Criatividade: sugestões de livros e filmes

Desenvolver a criatividade é algo prazeroso e ao mesmo tempo desafiador. Nos livros de Roger Von Oech, fundador e presidente da Creative Think, empresa de consultoria, com sede na Califórnia, especializada em criatividade e inovação, você encontrará inúmeras sugestões para ampliar a sua inteligência espacial. O renomado escritor e palestrante já realizou diversos seminários para a Coca-Cola, GE, Disney, Intel, MTV, Microsof, NASA, entre outras organizações.

Um “Toc” na Cuca (foto) – Editado no Brasil pela Livraria Cultura, este livro utiliza-se de uma linguagem clara, objetiva, bem-humorada e cheia de exemplos sobre como desenvolver algumas técnicas de criatividade.

Um Chute na Rotina (foto) – Livraria Cultura, enfoca o processo criativo através de quatro personagens:
1) Explorador, que vai em busca de informações para a solução dos problemas;

2) Artista, depois de colher as informações, transforma as mesmas, inverte, combina e ilustra;

3) Juiz, que é o responsável pelo julgamento de todas as sugestões apresentadas. Enquanto os dois personagens anteriores têm liberdade para dar quantas idéias forem possíveis, o Juiz tem a principal função de julgá-las;

4) Guerreiro é o personagem encarregado de lutar para tornar as idéias uma realidade, buscando apoios e parcerias.

Há muitos livros sobre criatividade no mercado editorial, porém, entre os que conhecemos, estes dois se destacam no conteúdo e na forma de abordar o tema.

As empresas deveriam disponibilizar estes livros aos seus funcionários, bem como as escolas, para os seus alunos.

Ainda estamos muito presos às idéias do Século XX e necessitamos buscar novas alternativas para os momentos atuais.

Finalizando, gostaria de sugerir que você assista a estes desenhos animados, pois eles contribuirão para estimular a sua criatividade e proporcionar excelentes momentos de prazer e descontração:

- Toy Story; – Procurando Nemo; – A Fuga das Galinhas; – A Marcha dos Pinguins¨; – A Dama e o Vagabundo; Formiguinha Z, entre outros.


Publicado em Curso, Dicas de livros e filmes, Dicas mercado de trabalho, Mercado, Oportunidade | Com a tag | Deixar um comentário

Motivação e criatividade: combustíveis para a vida

Há muitos anos nos dedicamos a estudar sobre esses dois empolgantes temas e gostaríamos de fazer algumas considerações sobre os mesmos. Somos pessoas complexas e os fatores motivadores e desmotivadores diferem de cada um de nós. Selecionamos alguns fatores que podem estimular a nossa motivação, mesmo que de maneira fugaz, passageira ou para sempre:

√ Percepção sobre a vida e como os fatos cotidianos são encarados com entusiasmo. Ter uma visão entusiasmada e desafiadora sobre as 24 horas do dia é algo motivador, principalmente quando você tem metas e objetivos bem definidos. Você é do tipo que procura enxergar somente os problemas ou visualiza também as soluções? A sua tendência é mais para o otimismo ou o pessimismo?

√ Relacionamento familiar – nos últimos anos ela vem sofrendo fortes abalos na maneira de viver e de relacionar. Entretanto, é inegável a sua importância para a formação da personalidade e para o enfrentamento das dificuldades cotidianas. A sua família funciona como uma equipe ou as pessoas vivem isoladamente? As pessoas dão mais atenção a um bom papo presencial ou preferem a internet e a televisão? Qual a última vez que vocês sentaram para conversar sobre as suas metas e objetivos?

√ Amor – ele é a essência da vida. O amor ilumina a nossa alma e transforma o ambiente interno e externo, contagiando a todos. Redescubra e invente a sua maneira de amar as pessoas, animais, a profissão, um homem, uma mulher, a Deus e tudo o que lhe fizer bem. O amor é energia que vai, contagia as pessoas e retorna para você.

√ Saúde física e mental. – saúde física é imprescindível para uma vida motivada. Quando sentimos dores físicas tendemos a buscar auxílio. Por outro lado, as doenças mentais não são facilmente diagnosticadas e, mesmo quando diagnosticadas, relutamos em buscar auxílio. Fique atento às doenças da alma -. estresse, depressão, solidão, entre outras. Elas costumam ser as principais causas da desmotivação. Equilíbrio é fundamental para uma vida física e mentalmente saudável.

√ Religião – embora nos últimos anos ela venha sendo utilizada por pessoas de má fé e com o objetivo de tirar dinheiro dos seus fiéis e servir de ponte para lançarem pessoas à política, continua e continuará a ser de extrema importância para o nosso equilíbrio emocional, principalmente nos momentos difíceis. Outra peculiaridade da religião é o forte desejo que manifesta em cada um de nós, principalmente quando estamos envelhecendo. Escolha uma religião que esteja em sintonia com os seus valores e crenças e não se deixe levar por falsas promessas.

√ Modelos familiares – quando criança, formamos a nossa personalidade com base nos personagens da nossa família, da escola e da sociedade. “O homem é um produto do meio”. Certamente você já leu ou ouviu esta frase. Cada vez mais nos convencemos da sua verdade, mesmo que relativa. Fique atento aos bons exemplos em sua comunidade, escola, trabalho e amigos. Converse e observe a maneira de agir das pessoas.

√ Criatividade – ela estimula o nosso cérebro, nos auxilia na busca de soluções para os problemas pessoais e profissionais. Tem um ditado popular que afirma “criar e coçar é só começar”. Desenvolva ou aprimore esta habilidade, fundamental para a sua motivação e decisões cotidianas.

√ Humor – ele é o chantili da vida e nos ajuda a minimizar situações de pavor e angústia. Experimente sorrir com o propósito de reduzir a importância e gravidade dos seus problemas. Num primeiro momento não resolve, porém, ameniza a angústia e lhe possibilita uma análise mais racional. Assista a filmes de comédia, desenho animado e reveja outros que marcaram a sua infância. Não deixe a sua criança interior perder o encantamento. Quando nos tornamos adultos, tendemos a ficar excessivamente racionais, além de mal-humorados e impacientes.

√ Trabalho – projete a sua vida profissional para durar muito tempo. Viver é trabalhar é produzir e sentir-se útil. Quando se aposentar, não cai na besteira de ficar em frente a uma televisão esperando as horas passarem. Mesmo que hoje você não tenha o trabalho que lhe dê prazer, descubra razões para continuar dando significado a ele. Quando possível, mude de emprego e reinvente a sua profissão.

√ Estudo – se você deixou de estudar, pense em retornar, pois ele é capaz de nos rejuvenescer e proporcionar novos aprendizados. Com as novas tecnologias, é possível estudar em casa e também de forma presencial. Crie em sua residência a Escolinha do Lar – local com computador, internet e livros – para toda a família estudar e ler conjuntamente. Agora é assim: Pais aprendem com filhos e vice-versa. Como diria o saudoso Gonzaguinha “… a beleza de ser um eterno aprendiz”. Viver é aprender a todo instante e em todos os lugares.

√ Lazer – cinema, teatro, televisão, praia e todas as formar de divertimento que sejam capazes de proporcionar prazer são bem-vindas. Tome cuidado para não se tornar um viciado no trabalho e esquecer da família e das diversões. Faça do lazer oportunidade para estreitar os laços familiares e com os amigos. O tempo não volta atrás e os momentos são únicos. Aproveite a vida!

√ Amizade – ter amigos é imprescindível para uma vida motivada. Ninguém é uma ilha e não podemos viver sozinhos. Esteja aberto a novas amizades e faça delas uma fonte de compartilhamento de boas idéias, histórias, estórias e aventuras.

√ Esporte – o nosso corpo exige, pede e implora por movimentos. O sedentarismo provoca doenças físicas e mentais. Descubra quais tipos de esportes são mais adequados ao seu físico e estilo de vida.

√ Dinheiro – Tão importante quanto saber ganhar dinheiro e também economizar e investir. Você é do tipo gastador e que gosta de comprar por puro consumismo? Lembre-se de que a vida dá muitas voltas e o dinheiro costuma mudar de mão. Tenha sempre uma reserva financeira para os momentos difíceis.

√ Ambição e poder – eles podem ser uma fonte de motivação, quando bem utilizados ou podem se transformar em perigo para a sua vida e a dos seus familiares. Analise a sua personalidade e verifique qual a dose necessária para torná-lo mais motivado.

√ Música e atividades lúdicas – acreditamos que o ser humano foi criado para ser artista. Todos nós carregamos dentro dos nossos corações um forte desejo de ser artista. Coloque mais arte em sua vida! Cante, dance, toque um instrumento musical, participe de uma oficina de teatro, fotografe. Não vá embora desta vida sem experimentar as emoções das artes. Por último, não esqueça da arte de amar e fazer sexo.

√ Sexo – ele é fantástico e revigora as nossas energias, contribuindo para a nossa motivação. Não se esqueça de dar prazer a sua parceira(o), pois o sexo é muito mais do que o seu orgasmo. É o prazer também da outra pessoa.

√ Voluntariado – a vida é a arte de relacionar com pessoas e nos completamos quando ajudamos o próximo. Pratique ações solidárias e você sentirá a forte motivação de transformar a sua vida e a das outras pessoas.

Fique atento para o próximo tema, que será a respeito da criatividade.


Publicado em Dicas mercado de trabalho, Mercado, Oportunidade | 2 comentários

Procura-se vendedor que saiba emocionar a si e aos clientes

Saber vender é uma das mais importantes e difíceis atividades profissionais. Pare por alguns segundos e reflita se você tem sido emocionado por atendentes e vendedores, durantes as suas compras, nos últimos meses? Infelizmente, há muitos “tiradores de pedidos” e pouquíssimos vendedores motivados e criativos.

Há muitos anos realizamos eventos para qualificar os profissionais de atendimento e de vendas e percebemos que muitos não gostam da profissão que exercem e também pouco ou nada fazem para se aprimorar. Resultado: poucas vendas e quase nenhum relacionamento para fidelizar os clientes.

O comércio varejista é um dos segmentos econômicos mais criativos e inovadores, maior empregador do país e porta de entrada para o primeiro emprego de inúmeros jovens. Por outro lado, trabalha-se muito e é uma atividade dinâmica. É preciso ter paixão pelo varejo para ser bem-sucedido e fazer a diferença.

Saiba que quase tudo em nossa vida envolve vendas e o que muda é o objeto de troca: dinheiro, carinho, amizade, conhecimentos, diversão, status, poder, entre outros.

Se você está em busca de emprego, desenvolva ou aprimore as suas habilidades em atendimento e vendas. Aprenda com alguns dos maiores campeões de vendas – Nizan Guanaes, Steve Jobs (foto), Sílvio Santos, David Portes (O Camelô do Rio de Janeiro) e Luiza Trajano. Faça as adaptações necessárias à sua personalidade e ao seu ramo de atividade. Treine, treine e treine exaustivamente. Aprenda com os colegas de trabalho e cultive a humildade.

A primeira lição de casa de um profissional de vendas é saber cultivar bons relacionamentos. A vida é feita de relacionamentos e tudo o mais é consequência. Sugerimos que leia os artigos de nossa autoria, que ora disponibilizamos, enfocando as relações interpessoais. Confira:
SUCESSO NAS RELAÇÕES INTERPESSOAIS – 2012

Eleja a emoção como fator primordial em sua vida e faça as suas atividades cotidianas com sentimento de perfeição. Busque emocionar a si e aos outros, quando estiver prestando um serviço ou vendendo um produto. A venda ocorre “de coração para coração”, fechando o ciclo entre quem fabricou, vendeu e consumiu.

O momento atual é bastante oportuno para você desenvolver habilidades de vendedor. O bom vendedor não fica desempregado ou sem renda.

Como sabiamente afirmaram Roberto e Erasmo Carlos “…Quando eu estou aqui, eu vivo esses momentos lindos… Se chorei ou se sorri, o importante é que emoções eu vivi”
Vá em frente e sucesso!


Publicado em Dicas mercado de trabalho, Emoção e vendas, Técnicas de vendas | 3 comentários

A Menina do Vale: livro gratuito sobre empreendedorismo

Bel Pesce (foto) é uma jovem empreendedora brasileira, morando no Vale do Silício. Ela estudou Engenharia e Administração no MIT, renomado centro universitário de educação e pesquisa privado, localizado em Cambridge, Massachusetts, nos Estados Unidos. Trabalhou na Microsoft, Google, MIT e Deutsche Bank.

Em outubro de 2012 eu li e gostei muito do seu livro “A Menina do Vale – Como o empreendedorismo pode mudar a sua vida”. O mesmo aborda a trajetória de Bel Pesce, estudiosa, criativa e motivada brasileira, onde a mesma fala sobre a importância do empreendedorismo. O livro pode ser acessado, gratuitamente, através do link:Livro A Menina do Vale

A linguagem é clara, objetiva e com ótimos exemplos. Sugerimos a todos que leiam, principalmente as pessoas mais jovens e que estão em busca de exemplos inspiradores e criativos.

Quem desejar conhecer mais sobre as suas idéias, basta acessar o blog pt


Publicado em Curso, Dicas mercado de trabalho, Mercado, Oportunidade | Com a tag , | 6 comentários

Bill Gates e a sua criatividade

Segundo a Wikipédia, William Henry Gates, mais conhecido como Bill Gates, nasceu na cidade de Seattle (EUA), em 28 de outubro de 1955.

Seu pai, William H. Gates, era advogado de grandes empresas, e sua mãe, Mary Maxwell Gates, foi professora da universidade de Washington e diretora de bancos. Bill frequentou as melhores escolas particulares de Seattle, até ser admitido na prestigiosa Universidade Harvard, onde mais tarde abandonou o curso de Matemática e Direito, no 3° ano, para dedicar-se à Microsoft.

Foi na Harvard que conheceu Paul Allen e juntos começaram a desenvolver um interpretador da linguagem BASIC para um dos primeiros computadores pessoais a serem lançado nos Estados Unidos – o Altair 8800. Após um modesto sucesso na comercialização deste produto, Gates e Allen fundaram a Microsoft, em 1975.

O primeiro produto comercial da empresa foi o Altair BASIC para o MITS Altair (Micro Instrumentation Tlemetry System), produzido no mesmo ano. Em 1980 a empresa deu um passo decisivo ao adquirir da Seattle Computer Products o sistema operativo 86-DOS.
Porém, o passo mais importante da Empresa foi dado com a criação do Windows. Ele revolucionou a maneira como nós interagimos com o computador.

No dia 27 de Junho de 2008, Bill Gates retirou-se definitivamente da Microsoft para se dedicar inteiramente aos seus projetos filantrópicos, através da Fundação Bill & Melinda Gates, a sua esposa.

O que podemos aprender com Bill Gates?

√ Ele sempre foi apaixonado pelo que fazia. Trabalhava inúmeras horas, chegando a passar dois ou três dias sem dormir ou com apenas alguns cochilos, quando estava em processo de criação ou implementação de novos projetos.

√ Soube enxergar as oportunidades de um novo negócio e construiu parcerias importantes para alcançar os seus objetivos.

√ No início da carreira, embora tímido e muito jovem, era um hábil negociador e não se deixava intimidar quando estava diante dos grandes executivos das maiores empresas de informática.

√ Implementou na Microsoft sistemas de gestão modernos e focados em resultados e na meritocracia. Foi uma das primeiras empresas a permitir que os seus funcionários usassem roupas que lhes deixassem mais à vontade para trabalhar. Eles podiam interromper algumas atividades para “brincarem” enquanto pensavam nas soluções dos problemas.

√ Liderou pelo exemplo e não somente pelo discurso. Era acessível e chegava junto com os colegas de equipe para resolver os problemas e criar oportunidades novas.

√ Enfrentou momentos turbulentos, processos e soube fazer acordos para que as demais empresas pudessem também ser bem-sucedidas.

√ É um dos homens mais ricos do mundo e está dedicando, a partir de 2008, a atividades filantrópicas e que possam ajudar a melhorar a vida no planeta terra, a exemplo do combate à AIDS, analfabetismo e à fome.

Por tudo isso, Bill Gates serve de inspiração para todos nós, pois acreditou em seus sonhos, com garra, persistência, criatividade e visão de equipe.


Publicado em Dicas mercado de trabalho, Mercado, Oportunidade | Com a tag | Deixar um comentário

José Pastore afirma: Sem educação não há solução!

Tenho o hábito de ler os artigos do Prof. José Pastore (foto). Ele é um dos homens mais inteligentes e competentes que tive o prazer de conhecer. Ao longo de 60 anos ele vem pesquisando e debatendo em sala de aula, palestras e seminários, no Brasil e no exterior, temas sobre mercado de trabalho e qualificação profissional. É presidente do Conselho de Emprego e Relações do Trabalho da Federação do Comércio de São Paulo.

Em abril de 2012 ele publicou este artigo no jornal O Estado de S.Paulo, que ora resumimos, para que possamos fazer uma análise sobre este importante tema:

“A depressão de 1929 teve efeitos devastadores nos Estados Unidos. Da noite para o dia boa parte da riqueza virou pó. A produção industrial caiu 50% e o comércio internacional encolheu 70%. Mais de 5 mil bancos faliram. Agravadas por uma impiedosa seca, as safras fracassaram por completo. O desemprego disparou, chegando à casa dos 25%.

Para dar uma ocupação a milhões de pessoas que estavam sem ter o que fazer, o governo americano, em meio de tantos cortes nos orçamentos, decidiu expandir as bibliotecas públicas para ali acomodar os que estavam desempregados. Assim foi feito. Os acervos aumentaram, os espaços e os horários de funcionamento se ampliaram. Surgiram nessa época as bibliotecas circulantes para atender os leitores das pequenas cidades e da zona rural.

Qual foi a consequência daquela iniciativa? Importantíssima. Durante quase dez anos, milhões de desempregados se ocuparam com a leitura. O resultado foi o previsível: no meio de tantos desastres, o país enriqueceu o seu mais precioso ativo – o capital humano – e com isso enfrentou os desafios da retomada do crescimento. A história está repleta de exemplos desse tipo. O Plano Marshall teve sucesso na Europa porque, mesmo durante a guerra, a educação foi preservada. Muitas escolas funcionaram até mesmo em dias de bombardeio.

Depois da terrível devastação nuclear de Hiroshima e Nagasaki (agosto de 1945), o Japão se levantou com base no bom preparo da sua gente. A Coreia do Sul ressurgiu das cinzas após o conflito dos anos 50 e renasceu novamente depois da crise de 1998 – nos dois casos, com base na educação do seu povo.

No Brasil, por sua vez, estamos desperdiçando a oportunidade dos bons ventos da economia. Sim, porque, mesmo com todos os incentivos do Pro-Uni, menos de 15% dos jovens cursam as escolas de nível superior. A taxa média de evasão é de 22% e, nas escolas particulares, onde está a maioria dos alunos, chega a 26%. Nessas escolas, a ociosidade atinge 52% das vagas existentes.
Esse quadro precisa mudar não apenas no aspecto quantitativo, mas, sobretudo, no qualitativo. A julgar pelo desempenho dos estudantes nas provas de avaliação, verifica-se que a qualidade do ensino da grande maioria de nossas faculdades está fortemente comprometida pelo conluio entre escolas que fingem que ensinam e alunos que fingem que aprendem. Uma farsa.

A melhoria da educação, além dos visíveis impactos nos campos da cidadania e da democracia, é crucial para elevar a produtividade do trabalho e a competitividade das empresas e da economia como um todo. Para os trabalhadores, é essencial para a elevação da renda e o progresso na carreira. No mundo competitivo, sem educação, não há salvação, complementou o Mestre Pastore”.

No www.youtube.com há inúmeras entrevistas com o Prof. José Pastore. Sugiro que você assista a que foi realizada pela apresentadora Salete Lemos, da TV CNT, em maio de 2012. Eles debatem vários assuntos relacionados à educação e ao mercado de trabalho. Vale a pena ver e rever.


Publicado em Dicas mercado de trabalho, José Pastore e as suas ideias, Qualificação profissional | Com a tag | Deixar um comentário

Restaurante de Salvador tem vaga para Auxiliar de Departamento de Pessoal

Principais atividades: dar suporte e apoio na execução de todas as atividades de gestão de pessoal, tais como: ponto eletrônico, admissão e demissão de pessoal. Elaborar dossiês de empregados ,entre outras relacionadas com a função. Preparar relatórios e planilhas, atendimento e orientações aos funcionários. Responsável por inclusão e exclusão de benefícios, e rateios de custos

Desejável experiência

Escolaridade mínima 2º grau completo

Escolaridade Desejável: Administração, Recursos Humanos ou Contabilidade

Regime de Contratação: CLT

Horário de segunda à sexta das 08:00h. às 18:00h. e sábado das 08:00h. às 12:00h.

Benefícios: Alimentação e Vale transporte

Salário – 1.000,00

Enviar currículo para : fabiana@viladabarra.com.br


Publicado em Auxiliar de RH, Vaga restaurante | Com a tag | Deixar um comentário

Carreira Profissional: o que podemos aprender com a Seleção Alemã de Futebol

Hoje (13/07) terminou a Copa do Mundo de 2014 e os alemães ganharam o seu 4º Título Mundial, com todos os méritos.

Fazendo uma análise das principais ações desenvolvidas dentro e fora do campo, por todos os Jogados e a Comissão Técnica da Seleção, pude observar que podemos e devemos aprender algumas das suas lições:

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO – os alemães são reconhecidos mundialmente pela grande disciplina, inteligência e capacidade de planejamento. Há 7 meses começaram a construir o Centro de Treinamento em Santa Cruz de Cabrália, em virtude da sua localização e principalmente para se adaptarem às temperaturas e ao clima das cidades onde jogariam.

LOGÍSTICA – pensaram e avaliaram todos os aspectos necessários para dar conforto, segurança e tranquilidade para todos os jogados e demais participantes.

HUMILDADE E CARISMA – durante toda a permanência em Santa Cruz de Cabrália, buscaram integrar-se à comunidade. Desenvolveram ações de marketing pessoal e através de uma bem construída Assessoria de Comunicação, inclusive hoje, cujas camisas estavam escritas os elogios ao Brasil pela realização da Copa. Fizeram doações aos indígenas e deixaram um legado material e moral para os moradores daquele município.

Na vitória contra o Brasil, creio que souberam dosar o quanto poderiam vencer e não se permitiram nos humilhar (mais ainda), pois tinham condições de vencer por 10 ou mais gols. Após o jogo, reconheceram o valor da história da Seleção Brasileira. No elenco alemão havia um grande time e não um ou dois excelentes jogadores, que joguem menos do que se preocupam com os cabelos ou cuecas. O time jogava por música, de pé em pé, com maestria e grande estratégia.

LIDERANÇA – Joachim Löw (foto), soube conduzir a sua equipe nos bons e maus momentos, sempre com simpatia, equilíbrio emocional e carisma. Ao final dos jogos cumprimentava todos os jogadores e os incentivavam. Aprendeu com o seu “mentor” Jürgen Klinsmann, os segredos para se tornar um grande técnico de futebol. É claro que o fator sorte também foi importante, mas, esteve na hora certa, no lugar certo e no país certo, que soube acolher os alemães de forma única, apesar de ter levado 7 X 1. Os torcedores brasileiros, inclusive os que estavam no Maracanã, desejavam a conquista da Seleção Alemã.

Assim, ao término da Copa 2014, devemos fazer uma reflexão de todos os seus acontecimentos, dentro e fora do campo, pois muitas ideias podemos aproveitar para a nossa vida pessoal e profissional. Algumas são passíveis de execução a curto prazo e outras somente com profundas mudanças internas na nossa maneira de ver o mundo e as pessoas ao redor. Até 2018!


Publicado em Mercado de trabalho | Com a tag | Deixar um comentário

Oratória: as etapas de uma apresentação em público

Infelizmente, a maioria dos profissionais – estudantes universitários, políticos, professores, executivos, gestores, entre outros, não se prepara adequadamente para a realização das apresentações. Se você deseja fazer diferença, fique atento às seguintes etapas: 1) Introdução; 2) Preparação; 3) Tema central; 4) Conclusão.

1) Introdução – A finalidade principal é conquistar a atenção da platéia e para isso você deverá surpreender os ouvintes, trazendo informações novas, úteis e que possam gerar interesse.

Procure criar uma afinidade com o público e lembre-se de que “você não terá uma segunda chance de causar uma primeira boa impressão”. As primeiras impressões são importantíssimas.

Se não tiver alguém para lhe apresentar, fale quem é você, o que já fez, a sua especialidade. Em resumo, são as suas credenciais e tenha o cuidado para não passar prepotência. Se você tem um currículo excepcional, prometa menos e deixe que a sua palestra ou aula demonstre o quanto você é competente!
Ofereça motivos para ser ouvido e diga o que as pessoas terão a ganhar lhe escutando, pois elas necessitam de motivos para continuarem atentas à comunicação.

Não peça desculpas à platéia – “desculpe por não ter tido tempo de preparar esta apresentação…. por estar afônico… por não dominar o assunto…” Muitas pessoas irão se perguntar: “se não está em condições, por que vai falar?

2) Preparação – O objetivo da preparação é facilitar o entendimento da platéia em relação à mensagem que deseja transmitir:

- Fale de maneira breve qual é o tema da sua apresentação, pois assim os ouvintes poderão acompanhar as suas idéias e tenderão a ter maior interesse;
- Esclareça qual o problema que deseja solucionar ou faça um histórico do assunto e como irá ajudar a solucioná-lo.

3) Tema central – Aqui está a essência do seu discurso e você deve falar tudo que planejou. Organize fazendo divisões no tempo (no ano de 1980…), local, compare com algo existente, comente sobre as conseqüências econômicas, sociais, políticas. Para sustentar suas informações, use exemplos irrefutáveis como argumentos, faça comparações, mostre estudos técnicos, testemunhos, etc. Se perceber que os ouvintes não concordarão com algumas das suas informações, prepare bons argumentos de defesa para as suas idéias.

4) Conclusão – Nesta parte você deve resumir os pontos mais importantes da sua apresentação e lembrar a platéia sobre suas atitudes em relação as idéias apresentadas. Em outras palavras, o que você espera que as pessoas façam. Outro aspecto importante é passar a sensação de que a sua apresentação está completa. Faça com que a sua comunicação tenha início, meio e fim. Cause uma ótima impressão final, transmitindo positividade e esperança. Analise os telejornais e perceba que a última notícia é sempre boa e tem como objetivo aliviar os telespectadores.

Importante – Quando estamos criando as nossas apresentações, temos como hábito utilizar quatro fichas, uma para cada etapa. No corpo das mesmas vamos colocando frases (tópicos frasais) que auxiliem na construção da mensagem. Ao final, registramos no gravador as falas integrais do discurso e analisamos aspectos relacionados à clareza, objetividade, seqüência lógica, razão, emoção, persuasão, entre outros. Refazemos várias vezes, até encontrarmos a forma ideal.

Assim, à primeira vista, parece algo simples de fazer. Não o é. Você necessitará de muito tempo, sensibilidade, paciência, criatividade, inteligência e motivação.

Um dos exercícios que recomendamos aos alunos é analisar os telejornais, através da ótica da sua produção: pauta das reportagens, maneira de abordá-las, através do áudio e do vídeo, seqüência em que as notícias serão apresentadas. Além disso, você poderá fazer uma análise dos programas dos partidos políticos que são apresentados na televisão; as aulas dos seus professores; os inúmeros pregadores religiosos que aparecem na televisão, entre outras situações.

Não se iluda, achando que é “improviso”. Tudo é planejado, estudado e muito bem feito, para influenciar a quem os assiste. O planejamento da apresentação corresponde a 50% do sucesso da mesma.

Em 2013 eu lancei o livro “Como Falar em Público com Sucesso” (foto). A aceitação está muito boa e creio que será um grande investimento para a sua carreira profissional. O mesmo é comercializado exclusivamente pela internet, através do site da Aprenda Fácil Editora www.afe.com.br
e-mail vendas@cpt.com.br telefone (31) 3899-7000.


Publicado em Curso, Dicas mercado de trabalho, Mercado, Oportunidade | 1 comentário

Aposentadoria: oportunidades e ameaças

Aposentar não significa deixar de ter uma atividade. É claro que cada pessoa tem a sua história de vida. Algumas pessoas quando aposentam preferem não mais voltar ao mercado de trabalho. Outras, mudam de profissão, voltam a estudar, desenvolvem trabalhos filantrópicos. A seguir, relacionamos algumas das principais mudanças no comportamento do aposentado:

√ Aumento do tempo de vida depois da aposentadoria. Como todos sabemos, a média de idade está aumentando e o tempo após a aposentadoria está ficando maior, sem contar que algumas pessoas deixam de trabalhar em pleno vigor físico e intelectual.

√ Novas tecnologias possibilitam trabalhar em casa e o contato com outras pessoas. Com o advento da internet, celular e fax estão facilitando o teletrabalho (trabalho a distância). Essas tecnologias permitem a interação com as demais pessoas e o mundo tornou-se “uma aldeia global”, como previu o Prof. Marshall McLuhan. Podemos trabalhar, estudar e relacionar com pessoas de quase todas as cidades do Mundo.

√ Opções para voltar a estudar e/ou dedicar a outra profissão. Testemunhamos inúmeros exemplos de pessoas que voltaram a estudar e construíram uma nova profissão. Outras voltaram a estudar por realização pessoal, objetivando também ampliar os seus relacionamentos.

Principais dúvidas de quem deseja aposentar

As dúvidas são inúmeras e cada pessoa tem as suas peculiaridades. Utilizando um bom planejamento, através de informações colhidas junto as pessoas que se aposentaram, bem como um diálogo franco com os familiares, você esclarecerá algumas dessas dúvidas:

√ Quando devo me aposentar? Se você estiver sentindo-se bem e houver possibilidade de continuar trabalhando, talvez seja melhor adiar a aposentadoria. Você deve levar em consideração, também, os aspectos de natureza financeira. Em resumo, faça um diagnóstico da situação e analise as oportunidades e ameaças. Tenha planos para o melhor e o pior cenário.

√ O que eu tenho a ganhar? Mais tempo para si e para a família, realizar novas metas e a possibilidade de trabalhar em outra profissão. É comum dedicarmos uma vida inteira a uma profissão que pouco nos realizou, mas, nos proporcionava “segurança” no emprego, status, benefícios sociais. Se este for o seu caso, que tal pensar numa nova profissão?

√ O que tenho a perder? Em quase todas as aposentadorias, a redução de salário é fato comum. Além disso, dependendo da sua relação emocional com a empresa e a sua atividade, poderá sentir saudade do ambiente de trabalho, status, relacionamento social, entre outros fatores. Normalmente, o aposentado sente alívio nos primeiros meses da aposentadoria e posteriormente um vazio interior. Conforme dissemos, cada caso tem as suas peculiaridades.

√ O que fazer com o tempo “ocioso”? Desenvolva o “ócio criativo”. Volte a estudar, leia, leia e leia. Conheça novos lugares e pessoas. Dê mais carinho e atenção aos seus familiares. Tenha cuidado com os jogos de azar e o álcool, pois eles estarão sempre rondando a sua mente. Há um ditado popular que afirma: “mente ociosa, moradia do diabo.”

√ Como posso melhorar o convívio familiar? Conforme afirmamos, proporcione mais carinho e atenção para o cônjuge, filhos e netos. Desenvolva / aprimore o gosto por atividades domésticas. Crie novas rotinas – andar, nadar, escrever, trabalhar, dançar.

√ Como gerir as finanças? Faça um orçamento familiar, evitando gastar mais do que ganha. Inevitavelmente, o seu padrão de consumo terá que ser reduzido. Não empreste dinheiro. Ele é a sua reserva (avalie os riscos). Não coloque um negócio próprio (avalie os riscos).

√ Como administrar a solidão, doenças e perda de status? Faça novas amizades, realize atividades lúdicas (dança de salão, teatro, música, faculdade, artesanato). Faça exercícios e controle a boca. Talvez uma parte da sua doença tenha relação com o seu atual trabalho.

√ Como continuar sendo útil à sociedade? Dedique-se ao voluntariado. Construa uma nova carreira profissional. Dê aulas, torne-se escritor, poeta, cineasta. Redescubra novos talentos dentro de você.

Para maiores informações, sugerimos que leia o nosso livro, que aqui disponibilizamos, gratuitamente, para em seguida debater as ideias com familiares e amigos próximos:
LIVRO – APOSENTADORIA – OPORTUNIDADES E AMEAÇAS – JULHO 2012

Assim, esteja preparado para tomar essa difícil decisão, pois mais cedo ou mais tarde você terá de fazê-lo. Se você é jovem, pense no futuro e não esqueça de investir em previdência e ter economias para quando se aposentar. O mercado de trabalho daqui para frente estará cada vez mais instável, bem como os rumos da economia. Não há receita infalível para uma aposentadoria tranqüila. Somente você será capaz de traçar o seu planejamento e nele fazer constar oportunidades e ameaças. Boa sorte!


Publicado em Cuidados ao aposentar-se, Curso, Dicas mercado de trabalho, Mercado, Oportunidade | Deixar um comentário