Bill Gates e a sua criatividade

Segundo a Wikipédia, William Henry Gates, mais conhecido como Bill Gates, nasceu na cidade de Seattle (EUA), em 28 de outubro de 1955.

Seu pai, William H. Gates, era advogado de grandes empresas, e sua m√£e, Mary Maxwell Gates, foi professora da universidade de Washington e diretora de bancos. Bill frequentou as melhores escolas particulares de Seattle, at√© ser admitido na prestigiosa Universidade Harvard, onde mais tarde abandonou o curso de Matem√°tica e Direito, no 3¬į ano, para dedicar-se √† Microsoft.

Foi na Harvard que conheceu Paul Allen e juntos começaram a desenvolver um interpretador da linguagem BASIC para um dos primeiros computadores pessoais a serem lançado nos Estados Unidos Рo Altair 8800. Após um modesto sucesso na comercialização deste produto, Gates e Allen fundaram a Microsoft, em 1975.

O primeiro produto comercial da empresa foi o Altair BASIC para o MITS Altair (Micro Instrumentation Tlemetry System), produzido no mesmo ano. Em 1980 a empresa deu um passo decisivo ao adquirir da Seattle Computer Products o sistema operativo 86-DOS.
Porém, o passo mais importante da Empresa foi dado com a criação do Windows. Ele revolucionou a maneira como nós interagimos com o computador.

No dia 27 de Junho de 2008, Bill Gates retirou-se definitivamente da Microsoft para se dedicar inteiramente aos seus projetos filantrópicos, através da Fundação Bill & Melinda Gates, a sua esposa.

O que podemos aprender com Bill Gates?

‚ąö Ele sempre foi apaixonado pelo que fazia. Trabalhava in√ļmeras horas, chegando a passar dois ou tr√™s dias sem dormir ou com apenas alguns cochilos, quando estava em processo de cria√ß√£o ou implementa√ß√£o de novos projetos.

‚ąö Soube enxergar as oportunidades de um novo neg√≥cio e construiu parcerias importantes para alcan√ßar os seus objetivos.

‚ąö No in√≠cio da carreira, embora t√≠mido e muito jovem, era um h√°bil negociador e n√£o se deixava intimidar quando estava diante dos grandes executivos das maiores empresas de inform√°tica.

‚ąö Implementou na Microsoft sistemas de gest√£o modernos e focados em resultados e na meritocracia. Foi uma das primeiras empresas a permitir que os seus funcion√°rios usassem roupas que lhes deixassem mais √† vontade para trabalhar. Eles podiam interromper algumas atividades para ‚Äúbrincarem‚ÄĚ enquanto pensavam nas solu√ß√Ķes dos problemas.

‚ąö Liderou pelo exemplo e n√£o somente pelo discurso. Era acess√≠vel e chegava junto com os colegas de equipe para resolver os problemas e criar oportunidades novas.

‚ąö Enfrentou momentos turbulentos, processos e soube fazer acordos para que as demais empresas pudessem tamb√©m ser bem-sucedidas.

‚ąö √Č um dos homens mais ricos do mundo e est√° dedicando, a partir de 2008, a atividades filantr√≥picas e que possam ajudar a melhorar a vida no planeta terra, a exemplo do combate √† AIDS, analfabetismo e √† fome.

Por tudo isso, Bill Gates serve de inspiração para todos nós, pois acreditou em seus sonhos, com garra, persistência, criatividade e visão de equipe.


Publicado em Dicas mercado de trabalho, Mercado, Oportunidade | Com a tag | Deixar um coment√°rio

José Pastore afirma: Sem educação não há solução!

Tenho o h√°bito de ler os artigos do Prof. Jos√© Pastore (foto). Ele √© um dos homens mais inteligentes e competentes que tive o prazer de conhecer. Ao longo de 60 anos ele vem pesquisando e debatendo em sala de aula, palestras e semin√°rios, no Brasil e no exterior, temas sobre mercado de trabalho e qualifica√ß√£o profissional. √Č presidente do Conselho de Emprego e Rela√ß√Ķes do Trabalho da Federa√ß√£o do Com√©rcio de S√£o Paulo.

Em abril de 2012 ele publicou este artigo no jornal O Estado de S.Paulo, que ora resumimos, para que possamos fazer uma an√°lise sobre este importante tema:

“A depress√£o de 1929 teve efeitos devastadores nos Estados Unidos. Da noite para o dia boa parte da riqueza virou p√≥. A produ√ß√£o industrial caiu 50% e o com√©rcio internacional encolheu 70%. Mais de 5 mil bancos faliram. Agravadas por uma impiedosa seca, as safras fracassaram por completo. O desemprego disparou, chegando √† casa dos 25%.

Para dar uma ocupa√ß√£o a milh√Ķes de pessoas que estavam sem ter o que fazer, o governo americano, em meio de tantos cortes nos or√ßamentos, decidiu expandir as bibliotecas p√ļblicas para ali acomodar os que estavam desempregados. Assim foi feito. Os acervos aumentaram, os espa√ßos e os hor√°rios de funcionamento se ampliaram. Surgiram nessa √©poca as bibliotecas circulantes para atender os leitores das pequenas cidades e da zona rural.

Qual foi a consequ√™ncia daquela iniciativa? Important√≠ssima. Durante quase dez anos, milh√Ķes de desempregados se ocuparam com a leitura. O resultado foi o previs√≠vel: no meio de tantos desastres, o pa√≠s enriqueceu o seu mais precioso ativo – o capital humano ‚Äď e com isso enfrentou os desafios da retomada do crescimento. A hist√≥ria est√° repleta de exemplos desse tipo. O Plano Marshall teve sucesso na Europa porque, mesmo durante a guerra, a educa√ß√£o foi preservada. Muitas escolas funcionaram at√© mesmo em dias de bombardeio.

Depois da terrível devastação nuclear de Hiroshima e Nagasaki (agosto de 1945), o Japão se levantou com base no bom preparo da sua gente. A Coreia do Sul ressurgiu das cinzas após o conflito dos anos 50 e renasceu novamente depois da crise de 1998 Рnos dois casos, com base na educação do seu povo.

No Brasil, por sua vez, estamos desperdiçando a oportunidade dos bons ventos da economia. Sim, porque, mesmo com todos os incentivos do Pro-Uni, menos de 15% dos jovens cursam as escolas de nível superior. A taxa média de evasão é de 22% e, nas escolas particulares, onde está a maioria dos alunos, chega a 26%. Nessas escolas, a ociosidade atinge 52% das vagas existentes.
Esse quadro precisa mudar não apenas no aspecto quantitativo, mas, sobretudo, no qualitativo. A julgar pelo desempenho dos estudantes nas provas de avaliação, verifica-se que a qualidade do ensino da grande maioria de nossas faculdades está fortemente comprometida pelo conluio entre escolas que fingem que ensinam e alunos que fingem que aprendem. Uma farsa.

A melhoria da educa√ß√£o, al√©m dos vis√≠veis impactos nos campos da cidadania e da democracia, √© crucial para elevar a produtividade do trabalho e a competitividade das empresas e da economia como um todo. Para os trabalhadores, √© essencial para a eleva√ß√£o da renda e o progresso na carreira. No mundo competitivo, sem educa√ß√£o, n√£o h√° salva√ß√£o, complementou o Mestre Pastore”.

No www.youtube.com h√° in√ļmeras entrevistas com o Prof. Jos√© Pastore. Sugiro que voc√™ assista a que foi realizada pela apresentadora Salete Lemos, da TV CNT, em maio de 2012. Eles debatem v√°rios assuntos relacionados √† educa√ß√£o e ao mercado de trabalho. Vale a pena ver e rever.


Publicado em Dicas mercado de trabalho, José Pastore e as suas ideias, Qualificação profissional | Com a tag | Deixar um comentário

Restaurante de Salvador tem vaga para Auxiliar de Departamento de Pessoal

Principais atividades: dar suporte e apoio na execu√ß√£o de todas as atividades de gest√£o de pessoal, tais como: ponto eletr√īnico, admiss√£o e demiss√£o de pessoal. Elaborar dossi√™s de empregados ,entre outras relacionadas com a fun√ß√£o. Preparar relat√≥rios e planilhas, atendimento e orienta√ß√Ķes aos funcion√°rios. Respons√°vel por inclus√£o e exclus√£o de benef√≠cios, e rateios de custos

Desejável experiência

Escolaridade m√≠nima 2¬ļ grau completo

Escolaridade Desejável: Administração, Recursos Humanos ou Contabilidade

Regime de Contratação: CLT

Horário de segunda à sexta das 08:00h. às 18:00h. e sábado das 08:00h. às 12:00h.

Benefícios: Alimentação e Vale transporte

Sal√°rio – 1.000,00

Enviar currículo para : fabiana@viladabarra.com.br


Publicado em Auxiliar de RH, Vaga restaurante | Com a tag | Deixar um coment√°rio

Carreira Profissional: o que podemos aprender com a Seleção Alemã de Futebol

Hoje (13/07) terminou a Copa do Mundo de 2014 e os alem√£es ganharam o seu 4¬ļ T√≠tulo Mundial, com todos os m√©ritos.

Fazendo uma an√°lise das principais a√ß√Ķes desenvolvidas dentro e fora do campo, por todos os Jogados e a Comiss√£o T√©cnica da Sele√ß√£o, pude observar que podemos e devemos aprender algumas das suas li√ß√Ķes:

PLANEJAMENTO ESTRAT√ČGICO ‚Äď os alem√£es s√£o reconhecidos mundialmente pela grande disciplina, intelig√™ncia e capacidade de planejamento. H√° 7 meses come√ßaram a construir o Centro de Treinamento em Santa Cruz de Cabr√°lia, em virtude da sua localiza√ß√£o e principalmente para se adaptarem √†s temperaturas e ao clima das cidades onde jogariam.

LOG√ćSTICA ‚Äď pensaram e avaliaram todos os aspectos necess√°rios para dar conforto, seguran√ßa e tranquilidade para todos os jogados e demais participantes.

HUMILDADE E CARISMA ‚Äď durante toda a perman√™ncia em Santa Cruz de Cabr√°lia, buscaram integrar-se √† comunidade. Desenvolveram a√ß√Ķes de marketing pessoal e atrav√©s de uma bem constru√≠da Assessoria de Comunica√ß√£o, inclusive hoje, cujas camisas estavam escritas os elogios ao Brasil pela realiza√ß√£o da Copa. Fizeram doa√ß√Ķes aos ind√≠genas e deixaram um legado material e moral para os moradores daquele munic√≠pio.

Na vit√≥ria contra o Brasil, creio que souberam dosar o quanto poderiam vencer e n√£o se permitiram nos humilhar (mais ainda), pois tinham condi√ß√Ķes de vencer por 10 ou mais gols. Ap√≥s o jogo, reconheceram o valor da hist√≥ria da Sele√ß√£o Brasileira. No elenco alem√£o havia um grande time e n√£o um ou dois excelentes jogadores, que joguem menos do que se preocupam com os cabelos ou cuecas. O time jogava por m√ļsica, de p√© em p√©, com maestria e grande estrat√©gia.

LIDERAN√áA – Joachim L√∂w (foto), soube conduzir a sua equipe nos bons e maus momentos, sempre com simpatia, equil√≠brio emocional e carisma. Ao final dos jogos cumprimentava todos os jogadores e os incentivavam. Aprendeu com o seu ‚Äúmentor‚ÄĚ J√ľrgen Klinsmann, os segredos para se tornar um grande t√©cnico de futebol. √Č claro que o fator sorte tamb√©m foi importante, mas, esteve na hora certa, no lugar certo e no pa√≠s certo, que soube acolher os alem√£es de forma √ļnica, apesar de ter levado 7 X 1. Os torcedores brasileiros, inclusive os que estavam no Maracan√£, desejavam a conquista da Sele√ß√£o Alem√£.

Assim, ao término da Copa 2014, devemos fazer uma reflexão de todos os seus acontecimentos, dentro e fora do campo, pois muitas ideias podemos aproveitar para a nossa vida pessoal e profissional. Algumas são passíveis de execução a curto prazo e outras somente com profundas mudanças internas na nossa maneira de ver o mundo e as pessoas ao redor. Até 2018!


Publicado em Mercado de trabalho | Com a tag | Deixar um coment√°rio

Orat√≥ria: as etapas de uma apresenta√ß√£o em p√ļblico

Infelizmente, a maioria dos profissionais ‚Äď estudantes universit√°rios, pol√≠ticos, professores, executivos, gestores, entre outros, n√£o se prepara adequadamente para a realiza√ß√£o das apresenta√ß√Ķes. Se voc√™ deseja fazer diferen√ßa, fique atento √†s seguintes etapas: 1) Introdu√ß√£o; 2) Prepara√ß√£o; 3) Tema central; 4) Conclus√£o.

1) Introdu√ß√£o – A finalidade principal √© conquistar a aten√ß√£o da plat√©ia e para isso voc√™ dever√° surpreender os ouvintes, trazendo informa√ß√Ķes novas, √ļteis e que possam gerar interesse.

Procure criar uma afinidade com o p√ļblico e lembre-se de que ‚Äúvoc√™ n√£o ter√° uma segunda chance de causar uma primeira boa impress√£o‚ÄĚ. As primeiras impress√Ķes s√£o important√≠ssimas.

Se não tiver alguém para lhe apresentar, fale quem é você, o que já fez, a sua especialidade. Em resumo, são as suas credenciais e tenha o cuidado para não passar prepotência. Se você tem um currículo excepcional, prometa menos e deixe que a sua palestra ou aula demonstre o quanto você é competente!
Ofereça motivos para ser ouvido e diga o que as pessoas terão a ganhar lhe escutando, pois elas necessitam de motivos para continuarem atentas à comunicação.

N√£o pe√ßa desculpas √† plat√©ia ‚Äď ‚Äúdesculpe por n√£o ter tido tempo de preparar esta apresenta√ß√£o…. por estar af√īnico… por n√£o dominar o assunto…‚ÄĚ Muitas pessoas ir√£o se perguntar: ‚Äúse n√£o est√° em condi√ß√Ķes, por que vai falar?

2) Prepara√ß√£o ‚Äď O objetivo da prepara√ß√£o √© facilitar o entendimento da plat√©ia em rela√ß√£o √† mensagem que deseja transmitir:

- Fale de maneira breve qual é o tema da sua apresentação, pois assim os ouvintes poderão acompanhar as suas idéias e tenderão a ter maior interesse;
- Esclareça qual o problema que deseja solucionar ou faça um histórico do assunto e como irá ajudar a solucioná-lo.

3) Tema central ‚Äď Aqui est√° a ess√™ncia do seu discurso e voc√™ deve falar tudo que planejou. Organize fazendo divis√Ķes no tempo (no ano de 1980…), local, compare com algo existente, comente sobre as conseq√ľ√™ncias econ√īmicas, sociais, pol√≠ticas. Para sustentar suas informa√ß√Ķes, use exemplos irrefut√°veis como argumentos, fa√ßa compara√ß√Ķes, mostre estudos t√©cnicos, testemunhos, etc. Se perceber que os ouvintes n√£o concordar√£o com algumas das suas informa√ß√Ķes, prepare bons argumentos de defesa para as suas id√©ias.

4) Conclus√£o ‚Äď Nesta parte voc√™ deve resumir os pontos mais importantes da sua apresenta√ß√£o e lembrar a plat√©ia sobre suas atitudes em rela√ß√£o as id√©ias apresentadas. Em outras palavras, o que voc√™ espera que as pessoas fa√ßam. Outro aspecto importante √© passar a sensa√ß√£o de que a sua apresenta√ß√£o est√° completa. Fa√ßa com que a sua comunica√ß√£o tenha in√≠cio, meio e fim. Cause uma √≥tima impress√£o final, transmitindo positividade e esperan√ßa. Analise os telejornais e perceba que a √ļltima not√≠cia √© sempre boa e tem como objetivo aliviar os telespectadores.

Importante – Quando estamos criando as nossas apresenta√ß√Ķes, temos como h√°bito utilizar quatro fichas, uma para cada etapa. No corpo das mesmas vamos colocando frases (t√≥picos frasais) que auxiliem na constru√ß√£o da mensagem. Ao final, registramos no gravador as falas integrais do discurso e analisamos aspectos relacionados √† clareza, objetividade, seq√ľ√™ncia l√≥gica, raz√£o, emo√ß√£o, persuas√£o, entre outros. Refazemos v√°rias vezes, at√© encontrarmos a forma ideal.

Assim, à primeira vista, parece algo simples de fazer. Não o é. Você necessitará de muito tempo, sensibilidade, paciência, criatividade, inteligência e motivação.

Um dos exerc√≠cios que recomendamos aos alunos √© analisar os telejornais, atrav√©s da √≥tica da sua produ√ß√£o: pauta das reportagens, maneira de abord√°-las, atrav√©s do √°udio e do v√≠deo, seq√ľ√™ncia em que as not√≠cias ser√£o apresentadas. Al√©m disso, voc√™ poder√° fazer uma an√°lise dos programas dos partidos pol√≠ticos que s√£o apresentados na televis√£o; as aulas dos seus professores; os in√ļmeros pregadores religiosos que aparecem na televis√£o, entre outras situa√ß√Ķes.

N√£o se iluda, achando que √© ‚Äúimproviso‚ÄĚ. Tudo √© planejado, estudado e muito bem feito, para influenciar a quem os assiste. O planejamento da apresenta√ß√£o corresponde a 50% do sucesso da mesma.

Em 2013 eu lancei o livro “Como Falar em P√ļblico com Sucesso” (foto). A aceita√ß√£o est√° muito boa e creio que ser√° um grande investimento para a sua carreira profissional. O mesmo √© comercializado exclusivamente pela internet, atrav√©s do site da Aprenda F√°cil Editora www.afe.com.br
e-mail vendas@cpt.com.br telefone (31) 3899-7000.


Publicado em Curso, Dicas mercado de trabalho, Mercado, Oportunidade | 1 coment√°rio

Aposentadoria: oportunidades e ameaças

Aposentar n√£o significa deixar de ter uma atividade. √Č claro que cada pessoa tem a sua hist√≥ria de vida. Algumas pessoas quando aposentam preferem n√£o mais voltar ao mercado de trabalho. Outras, mudam de profiss√£o, voltam a estudar, desenvolvem trabalhos filantr√≥picos. A seguir, relacionamos algumas das principais mudan√ßas no comportamento do aposentado:

‚ąö Aumento do tempo de vida depois da aposentadoria. Como todos sabemos, a m√©dia de idade est√° aumentando e o tempo ap√≥s a aposentadoria est√° ficando maior, sem contar que algumas pessoas deixam de trabalhar em pleno vigor f√≠sico e intelectual.

‚ąö Novas tecnologias possibilitam trabalhar em casa e o contato com outras pessoas. Com o advento da internet, celular e fax est√£o facilitando o teletrabalho (trabalho a dist√Ęncia). Essas tecnologias permitem a intera√ß√£o com as demais pessoas e o mundo tornou-se ‚Äúuma aldeia global‚ÄĚ, como previu o Prof. Marshall McLuhan. Podemos trabalhar, estudar e relacionar com pessoas de quase todas as cidades do Mundo.

‚ąö Op√ß√Ķes para voltar a estudar e/ou dedicar a outra profiss√£o. Testemunhamos in√ļmeros exemplos de pessoas que voltaram a estudar e constru√≠ram uma nova profiss√£o. Outras voltaram a estudar por realiza√ß√£o pessoal, objetivando tamb√©m ampliar os seus relacionamentos.

Principais d√ļvidas de quem deseja aposentar

As d√ļvidas s√£o in√ļmeras e cada pessoa tem as suas peculiaridades. Utilizando um bom planejamento, atrav√©s de informa√ß√Ķes colhidas junto as pessoas que se aposentaram, bem como um di√°logo franco com os familiares, voc√™ esclarecer√° algumas dessas d√ļvidas:

‚ąö Quando devo me aposentar? Se voc√™ estiver sentindo-se bem e houver possibilidade de continuar trabalhando, talvez seja melhor adiar a aposentadoria. Voc√™ deve levar em considera√ß√£o, tamb√©m, os aspectos de natureza financeira. Em resumo, fa√ßa um diagn√≥stico da situa√ß√£o e analise as oportunidades e amea√ßas. Tenha planos para o melhor e o pior cen√°rio.

‚ąö O que eu tenho a ganhar? Mais tempo para si e para a fam√≠lia, realizar novas metas e a possibilidade de trabalhar em outra profiss√£o. √Č comum dedicarmos uma vida inteira a uma profiss√£o que pouco nos realizou, mas, nos proporcionava ‚Äúseguran√ßa‚ÄĚ no emprego, status, benef√≠cios sociais. Se este for o seu caso, que tal pensar numa nova profiss√£o?

‚ąö O que tenho a perder? Em quase todas as aposentadorias, a redu√ß√£o de sal√°rio √© fato comum. Al√©m disso, dependendo da sua rela√ß√£o emocional com a empresa e a sua atividade, poder√° sentir saudade do ambiente de trabalho, status, relacionamento social, entre outros fatores. Normalmente, o aposentado sente al√≠vio nos primeiros meses da aposentadoria e posteriormente um vazio interior. Conforme dissemos, cada caso tem as suas peculiaridades.

‚ąö O que fazer com o tempo ‚Äúocioso‚ÄĚ? Desenvolva o ‚Äú√≥cio criativo‚ÄĚ. Volte a estudar, leia, leia e leia. Conhe√ßa novos lugares e pessoas. D√™ mais carinho e aten√ß√£o aos seus familiares. Tenha cuidado com os jogos de azar e o √°lcool, pois eles estar√£o sempre rondando a sua mente. H√° um ditado popular que afirma: ‚Äúmente ociosa, moradia do diabo.‚ÄĚ

‚ąö Como posso melhorar o conv√≠vio familiar? Conforme afirmamos, proporcione mais carinho e aten√ß√£o para o c√īnjuge, filhos e netos. Desenvolva / aprimore o gosto por atividades dom√©sticas. Crie novas rotinas – andar, nadar, escrever, trabalhar, dan√ßar.

‚ąö Como gerir as finan√ßas? Fa√ßa um or√ßamento familiar, evitando gastar mais do que ganha. Inevitavelmente, o seu padr√£o de consumo ter√° que ser reduzido. N√£o empreste dinheiro. Ele √© a sua reserva (avalie os riscos). N√£o coloque um neg√≥cio pr√≥prio (avalie os riscos).

‚ąö Como administrar a solid√£o, doen√ßas e perda de status? Fa√ßa novas amizades, realize atividades l√ļdicas (dan√ßa de sal√£o, teatro, m√ļsica, faculdade, artesanato). Fa√ßa exerc√≠cios e controle a boca. Talvez uma parte da sua doen√ßa tenha rela√ß√£o com o seu atual trabalho.

‚ąö Como continuar sendo √ļtil √† sociedade? Dedique-se ao voluntariado. Construa uma nova carreira profissional. D√™ aulas, torne-se escritor, poeta, cineasta. Redescubra novos talentos dentro de voc√™.

Para maiores informa√ß√Ķes, sugerimos que leia o nosso livro, que aqui disponibilizamos, gratuitamente, para em seguida debater as ideias com familiares e amigos pr√≥ximos:
LIVRO РAPOSENTADORIA РOPORTUNIDADES E AMEAÇAS РJULHO 2012

Assim, esteja preparado para tomar essa dif√≠cil decis√£o, pois mais cedo ou mais tarde voc√™ ter√° de faz√™-lo. Se voc√™ √© jovem, pense no futuro e n√£o esque√ßa de investir em previd√™ncia e ter economias para quando se aposentar. O mercado de trabalho daqui para frente estar√° cada vez mais inst√°vel, bem como os rumos da economia. N√£o h√° receita infal√≠vel para uma aposentadoria tranq√ľila. Somente voc√™ ser√° capaz de tra√ßar o seu planejamento e nele fazer constar oportunidades e amea√ßas. Boa sorte!


Publicado em Cuidados ao aposentar-se, Curso, Dicas mercado de trabalho, Mercado, Oportunidade | Deixar um coment√°rio

Aprendendo a lidar com as frustra√ß√Ķes profissionais e pessoais

No dicion√°rio Aur√©lio, a palavra frustra√ß√£o significa ‚Äúa√ß√£o de frustrar. Na Psican√°lise √© o estado emocional do indiv√≠duo que, por n√£o ter satisfeito um desejo ou tend√™ncia fundamental, se sente recalcado‚ÄĚ.

Trazendo esse conceito para as a√ß√Ķes cotidianas, notamos que a vida √© feita de momentos e a nossa percep√ß√£o, atitude e rea√ß√£o aos sentimentos, podem fazer toda a diferen√ßa. Vejamos o seguinte exemplo:

Um jovem estudante planeja uma carreira profissional brilhante, de sucesso, reconhecimento pessoal e financeiro. Entretanto, quando inicia a procura do emprego, percebe que o mesmo está muito difícil, tendo em vista que as empresas exigem experiência, elevada escolaridade, idiomas, mestrado e doutorado, para em contrapartida pagar um salário irrisório.

Ter o sentimento de frustração é algo natural. Porém, o que vai mudar a realidade e o tamanho da frustração, será a maneira como esse profissional irá encarar as dificuldades e procurar vencê-las.

H√° pessoas que s√£o mais resilientes (caracter√≠stica mec√Ęnica que define a resist√™ncia aos choques de materiais), ou seja, t√™m a capacidade de suportar mais dores, frustra√ß√Ķes e press√Ķes.

Eu citei esse exemplo, por ser o que mais os leitores escrevem e reclamam, com toda raz√£o, mencionando as suas dificuldades para ingressarem no mercado de trabalho.

O que podemos aprender com as frustra√ß√Ķes?

Se deixarmos a emo√ß√£o de lado e olharmos os nossos momentos cotidianos com mais racionalidade, vamos perceber que quase tudo se resume a atividades que n√£o trazem muito prazer. Pegar √īnibus, ir ao trabalho; trabalhar oito horas ou mais, pegar o √īnibus de volta, chegar em casa, fazer as atividades dom√©sticas; no final do m√™s, receber o sal√°rio e pagar as contas.

Basicamente √© isso que fazemos na maioria do nosso tempo, quando n√£o estamos dormindo. S√£o atividades que ao longo da vida se tornam banais e entram no ‚Äúpiloto autom√°tico‚ÄĚ do nosso c√©rebro.

A quest√£o mais importante √© saber como cada um de n√≥s ir√° lidar com as frustra√ß√Ķes. Elas n√£o deixar√£o de existir, pelo contr√°rio, a tend√™ncia √© aumentar, pois temos o h√°bito de nos comparar com os bens materiais, status e a felicidade que achamos que as demais pessoas possuem.

Raramente estamos satisfeitos com o que possu√≠mos. H√° um ditado popular que ilustra esta situa√ß√£o: ‚Äúo jardim do vizinho √© sempre mais florido‚ÄĚ. Outro aspecto que complica mais ainda √© que a cada desejo satisfeito, geralmente surge um novo!

Lembra daquele celular, tv, notebook e autom√≥vel comprados h√° seis meses? J√° n√£o servem ou n√£o nos emocionam mais, pois amigos, parentes ou colegas de trabalho compraram outros mais modernos e de √ļltima gera√ß√£o. As empresas, atrav√©s da propaganda e das a√ß√Ķes de marketing estimulam esse nosso comportamento de insatisfa√ß√£o e decep√ß√£o com o que possu√≠mos. √Č algo que para muitos acontece de forma inconsciente ou quase impercept√≠vel.

Gosto muito de uma palavra que a denomino de aprender ‚Äúnatoralmente‚ÄĚ, ou seja, na tora, na ra√ßa. √Č claro que a leitura e ouvir os conselhos dos pais e familiares continuam sendo importantes. Por√©m, as nossas mudan√ßas internas tendem a ser mais eficazes quando sofremos algum tipo de frustra√ß√£o. Em muitos casos, a dor costuma ensinar mais do que o amor.

Somos pessoas complexas e oscilamos os nossos sentimentos com o decorrer dos anos e como os mesmos irão nos afetar positiva ou negativamente. Cada um tem a sua história de vida e as suas expectativas em relação ao que é viver feliz.

N√£o gostaria de dar um conselho, por√©m, lhe fazer um alerta, principalmente se voc√™ √© jovem e est√° come√ßando a vida profissional. Procure ter uma vis√£o mais realista do mercado de trabalho e n√£o crie grandes expectativas e ilus√Ķes. Lute e fa√ßa com que a cada dia voc√™ v√° conquistando o seu espa√ßo. Seja tolerante com os momentos de insucesso e tenha persist√™ncia e criatividade para tra√ßar novas estrat√©gias.

Planeje a sua carreira profissional e coloque a possibilidade de algum dia ser dono do seu pr√≥prio neg√≥cio. √Č claro que √© muito dif√≠cil e nem todas as pessoas t√™m essa voca√ß√£o ou desejo para empreender.

A tend√™ncia do mundo √© para o aumento do empreendedorismo, ou seja, cria√ß√£o de pequenos neg√≥cios. √Č claro que cada carreira profissional √© √ļnica e depende de uma s√©rie de vari√°veis.

Sugiro que voc√™ leia este material did√°tico, disponibilizado gratuitamente, onde busquei escrever de maneira clara, objetiva e atraente, enfocando temas sobre as rela√ß√Ķes interpessoais:
APOSTILAS – SUCESSO NAS RELA√á√ēES INTERPESSOAIS – JULHO 2013

Finalizando, procure enxergar o lado positivo das frustra√ß√Ķes, pois, como quase tudo na vida, a din√Ęmica costuma ser a da faca: ‚Äúum lado alisa e o outro corta‚ÄĚ. Tudo tem (ou deveria ter) o seu lado positivo.

A alegria √© valorizada porque temos muitos momentos de tristezas e frustra√ß√Ķes. Infelizmente, n√£o podemos criar um mundo somente de momentos lindos e maravilhosos. Necessitamos nos fortalecer para lidar com as derrotas e decep√ß√Ķes. A sua capacidade, resili√™ncia e motiva√ß√£o para vencer os obst√°culos far√£o toda a diferen√ßa em sua vida.


Publicado em Lidando com as frustra√ß√Ķes, resili√™ncia | Coment√°rios desativados

Blog ABC da Língua Portuguesa auxilia a todos que desejam falar e escrever de forma correta

Em julho de 2013, os renomados professores Adil Lyra, Marta Mendon√ßa e Paulo Jorge lan√ßaram, no portal iBahia.com, o excelente Blog ‚ÄúABC da L√≠ngua Portuguesa‚ÄĚ.

“A iniciativa de construir esse blog surgiu da necessidade de oferecermos uma ferramenta de intera√ß√£o virtual, com voc√™, no que se refere √† L√≠ngua Portuguesa. Atrav√©s desse meio de comunica√ß√£o analisamos aspectos lingu√≠sticos de interesse de todos n√≥s, usu√°rios da l√≠ngua portuguesa e de todas as √°reas sociais. Tamb√©m fazemos coment√°rios sobre assuntos di√°rios que tenham como centro de interesse e discuss√£o a nossa L√≠ngua Portuguesa.

Al√©m disso, este Blog disponibiliza canais de intera√ß√£o para voc√™ comentar os assuntos e deixar o seu recado”, conclu√≠ram os Autores.

Sugiro a todos que desejam desenvolver ou aprimorar o uso da comunicação falada e escrita. Basta acessar portugues


Publicado em Blog de língua portuguesa, Curso, Dicas mercado de trabalho, Mercado, Oportunidade | 3 comentários

Tudo na vida é uma questão de atitude

Pense um pouco sobre as realiza√ß√Ķes mais importantes da sua vida e, certamente, todas elas t√™m algo em comum: foram precedidas de decis√Ķes dif√≠ceis e que necessitaram de atitudes corajosas.

Nas rela√ß√Ķes entre pessoas tamb√©m necessitamos de atitudes e coragem para mudar uma situa√ß√£o adversa e conflituosa, pois elas estar√£o presentes em toda a nossa exist√™ncia.√Äs vezes temos sonhos maravilhosos e poss√≠veis de serem realizados, por√©m, o nosso medo de fracassar, comodismo ou falta de coragem para tomar uma decis√£o nos faz adiar, adiar e adiar.

H√° uma frase que afirma: ‚Äúsaber e n√£o fazer √© n√£o saber‚ÄĚ. Como toda regra costuma ter exce√ß√Ķes, n√£o devemos generalizar. Repare um sutil detalhe nesta frase ‚Äún√£o fazer‚ÄĚ. A mat√©ria-prima da vida √© o tempo que dispomos para realizar os nossos sonhos e colocar em pr√°tica as a√ß√Ķes que nos levem √† concretiza√ß√£o dos mesmos. O n√£o fazer pode ser mais perigoso do que fazer e errar, pois, com exce√ß√£o da morte, tudo na vida tem solu√ß√£o.

Leandro, hoje um renomado administrador de empresas, quando jovem, era extremamente t√≠mido, cheio de complexo, feio e desengon√ßado para andar. Ele sempre gostou muito de dan√ßar e a sua timidez e o medo de ‚Äúreceber uma mala‚ÄĚ ‚Äď quando outra pessoa √© convidada para dan√ßar e nega o convite ‚Äď o impediam de convidar as demais jovens para dan√ßar.

Sempre que ia a uma festa sentava-se em local afastado e ficava observando as demais pessoas, bem como os rapazes mais extrovertidos e que não pensavam duas vezes para tirar uma mulher para dançar.

Certa feita, os seus olhos cruzaram com os de uma jovem muito simp√°tica e ele, discretamente, olhou para tr√°s, imaginando que ela estivesse olhando para outra pessoa e n√£o para ele. Ap√≥s ter a certeza de que somente uma parede existia, percebeu que era para ele mesmo que aquela jovem dirigia o seu olhar. Pensou, pensou e pensou. A dist√Ęncia entre ambos era de aproximadamente quatro metros, o que parecia para ele dez quil√īmetros. Levantou-se e foi andando ao encontro da jovem. Quando estava bem pr√≥ximo, percebeu que um outro rapaz se dirigia at√© a sua pretendente e a tirou para dan√ßar. Neste momento ele desviou o caminho e foi direto para o toalete, objetivando disfar√ßar a situa√ß√£o, pois a percep√ß√£o do mesmo era que todos na festa haviam percebido a cena.

Esse fato serve para ilustrar como s√£o as coisas em nossa vida. Em determinados momentos n√£o bastam vontade e¬† coragem. √Č preciso ser r√°pido e avaliar quais s√£o os riscos de tomar ou n√£o uma decis√£o. Ainda bem que nesse caso os riscos foram pequenos.

Semelhante a uma dan√ßa, onde o risco maior seria o de n√£o ser aceito pela jovem, deixamos de tomar decis√Ķes importantes de relacionar ou n√£o com outras pessoas por medo da rejei√ß√£o ou de que no futuro aquele relacionamento cause frustra√ß√Ķes. Relacionar com o outro √© como respirar e n√£o conseguimos viver isoladamente.


Publicado em atitude, Oportunidade, pensar e agir positivamente | Com a tag , | Deixar um coment√°rio

Lojas Guaibim: vagas de empregos para Salvador e Valença

GERENTE DE LOJAS GUAIBIM
Ensino médio completo, experiência anterior na função, pacote Office, Excel avançado.
Disponibilidade para mudança de Cidade
Local de trabalho – Salvador, Regi√£o metropolitana e interior da Bahia
Sal√°rio – Ganhos acima de R$ 2.400,00
Benefícios Рvale transporte, vale alimentação ou refeição, cartão Redemed, plano odontológico e participação nos resultados.

GERENTE REGIONAL LOJAS GUAIBIM
Ensino superior completo, experiência anterior na função, pacote Office, Excel avançado.
Disponibilidade total para viagens
Local de trabalho – Salvador, Regi√£o metropolitana e interior da Bahia
Sal√°rio fixo + comiss√£o , ganhos acima de R$ 5.000,00
Benefícios Рvale transporte, vale alimentação ou refeição, cartão Redemed, plano odontológico e participação nos resultados.

ANALISTA DE COMPRAS ‚Äď LOJAS GUAIBIM
Ensino Superior cursando Administração ou áreas afins.
Experiência na área de compras em empresa do segmento de varejo;
Local de trabalho – Salvador
Sal√°rio ‚Äď 1.200,00
Benefícios Рvale transporte, vale alimentação ou refeição, cartão Redemed, plano odontológico e participação nos resultados.

ANALISTA DE CONTROLADORIA – Grupo Ramiro Campelo
Ensino Superior completo em Administração, Ciências Contábeis e/ou Economia.
Experiência em Controladoria
Local de trabalho – Salvador
Sal√°rio – R$ 2.000,00
Benefícios: Vale transporte, vale alimentação ou refeição, cartão Redemed, plano odontológico e participação nos resultados.

INSTRUTOR DE TREINAMENTO ‚Äď GRUPO RAMIRO CAMPELO
Ensino superior completo em Pedagogia, Administração, Gestão de RH ou áreas afins; Experiência anterior na função e em pacote Office.
Disponibilidade para viagens
Local de trabalho – Salvador
Sal√°rio – 1.500,00
Benefícios Рvale transporte, vale alimentação ou refeição, cartão Redemed, plano odontológico e participação nos resultados.

SUPERVISOR DE VENDAS DE M√ďVEIS ‚Äď LOJAS GUAIBIM
Ensino superior completo em marketing, Administração ou áreas afins;
Experiência anterior na função, pacote Office, Excel avançado;
Disponibilidade total para viagens;
Local de trabalho – Salvador, Regi√£o Metropolitana e interior da Bahia
Sal√°rio – R$ 1.500,00 a R$ 2.000,00
Benefícios Рvale transporte, vale alimentação ou refeição, cartão Redemed, plano odontológico e participação nos resultados.

GERENTE DE LOG√ćSTICA ‚Äď LOJAS GUAIBIM
Ensino superior completo em Logística ou áreas afins;
Experiência anterior na função.
Local de trabalho ‚Äď Valen√ßa (BA). Disponibilidade para residir neste munic√≠pio.
Sal√°rio – De R$ 7.000,00 a R$ 8.000,00
Benefícios Рvale transporte, vale alimentação ou refeição, cartão Redemed, plano odontológico e participação nos resultados.

COORDENADOR DE LOG√ćSTICA ‚Äď LOJAS GUAIBIM
Ensino superior completo em Logística e/ou áreas afins.
Experiência em cargos gerenciais na área de logística no segmento de varejo.
Local de trabalho ‚Äď Valen√ßa (BA)
Sal√°rio: R$ 2.500,00 + Ajuda de Custo
Benefícios: Vale transporte, vale alimentação ou refeição, cartão Redemed, plano odontológico e participação nos resultados.

COORDENADOR DE MONTAGEM LOJAS GUAIBIM
Ensino superior completo em administração ou áreas afins;
Experiência anterior na função.
Local de trabalho Salvador
Sal√°rio: R$ 1.700,00 + Comiss√£o produtividade
Benefícios Рvale transporte, vale alimentação ou refeição, cartão Redemed, plano odontológico e participação nos resultados.

Os interessados deverão cadastrar currículos no www.lojasguaibim.com.br (Link Trabalhe Conosco)


Publicado em empregos Lojas Guaibim, Mercado de trabalho | Deixar um coment√°rio