Você pratica o ócio criativo?

Este é o título do livro (foto) de Domenico de Masi, renomado sociólogo italiano, editado pela Sextante. De forma clara, objetiva e atraente, são abordados temas sobre o futuro do emprego, sociedade pós-industrial, criatividade e globalização.

Perguntado sobre o futuro dos jovens no mercado de trabalho, ele afirmou: ‚Äú As m√°quinas, por mais sofisticadas e inteligentes que sejam, jamais substituir√£o o homem nas atividades criativas… quanto mais conhecimentos o candidato a emprego tiver e for capaz de oferecer servi√ßos do tipo intelectual ‚Äď usando mais a cabe√ßa e menos as m√£os ‚Äď cient√≠fico, art√≠stico, presta√ß√£o de servi√ßos de sa√ļde e educa√ß√£o, entre outros -, ter√£o maiores possibilidades de sucesso profissional‚ÄĚ.

Domenico de Masi enfatiza que muitos dos trabalhadores da Sociedade Industrial, que perderam os seus empregos ou que tinham aspira√ß√Ķes de conseguir vagas, migraram para o teletrabalho (trabalho a dist√Ęncia), a exemplo do que ocorre com as grandes centrais¬† de telemarketing e tamb√©m aos profissionais que atuam em suas pr√≥prias resid√™ncias, quer sejam trabalhando em suas empresas ou em outras.

Sobre o √≥cio, muitas vezes interpretado erroneamente como o ato de n√£o trabalhar, ele explica que o trabalho e o lazer est√£o cada vez mais interligados. Para ele, a produ√ß√£o de novas id√©ias t√™m rela√ß√£o direta com a capacidade de dedicar-se as divers√Ķes individuais e em fam√≠lia ‚Äď ir √† praia, dan√ßar, cantar, assistir a filmes. Segundo De Masi os profissionais est√£o cada vez mais presos entre quatro paredes – escrit√≥rios e linhas de produ√ß√£o -, sendo que a criatividade dificilmente ocorre nesses locais.

Ele afirma que a redu√ß√£o da jornada de trabalho para alguns setores da economia, combinada com outras a√ß√Ķes, podem reduzir o desemprego, notadamente junto aos jovens, que s√£o as pessoas mais afetadas.

Tive o prazer de ler este livro h√° 9 anos e reli agora, fazendo uma compara√ß√£o das suas id√©ias com a proje√ß√£o que ele faz sobre o futuro (ano base 2015), enfatizada no pen√ļltimo cap√≠tulo do livro. √Č impressionante os seus acertos.

√Č um livro acess√≠vel, facilmente encontrado em sebos (www.estantevirtual.com.br) e livrarias. Recomendo aos estudantes e profissionais que queiram entender um pouco mais sobre filosofia e sociologia do trabalho, objetivando enfrentar os atuais e futuros desafios.


Publicado em Dicas mercado de trabalho, ócio criativo | Deixar um comentário

Intelig√™ncias m√ļltiplas: voc√™ utiliza todo o seu potencial?

Entre as defini√ß√Ķes sobre intelig√™ncia, temos: ‚Äúindiv√≠duo que consegue compreender com facilidade‚ÄĚ. Sem d√ļvida, esta √© uma das habilidades mais importantes para a nossa vida pessoal e profissional. Acreditamos que viver √© buscar escolher as melhores alternativas e solucionar os desafios cotidianos, atrav√©s do uso da raz√£o, emo√ß√£o e a intui√ß√£o.

Nesta semana abordaremos este tema, come√ßando pela teoria das Intelig√™ncias M√ļltiplas, desenvolvidas pelo psic√≥logo Howard Gardner. Ele definiu sete tipos de intelig√™ncia: lingu√≠stica, musical, l√≥gico-matem√°tica, espacial, sinest√©sica, interpessoal e intrapessoal. Para ficar mais f√°cil a compreens√£o, colocamos alguns exemplos do nosso cotidiano:

‚ąö Intelig√™ncia lingu√≠stica ‚Äď presente nas pessoas que t√™m facilidade com as palavras orais ou escritas, a exemplo de Vin√≠cius de Moraes, Cam√Ķes, Rui Barbosa. S√£o h√°beis para convencer, agradar, estimular ou transmitir ideias.

‚ąö Intelig√™ncia musical ‚Äď traduzida pela habilidade de lidar com instrumentos musicais, obter harmonias e ritmos, produzindo sons agrad√°veis. Sensibilidade para ritmos, texturas, timbre e habilidade para produzir e/ou reproduzir m√ļsica. Presente em pessoas dos mais variados n√≠veis culturais e em todas as camadas sociais ‚Äď Tom Jobim, Caetano Veloso, Pixinguinha, Arthur Moreira Lima, entre outros.

‚ąö Intelig√™ncia l√≥gico matem√°tica ‚Äď capacidade para lidar amigavelmente com padr√Ķes, sistematiza√ß√£o, n√ļmeros, √≠ndices, gr√°ficos e de ver o mundo e os acontecimentos de maneira l√≥gica. Presente em engenheiros, m√©dicos e cientistas, a exemplo de Albert Einstein e Isaac Newton.

‚ąö Intelig√™ncia espacial ‚Äď capacidade para perceber o mundo visual e espacial de forma precisa. √Č a habilidade para manipular formas ou objetos mentalmente e, a partir das percep√ß√Ķes iniciais, criar tens√£o, equil√≠brio e composi√ß√£o, avaliar dist√Ęncias, numa representa√ß√£o visual ou espacial. Presente em artistas pl√°sticos, designers, engenheiros e arquitetos.

‚ąö Intelig√™ncia sinest√©sica ‚Äď possibilita grande controle dos movimentos do corpo. Afinidade para pr√°ticas de esportes, artes c√™nicas ou pl√°sticas. Presente em bailarinos, atletas e jogadores de futebol, a exemplo de Pel√©, Garrincha, Maradona, entre outros.

‚ąö Intelig√™ncia interpessoal ‚Äď esta intelig√™ncia pode ser descrita como uma habilidade para entender e responder adequadamente a humores, temperamentos, motiva√ß√Ķes e desejos de outras pessoas. Habilidade comum aos psicoterapeutas, professores, pol√≠ticos e vendedores bem sucedidos.

‚ąö Intelig√™ncia intrapessoal ‚Äď habilidade para compreender os pr√≥prios sentimentos, sonhos e ideias, sabendo utiliz√°-los para a solu√ß√£o dos problemas pessoais.

Sugerimos que voc√™ fa√ßa uma reflex√£o sobre quais delas voc√™ possui e as que devem ser desenvolvidas. Dificilmente teremos todas e o mais importante √© aprimorar as inatas ou adquiridas e entender as demais. √Č prov√°vel que voc√™ tenha algumas que est√£o latentes, faltando apenas serem descobertas.


Publicado em Dicas de mercado de trabalho | Com a tag | Deixar um coment√°rio

Emprego e leitura: parceria de sucesso

Todos sabemos que a comunica√ß√£o √© uma habilidade imprescind√≠vel para a nossa vida profissional e pessoal. Como sabiamente afirmou Abelardo Barbosa ‚Äď Chacrinha – ‚Äúquem n√£o se comunica, se trumbica‚ÄĚ. Para aprimorar essa habilidade, √© fundamental o h√°bito da leitura.
 
A internet vem se tornando o mais importante meio de comunica√ß√£o e de aprendizagem desse s√©culo, pois ela contempla todos os outros meios, a exemplo da televis√£o, cinema, jornal, revista, m√ļsica e bate papo on line.

Para tirarmos proveito dessa grande invenção, devemos aprimorar a nossa capacidade de ler, escrever e comunicar verbal e corporalmente.

Relacionamos algumas sugest√Ķes para estimular a sua leitura e a dos seus familiares:

‚Äʬ†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† D√™ prefer√™ncia aos hor√°rios em que voc√™ estiver mais descansado e com a maior capacidade de concentra√ß√£o;

‚Äʬ†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† Escolha um local confort√°vel, com boa ilumina√ß√£o e o maior sil√™ncio poss√≠vel (algumas pessoas conseguem ler com fundo musical);

‚Äʬ†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† Ao ler uma quantidade muito grande de p√°ginas, fa√ßa uma primeira leitura de maneira superficial, assinalando os temas mais importantes.¬† Em seguida, leia com mais aten√ß√£o os temas escolhidos;

‚Äʬ†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† Concentre nas frases e n√£o em palavras, assinalando aquelas que n√£o compreendeu, para posterior consulta ao dicion√°rio;

‚Äʬ†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† Ao ler, evite mexer os l√°bios e¬† a cabe√ßa. Entretanto, de vez em quando utilize a leitura em voz alta e analise se facilita a compreens√£o dos assuntos;

‚Äʬ†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† Fa√ßa com que os seus olhos se movam constantemente para frente e evite que os mesmos retrocedam na leitura. Prossiga, mesmo que n√£o tenha compreendido algumas palavras. L√° na frente entender√° o contexto em que elas foram empregadas;

‚Äʬ†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† Se voc√™ n√£o tem h√°bito de leitura, seja persistente e n√£o desanime;

‚Äʬ†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† Caso tenha filhos pequenos, leia estorinhas infantis, valorizando o tom de voz, o ritmo e volumes adequados.

            Analise a sua leitura

1.      Você costuma ler quantos livros por mês?

2.       Lê jornais e revistas semanais?

3.       Tem assinatura compartilhada de revistas e jornais?

4.       Já experimentou contar quantas palavras lê por minuto?

5.       Como você lê? sentado? deitado? com fundo musical?

6.       Visita livrarias e sebos de livros usados?

7.       O que você pode fazer para ler mais e melhor?

Mais do que nunca, informação é poder! Somente a leitura é capaz de ampliar o vocabulário e favorecer uma análise crítica das mensagens que transmitimos e as que recebemos.


Publicado em Dicas mercado de trabalho, Mercado, Oportunidade | Deixar um coment√°rio

As ideias do empres√°rio Ant√īnio Erm√≠rio de Moraes

Infelizmente, no dia 24 de agosto de 2014, perdemos um dos mais inteligentes e generosos empres√°rios do Brasil.

Sempre acompanhei as suas entrevistas e ideias, veiculadas na m√≠dia. Em julho de 2013 eu li o livro Ant√īnio Erm√≠rio de Moraes ‚Äď Mem√≥rias de um di√°rio confidencial (foto), maravilhosamente escrito por Jos√© Pastore, amigo do empres√°rio h√° 35 anos. A biografia fala da trajet√≥ria, das ideias e dos pensamentos de um dos maiores homens de neg√≥cios que o Brasil tem. A editora √© Planeta e o valor R$ 39,90.

O que sempre me impressiona nesse grande brasileiro é a sua capacidade de empreender, gerar empregos, simplicidade no relacionamento com as pessoas e combate ao desperdício. A esse respeito ele falou:

‚ÄúN√£o crio meus filhos com ar-condicionado no ver√£o e calefa√ß√£o no inverno para que n√£o se acostumem ao luxo f√°cil e √† vida mansa. O melhor que posso deixar para eles √© educa√ß√£o e apego ao trabalho. Ganhar sem trabalhar pode ser bom para o bolso. Mas √© p√©ssimo para o car√°ter‚ÄĚ.

Este livro √© repleto de hist√≥rias deliciosas, sem jamais deixar de lado a personalidade forte e as opini√Ķes incisivas de Dr. Erm√≠rio. A proximidade entre bi√≥grafo e biografado garante ao livro um tom confessional. No relato, Pastore aborda o que sabe sobre a personalidade do Empres√°rio, sua atua√ß√£o como homem de neg√≥cios e tamb√©m p√ļblico, sem se esquecer da sua milit√Ęncia no campo social e a incurs√£o no teatro.

Algumas das suas memor√°veis frases

1)‚ÄúQuem n√£o confia no Brasil deve ir para o exterior com passagem s√≥ de ida.‚ÄĚ

2) ‚ÄúO jovem precisa cada vez mais estudar para garantir o seu futuro e o do nosso Brasil.‚ÄĚ

3) ‚ÄúTeoria n√£o √© solu√ß√£o para os problemas sociais do Brasil. O que se precisa fazer √© arrega√ßar as mangas, melhorar a administra√ß√£o das verbas e aplic√°-las diretamente onde a quest√£o √© mais urgente.‚ÄĚ

4) ‚ÄúCada dia que a gente est√° vivendo √© um dia a menos. E isso pesa. A idade acaba suavizando a gente. Querer resistir a isso √© burrice. √Č melhor deixar a mente vagar.

A simplicidade

O jeito despojado de se vestir, nada condizente com a sua riqueza, garantiu a Erm√≠rio o recorrente t√≠tulo de homem mais mal vestido do Brasil. Pastore defende que isso demonstra o car√°ter e a simplicidade do empres√°rio. ‚ÄúAnt√īnio Erm√≠rio de Moraes √© um dos homens mais ricos do pa√≠s e, ao mesmo tempo, o dono da mais genu√≠na simplicidade. Seu modo de vestir sempre refletiu fielmente seu jeito de ser: despojado, simples, modesto e sem afeta√ß√£o‚Äú, explica.

Projetos sociais

Outra marca essencial de Ant√īnio Erm√≠rio foi a sua dedica√ß√£o √†s obras sociais. Na maioria das vezes, fazia esse trabalho no mais completo anonimato.

Sa√ļde

Em 2006, os m√©dicos suspeitaram de uma combina√ß√£o de hidrocefalia (excesso de l√≠quido na caixa craniana) e mal de Alzheimer. ‚ÄúFoi um destino cruel. Duas doen√ßas se irmanaram para aniquilar o dinamismo e a criatividade de um homem inteligente permanentemente animado e que sempre pediu a Deus para que o mantivesse trabalhando at√© os √ļltimos dias de sua vida. Deus quis diferente‚ÄĚ, lamenta Pastore.

Teatro

Ant√īnio Erm√≠rio sempre foi um amante do teatro. N√£o perdia um √ļnico espet√°culo do antigo TBC e sempre dizia: ‚Äúo Brasil tem tantos problemas que bons assuntos para o teatro n√£o faltam. D√° para fazer v√°rias pe√ßas‚ÄĚ. E ele fez tr√™s: Brasil S/A (1995), SOS Brasil (1999) e Acorda Brasil! (2002). Apesar disso, n√£o se considerava dramaturgo.

Por tudo isso e muito mais, recomendo a leitura desse livro. Além das ideias ali mencionadas, a forma como o Prof. José Pastore (foto) o escreveu é um verdadeiro bate papo com um dos maiores empresários do Brasil e do Mundo.

Fontes: Lu Fernandes Comunicação e Imprensa e Jornal Opção.


Publicado em Biografia de Ant√īnio Erm√≠rio de Moraes, Curso, Dicas mercado de trabalho, Mercado, Oportunidade | Com a tag , , | 1 coment√°rio

A corrente do bem para ajudar quem est√° desempregado

Todos estamos sentindo na pele os impactos das novas tecnologias que geram benef√≠cios, entretanto, vem reduzindo drasticamente os postos de trabalho nas empresas, resultando em profundas conseq√ľ√™ncias para o equil√≠brio social.

Precisamos buscar respostas para indaga√ß√Ķes que s√£o feitas pelas pessoas desempregadas e tamb√©m as que est√£o no mercado de trabalho. √Č hora de promovermos um amplo debate na sociedade e buscarmos alternativas:

- Qual o papel reservado para as demais pessoas excluídas do mercado formal de trabalho? O que farão os jovens que estão desempregados?

- Como incluir milh√Ķes de profissionais desempregados num mundo altamente tecnol√≥gico e com menos empregos formais?

- Podemos limitar o uso da tecnologia e da robótica nas empresas?

Há alternativas e elas não são fáceis de serem aplicadas, pois envolvem mudanças profundas no nosso comportamento social e profissional. A solidariedade é um dos caminhos e exige de todos nós um forte compromisso em ajudar aos que estão desempregados.

Esse aux√≠lio pode acontecer atrav√©s de uma palavra de est√≠mulo e de esperan√ßa, compartilhando habilidades profissionais que voc√™ possui ‚Äď uso da inform√°tica, saber comunicar, atender, vender e negociar. Procure compartilhar informa√ß√Ķes e id√©ias que sejam √ļteis aos que est√£o desempregados. Para agirmos dessa forma necessitamos deixar de lado o nosso ego√≠smo e a m√°xima que rege parte do mercado: ‚Äúfarinha pouca, meu pir√£o primeiro‚ÄĚ.

Cada vez mais cresce a for√ßa de trabalho baseada na vida comunit√°ria, no voluntariado. Estas atividades comunit√°rias abrangem servi√ßos sociais no atendimento √† sa√ļde, educa√ß√£o, pesquisas, artes, religi√£o, advocacia, al√©m de aux√≠lio aos idosos, deficientes f√≠sicos, doentes mentais e desabrigados.

No futuro próximo, uma grande parte da população irá dedicar as suas habilidades e competências profissionais e pessoais para cuidar de outras pessoas. Esses profissionais serão pagos e/ou doarão o seu tempo de maneira filantrópica.

Há doze anos assistimos ao excelente filme A Corrente do Bem, (foto), onde o professor solicita aos alunos que pratiquem uma boa ação a três pessoas, e elas para mais três, e assim, sucessivamente.

Guardadas as devidas propor√ß√Ķes entre fic√ß√£o e realidade, todos podemos e devemos fazer parte dessa corrente do bem.

Cada pessoa que detém conhecimentos valorizados pelo mercado de trabalho, pode se transformar num Multiplicador do Conhecimento. Essa é uma missão gratificante e que nos deixa orgulhosos.

Sem d√ļvida, o desemprego √© o maior dos atuais desafios da nossa Sociedade, uma vez que o trabalho √© o suporte que garante o equil√≠brio e a conviv√™ncia social mais harmoniosa.

Para vencermos esse desafio, necessitaremos de uma verdadeira corrente do bem, onde os Governos ‚Äď Federal, Estadual e Municipal, bem como a sociedade civil organizada devem fazer parte. N√£o h√° espa√ßo para o individualismo. Vamos pensar e agir em equipe e de forma coordenada.


Publicado em Curso, Mercado, Oportunidade | Com a tag | Deixar um coment√°rio

Humildade para aprender com os erros

√Č interessante observar que o n√ļmero de tentativas, erros, fracassos, tem rela√ß√£o direta com o sucesso.¬† Num primeiro momento ficamos lastimando, por√©m, logo percebemos que essas dificuldades se transformam em exerc√≠cios de aprendizagem. Normalmente, as pessoas que mais acertam em suas decis√Ķes s√£o aquelas que t√™m ousadia para arriscar. Ao que tudo indica a maioria teme o erro, o fracasso e tem por h√°bito arriscar menos ou at√© mesmo n√£o faz√™-lo. Quando percebe que algu√©m colocou uma id√©ia que tamb√©m passou pela sua cabe√ßa, fica arrependido de n√£o t√™-la colocada em pr√°tica.

Não adianta fazer as coisas como sempre foram feitas e esperar um resultado diferente. O resultado será sempre o mesmo. Se você plantar banana ou melancia, não espere colher jaca ou laranja.

Devemos analisar e compreender as raz√Ķes dos nossos fracassos e n√£o ficar remoendo, com sentimento de culpa. Vamos concentrar as nossas energias naquilo que ainda est√° por fazer. Temer a cr√≠tica √© normal. Desejar que ela n√£o ocorra, √© imposs√≠vel. As pessoas, infelizmente, est√£o mais preparadas para a cr√≠tica destrutiva do que para elogiar.

Diante de eventuais derrotas, voc√™ deve fazer algumas perguntas: Por qu√™ fracassei? O que de pior pode me acontecer? De quais outras maneiras eu posso obter sucesso? Quem pode me ajudar? Quais li√ß√Ķes posso aprender com os meus erros?
  
A nossa vida √© parecida com uma luta de boxe. Diariamente, de forma consciente ou n√£o, ‚Äúsubimos no ringue da vida‚ÄĚ para derrotar os nossos advers√°rios. Nessa luta constante e √†s vezes cruel e desleal, somos obrigados a beijar a lona. A diferen√ßa entre um fracassado e uma pessoa de sucesso est√° na sua capacidade de levantar e continuar lutando. Semelhante a luta de boxe, a vida tem v√°rios roundes. Perdemos alguns e ganhamos outros.

Para vencermos os obst√°culos, devemos buscar aprender sempre. Normalmente o aprendizado √© feito com base nos erros e acertos, tentativas¬† e mais tentativas. Cultive a humildade e coloque em xeque as suas opini√Ķes, valores e paradigmas, pois talvez esteja na hora de mud√°-los. Quando temos que enfrentar as adversidades √© que percebemos a nossa fortaleza.


Publicado em Dicas mercado de trabalho, Mercado, Oportunidade, Sem categoria | Com a tag | 2 coment√°rios

Curso de comunicação e de marketing pessoal será realizado em Brumado

Falar com clareza, objetividade e entusiasmo favorece o desenvolvimento de uma imagem de sucesso e admiração, resultando numa maior autoestima e motivação pessoal.

Para alcan√ßar esses objetivos √© necess√°rio treino, persist√™ncia e t√©cnicas especificas a cada estilo de comunica√ß√£o ‚Äď formal ou informal, apresenta√ß√Ķes em sala de aula, reuni√Ķes de neg√≥cios, venda de produtos e servi√ßos, semin√°rios, cursos e palestras, entrevista em r√°dio e televis√£o, entre outras situa√ß√Ķes.

Há mais de 15 anos venho realizando esse curso em Salvador, Belo Horizonte, Feira de Santana, Vitória da Conquista, Colatina entre outros municípios.

O curso FALANDO EM P√öBLICO COM SUCESSO √© essencialmente pr√°tico, com atua√ß√Ķes individuais e em equipe, al√©m de amplo material did√°tico.

Esse evento é destinado a profissionais liberais, professores, estudantes, executivos de empresas e pessoas que desejam vencer o medo e a timidez. Confira os principais temas:
‚ąö Como vencer o medo e a timidez
‚ąö Linguagem verbal e corporal
‚ąö Dic√ß√£o, gesto, olhar e postura
‚ąö T√©cnicas para falar de improviso
‚ąö Como se comportar no sal√£o de vendas da sua loja
‚ąö Apresenta√ß√Ķes em reuni√Ķes, faculdades e eventos
‚ąö Carisma e persuas√£o
‚ąö Uso de recursos audiovisuais
‚ąö T√©cnicas de marketing pessoal
‚ąö Voc√™ √© uma marca: saiba valoriz√°-la
‚ąö Rede de contatos pessoais e profissionais
‚ąö Din√Ęmicas de grupo e simula√ß√Ķes
‚ąö Exibi√ß√Ķes de v√≠deos

Data Р29 de agosto (sábado), das 9h. às 17h30.
Inscri√ß√Ķes – CTB – Pra√ßa Dr. Pomp√≠lio Leite, Jurema Center.
(77) 3441-3874 / 9974-5675.
Vagas limitadas.


Publicado em Brumado - palestra, Carlos Prates - curso de oratória e marketing pessoal | Com a tag , | Comentários desativados

Os principais erros no atendimento ao cliente

Fique atento as suas a√ß√Ķes e tamb√©m as dos colegas, na hora do atendimento e nas vendas. Corrija o mais rapidamente poss√≠vel os eventuais equ√≠vocos, antes que a sua loja perca mais um cliente.

a) Falta de aten√ß√£o ao cliente. Esse √© o mais comum e ele possui outras vertentes, tais como achar que o cliente n√£o tem dinheiro ou n√£o deseja comprar (√© ‚Äúcaro√ßo‚ÄĚ), preconceito racial ou de classe, falta de concentra√ß√£o e conversas desnecess√°rias entre os vendedores e demais funcion√°rios da loja;

b) Comunica√ß√£o verbal e corporal inadequada. O mais comum √© o vendedor falar demasiadamente e n√£o ter a capacidade de ouvir e entender o que o cliente deseja. Ansiedade para fechar a venda, pregui√ßa ou lentid√£o para atender ao cliente. Timidez ou n√£o possuir a desenvoltura necess√°ria para gerar empatia e conquistar o consumidor. A comunica√ß√£o √© a base das transa√ß√Ķes comerciais. O funcion√°rio que n√£o sabe se comunicar ter√° in√ļmeras dificuldades para alcan√ßar as suas metas;

c) Falta de cortesia e educação dos atendentes, vendedores e gerentes. Cortesia e educação são essenciais para conquistar e manter os clientes. Há pessoas que atendem com má vontade e isso é externado no seu tom de voz, semblante e na forma de caminhar. Se o gerente for do tipo mal educado e grosseiro, a tendência é que uma grande quantidade de colegas da equipe copie o seu modo de agir. Normalmente, agimos conforme os nossos líderes;

d) O mix de produtos est√° inadequado ao p√ļblico-alvo ou h√° falta de produtos. √Äs vezes a loja n√£o consegue vender porque os produtos n√£o s√£o adequados √†s necessidades dos clientes ou o sistema de estoque est√° com falhas;

e) O atendimento telef√īnico √© ruim. Esse talvez seja um dos pontos mais fracos das lojas, pois o atendimento por telefone costuma ser negligenciado pela ger√™ncia e tamb√©m por muitos funcion√°rios. Se o cliente for at√© a loja ele n√£o ‚Äúter√° a porta batida em seu rosto‚ÄĚ. Por√©m, pelo telefone, √© comum n√£o ser atendido ou chegar ao c√ļmulo de um funcion√°rio ‚Äúderrubar‚ÄĚ a liga√ß√£o para n√£o atend√™-lo. Junto a tudo isso, h√° uma m√° vontade quase generalizada em atender ao telefone, bem como a falta de conhecimentos t√©cnicos para um servi√ßo de excel√™ncia.

f) Outros motivos. H√° v√°rios tipos de erros e a melhor maneira de identificar quais s√£o √© estar atento ao comportamento dos atendentes, vendedores e clientes. Esta √© uma das principais fun√ß√Ķes do gerente da loja e demais colaboradores. Al√©m disso, deve-se realizar pesquisas formais e informais junto aos clientes.


Publicado em Erros no atendimento, Varejo e vendas | Com a tag | Deixar um coment√°rio

Livros Blog de Empregos: colet√Ęnea de artigos

Em 2011 e 2012, lancei estes dois e-books, gratuitos e acessíveis pela internet, contendo alguns dos principais artigos publicados no Blog de Empregos:

Comunica√ß√£o, rela√ß√Ķes interpessoais, atendimento, vendas, ideias de l√≠deres brasileiros e mundiais, filosofia, criatividade, motiva√ß√£o, entre outros. os arquivos est√£o em PDF, objetivando facilitar a leitura na tela do seu computador. Confira:

1) LIVRO BLOG EMPREGOS – VOLUME I – JUNHO 2011

2) LIVRO BLOG DE EMPREGOS – VOLUME II – JUNHO 2012

Se você já teve a oportunidade de ler estes artigos, sugiro que faça uma releitura dos temas que julgar mais importantes. Caso ainda não tenha lido, talvez seja o momento adequado.

Desejo contar com o seu apoio para tornar os Livros Blog de Empregos, conhecidos das pessoas que fazem parte da sua Rede Social, principalmente os mais jovens e que estão ingressando no mercado de trabalho. O objetivo principal é divulgarmos as ideias do Projeto Fazendo e Aprendendo: você constrói o seu conhecimento.

Acreditamos que, com o advento da Internet e das novas m√≠dias interativas, poderemos fazer uma revolu√ß√£o no conte√ļdo e na forma de estudar. A aprendizagem √© um caminho que tem in√≠cio e nunca tem fim. √Č preciso continuar aprendendo, aprendendo e aprendendo.


Publicado em Curso, Dicas mercado de trabalho, Oportunidade | Com a tag | Deixar um coment√°rio

Vamos combater o desperdício!

Hoje iremos abordar este tema, bastante oportuno para o momento atual.¬†Esbanjamento, perda, n√£o saber aproveitar, gastar in√ļtil ou exageradamente s√£o algumas defini√ß√Ķes. Os motivos do desperd√≠cio podem estar relacionados com o descaso deliberado, desaten√ß√£o, falta de conhecimento t√©cnico, aus√™ncia de planejamento, ignor√Ęncia ou o mais puro consumismo.

Quase tudo na vida √© uma quest√£o de atitude! Tem um ditado popular que afirma: ‚Äúsaber e n√£o fazer √© n√£o saber‚ÄĚ. Estar consciente e n√£o praticar a a√ß√£o de economizar n√£o surtir√° efeito. H√° pessoas que, infelizmente,¬† ainda n√£o desenvolveram a consci√™ncia sobre a import√Ęncia de economizar e combater o desperd√≠cio. Ser competente √© conseguir ‚Äúfazer mais com menos‚ÄĚ, sem perder a qualidade. Aprimore esse diferencial e ele ser√° relevante para a sua vida pessoal e profissional.
 
O ‚Äúapag√£o‚ÄĚ el√©trico ocorrido em 2001 nos ensinou sobre a import√Ęncia de economizar energia. √Č pena que alguns consumidores j√° tenham esquecido parte dessas li√ß√Ķes. Caso isso tenha acontecido com voc√™ ou com os seus familiares, aproveite para relembrar algumas dicas pr√°ticas e eficazes.

A ilumina√ß√£o √© respons√°vel por cerca de 20% do consumo total de uma resid√™ncia. Habitue-se a apagar as l√Ęmpadas dos ambientes desocupados. A partir de 2015 a conta de energia dever√° ser reajustada mensalmente e com percentuais mais elevados do que os anos anteriores. Mais do que nunca, ser√° importante economizar:
a) Evite acender l√Ęmpadas durante o dia e d√™ prefer√™ncia a ilumina√ß√£o natural.
b) As l√Ęmpadas fluorescentes d√£o melhor resultado, duram mais e gastam menos energia.
c) O chuveiro elétrico é responsável por cerca de 25% do consumo de uma residência.
d) Limite seu tempo debaixo da água quente ao mínimo indispensável.
e) Nos dias quentes, mantenha a chave de temperatura na posi√ß√£o “ver√£o” (na posi√ß√£o “inverno”, o consumo √©
aproximadamente 30% maior).
f) Não tente aproveitar uma resistência queimada, isso aumenta o consumo.
g) O televisor é responsável por cerca de 5 a 15% do consumo total de uma residência.
h) N√£o deixe o televisor ligado sem necessidade.
i) Evite dormir com o televisor ligado.
j) A geladeira é responsável por cerca de 30% do consumo total de uma residência.
l) Coloque a geladeira em local ventilado, afastada de paredes, fora do alcance dos raios solares e distante de fog√Ķes e estufas.
m) Verifique se as borrachas de vedação da porta estão em bom estado.
n) N√£o use a parte traseira da geladeira para secar panos ou roupas.
o) N√£o deixe aberta, nem fique abrindo a porta desnecessariamente.
p) N√£o coloque alimentos quentes na geladeira.

A √°gua √© outro item muito desperdi√ßado, principalmente na maioria dos condom√≠nios, onde o consumo n√£o √© individualizado. A popula√ß√£o de S√£o Paulo e das cidades vizinhas, que dependem do reservat√≥rio da Cantareira, est√£o sentindo na pele as adversidades provocadas pela escassez desse l√≠quido imprescind√≠vel √† vida. Vejamos algumas sugest√Ķes pr√°ticas para economizar √°gua:
1) Verifique se h√° vazamentos em torneiras ou vasos sanit√°rios;
2) Lavando pratos, ao usar o sab√£o, feche a torneira;
3) Quando estiver no banheiro, ensaboando, deixe o chuveiro fechado;
4) Escovando os dentes ou passando creme de barbear, feche a torneira;
5) Ao utilizar m√°quina de lavar roupas, use a capacidade m√°xima;
6) Ao lavar pisos da cozinha e do banheiro, utiliza balde e pano de ch√£o;

Segue um breve questionário para você e os seus familiares realizarem uma avaliação:
1 ‚Äď sempre¬†¬†¬†¬†¬†¬† 2 ‚Äď raramente¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† 3- nunca

(    ) compro mais do que preciso
(    ) tenho orçamento doméstico controlado
(    ) tenho hábito de deixar luzes acesas desnecessariamente
(    ) deixo a televisão e aparelhos de som ligados desnecessariamente
(    ) falo ao telefone com clareza e objetividade
(    ) economizo energia, água, telefone e material de expediente em minha residência e na empresa onde trabalho
(    ) reutilizo o verso das folhas de papel
(    ) separo o lixo e facilito a reciclagem
(    ) deixo resto de comida no prato

‚ÄúQuem n√£o controla os seus gastos √© controlado por eles‚ÄĚ. Economize, economize e economize.


Publicado em combate ao desperdício, Sem categoria | Com a tag , | Deixar um comentário