Emprego e leitura: parceria de sucesso

Todos sabemos que a comunica√ß√£o √© uma habilidade imprescind√≠vel para a nossa vida profissional e pessoal. Como sabiamente afirmou Abelardo Barbosa ‚Äď Chacrinha – ‚Äúquem n√£o se comunica, se trumbica‚ÄĚ. Para aprimorar essa habilidade, √© fundamental o h√°bito da leitura.
 
A internet vem se tornando o mais importante meio de comunica√ß√£o e de aprendizagem desse s√©culo, pois ela contempla todos os outros meios, a exemplo da televis√£o, cinema, jornal, revista, m√ļsica e bate papo on line.

Para tirarmos proveito dessa grande invenção, devemos aprimorar a nossa capacidade de ler, escrever e comunicar verbal e corporalmente.

Relacionamos algumas sugest√Ķes para estimular a sua leitura e a dos seus familiares:

‚Äʬ†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† D√™ prefer√™ncia aos hor√°rios em que voc√™ estiver mais descansado e com a maior capacidade de concentra√ß√£o;

‚Äʬ†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† Escolha um local confort√°vel, com boa ilumina√ß√£o e o maior sil√™ncio poss√≠vel (algumas pessoas conseguem ler com fundo musical);

‚Äʬ†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† Ao ler uma quantidade muito grande de p√°ginas, fa√ßa uma primeira leitura de maneira superficial, assinalando os temas mais importantes.¬† Em seguida, leia com mais aten√ß√£o os temas escolhidos;

‚Äʬ†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† Concentre nas frases e n√£o em palavras, assinalando aquelas que n√£o compreendeu, para posterior consulta ao dicion√°rio;

‚Äʬ†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† Ao ler, evite mexer os l√°bios e¬† a cabe√ßa. Entretanto, de vez em quando utilize a leitura em voz alta e analise se facilita a compreens√£o dos assuntos;

‚Äʬ†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† Fa√ßa com que os seus olhos se movam constantemente para frente e evite que os mesmos retrocedam na leitura. Prossiga, mesmo que n√£o tenha compreendido algumas palavras. L√° na frente entender√° o contexto em que elas foram empregadas;

‚Äʬ†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† Se voc√™ n√£o tem h√°bito de leitura, seja persistente e n√£o desanime;

‚Äʬ†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† Caso tenha filhos pequenos, leia estorinhas infantis, valorizando o tom de voz, o ritmo e volumes adequados.

            Analise a sua leitura

1.      Você costuma ler quantos livros por mês?

2.       Lê jornais e revistas semanais?

3.       Tem assinatura compartilhada de revistas e jornais?

4.       Já experimentou contar quantas palavras lê por minuto?

5.       Como você lê? sentado? deitado? com fundo musical?

6.       Visita livrarias e sebos de livros usados?

7.       O que você pode fazer para ler mais e melhor?

Mais do que nunca, informação é poder! Somente a leitura é capaz de ampliar o vocabulário e favorecer uma análise crítica das mensagens que transmitimos e as que recebemos.


Publicado em Dicas mercado de trabalho, Mercado, Oportunidade | Deixar um coment√°rio

As ideias do empres√°rio Ant√īnio Erm√≠rio de Moraes

Infelizmente, no dia 24 de agosto perdemos um dos mais inteligentes e generosos empres√°rios do Brasil.

Sempre acompanhei as suas entrevistas e ideias, veiculadas na m√≠dia. Em julho de 2013 eu li o livro Ant√īnio Erm√≠rio de Moraes ‚Äď Mem√≥rias de um di√°rio confidencial (foto), maravilhosamente escrito por Jos√© Pastore, amigo do empres√°rio h√° 35 anos. A biografia fala da trajet√≥ria, das ideias e dos pensamentos de um dos maiores homens de neg√≥cios que o Brasil tem. A editora √© Planeta e o valor R$ 39,90.

O que sempre me impressiona nesse grande brasileiro é a sua capacidade de empreender, gerar empregos, simplicidade no relacionamento com as pessoas e combate ao desperdício. A esse respeito ele falou:

‚ÄúN√£o crio meus filhos com ar-condicionado no ver√£o e calefa√ß√£o no inverno para que n√£o se acostumem ao luxo f√°cil e √† vida mansa. O melhor que posso deixar para eles √© educa√ß√£o e apego ao trabalho. Ganhar sem trabalhar pode ser bom para o bolso. Mas √© p√©ssimo para o car√°ter‚ÄĚ.

Este livro √© repleto de hist√≥rias deliciosas, sem jamais deixar de lado a personalidade forte e as opini√Ķes incisivas de Dr. Erm√≠rio. A proximidade entre bi√≥grafo e biografado garante ao livro um tom confessional. No relato, Pastore aborda o que sabe sobre a personalidade do Empres√°rio, sua atua√ß√£o como homem de neg√≥cios e tamb√©m p√ļblico, sem se esquecer da sua milit√Ęncia no campo social e a incurs√£o no teatro.

Algumas das suas memor√°veis frases

1)‚ÄúQuem n√£o confia no Brasil deve ir para o exterior com passagem s√≥ de ida.‚ÄĚ

2) ‚ÄúO jovem precisa cada vez mais estudar para garantir o seu futuro e o do nosso Brasil.‚ÄĚ

3) ‚ÄúTeoria n√£o √© solu√ß√£o para os problemas sociais do Brasil. O que se precisa fazer √© arrega√ßar as mangas, melhorar a administra√ß√£o das verbas e aplic√°-las diretamente onde a quest√£o √© mais urgente.‚ÄĚ

4) ‚ÄúCada dia que a gente est√° vivendo √© um dia a menos. E isso pesa. A idade acaba suavizando a gente. Querer resistir a isso √© burrice. √Č melhor deixar a mente vagar.

A simplicidade

O jeito despojado de se vestir, nada condizente com a sua riqueza, garantiu a Erm√≠rio o recorrente t√≠tulo de homem mais mal vestido do Brasil. Pastore defende que isso demonstra o car√°ter e a simplicidade do empres√°rio. ‚ÄúAnt√īnio Erm√≠rio de Moraes √© um dos homens mais ricos do pa√≠s e, ao mesmo tempo, o dono da mais genu√≠na simplicidade. Seu modo de vestir sempre refletiu fielmente seu jeito de ser: despojado, simples, modesto e sem afeta√ß√£o‚Äú, explica.

Projetos sociais

Outra marca essencial de Ant√īnio Erm√≠rio foi a sua dedica√ß√£o √†s obras sociais. Na maioria das vezes, fazia esse trabalho no mais completo anonimato.

Sa√ļde

Em 2006, os m√©dicos suspeitaram de uma combina√ß√£o de hidrocefalia (excesso de l√≠quido na caixa craniana) e mal de Alzheimer. ‚ÄúFoi um destino cruel. Duas doen√ßas se irmanaram para aniquilar o dinamismo e a criatividade de um homem inteligente permanentemente animado e que sempre pediu a Deus para que o mantivesse trabalhando at√© os √ļltimos dias de sua vida. Deus quis diferente‚ÄĚ, lamenta Pastore.

Teatro

Ant√īnio Erm√≠rio sempre foi um amante do teatro. N√£o perdia um √ļnico espet√°culo do antigo TBC e sempre dizia: ‚Äúo Brasil tem tantos problemas que bons assuntos para o teatro n√£o faltam. D√° para fazer v√°rias pe√ßas‚ÄĚ. E ele fez tr√™s: Brasil S/A (1995), SOS Brasil (1999) e Acorda Brasil! (2002). Apesar disso, n√£o se considerava dramaturgo.

Por tudo isso e muito mais, recomendo a leitura desse livro. Além das ideias ali mencionadas, a forma como o Prof. José Pastore (foto) o escreveu é um verdadeiro bate papo com um dos maiores empresários do Brasil e do Mundo.

Fontes: Lu Fernandes Comunicação e Imprensa e Jornal Opção.


Publicado em Biografia de Ant√īnio Erm√≠rio de Moraes, Curso, Dicas mercado de trabalho, Mercado, Oportunidade | Com a tag , , | 1 coment√°rio

Aprendizagem: sugest√Ķes para o seu aprimoramento

Neste post sobre Treinamento & Desenvolvimento Profissional, bateremos um papo sobre a import√Ęncia de saber ouvir, fazer perguntas, anota√ß√Ķes e conex√Ķes entre a aprendizagem e as necessidades cotidianas.

Há vários perfis de alunos e participantes em eventos de treinamento e qualificação profissional. Alguns são mais interessados do que outros e mesmo entre os mais atentos aos assuntos, poucos utilizam todo o potencial de aprendizagem e retenção das mensagens mais importantes. Seguem algunas idéias para você analisar:

1) Anote em papel ou grave as principais informa√ß√Ķes e n√£o confie somente na mem√≥ria.
Evite conversar e se distrair com o celular, pois voc√™ poder√° perder informa√ß√Ķes relevantes;

2) Caso seja fornecido material did√°tico, impresso ou pela internet, leia e releia v√°rias vezes. H√° detalhes que num primeiro momento podem passar despercebidos;

3) Na hora do coffee break, aproveite para conhecer pessoas e trocar telefones e e-mail. Lembre-se de que pessoas que têm interesses semelhantes, nutrem simpatia recíproca e podem acontecer parcerias em negócios futuros;

4) Preste aten√ß√£o √† forma e ao conte√ļdo com que os professores e palestrantes transmitem as suas mensagens. Outro exerc√≠cio semelhante √© analisar os telejornais. Voc√™ poder√° fazer algumas adapta√ß√Ķes √† sua comunica√ß√£o verbal;

5) Seja tolerante com as pessoas que pensam de forma diferente da sua. Evite os julgamentos preconceituosos;

6) Ao interagir com os professores, palestrantes e colegas de aprendizagem, busque fazer perguntas abertas e que comecem com por quê? como? quando? Evite perguntas fechadas, que levam a um sim ou não.

Finalizando, saiba que o sucesso de uma aprendizagem depende de três partes:

33,3 % do professor ou palestrante;
33,3 % do aluno ou treinando;
33,3 % do conte√ļdo e assuntos abordados.

Fique atento a estes dados estatísticos e perceba o quanto é importante a sua participação:

Aprendemos através dos cinco sentidos

1% através do paladar
1,5% através do tato
3,5% através do olfato
11% através da audição
83% através da visão

Retemos
10% do que lemos
20% do que escutamos
30% do que vemos
50% do que vemos e escutamos
70% do que ouvimos, vemos e logo discutimos
90% do que ouvimos, vemos e logo realizamos

Finalizando, busque concentrar a sua aten√ß√£o e observar todos os detalhes que julgar relevantes para o seu aprendizado. O “pulo do gato” pode estar relacionado a uma ou mais palavras ou frases do professor, palestrante ou colega de aprendizagem.
V√° em frente e sucesso!


Publicado em Curso, Dicas mercado de trabalho, Mercado, Oportunidade | Deixar um coment√°rio

Brasil: trabalhamos muito e produzimos pouco

Um dos maiores desafios que temos pela frente é como melhorar a nossa produtividade. Embora trabalhemos muitas horas Р1.840 horas por ano -, menos que os sul-coreanos, taiwaneses e chilenos; tanto quanto argentinos, irlandeses e turcos, produzimos pouco.

Segundo alguns especialistas no assunto, uma das solu√ß√Ķes √© investirmos em educa√ß√£o de qualidade, inova√ß√£o e a difus√£o de tecnologias.

O apag√£o de m√£o de obra qualificada!

“No Brasil formou-se um desencontro. Um enorme desencontro entre a escola e o trabalho. Porque o trabalho se expandiu, as tecnologias evoluíram e a escola de um modo geral não conseguiu acompanhar. Ficou atrasada. Está no descompasso.
√Č um descompasso que afeta muito o crescimento do pa√≠s, afirmou Jos√© Pastore (foto), Professor de Rela√ß√Ķes do Trabalho da USP, em entrevista ao Jornal Nacional de 13/08/2012.

A revista EXAME, de 03/10/2012 traz uma esclarecedora reportagem de capa, com o t√≠tulo ‚ÄúPor que somos t√£o improdutivos‚ÄĚ. Segundo a reportagem, o crescimento econ√īmico na √ļltima d√©cada ocorreu em virtude da incorpora√ß√£o de milh√Ķes de pessoas ao mercado de trabalho e √† forte demanda internacional por nossos produtos.

Na opini√£o de Paul Krugman, economista ganhador de pr√™mio Nobel, ‚Äúprodutividade n√£o √© tudo, mas no longo prazo √© quase tudo. Ela √© a chave para pavimentar a rota de um pa√≠s para o enriquecimento‚ÄĚ.

√Č claro que h√° exce√ß√Ķes e algumas empresas conseguem altos √≠ndices de produtividade, a exemplo da Basf, Bosch, All, entre outras, citadas na reportagem. O Setor do Agroneg√≥cio √© um exemplo de vit√≥ria para o Brasil e serve de aprendizagem para muitos outros que ainda est√£o defasados.

Somente com uma educação de qualidade teremos ganhos reais de produtividade!

As tecnologias ser√£o cada vez mais acess√≠veis a um maior n√ļmero de empresas e pessoas f√≠sicas. O que realmente far√° diferen√ßa em nosso pais √© a melhoria do processo educacional. N√£o acreditamos que o atual modelo educacional durar√° por muito tempo. √Č preciso modific√°-lo totalmente e investir mais em cursos t√©cnicos, reformular o conte√ļdo do ensino em geral, colocando-o em sintonia com o mercado de trabalho e os avan√ßos do S√©culo XXI.

Como o Brasil √© um pais de longas √°reas territoriais, o ensino a dist√Ęncia √© uma das melhores op√ß√Ķes, embora saibamos que a sua qualidade, em muitos casos, √© muito ruim.

Investir em educa√ß√£o √© muito mais do que ter recursos. √Č investir em gest√£o e metas, remunera√ß√£o competitiva, valoriza√ß√£o do professor e do aluno. √Č fazer um verdadeiro envolvimento da Sociedade e do Governo para torn√°-la realmente uma prioridade. Enquanto ficarmos somente no discurso e poucas a√ß√Ķes, nada mudar√°.

N√£o sou contra os eventos Copa do Mundo e Olimp√≠adas, apenas creio que n√£o √© o momento oportuno. Temos muitas outras prioridades. Por outro lado, gostaria que os pol√≠ticos e n√≥s, cidad√£os, nos envolv√™ssemos de forma semelhante para que a Educa√ß√£o melhore em nosso pais. Vejo um forte engajamento de personalidades nacionais e internacionais em favor destes eventos bilion√°rios e poucos t√™m se engajado em prol da Educa√ß√£o. Grande parte da m√≠dia tamb√©m se omite, porque tem forte interesse nas realiza√ß√Ķes dos mesmos.

Por √ļltimo, √© importante que os empres√°rios e trabalhadores se conscientizem da relev√Ęncia do treinamento e da qualifica√ß√£o profissional. Tenho visto muita apatia e baixo comprometimento de ambos os lados. H√° um certo conformismo de muitos. Necessitamos envidar esfor√ßos para mudar esta triste realidade.


Publicado em Curso, Dicas mercado de trabalho, Mercado, Oportunidade | Com a tag | 1 coment√°rio

Motivação: combustível para a vida

Hoje iremos bater um papo sobre um dos temas mais interessantes e atuais: Motiva√ß√£o Humana. H√° muitos anos dedicamos a estudar sobre o assunto e gostar√≠amos de fazer algumas considera√ß√Ķes a respeito do assunto.

- Qual a sua história de vida?
- Em que você acredita?
- Quais as suas metas pessoais e profissionais?
- Quais os fatores que mais contribuem para a sua motivação?
- Quais os ‚Äúmotivos‚ÄĚ que mais afetam a sua auto-estima e provoca desmotiva√ß√£o?
- Como voc√™ lida com as frustra√ß√Ķes?

N√£o creio que ningu√©m tenha o dom de motivar os outros. Quando muito, ajuda a acender ‚Äúa brasa interna‚ÄĚ que cada pessoa possui. H√° momentos em que essa ‚Äúbrasa‚ÄĚ est√° acesa, noutros, meio ou totalmente apagada. Nessa situa√ß√£o, os nossos est√≠mulos positivos podem ajudar a acender a brasa e cabe a voc√™ mant√™-la acessa.

Somos pessoas complexas e os fatores motivadores e desmotivadores diferem de cada um de nós. Selecionamos alguns fatores que podem estimular a nossa motivação, mesmo que de maneira fugaz, passageira:

‚ąö Percep√ß√£o sobre a vida e como os fatos cotidianos s√£o encarados com entusiasmo. Ter uma vis√£o entusiasmada e desafiadora sobre as 24 horas do dia √© algo motivador, principalmente quando voc√™ tem metas e objetivos bem definidos. Voc√™ √© do tipo que procura enxergar somente os problemas ou visualiza tamb√©m as solu√ß√Ķes? A sua tend√™ncia √© mais para o otimismo ou o pessimismo?

‚ąö Relacionamento familiar ‚Äď nos √ļltimos anos ela vem sofrendo fortes abalos na maneira de viver e de relacionar. Entretanto, √© ineg√°vel a sua import√Ęncia para a forma√ß√£o da personalidade e para o enfrentamento das dificuldades cotidianas. A sua fam√≠lia funciona como uma equipe ou as pessoas vivem isoladamente? As pessoas d√£o mais aten√ß√£o a um bom papo presencial ou preferem a internet e a televis√£o? Qual a √ļltima vez que voc√™s sentaram para conversar sobre as suas metas e objetivos?

.‚ąö Amor ‚Äď ele √© a ess√™ncia da vida. O amor ilumina a nossa alma e transforma o ambiente interno e externo, contagiando a todos. Redescubra e invente a sua maneira de amar as pessoas, animais, a profiss√£o, um homem, uma mulher, a Deus e tudo o que lhe fizer bem. O amor √© energia que vai, contagia as pessoas e retorna para voc√™.

‚ąö Sa√ļde f√≠sica e mental. – sa√ļde f√≠sica √© imprescind√≠vel para uma vida motivada. Quando sentimos dores f√≠sicas tendemos a buscar aux√≠lio. Por outro lado, as doen√ßas mentais n√£o s√£o facilmente diagnosticadas e, mesmo quando diagnosticadas, relutamos em buscar aux√≠lio. Fique atento √†s doen√ßas da alma -. estresse, depress√£o, solid√£o, entre outras. Elas costumam ser as principais causas da desmotiva√ß√£o. Equil√≠brio √© fundamental para uma vida f√≠sica e mentalmente saud√°vel.

‚ąö Religi√£o – embora nos √ļltimos anos ela venha sendo utilizada por pessoas de m√° f√© e com o objetivo de tirar dinheiro dos seus fi√©is e servir de ponte para lan√ßarem pessoas √† pol√≠tica, continua e continuar√° a ser de extrema import√Ęncia para o nosso equil√≠brio emocional, principalmente nos momentos dif√≠ceis. Outra peculiaridade da religi√£o √© o forte desejo que manifesta em cada um de n√≥s, principalmente quando estamos envelhecendo. Escolha uma religi√£o que esteja em sintonia com os seus valores e cren√ßas e n√£o se deixe levar por falsas promessas.

‚ąö Modelos familiares – quando crian√ßa, formamos a nossa personalidade com base nos personagens da nossa fam√≠lia, da escola e da sociedade. ‚ÄúO homem √© um produto do meio‚ÄĚ. Certamente voc√™ j√° leu ou ouviu esta frase. Cada vez mais nos convencemos da sua verdade, mesmo que relativa. Fique atento aos bons exemplos em sua comunidade, escola, trabalho e amigos. Converse e observe a maneira de agir das pessoas.

‚ąö Criatividade ‚Äď ela estimula o nosso c√©rebro, nos auxilia na busca de solu√ß√Ķes para os problemas pessoais e profissionais. Tem um ditado popular que afirma ‚Äúcriar e co√ßar √© s√≥ come√ßar‚ÄĚ. Desenvolva ou aprimore esta habilidade, fundamental para a sua motiva√ß√£o e decis√Ķes cotidianas.

‚ąö Humor ‚Äď ele √© o chantili da vida e nos ajuda a minimizar situa√ß√Ķes de pavor e ang√ļstia. Experimente sorrir com o prop√≥sito de reduzir a import√Ęncia e gravidade dos seus problemas. Num primeiro momento n√£o resolve, por√©m, ameniza a ang√ļstia e lhe possibilita uma an√°lise mais racional. Assista a filmes de com√©dia, desenho animado e reveja outros que marcaram a sua inf√Ęncia. N√£o deixe a sua crian√ßa interior perder o encantamento. Quando nos tornamos adultos, tendemos a ficar excessivamente racionais, al√©m de mal-humorados e impacientes.

. ‚ąö Trabalho ‚Äď projete a sua vida profissional para durar muito tempo. Viver √© trabalhar √© produzir e sentir-se √ļtil. Quando se aposentar, n√£o cai na besteira de ficar em frente a uma televis√£o esperando as horas passarem. Mesmo que hoje voc√™ n√£o tenha o trabalho que lhe d√™ prazer, descubra raz√Ķes para continuar dando significado a ele. Quando poss√≠vel, mude de emprego e reinvente a sua profiss√£o.

‚ąö Estudo ‚Äď se voc√™ deixou de estudar, pense em retornar, pois ele √© capaz de nos rejuvenescer e proporcionar novos aprendizados. Com as novas tecnologias, √© poss√≠vel estudar em casa e tamb√©m de forma presencial. Crie em sua resid√™ncia a Escolinha do Lar ‚Äď local com computador, internet e livros ‚Äď para toda a fam√≠lia estudar e ler conjuntamente. Agora √© assim: Pais aprendem com filhos e vice-versa. Como diria o saudoso Gonzaguinha ‚Äú… a beleza de ser um eterno aprendiz‚ÄĚ. Viver √© aprender a todo instante e em todos os lugares.

‚ąö Lazer ‚Äď cinema, teatro, televis√£o, praia e todas as formar de divertimento que sejam capazes de proporcionar prazer s√£o bem-vindas. Tome cuidado para n√£o se tornar um viciado no trabalho e esquecer da fam√≠lia e das divers√Ķes. Fa√ßa do lazer oportunidade para estreitar os la√ßos familiares e com os amigos. O tempo n√£o volta atr√°s e os momentos s√£o √ļnicos. Aproveite a vida!

‚ąö Amizade ‚Äď ter amigos √© imprescind√≠vel para uma vida motivada. Ningu√©m √© uma ilha e n√£o podemos viver sozinhos. Esteja aberto a novas amizades e fa√ßa delas uma fonte de compartilhamento de boas id√©ias, hist√≥rias, est√≥rias e aventuras.

‚ąö Esporte ‚Äď o nosso corpo exige, pede e implora por movimentos. O sedentarismo provoca doen√ßas f√≠sicas e mentais. Descubra quais tipos de esportes s√£o mais adequados ao seu f√≠sico e estilo de vida.

‚ąö Dinheiro ‚Äď T√£o importante quanto saber ganhar dinheiro e tamb√©m economizar e investir. Voc√™ √© do tipo gastador e que gosta de comprar por puro consumismo? Lembre-se de que a vida d√° muitas voltas e o dinheiro costuma mudar de m√£o. Tenha sempre uma reserva financeira para os momentos dif√≠ceis.

‚ąö Ambi√ß√£o e poder ‚Äď eles podem ser uma fonte de motiva√ß√£o, quando bem utilizados ou podem se transformar em perigo para a sua vida e a dos seus familiares. Analise a sua personalidade e verifique qual a dose necess√°ria para torn√°-lo mais motivado.

‚ąö M√ļsica e atividades l√ļdicas ‚Äď acreditamos que o ser humano foi criado para ser artista. Todos n√≥s carregamos dentro dos nossos cora√ß√Ķes um forte desejo de ser artista. Coloque mais arte em sua vida! Cante, dance, toque um instrumento musical, participe de uma oficina de teatro, fotografe. N√£o v√° embora desta vida sem experimentar as emo√ß√Ķes das artes. Por √ļltimo, n√£o esque√ßa da arte de amar e fazer sexo.

‚ąö Sexo ‚Äď ele √© fant√°stico e revigora as nossas energias, contribuindo para a nossa motiva√ß√£o. N√£o se esque√ßa de dar prazer a sua parceira(o), pois o sexo √© muito mais do que o seu orgasmo. √Č o prazer tamb√©m da outra pessoa.

‚ąö Voluntariado ‚Äď a vida √© a arte de relacionar com pessoas e nos completamos quando ajudamos o pr√≥ximo. Pratique a√ß√Ķes solid√°rias e voc√™ sentir√° a forte motiva√ß√£o de transformar a sua vida e a das outras pessoas.

A lista √© infinita e voc√™ deve buscar identificar quais alavancas s√£o capazes de impulsionar a sua motiva√ß√£o, acendendo a sua ‚Äúbrasa interior‚ÄĚ. N√£o se iluda, acreditando que √© f√°cil. √Č simples, mas n√£o √© f√°cil.


Publicado em Dicas mercado de trabalho | 2 coment√°rios

Criatividade: fazendo cócegas no cérebro

Os tempos mudaram e o novo cen√°rio exige formas novas de solu√ß√£o dos problemas. Seja em nossa vida pessoal ou profissional, necessitamos reinventar a nossa forma de pensar e agir. Vejamos algumas defini√ß√Ķes sobre criatividade:

‚Äú√Č uma forma de loucura‚ÄĚ. (Plat√£o)

“Processo natural que obedece a leis imprevis√≠veis”. (Kant)

“Criatividade √© fruto de conhecimento, imagina√ß√£o e avalia√ß√£o”
(Sidney Pames)

Defini√ß√Ķes populares

“Pensar diferente da maioria das pessoas sobre um mesmo problema. √Č tirar do nada, √© fazer do velho o novo”.

‚Äú√Č um estado permanente de insatisfa√ß√£o com as coisas existentes”.

Devemos estar atentos aos possíveis bloqueios mentais e que prejudicam o desenvolvimento da nossa criatividade. Vejamos algumas das frases mais comuns no ambiente empresarial e social:

1- Eu n√£o sou criativo.
2- Escolha a resposta certa.
3- Se essa ideia fosse boa, alguém a teria inventado.
4- Erre cumprindo as normas e n√£o acerte procurando descumpri-las.
5- Isso não é da minha competência ou do meu setor.
6- Você pode ser criativo, desde que não erre.
7- Pare de criar e trabalhe. N√£o perca tempo pensando.
8- Isso não tem lógica.
9- Não seja ridículo. Isso não vai dar certo.
10- Você não é pago para criar. Isso é com o pessoal do marketing.
11- Coloque as sugest√Ķes no papel e vamos nomear uma comiss√£o para analisar as id√©ias.
12- Nós sempre fizemos dessa maneira e está dando certo. Não devemos mexer em time que está ganhando.

Sugest√Ķes para desenvolver a sua criatividade

I) Exercite o seu c√©rebro, leia, fa√ßa palavras cruzadas, assista a filmes, relaxe, ou√ßa m√ļsicas, toque instrumentos musicais. Saiba que h√° um tesouro em sua cabe√ßa, uma mina de ouro entre as suas orelhas.

II) Sempre que possível escreva algumas idéias sobre estes e outros assuntos:
– como eu posso ajudar outras pessoas a serem mais felizes?
– como eu posso ajudar a minha empresa?
– como eu posso ser mais feliz?
– como eu posso fazer meu trabalho melhor?
– como eu posso dar mais amor para os meus amigos e familiares?

III) Aprimore a sua percep√ß√£o. Veja as fotos e os fatos que est√£o de forma ‚Äúnormal‚ÄĚ e os que est√£o de maneira diferente. Algumas id√©ias e solu√ß√Ķes podem estar bem na frente dos nossos olhos e n√£o conseguimos enxerg√°-las.

IV) Fa√ßa anota√ß√Ķes, tenha sempre em m√£os papel, caneta e l√°pis. Caso poss√≠vel, compre um micro-gravador. Pesquisas afirmam que tendemos a esquecer mais de 80% do que julgamos lembrar. Quantas mensagens voc√™ recebe por dia? N√£o confie somente na mem√≥ria. Use tamb√©m a mem√≥ria do seu computador, agenda, caderninho e tudo que for necess√°rio.

V) Armazene id√©ias, classifique por assunto e coloque em envelopes espec√≠ficos. Id√©ias para casa, para aumentar sua efici√™ncia no trabalho, para melhorar o relacionamento com o c√īnjuge, namorado, filhos, amigos. Para economizar o seu dinheiro e o da sua empresa, estudar pela internet ou atrav√©s de aulas presenciais.

VI) Observe tudo atentamente, como se fosse a √ļltima vez que voc√™ fosse ver. Use a curiosidade dos seus tempos de crian√ßa. Veja de frente para traz, de lado, de cima ou de baixo. Perceba o que n√£o est√° sendo falado ou mostrado de forma expl√≠cita. Aprenda a ver e a ouvir o que est√° nas ‚Äúentrelinhas‚ÄĚ dos fatos. Aprenda a escutar tanto com os olhos, quanto com os ouvidos. Fa√ßa perguntas idiotas ou bobas e que outras pessoas n√£o teriam coragem de faz√™-las. Lembre-se das perguntas universais: O que? Por qu√™? Como? Onde? Quando?

VII) Viver é relacionar com pessoas. Tudo que fizermos na vida somente terá sentido se for destinado a alguém. Uma empresa sem clientes, caso ela pudesse sobreviver, não teria qualquer razão para os seus funcionários e proprietários se orgulharem. Desenvolva uma forte curiosidade sobre pessoas, coisas e lugares.

VIII) Ataque os seus problemas de maneira ordenada. Tem um ditado popular que afirma: ‚Äúao descobrir qual √© o problema, voc√™ j√° encontrou metade da solu√ß√£o‚ÄĚ. Se voc√™ definir erroneamente o problema, as solu√ß√Ķes ser√£o ineficazes. Fale com algu√©m sobre os problemas e as solu√ß√Ķes que deseja implementar. Fa√ßa seu subconsciente trabalhar. Ele pode e precisa, dia e noite.

IX) Descubra novas fontes de id√©ias atrav√©s de novas amizades, de novos livros, de assuntos diversos. Use todos os meios de comunica√ß√£o que voc√™ puder – r√°dio, televis√£o, internet, revista, jornal, mesa de bar, festa…

X) Sempre que for poss√≠vel, tenha atitudes positivas e otimistas. A autoconfian√ßa estimula as nossas a√ß√Ķes e o poder criativo. Voc√™ j√° ouviu falar sobre cogni√ß√£o? √Č a maneira como enxergamos as coisas ao nosso redor. √Č como vemos o mundo. D√™ mais import√Ęncia aos fatos bons e agrad√°veis e menos √†s mazelas da nossa sociedade. Motivos para ficarmos na mesmice e desmotivados √© que n√£o faltam. Tenha paix√£o pelo que faz. Caso n√£o seja o trabalho dos seus sonhos, pense em algo bom e nas pessoas que podem se beneficiar com o seu trabalho. Quando puder, mude de profiss√£o, fun√ß√£o ou de emprego.

XI) Escolha um lugar para pensar alguns minutos por dia. Algumas pessoas preferem o quarto, outras o banheiro, quando est√£o caminhando, fazendo amor, ouvindo m√ļsica, na internet, dan√ßando, cozinhando, dirigindo. E voc√™, quais os seus locais preferidos?

XII) Compreenda primeiro, depois julgue. Abaixo o preconceito. Ele deixa triste a nossa alma e bloqueia a criatividade.

Assim, esteja preparado para usar cada vez mais a sua criatividade. Tentar adivinhar quais ser√£o as pr√≥ximas mudan√ßas √© algo extremamente dif√≠cil. Acreditamos que a melhor alternativa ‚Äúe dan√ßar conforme a m√ļsica‚ÄĚ, atrav√©s da flexibilidade e da capacidade de adapta√ß√£o ao novo.


Publicado em Curso, Dicas mercado de trabalho, Mercado, Oportunidade | Com a tag | 2 coment√°rios

Habilidades e competências que podem contribuir para o seu sucesso

Todos n√≥s desejamos ser felizes nas atividades pessoais e profissionais que realizamos. Por outro lado, o sentimento de ser bem-sucedido pode variar de pessoa para pessoa e de acordo com o momento da vida. Relacionamos algumas sugest√Ķes de habilidades e compet√™ncias imprescind√≠veis para a maioria dos profissionais:

‚ąö Comunica√ß√£o verbal, por escrito, sinais e s√≠mbolos. Pense alguns segundos sobre as suas atividades dos √ļltimos dias e tente quantificar o percentual de horas em que fez uso da comunica√ß√£o. Comunicar com clareza e objetividade √© imprescind√≠vel para todo e qualquer profissional. N√£o basta apenas saber comunicar, √© preciso dominar os meios de comunica√ß√£o (reuni√Ķes, internet, televis√£o, r√°dio, jornal, etc.). A depender da sua profiss√£o, voc√™ utilizar√° mais um meio de comunica√ß√£o do que outro. Falar e escrever corretamente s√£o vitais para o sucesso pessoal e profissional. Saiba que cada meio de comunica√ß√£o tem as suas peculiaridades e voc√™ dever√° conhec√™-las, fazendo as adequa√ß√Ķes necess√°rias ao conte√ļdo e a forma das mensagens. A internet tem a sua forma espec√≠fica, uma reuni√£o atrav√©s de videoconfer√™ncia, uma entrevista em TV e em r√°dio e assim por diante.

‚ąö Relacionamento interpessoal. Tudo que fizermos na vida, somente far√° sentido ser for de utilidade para as pessoas. Sendo assim, saber relacionar com elas em muito contribuir√° para que voc√™ seja o escolhido, entre tantos profissionais. Relacionar com pessoas exige observa√ß√£o, toler√Ęncia com as diferen√ßas, humildade, saber falar e, principalmente, saber ouvir. Procure ampliar os seus relacionamentos com pessoas de diferentes perfis e cultive o h√°bito de ser tolerante com aqueles que pensam diferente de voc√™.

‚ąö Atendimento e vendas. H√° muitos profissionais que s√£o competentes e mesmo assim n√£o conseguem sucesso em suas atividades. Entre os principais motivos, est√£o o mau atendimento, dificuldade de comunica√ß√£o e falta de talento para vender os seus produtos e servi√ßos. Para encantar um cliente, al√©m da qualidade dos produtos e servi√ßos que voc√™ vende, demonstre boa vontade para atender, saiba ouvir e fazer as perguntas adequadas. Conhe√ßa as peculiaridades do que voc√™ produz ou vende. Transforme as qualidades em benef√≠cios para os seus consumidores. Transmita credibilidade, seja √©tico e forme a sua carteira de clientes, com nomes, telefones e e-mail para contatos. A melhor propaganda que existe √© a indica√ß√£o dos seus clientes satisfeitos.

‚ąö Negocia√ß√£o. Quase tudo na vida envolve esta habilidade. Saber comprar e vender s√£o imprescind√≠veis para a sua vida pessoal e profissional. Pratique sempre o estilo de negocia√ß√£o ganha x ganha, onde as partes envolvidas – comprador e vendedor – sempre ganham. Embora este estilo seja praticado por uma minoria, ele possibilita que os seus clientes sejam cativados e prefiram fazer neg√≥cios com voc√™ e n√£o com os concorrentes. H√° negocia√ß√Ķes mais simples e que n√£o exigem muita prepara√ß√£o. H√° negocia√ß√Ķes mais complexas e que exigem um bom planejamento. Em qualquer situa√ß√£o, pense sempre com a cabe√ßa e as id√©ias do comprador. Ao elaborar o seu plano de negocia√ß√£o, antecipe as perguntas do seu cliente e proponha alternativas para as situa√ß√Ķes de discord√Ęncias, que normalmente est√£o relacionadas com os pre√ßos e a forma de pagamento dos produtos e servi√ßos.

Assim, não se prenda ao nome da sua profissão ou função que exerce ou pretende exercer. As mudanças continuarão acontecendo, de forma rápida e descontinua. Esteja preparado para estudar, estudar e estudar.


Publicado em Curso, Dicas mercado de trabalho, Mercado, Oportunidade | Com a tag | Deixar um coment√°rio

Mais vale o que você aprende do que aquilo que os outros ensinam

O processo de aprendizagem envolve v√°rias etapas e em quase todas, o fator determinante √© o desejo de aprender. Quando falamos em educa√ß√£o, tendemos a imaginar que tudo depende, exclusivamente, da escola, dos professores, pais, diretores e demais profissionais. Claro que eles s√£o important√≠ssimos. Por√©m, se o aluno n√£o conseguir desenvolver o entusiasmo, n√£o h√° como resolver o impasse. As partes necessitam estar em sintonia para que o est√≠mulo aconte√ßa. Normalmente, aprendemos pelo amor ou pela dor, atrav√©s das frustra√ß√Ķes do cotidiano.

A nossa educa√ß√£o √© formada, principalmente na inf√Ęncia, junto aos familiares, conv√≠vio social e na escola. Por outro lado, quando nos tornamos adultos, v√°rios aspectos influenciam positiva e negativamente na nossa forma de aprender. Talvez os principais estejam ligados √† escolha da profiss√£o e √†s empresas onde iremos trabalhar.

Uma empresa que favorece a aprendizagem individual e coletiva é capaz de estimular os seus funcionários a desenvolvem uma cultura de aperfeiçoamento contínuo. Os seus líderes são bons exemplos para os demais, notadamente aos que possuem baixa escolaridade.

H√° 16 anos estamos desenvolvendo o ‚ÄúProjeto Fazendo e Aprendendo ‚Äď voc√™ constr√≥i o seu conhecimento‚ÄĚ. Ele se baseia em estimular os profissionais e os seus familiares a aprenderem em conjunto. Por este motivo √© que disponibilizamos atrav√©s deste Blog e gratuitamente, amplo material did√°tico de nossa autoria.

As novas tecnologias da informação, principalmente a Internet, aliadas ao ardente desejo para aprender por conta própria são determinantes para queimarmos etapas e não ficarmos dependentes de um processo educacional centrado no modelo escolar, quase sempre direcionado para que o aluno seja aprovado no vestibular. Esse modelo está ultrapassado e é preciso mudança, conforme admitiu Fernando Haddad, Ex-Ministro da Educação e atual Prefeito de São Paulo.

Assim, a frase ‚ÄúMais vale o que voc√™ aprende do que aquilo que os outros ensinam‚ÄĚ se aplica a quase tudo em nossa vida, seja para aprendermos por interm√©dio de professores, numa sala de aula convencional ou em qualquer ambiente virtual, bem como nas empresas que j√° trabalhamos ou iremos atuar.


Publicado em Dicas mercado de trabalho, Mercado, Oportunidade | Com a tag | Deixar um coment√°rio

Comunicação verbal: voz e dicção

Todos n√≥s sabemos da import√Ęncia de falar bem, com clareza e objetividade. Assim, sugerimos que voc√™ leia e releia este texto, colocando em pr√°tica os exerc√≠cios. Somente o treino far√° de voc√™ um excelente comunicador.

A voz é fundamental para o comunicador e serve para emitir os sons das palavras. Ao pronunciá-las procure analisar qual a emoção, volume e ritmo a comunicação pede.

Dic√ß√£o ‚Äď √Č a articula√ß√£o correta dos sons de todas as s√≠labas das palavras que pronunciamos. Estas s√£o as dificuldades mais comuns: fala excessivamente r√°pida ou lenta; l√≠ngua presa; falar com os l√°bios semicerrados; falar com excesso de ar (puff) pela boca ou falar pelo nariz.

Um dos melhores exercícios é observar os jornalistas e apresentadores dos telejornais, bem como os radialistas e políticos.

Como melhorar a sua dicção

Volume ‚Äď Como √© a sua voz? Pegue uma m√£o e coloque em forma de concha em uma das orelhas, pronunciando o seu nome. Depois, coloque uma m√£o em cada orelha, em forma de concha e repita o seu nome. No primeiro exerc√≠cio voc√™ ouvir√° a sua voz em ‚Äúmono‚ÄĚ e, no segundo, em ‚Äúest√©reo‚ÄĚ. Fa√ßa isso de vez em quando para voc√™ perceber o ritmo e volume da sua voz, fazendo os ajustes necess√°rios;

Ritmo ‚Äď Voc√™ fala lento, r√°pido ou normal? Caso esteja dando uma aula, palestra, conduzindo uma reuni√£o ou fazendo um discurso, fale num ritmo normal. Quem pensa de maneira r√°pida tem a tend√™ncia de falar no mesmo ritmo. Lembre-se de que a velocidade do seu pensamento √© infinitamente maior que a de pronunciar as palavras;

Entusiasmo ‚Äď O emissor da mensagem deve entusiasmar os seus ouvintes. Fale com o cora√ß√£o e acredite naquilo que est√° dizendo. Fique atento √† comunica√ß√£o dos apresentadores de televis√£o e dos locutores de r√°dio. Por falar nisso, ou√ßa mais r√°dio e perceba que os locutores passam entusiasmo a todo instante;

Voz: dificuldades e como corrigi-las

Voz fraca ‚Äď Sugerimos que voc√™ comece mudando a sua postura, com ombros firmes, cabe√ßa erguida (n√£o olhe para baixo nem para cima), mentalizando situa√ß√Ķes positivas e acreditando na sua capacidade de comunicar. Melhore a respira√ß√£o, inspirando profundamente e expirando lentamente, objetivando garantir o ar necess√°rio a sua comunica√ß√£o. Coloque m√ļsicas que relaxem, a exemplo de sons de flautas, p√°ssaros, cachoeiras, fazendo inspira√ß√Ķes e expira√ß√Ķes.

Voz mon√≥tona e lenta ‚Äď Procure variar o volume e o tom de sua voz, dando √™nfase as palavras mais importante, pois assim voc√™ despertar√° mais interesse nos ouvintes. Em frente ao espelho, fa√ßa leituras em voz alta, declame poemas e letras de m√ļsicas que voc√™ goste.

Voz estridente ‚Äď Desenvolva o h√°bito de ouvir a sua pr√≥pria voz, fazendo o seguinte exerc√≠cio: Pegue uma m√£o e coloque em forma de concha em uma das orelhas. Chamamos este exerc√≠cio de ‚Äúcaixa de retorno‚ÄĚ, que s√£o as caixas de som que ficam no palco, para que os m√ļsicos e os cantores posam ouvir as m√ļsicas. Quando estiver entre amigos, solicite que os mesmos fa√ßam sinais quando voc√™ estiver falando muito alto.

Vícios de linguagem

Este √© um dos maiores problemas enfrentados por muitos comunicadores. Os v√≠cios de linguagem chamam a aten√ß√£o de alguns ouvintes, a ponto de ficarem contando quantas vezes algumas palavras s√£o pronunciadas. Aqui n√≥s iremos considerar como v√≠cios de linguagem todas as express√Ķes que s√£o repetidas em demasia pelo orador: N√©, t√°, a√≠, entendeu, tipo assim, entre outros.

Exerc√≠cios para quem fala leennttoo ou tem a l√≠ngua ‚Äúplesa‚ÄĚ

Pronuncie estas frases de duas maneiras: uma com rapidez, semelhante ao locutor esportivo e a segunda, de maneira eloq√ľente, como se estivesse discursando em pra√ßa p√ļblica.

Caso voc√™ tenha a l√≠ngua presa e troque o ‚Äúr‚ÄĚ por ‚Äúl‚ÄĚ, pegue um l√°pis de seis lados ou caneta BIC e coloque horizontalmente na boca, a l√≠ngua por cima e pronuncie estas frases:

‚ąö Em cima daquela serra tem dois p√©s de mafagarfo, com dois mafagarfinhos.
Quem disse quantos mafagarfos tem, um bom desmafagarfizador ser√°.

‚ąö Dudu dizia danado da vida: – Dad√°, deixe disso, onde vai dar tanta doidice?

‚ąö L√° vem o velho F√©lix com o fole velho nas costas. Quanto mais mexem no
fole do velho Félix, mais o fole do velho Félix fede.

‚ąö As folhas do ch√° da arquiduquesa j√° est√£o secas, supersecas ou ressecadas?

‚ąö Se cem serras serram cem cigarras, seiscentas serras serram seiscentas
cigarras e seiscentas e seis serras serram seiscentas e seis cigarras.

‚ąö Seis ca√ßadores sobre seis sof√°s cochichavam ao ca√ßador sem sorte:
– Seja sortudo sem suspeita e sua sorte salvar√° seus segredos.

‚ąö O rato roeu a roupa de renda do rei de Roma, a rainha ruim resolveu
remendar.

‚ąö A vida √© um sucesso que sucede sucessivamente sem cessar.

Se você deseja fazer um excelente curso para aprimorar a comunicação verbal, recomendamos o da Profª Vera Serra, em Salvador (BA): (71) 3491-1562 / 8716-9856 e-mail cursos@veraserra.com.br
site www.veraserra.com.br


Publicado em Dicas mercado de trabalho, Mercado, Oportunidade | Com a tag | 2 coment√°rios

Para vender é preciso conhecer os hábitos de compras dos seus clientes

Se no passado o poder de venda se encontrava com as empresas e os seus produtos, com o advento da internet, aumento da concorr√™ncia e com a cria√ß√£o do C√≥digo de Defesa do Consumidor, os clientes passaram a ter maior import√Ęncia no processo de compra e de venda.

As empresas de vanguarda e os seus profissionais de vendas est√£o cada vez mais investindo na an√°lise cuidadosa dos h√°bitos de compras dos seus clientes. Vejamos alguns exemplos:

- Lojas de auto servi√ßo ‚Äď as t√©cnicas de exposi√ß√£o dos produtos, ilumina√ß√£o, limpeza, entre outros aspectos, s√£o fundamentais para o aumento das vendas;

- Lojas com grande intera√ß√£o entre clientes e vendedores ‚Äď aqui o que mais importa, al√©m de dispor dos produtos adequados aos perfis dos clientes, √© a comunica√ß√£o, a boa vontade e o carisma dos funcion√°rios. As t√©cnicas de vendas tamb√©m s√£o relevantes, por√©m, os outros fatores s√£o determinantes para a fideliza√ß√£o dos clientes e futuras vendas.

Em todas as formas de vendas, é fundamental conhecer os hábitos de compras dos clientes. Homens, mulheres, crianças e idosos possuem características peculiares e os seus hábitos dependem dos produtos a serem consumidos.

Embora as concessionárias de automóveis estejam mudando, elas ainda são muito focadas em atender aos homens. Muitas mulheres não se sentem à vontade para tratar com alguns profissionais, pois imaginam que podem ser menosprezadas por não entenderem de automóveis.

J√° percebemos dezenas de lojas de roupas femininas que n√£o se preocupam em ter um lugar para receber os homens que acompanham as suas esposas, namoradas e amigas quando em compras. Com isso muitos ficam augustiados para irem embora por n√£o se sentirem acolhidos nas lojas.

Embora esteja mudando, algumas empresas que vendem produtos para crianças não se preocupam em permitir que as mesmas peguem e sintam os brinquedos em movimento ou degustem os biscoitos e salgadinhos nos supermercados, quando em companhia dos seus pais. Entre outros aspectos, é bom lembrar que eles serão os consumidores do futuro.

Em relação aos idosos, percebemos que poucas lojas se preocupam em atendê-los de forma adequada. As dificuldades são muitas, a exemplo da acessibilidade, cartazes com letras maiores, além de preconceito e impaciência de alguns vendedores.

Se você deseja investir em hábitos de compras dos clientes, sugerimos estes dois livros:

VAMOS ÀS COMPRAS! Livro de autoria do consultor Americano Paco Underhill, Editora Campus e o valor oscila entre R$ 89,90 a 96,00. Ele é escrito de maneira clara, objetiva e com muitos exemplos, enfocando os hábitos de compras de homens, mulheres, técnicas de exposição de cartazes e produtos (merchandising) e as mais recentes tendências do varejo on-line.

LUXO FOR ALL. Livro de autoria de Victor Megido, Roberto Panzarani, José Luiz Tejon, Editora Gente e o valor oscila entre R$ 24,90 e R$ 39,00. Ele aborda os hábitos de compras das classes sociais mais ricas e os consumidores que adoram produtos de luxo e sofisticados.

Finalizando, sugerimos que você e a sua equipe de vendas debatam temas ligados aos hábitos de compras, analisem as imagens do circuito interno e conversem mais com os clientes. Através deles podemos aprender muito. Os detalhes fazem a diferença!


Publicado em Dicas de mercado de trabalho, Dicas mercado de trabalho, Mercado, Oportunidade | Com a tag | Deixar um coment√°rio