Desenvolva / aprimore habilidades de oratória e de marketing pessoal

Timidez e o medo de falar em público são situações cotidianas para milhares de pessoas, causando obstáculos para o crescimento pessoal e profissional.

Mesmos os oradores mais experientes, quando necessitam fazer apresentações e comunicar-se, quer seja numa reunião, negociando, atendendo e vendendo, podem cometer equívocos e não alcançar o êxito pretendido.

No meu livro “Como Falar em Público com Sucesso” (foto), lançado pela Aprenda Fácil Editora, apresento sugestões para uma maior eficácia na comunicação interpessoal, apresentações em público, uso de recursos áudio visuais, marketing pessoal e criatividade, entre outros temas.

O livro é essencialmente prático e se baseia na experiência de 16 anos realizando cursos, seminários e palestras para executivos, empresários, profissionais liberais, professores e estudantes.

Para facilitar a sua imediata utilização, a linguagem é clara, objetiva e atraente, contendo muitas ilustrações e exercícios para melhorar a dicção, gestos, posturas, técnicas para falar de improviso, como aprender a se comunicar melhor, tendo como base os telejornais, filmes, vídeos do youtube, aulas e palestras.

O tema marketing pessoal tem um capítulo especial, em função da sua importância no mundo de hoje.

É um investimento para a sua carreira profissional.

O livro é comercializado exclusivamente pela internet, através do site www.afe.com.br
e-mail vendas@cpt.com.br telefone (31) 3899-7000.


Publicado em Dicas de livros e filmes, LIVRO DE CARLOS PRATES, oratória e marketing pessoal | Com a tag , | Deixar um comentário

Salvador: rede de restaurante abre vagas de emprego

GARÇOM – atuar no atendimento ao público, tirar pedidos, fechamento de contas e demais atividades pertinentes ao cargo. Experiência na área, disponibilidade de horário, sexo masculino.
Remuneração – salário mínimo + comissão, vale transporte, alimentação e fardamento.

CHEFE DE COZINHA Рorientar equipe; preparo de alimentos, supervisionar os trabalhos dos profissionais, fazer pedidos para almoxarifado; monitorar as atividades de cozinha a fim de garantir que a reposi̤̣o de alimentos no Buffet seja realizada; organizar e verificar as qualidades dos produtos dentro da cozinha; Delegar tarefas para as equipes.
Remuneração – salário a combinar + comissão, vale transporte, alimentação e fardamento, sexo masculino.

SERVIÇOS GERAIS – atuar na limpeza geral do restaurante, manter os equipamento, necessário experiência na área, disponibilidade de horário, sexo masculino.
Remuneração – salário mínimo + comissão, vale transporte, alimentação e fardamento.

Enviar currículo para o e-mail jamilerh.recrutamento@gmail.com informando no título a vaga para a qual está se candidatando.


Publicado em Dicas de mercado de trabalho | Com a tag | Deixar um comentário

Profissionais quase invisíveis aos olhos da Sociedade

Todos nós, em maior ou menor intensidade, desejamos ser reconhecidos e admirados pela sociedade, notadamente pelos familiares, amigos e colegas de trabalho. Às vezes, passamos toda a nossa vida buscando esse reconhecimento e ele não acontece ou, quando muito, após a morte, a exemplo de profissionais que foram injustiçados quando em vida e homenageados na posteridade.

O grau de importância de uma profissão vem sofrendo transformações ao longo dos anos. Para os que não sabem, muitos atores, jogadores de futebol, cantores, compositores famosos já sofreram e continuam enfrentando inúmeros preconceitos.

Professores, médicos, advogados, engenheiros e outros profissionais já tiveram os seus momentos áureos. Infelizmente, nós, educadores, já tivemos momentos grandiosos em que os alunos, pais e a sociedade como um todo dispensavam respeito e atenção. É claro que ainda temos reconhecimento e carinho por parte de alguns poucos. Tomara que um dia melhore e que os professores não sejam tão agredidos, verbal e corporalmente pelos seus alunos, como no atual momento.

Resolvemos abordar este tema em função de uma pesquisa do DIEESE – Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, onde foram ouvidos 1.851 coletores de lixo, varredores, auxiliares de limpeza e jardineiros.

Segundo a pesquisa, esses profissionais sofrem preconceitos de toda natureza, além de terem o “rótulo” de analfabetos ou semi-alfabetizados. No dia a dia podemos comprovar o quanto são discriminados. Com raras exceções, as pessoas passam por um gari limpando a rua e não o cumprimenta. Não sabem o seu nome e o que é pior, fingem que não enxergam a pessoa.

No mundo corporativo, quando muito, as pessoas que fazem a limpeza do local recebem um frio bom dia ou boa tarde. Se estão no elevador ou no refeitório, raramente tem a companhia de outros funcionários da sua Empresa.

Em dezembro de 2011 eu estava de férias, na minha querida Brumado (BA) e tive a triste notícia de que um grande amigo havia falecido num trágico acidente de automóvel. Na sua etapa final, quando do enterro do corpo, concentrei parte da minha atenção em três profissionais que estavam preparando para colocar a laje sobre o caixão. Embora já tivesse percebido a importância daqueles profissionais, diante de um momento de dor, em que ficamos mais sensíveis, fiquei ainda mais consciente da grandeza das suas atividades. Eles que para muitos, são também “profissionais invisíveis”, exceto quando necessitamos dos seus préstimos.

Um deles é amigo do meu pai há mais de 40 anos e eu tive a oportunidade de conversar com ele após o trabalho realizado. Apertei a sua mão e agradeci pelos serviços prestados. Ele, de maneira simples, afirmou: “Todos nós temos uma missão a cumprir durante a vida e esta foi a que escolhi ou fui escolhido.”

Ao relatar os fatos acima, num Blog de Empregos, desejamos alertá-lo, principalmente se você for jovem e estiver ingressando no mercado de trabalho, para que esteja preparado para enfrentar com coragem e determinação os vários tipos de preconceitos. Eles continuarão existindo.

Embora muitos não queiram admitir, todos nós temos vários tipos de preconceitos. Cabe a nós, ao percebermos um momento de preconceito, evitar que ele se manifeste. Acreditamos que somente a humildade e a empatia (colocar-se no lugar do outro) serão capazes de nos fazer crescer moral e espiritualmente.

Vamos ficar mais atentos ao trabalho desses profissionais indispensáveis. Sempre que possível, devemos agradecer pelo seu trabalho, dar um entusiasmado bom dia, boa tarde ou boa noite, além de lembrar os seus nomes. Será benéfico para todos.


Publicado em Dicas mercado de trabalho, Mercado, Oportunidade | Com a tag | 1 comentário

A arte e a intuição para tomar decisões

A todo instante, de forma consciente ou não, tomamos decisões que podem nos afetar e também às demais pessoas, de maneira positiva ou negativamente. Como quase tudo na vida, aprendemos a desenvolver habilidades e competências através da experimentação. Com o processo decisório não é diferente. Aprendemos “natoralmente” , com erros e acertos, razão e emoção, planejamento e caos, ouvindo outras pessoas, intuitivamente, agindo de acordo com a maioria, de forma mais prudente ou arrojada.

Relacionamos algumas sugestões propostas por líderes empresariais e pessoas anônimas, bem como através de experiência própria. Analise o que pode ser útil para a sua vida e coloque em prática as decisões:

√ Faça um diagnóstico da situação, possíveis oportunidades e ameaças se você decidir ou não tomar nenhuma decisão de forma precipitada. O tempo é um fator importante. Antecipar ou adiar uma decisão pode ser algo bom ou ruim;

√ Tenha planos A, B, C ou quantos se fizerem necessários. Tomar decisões hoje, sem dúvida nenhuma, é mais complexo e pode envolver variáveis que você não controla ou nem sabe quais são. Vivemos uma era de incertezas, modismos e estímulo ao descartável. Separar o “joio do trigo” fará toda a diferença;

√ Ouça outras pessoas que já tenham vivido situações semelhantes ou até inexperientes. Temos várias formas de enxergar um mesmo problema e também as possíveis soluções;

√ Quanto mais importante for a participação de outras pessoas na implementação das ações, mais você deve buscar o consenso. O líder precisa inspirar confiança e ser coerente com o que diz e faz. Alguns empresários afirmam que decidir é algo relativamente fácil e que difícil é convencer as pessoas;

√ Valorize a sua intuição, pois talvez ela seja na verdade o resultado de todas as suas experiências e informações acumuladas ao longo da vida. Evite agir por intuição, principalmente quando você assim o faz, em virtude da preguiça de buscar mais informações e dar mais um tempo para amadurecer a decisão.

Para quem deseja se aprofundar no assunto, recomendamos a leitura do livro Decisões Vencedoras (foto), de J. Edward Russo & Paul J. H. Schoemaker, Editora Campus.

Por último, saiba que não há “receita” infalível para tomar decisões corretas. Esteja preparado para os fracassos e erros, porque eles acontecerão. O mais importante quando este momento ocorrer, é fazer a seguinte pergunta: – O que posso aprender com os meus erros? A maneira como cada um decide depende da sua personalidade, nível de poder e as circunstâncias do momento.


Publicado em Curso, Dicas mercado de trabalho, Mercado, Oportunidade | Com a tag | 1 comentário

Segure com unhas e dentes o seu emprego

Os cenários político e econômico indicam que o ano de 2015 será muito difícil: Juros, dólar e inflação em alta. Do ponto de vista dos investidores e de empresários, a desconfiança sobre o futuro do país é quase unânime.

Hoje (06/03) foi divulgada lista de políticos que serão investigados pelo STF – Supremo Tribunal Federal, e a mesma envolve o alto escalão do Senado e da Câmara de Deputados. Em resumo, tudo conspira contra o crescimento econômico.

Assim, caso não surjam mudanças econômicas eficazes e que o cidadão volte a acreditar na capacidade da Presidente Dilma Rousseff em continuar administrando o País, teremos uma onda de demissões em quase todos os setores, principalmente na indústria e no comércio.

Seguem algumas sugestões para você enfrentar eventuais momentos de turbulências:

1) Faça diferença e demonstre que você é imprescindível na sua empresa;

2) Busque especializar-se em atendimento e em vendas;

3) Reduza ao máximo as suas despesas e adie as que podem esperar, pois o cenário é de incertezas;

4) Combata todo e qualquer desperdício. Tenha orçamento doméstico realista e com clareza das receitas e despesas;

5) Tenha o Plano B, caso venha a ser demitido.

Um bom planejamento requer, no mínimo, três cenários: o pior, o melhor e o intermediário. É bom que você se prepare para o pior, uma vez que, caso ele não ocorra, você deverá estar em melhores condições para aproveitar uma das outras duas opções restantes.


Publicado em Dicas de mercado de trabalho, Segure o seu emprego | Com a tag | Deixar um comentário

Carreira profissional: aprendendo com os erros

Esteja preparado para aceitar e compreender os erros cometidos na sua carreira profissional. Muitas vezes deixamos de aprender com os erros em função da nossa vaidade e por medo de admitir que erramos. Há um ditado popular que afirma: “o que fere, instrui”.

Os erros e as sugestões que seguem se baseiam em experiência própria e através de relatos dos nossos alunos. Analise o que pode ser útil a você e faça as modificações necessárias:

√ Escolha da profissão. Conforme já mencionamos em alguns artigos veiculados neste blog, escolher a profissão requer análise, conversa com as pessoas que já exercem as atividades e testes vocacionais. Com o passar do tempo as profissões vão se modificando, assim como nós mesmos, pois o envelhecimento nos proporciona experiência. Se você não se sente realizado profissionalmente, faça um planejamento detalhado sobre as vantagens e desvantagens da sua atividade. Converse com amigos, familiares e colegas de trabalho. Não caia na besteira de mudar de profissão da noite para o dia. Ao agir dessa maneira as possibilidades de erros serão infinitamente maiores. Caso esteja cursando uma faculdade, estando próximo da sua conclusão, talvez o mais adequado seja a formatura e depois avaliar a situação.

√ Mudança de emprego. Caso não esteja satisfeito, faça um planejamento detalhado dos reais motivos da sua insatisfação. Em alguns momentos da vida podemos ficar decepcionados com a nossa própria vida e culparmos o emprego que possuímos. Se for por questões salariais – a grande maioria – saiba que a situação atual é a menos indicada para solicitar aumento. Ao fazê-lo, você deve estar seguro de que merece e que a empresa pode lhe conceder. Perceba as vantagens de continuar na empresa, mesmo ganhando menos, caso ela proporcione qualificação profissional e aprendizado constantes. Por outro lado, não fique acomodado somente porque ganha bem. Muitos jovens profissionais se acomodam quando começam a ganhar bem, deixam de estudar e se esquecem do futuro profissional. Gerenciar a carreira profissional é sua competência e não da empresa onde trabalha.

√ Insatisfação com o chefe. Faça uma análise dos motivos da insatisfação com o seu chefe e também aproveite para reconhecer as qualidades dele. Há uma “cultura” na empresa de culpar os gestores pelos fracassos de projetos e dos insucessos profissionais dos seus funcionários. Reconheça os erros do seu chefe e também os seus. Converse com ele, proponha alternativas.

√ Arrogância, vaidade e impulsividade. Quando nós somos jovens, tendemos a agir mais por impulso e com a necessidade de auto-afirmação através da “verdade”. Dessa maneira, perdemos preciosos momentos de aprendizagem. Se você encontra-se no auge da sua carreira profissional, saiba que humildade e chá de camomila não fazem mal a ninguém. A vida dá muitas voltas e aquele que por ventura você humilhou ou perseguiu, pode tornar o seu gestor na atual empresa ou em outra. Construa parcerias e esteja aberto ao diálogo com os seus funcionários. Você não é o cargo em que ocupa ou a empresa em que trabalha. Tudo isso é passageiro e da noite para o dia pode mudar – para melhor ou para pior – a depender das circunstâncias.

√ Gastar mais do que ganha ou não possuir uma reserva financeira. Há profissionais que possuem carros, roupas, residências e uma infinidade de bens materiais em excesso e para demonstrarem que são bem-sucedidos. Nos cursos que realizamos, sempre perguntamos quantos pares de sapatos e roupas cada aluno possui. Em seguida, solicitamos que enumerem os cursos que participaram nos últimos 12 meses. A grande maioria diz que não cuidou desse detalhe. É claro que possuir bens materiais é algo muito bom. A questão talvez seja a quantidade e o preço que se paga. Saiba gerenciar o seu dinheiro e não gaste mais do que ganha. Economize 10% do seu salário. Saiba que todos nós estamos sujeitos a altos e baixos: Saúde e doença, fartura e falta, festa e solidão, alegria e tristeza. Na carreira profissional não é diferente. Para desenvolver ou aperfeiçoar habilidades e competências você necessitará de dinheiro. Além disso, há os imprevistos, a exemplo da perda do emprego, doenças, crises econômicas, entre outros. Recentemente publicamos neste blog um artigo sobre finanças pessoais. Dê uma lida, pois talvez ele lhe seja útil.

√ Não planejar a carreira profissional. Este talvez seja o mais grave e corriqueiro dos erros que cometemos. Se no passado recente era comum o profissional deixar que a Empresa administrasse a sua carreira, essa realidade mudou. Cabe a você gerir e se responsabilizar pelas suas habilidades e competências. Continua sendo válido ouvir os seus líderes, gestores imediatos e clientes, consultar as avaliações de desempenho, caso elas existam. Fique atento às mudanças tecnológicas e aos hábitos de consumo dos clientes. Eles influenciarão os destinos da sua vida profissional.

Conforme observou Ronald, leitor deste Blog, necessitamos fazer uma previdência privada. Quando estamos jovens nos esquecemos que um dia vamos nos aposentar.

Por último, mais uma sugestão: aprenda com os acertos. Parece algo óbvio, entretanto, quando tudo está dando certo em nossa vida pessoal e profissional, raramente analisamos os motivos e as ações que foram desenvolvidas.


Publicado em Curso, Dicas mercado de trabalho, Mercado, Oportunidade | 4 comentários

Criatividade para lidar com as mudanças pessoais e profissionais

Mudar é algo muito difícil, uma vez que já possuimos “padrões de pensamentos” que foram determinados ao longo da nossa existência. Quase sempre preferimos fazer o que estamos habituados, objetivando permanecer na “zona de conforto do cérebro”, do que buscar novas e melhores formas de implementar ações simples e também complexas para melhorar as nossas vidas.

Porém, estamos vivendo em um novo século, onde as mudanças ocorrem a todo instante. Mudar é mais do que preciso. É uma questão de sobrevivência!

Relacionamos algumas ideias para você avaliar e fazer as adaptações necessárias:

1) Exercite o seu cérebro, leia, faça palavras cruzadas, assista a filmes, relaxe, ouça músicas, toque instrumentos musicais. Saiba que há um tesouro em sua cabeça, uma mina de ouro entre as suas orelhas.

2) Sempre que possível escreva algumas idéias sobre estes e outros assuntos:
– como eu posso ajudar outras pessoas a serem mais felizes?
– como eu posso ajudar a minha empresa?
– como eu posso ser mais feliz?
– como eu posso fazer meu trabalho melhor?
– como eu posso dar mais amor para os meus amigos e familiares?

3) Aprimore a sua percepção. Veja as fotos e os fatos que estão de forma “normal” e os que estão de maneira diferente. Algumas idéias e soluções podem estar bem na frente dos nossos olhos e não conseguimos enxergá-las.

4) Faça anotações, tenha sempre em mãos papel, caneta e lápis. Caso possível, compre um micro gravador. Pesquisas afirmam que tendemos a esquecer mais de 80% do que julgamos lembrar. Quantas mensagens você recebe por dia? Não confie somente na memória. Use também a memória do seu computador, agenda, caderninho e tudo que for necessário.

5) Armazene ideias, classifique por assunto e coloque em envelopes específicos. Ideias para casa, para aumentar sua eficiência no trabalho, para melhorar o relacionamento com o cônjuge, namorado, filhos, amigos. Para economizar o seu dinheiro e o da sua empresa, estudar pela internet ou através de aulas presenciais.

6) Observe tudo atentamente, como se fosse a última vez que você fosse ver. Use a curiosidade dos seus tempos de criança. Veja de frente para traz, de lado, de cima ou de baixo. Perceba o que não está sendo falado ou mostrado de forma explícita. Aprenda a ver e a ouvir o que está nas “entrelinhas” dos fatos. Aprenda a escutar tanto com os olhos, quanto com os ouvidos. Faça perguntas idiotas ou bobas e que outras pessoas não teriam coragem de fazê-las. Lembre-se das perguntas universais: O que? Por quê? Como? Onde? Quando?

7) Viver é relacionar com pessoas. Tudo que fizermos na vida somente terá sentido se for destinado a alguém. Uma empresa sem clientes, caso ela pudesse sobreviver, não teria qualquer razão para os seus funcionários e proprietários se orgulharem. Desenvolva uma forte curiosidade sobre pessoas, coisas e lugares.

8) Ataque os seus problemas de maneira ordenada. Tem um ditado popular que afirma: “ao descobrir qual é o problema, você já encontrou metade da solução”. Se você definir erroneamente o problema, as soluções serão ineficazes. Fale com alguém sobre os problemas e as soluções que deseja implementar. Faça seu subconsciente trabalhar. Ele pode e precisa, dia e noite.

9) Descubra novas fontes de idéias através de novas amizades, de novos livros, de assuntos diversos. Use todos os meios de comunicação que você puder – rádio, televisão, internet, revista, jornal, mesa de bar, festa…

10) Sempre que for possível, tenha atitudes positivas e otimistas. A autoconfiança estimula as nossas ações e o poder criativo. Você já ouviu falar sobre cognição? É a maneira como enxergamos as coisas ao nosso redor. É como vemos o mundo. Dê mais importância aos fatos bons e agradáveis e menos às mazelas da nossa sociedade. Motivos para ficarmos na mesmice e desmotivados é que não faltam. Tenha paixão pelo que faz. Caso não seja o trabalho dos seus sonhos, pense em algo bom e nas pessoas que podem se beneficiar com o seu trabalho. Quando puder, mude de profissão, função ou de emprego.

11) Escolha um lugar para pensar alguns minutos por dia. Algumas pessoas preferem o quarto, outras o banheiro, quando estão caminhando, fazendo amor, ouvindo música, na internet, dançando, cozinhando, dirigindo. E você, quais os seus locais preferidos?

12) Compreenda primeiro, depois julgue. Abaixo o preconceito. Ele deixa triste a nossa alma e bloqueia a criatividade.

Assim, esteja preparado para usar cada vez mais a sua criatividade. Tentar adivinhar quais serão as próximas mudanças é algo extremamente difícil. Acreditamos que a melhor alternativa “e dançar conforme a música”, através da flexibilidade e da capacidade de adaptação ao novo.


Publicado em Curso, Dicas mercado de trabalho, Mercado, Oportunidade | Deixar um comentário

Ações para manter o seu emprego

Tão importante quanto conquistar um ótimo emprego é saber mantê-lo. Infelizmente, muitos profissionais se esquecem ou não atentam para este detalhe essencial. Seguem algumas dicas que poderão contribuir para a manutenção do seu trabalho:

1. Tenha padrões de excelência e trabalhe com determinação.
Estabeleça para você, metas audaciosas e não se acomode. Quem tende a fazer pouco, cada vez menos o faz. Esteja preparado para o mercado de trabalho e não, apenas, para a sua atual empresa. Hoje, infelizmente, quem tem um emprego, não tem nenhum. A qualquer instante a sua empresa pode falir, demitir ou ser vendida para outro grupo. Quando isso acontece, há demissões em massa, objetivando “enxugar” a folha de pagamento.

2. Invista em você.
Cursos, palestras, videoconferências, livros, revistas, internet. Hoje, as possibilidades são infinitas. A vontade do funcionário é que costuma ser escassa. Tenha sempre uma reserva financeira para investir em sua carreira profissional. Desenvolva um plano de ação com metas pessoais e profissionais.

3. Procure se diferenciar.
A concorrência é grande em todas as profissões. Há uma concentração de profissionais nas maiores e melhores cidades do País. Procure se diferenciar e torne-se especialista (sem perder a capacidade de ser generalista). Em muitos casos, é preferível você se preparar para um mestrado do que ficar fazendo cursos de pós-graduação. Avalie o que é melhor. Se você está começando a sua carreira profissional, descubra oportunidades de trabalho em cidades do interior. Você poderá obter experiências maravilhosas, contribuindo para melhorar a qualidade de vida das pessoas e ainda poupar um bom dinheiro para futuras especializações. O custo de vida em cidades do interior é menor e não tem engarrafamentos no trânsito.

4. Construa a sua rede de contatos.
Neste blog já fizemos inúmeros comentários sobre este tema. Nunca é demais alertar: A vida é a arte de relacionar com pessoas. Tenha uma agenda atualizada, compartilhe os seus conhecimentos com a sua rede e muito cuidado com o que fala. Seja comedido nos comentários e saiba administrar os conflitos. Caso eles ocorram, deixe uma saída honrosa para as outras pessoas (técnicas de negociação). A vida dá voltas e vocês poderão trabalhar juntos.

5. Aprimore as suas habilidades e competências.
Seja qual for a sua profissão, tenha uma visão ampla do mundo e aprimore as suas habilidades de comunicação (verbal e por escrito), atendimento, vendas, relações interpessoais e negociação. Elas são imprescindíveis em qualquer atividade.

6. Esteja preparado para administrar as frustrações.
O mundo empresarial e social lhe cobrará sucesso. Porém, antes de alcançá-lo, esteja preparado para enfrentar as frustrações. Mais cedo ou mais tarde elas acontecerão. Todo nós temos saliva, vaidade, inveja, ambição, amor, ódio e ressentimentos. Saiba compreender os seus sentimentos e os das outras pessoas. O mercado de trabalho está cada vez mais competitivo e a tendências de alguns profissionais, infelizmente, é puxar o tapete daqueles que estão no poder para assumir o lugar almejado.

Cabe ressaltar que um bom plano não garante a sua execução. Comece com três ou quatro metas importantes e faça avaliações constantes. Ele deve ser flexível e se adaptar às mudanças.


Publicado em Curso, Dicas mercado de trabalho, Mercado, Oportunidade | Com a tag , , | 2 comentários

Você é uma marca: saiba valorizar a sua imagem

Hoje eu fui bater um papo com Norma Pereira (foto), Consultora de Imagem, Estilo e Professional Coaching, certificada pela Escole Superiuére de Relooking, Paris, e pela SLAC – Sociedade Latinoamericana de Coaching, Brasil. Em conjunto, elaboramos algumas sugestões para você melhorar a sua imagem pessoal e profissional. Confira!

Talvez você nunca tenha parado para pensar, mas, temos algumas semelhanças com os produtos e serviços que consumimos. Temos um nome; uma embalagem; atendemos necessidades; somos encontrados em um determinado local; cobramos pelos serviços e fazemos propaganda.

Seja para conquistar um emprego, cliente ou a simpatia de outra pessoa, a primeira impressão é muito importante. Tenha sempre em mente que 90% das pessoas formam a opinião sobre você nos primeiros quatro minutos de contato e que até 80% do impacto positivo ou negativo é causado pela linguagem não-verbal – posturas, gestos, olhares.

1.Aparência – vivemos numa sociedade cada vez mais visual, onde o estético é muito valorizado. Vista-se de forma discreta e adequada a cada situação – trabalho, social e lazer. A barba deve estar feita, o cabelo cortado e as unhas aparadas. Se você for mulher, evite decotes, saias curtas, jóias e perfumes muito ativos no ambiente de trabalho.

2.Comunicação – há um ditado popular que afirma: “peixe morre pela boca.” Cuidado com o que você fala, pois as palavras podem ferir e, uma vez ditas, não têm retorno, mesmo que você peça desculpas. Fale menos e ouça mais, observando o explícito e o implícito do que está sendo comunicado.

3. Voz – volume, ritmo, vocabulário e gíria. Tão importante quanto o que você diz é como você diz. Não fale alto ou baixo demais. Utilize um volume adequado ao ambiente, através de um ritmo que facilite o entendimento da mensagem. Falar rápido demais pode deixar as pessoas estressadas ou sem entender a mensagem. Falar lentamente pode causar monotonia e cansaço nos ouvintes. Amplie o seu vocabulário e conheça sobre os mais variados assuntos. Quando não souber o assunto, fique de boca fechada e ouvidos bem abertos. Faça perguntas para facilitar o seu entendimento. Tenha cuidado especial com as gírias. Se aqui em Salvador chamar o outro de “pai”, “mãe” ou usar as expressões “porra” e “tá ligado” é algo considerado “normal”, lembre-se de que nem todas as pessoas gostam deste tipo de comunicação. Estude o ambiente e a cultura dos seus interlocutores. Além disso, as gírias e os palavrões empobrecem a comunicação.

4. Saiba chegar e sair dos ambientes – a forma como você se aproxima das outras pessoas deve ser estudada cautelosamente. A depender da situação, ela deve ser discreta e humilde. Em outras, triunfal e de vencedor que veio para contribuir com as soluções dos problemas. Ter uma pasta, maleta ou bolsa bem conservada e com o material essencialmente necessário, demonstra que você é uma pessoa organizada e que tem as informações na ponta das mãos. Saiba cumprimentar os demais, evitando a mão frouxa ou apertada demais. Não invada o espaço físico e de valores (o que o outro julga importante) dos seus interlocutores. Saber chegar e sair dos ambientes de trabalho e sociais parece fácil, mas não o é. Exige senso aguçado de observação e muita cautela.

5. Gestos – eles merecem um cuidado especial e devem ser adequados à maneira como você está se comunicando. Vejamos dois exemplos: gestos num ambiente social, descontraído e com música alta. Aqui eles podem ser mais espontâneos e fortes. Falando numa cerimônia religiosa ou na televisão, eles devem ser moderados.

Por último, lembre-se que construir uma boa imagem leva tempo e para destruí-la basta um segundo. Com o tempo você desenvolverá o conhecimento e o transformará em experiência de vida. Por outro lado, mesmo que você não cause uma primeira boa impressão, terá chance para causar uma segunda boa impressão.

Informações: (71) 3341.2635 / 8638.2603 | 9988.2003 www.normapereira.com.br
Av. Tancredo Neves, 620 – sala 2422 – Empresarial Mundo Plaza (próximo ao Shopping Iguatemi).


Publicado em Dicas mercado de trabalho, Mercado, Oportunidade | Com a tag | Deixar um comentário

Emprego: por que não sou aprovado na seleção?

Porque não me preparo o suficiente; não me informo sobre o perfil da empresa contratante; não faço um treinamento de como me comportar em seleções; não peço opiniões com as pessoas experientes na área que desejo trabalhar ou não atuo na área que me profissionalizei.

Porque meu currículo não está bem elaborado; não está claro e deixa a desejar em termos de experiência ou cursos de aperfeiçoamento.
Não sorrio, não cumprimento as pessoas quando chego para ser entrevistado, não me interesso pelos participantes das dinâmicas. Não sou cortês, humilde, nem prestativo.

Chego atrasado à seleção; não pergunto quando tenho dúvidas, fico calado esperando; não presto atenção, fico disperso.
Afirmo que “não tenho prática, não sei fazer, não gosto disto, trabalho melhor sozinho”. Uso muitos “nãos”
Meu vestuário é displicente, descuidado, não busco uma adequação à função desejada.

Porque falo alto ou baixo demais, sem entusiasmo, com voz de sono, brinco demais, não olho nos olhos, gesticulo demais ou fico “imóvel”
Você pode mudar tudo isso! Prepare-se para seleções de empregos, palestras, reuniões e concursos, através do curso de oratória e desinibição.

Através desse curso você irá treinar empatia, auto confiança, gestual, atitudes de empreendedor, adequação do volume e ritmo da voz, linguajar correto, postura corporal, interação, entre outros temas.

VERA SERRA – psicóloga há 30 anos. Av ACM, Max Center, Itaigara (71) 3491-1562 / 8716-9856 cursos@veraserra.com.br www.veraserra.com.br


Publicado em curso seleção de pessoal | Com a tag | Deixar um comentário