hoje, pela velocidade em que as coisas mudam, quem não encontrar uma forma de se reinventar vai estar obsoleto em pouco tempo.

Bom….vamos primeiro definir a palavra reinventar: “Recriar algo a partir do que já existe, transformar a si ou a algo.”

A proposta tem que ser sempre para melhor, claro. O que não significa sair mudando tudo. Significa que a mudança precisa ser bem pensada e com objetivos claros para que a ideia não se perca no caminho. É preciso identificar onde pode ser mudado e para quê. Uma marca, por exemplo precisa ter um planejamento bem feito e objetivos claros de onde quer chegar.

Pode ser através de uma nova identidade visual que reflita melhor a filosofia e posicionamento da empresa ou uma mudança de produto que caminhe com a evolução dos tempos e queira atingir novos consumidores, enfim….os motivos são muitos, mas o mais importante é ter em vista onde se quer chegar.

E é aí que entra a Lego pra mim. Incrível como ela conseguiu se reiventar de forma extraordinária. Uma empresa que fez parte da minha infância com castelos de montar, hoje pode fazer parte do meu guarda-roupa com bolsas para sair. Não é fantástico? Tiro o chapéu pra quem consegue essa transformação, seja uma empresa ou um colega de trabalho ao meu lado.

Usaria todas!

Vende AQUI.

 

 


Publicado em design, moda, produto | Deixar um comentário