ESTRELANDO: O SOL! 28 DE JULHO DE 2014.

O Sol, hoje.

Sol em 28 de julho de 2014. Imagem obtida por meio do instrumento AIA do Solar Dynamics Observatory / NASA. Blog O Guardador de Estrelas.

Sol em 28 de julho de 2014. Imagem obtida por meio do instrumento AIA do Solar Dynamics Observatory / NASA. Blog O Guardador de Estrelas.

Sol em 28 de julho de 2014. HMI / SDO / NASA. Blog O Guardador de Estrelas.

Sol em 28 de julho de 2014. Acompanhe diariamente aqui n'O Guardador de Estrelas o deslocamento das manchas solares. Imagem obtida pelo instrumento HMI / SDO / NASA. Blog O Guardador de Estrelas.

√Č madrugada e uma garoa fina se deita suavemente sobre as folhas das √°rvores e nas telhas do castelo, soando como uma doce melodia que a madrugada assobiasse distra√≠da. Cheguei ainda a pouco de uma observa√ß√£o do c√©u ¬†com cerca de 50 alunos e educadores do Col√©gio Santa Maria, de Recife. Uau, que experi√™ncia. Aprendo tanto com estes jovens. Entre nuvens, algumas janelas para o c√©u nos permitiram ver diversos meteoros. Eram os Delta Aquar√≠deos.

Agora a garoa virou chuva. Afora isso, todo o som que escuto a Terra fazer nesse instante, enquanto leva o meridiano de minha casa rumo ao crep√ļsculo matutino √© The House Of The Rising Sun com Eric Burdon & The Animals no Cd Player.

Dito isso, ao longe um galo canta… De novo. Olho o rel√≥gio… Penso o tempo. √Č a hora da alva; alva hora. Quando uma t√™nue luz branca surge sobre o oriente anunciando o primeiro momento do dia que nasce. Feliz seja a semana que nessa alvorada se inicia.

Aquele abraço!

 

 


Publicado em Uncategorized | Com a tag , , , , | 1 coment√°rio

DELTA AQUAR√ćDEOS

Chuva de meteoros Delta Aquarídeos - radiante em Aquário. Final de julho de 2014. www.stellarium.org. Blog O Guardador de Estrelas.

Chuva de meteoros Delta Aquar√≠deos - radiante em Aqu√°rio. As estrelas mais evidentes na regi√£o s√£o Formalhaut, őĪ do Peixe Austral; Al Nair e Al Danab, respectivamente őĪ e ő≤ do Grou. www.stellarium.org. Blog O Guardador de Estrelas.

Durante esta noite passada (26), estive observando o c√©u com uma turma de alunos de um tradicional col√©gio de Salvador, e certamente foi um momento marcante para todos que estiveram presente. Apesar do tr√°fego de algumas nuvens, o c√©u se apresentou em toda sua beleza, com o centro gal√°ctico por sobre nossas cabe√ßas, com o Cruzeiro do Sul declinando em um extremo da mancha da Via L√°ctea, no sudoeste, e o Cisne ascendendo no outro extremo, no nordeste. Marte apresentava seu mais belo tom encarnado, em Virgem, e Saturno, amarelo, pr√≥ximo a Zuben El Genubi, se destacava em Libra. Vega de Lyra brilhava augusta no nordeste alto, e Arcturo no noroeste. Alfa e Beta Centauri fulguravam no sudoeste, e no oriente alto, provenientes da √Āguia e do Capric√≥rnio, t√≠midas estrelas cadentes riscavam o c√©u apressadas. Eram os meteoros Delta Aquar√≠deos e trouxeram emo√ß√£o e alegria √† nossa noite. Bom momento para fazer pedidos.

O pico dessa chuva estar√° acontecendo nos pr√≥ximos dias. Quem tiver oportunidade, vale a pena ficar de olho. O radiante da chuva de meteoros Delta Aquar√≠deos, como o nome diz, acontece na constela√ß√£o do Aqu√°rio, pr√≥ximo √† sua estrela Delta, e a partir de 21 horas, quando essa regi√£o do c√©u est√° mais alta no lado leste, o fen√īmeno tende a ser mais evidente, com uma boa taxa de meteoros vis√≠veis por hora de observa√ß√£o. Os Delta Aquar√≠deos acontecem todos os anos nesta √©poca, desde que o cometa 96P passou pr√≥ximo ao Sol em 1986. Desde ent√£o, quando a Terra alcan√ßa esse ponto de sua transla√ß√£o, pr√≥ximo ao rastro deixado pelo cometa, parte dos corpos que formam o rastro s√£o capturados pelo campo gravitacional da Terra e se desintegram em alta velocidade contra as camadas superiores da atmosfera. O pico dessa chuva ser√° nos pr√≥ximos dias. Acompanhe!

Agora √© madrugada e n√£o tarda a hora d’alva. V√™nus a anuncia. Os galos cantam, nasce o dia.

 


Publicado em Uncategorized | Com a tag , , | 6 coment√°rios

ESTRELANDO: O SOL! 27 DE JULHO DE 2014.

O Sol, hoje.

Sol em 27 de julho de 2014. HMI Intensitygram Colorized / SDO / NASA. Blog O Guardador de Estrelas.

Sol em 27 de julho de 2014. HMI Intensitygram Colorized / SDO / NASA. Blog O Guardador de Estrelas.

Sol em 27 de julho de 2014. HMI / SDO / NASA. Blog O Guardador de Estrelas.

Sol em 27 de julho de 2014. HMI / SDO / NASA. Blog O Guardador de Estrelas.

Olha meu bem o céu

Vê quanta luz, quanta estrela

Quase todas mortas

Só não é chegado para nós o tempo que se apagarão

A gente t√° na lanterna do tempo que vir√°

Lulu Santos

 

 


Publicado em Uncategorized | Com a tag , , | Deixar um coment√°rio

A ASTRONOMIA BRASILEIRA PERDE UMA DE SUAS PRINCIPAIS ESTRELAS.

 

Ronaldo Rogério de Freitas Mourão (1935 - 2014). Foto: reprodução. Blog O Guardador de Estrelas.

Ronaldo Rogério de Freitas Mourão (1935 - 2014). Foto: reprodução. Blog O Guardador de Estrelas.

Na noite de ontem (25), enquanto estava em companhia de cerca de setenta jovens do ensino m√©dio de um col√©gio tradicional de Recife, para uma palestra de astronomia ao ar livre, na Chapada Diamantina, um manto de nuvens escuras escondeu as estrelas. Mesmo assim, e com o term√īmetro marcando 15¬ļ, mas com uma sensa√ß√£o t√©rmica de 13¬ļ, ficamos ali por uma hora, na borda do campo de altitude, a 1100 metros acima do n√≠vel do mar, deitados sobre duas camadas de lonas imperme√°veis e enrolados em cobertores, falando sobre o c√©u. De onde est√°vamos pod√≠amos ver as luzes de algumas fazendas e povoados brilhando como estrelas na plan√≠cie escura e distante. Uma amplid√£o formid√°vel. A turma era √≥tima, participativa, generosa. Os professores tamb√©m. Gosto muito do que fa√ßo.

Desde que me iniciei nos estudos de astronomia, um dos primeiros nomes que conheci foi o de Ronaldo Rog√©rio de Freitas Mour√£o. Uma pessoa marcante, a come√ßar pelo tamanho do nome, mas tamb√©m pelos cabelos compridos, quase sempre presos tipo rabo de cavalo, o √≥culos quadrad√£o, de aros escuros, astr√īnomo, pesquisador, cientista, escritor, pois. Tenho alguns livros dele aqui, na estante √† minha frente. Outros em Salvador.

Ronaldo Rogério de Freitas Mourão: referência para a astronomia brasileira. Blog O Guardador de Estrelas.

Na noite de sexta feira, 25 de julho de 2014, com Sol em C√Ęncer, Lua Merc√ļrio e V√™nus em G√™meos, Marte em Virgem, J√ļpiter em conjun√ß√£o com o Sol, Saturno em Libra, o velho e s√°bio astr√īnomo, refer√™ncia nacional para diferentes gera√ß√Ķes de brasileiros transcendeu, se encantou, sublimou, deixou a sequ√™ncia principal. Sua luz, no entanto, ainda nos alcan√ßa. Ser√° sempre uma refer√™ncia para a astronomia brasileira. Vela padr√£o.

Obrigado, Ronaldo Rogério de Freitas Mourão.

 


Publicado em Uncategorized | Com a tag , | Deixar um coment√°rio

ESTUDANTES PERNAMBUCANOS VISITAM A CHAPADA DIAMANTINA

Alunos do Colégio Visão, de Recife, em atividade de astronomia na Chapada Diamantina. Blog O Guardador de Estrelas.

Alunos do Colégio Visão, de Recife, realizam atividade de astronomia ao ar livre na Chapada Diamantina. Blog O Guardador de Estrelas.

Ol√°, amigos!

Está fazendo bastante frio aqui na Chapada Diamantina, mas nada que amedrontasse um grupo de setenta intrépidos jovens pernambucanos do ensino médio e seus bravos professores, durante a atividade de astronomia ao ar livre, no tradicional passeio pedagógico do Colégio Visão, de Recife, pela Chapada Diamantina.

Embora no in√≠cio da noite o c√©u estivesse livre de nuvens, quando chegamos ao campo o tempo havia mudado. Ainda assim, estendemos duas camadas de lonas imperme√°veis no ch√£o, balizando ao entorno com flamas que se mantiveram acesas at√© que todos se acomodassem. Depois se apagaram, e toda a luz que nos iluminava vinha do globo terrestre sobre a mesa. Um manto escuro de nuvens nos impedia de ver o centro gal√°ctico, em sua posi√ß√£o mais bela, no z√™nite. A astronomia tem dessas coisas. Mas n√£o importa. Tudo vale a pena se a alma n√£o √© pequena. Me vi diante de uma turma receptiva, entusiasmada, interessada, sapiente, participativa. A astronomia √© um convite √† filosofia, nos tira do lugar comum e nos faz pensar. Os jovens possuem muitas quest√Ķes relacionadas, e demonstram grande interesse no assunto. Vimos alguns slides com imagens do Universo e foram feitas muitas perguntas.¬†Foi uma rica experi√™ncia estarmos ali reunidos para falarmos sobre o c√©u.

Palestra de astronomia nos campos de altitude da Chapada Diamantina. Blog O Guardador de Estrelas.

Palestra de astronomia nos campos de altitude da Chapada Diamantina. Blog O Guardador de Estrelas.

Palestra de astronomia ao ar livre na Chapada Diamantina. Colégio Visão - Recife. 25 de julho de 2014. Blog O Guardador de Estrelas.

Palestra de astronomia ao ar livre na Chapada Diamantina. Colégio Visão - Recife. 25 de julho de 2014. Blog O Guardador de Estrelas.

A turma estava bem preparada para o frio e demonstrou recptividade e participação durante a atividade. Blog O Guardador de Estrelas.

A turma do Colégio Visão, de Recife, enfrentou o friozinho e demonstrou ótima receptividade e participação durante a atividade. Blog O Guardador de Estrelas.

A todos os alunos do Col√©gio Vis√£o – PE, que participaram do passeio pedag√≥gico do col√©gio √† Chapada Diamantina – 2014, meu agradecimento pela aten√ß√£o e pela generosidade com que se envolveram na atividade. Parab√©ns √† toda a equipe de educadores Vis√£o, e em especial √† minha s√°bia Professora L√ļcia Helena e Professor Bruno, pela import√Ęncia que d√£o ao conte√ļdo did√°tico apresentado no passeio e sobretudo pelo incentivo √† atividade de astronomia ao ar livre.

Espero revê-los em breve. Até a próxima!

 


Publicado em Uncategorized | Com a tag , , , , , | Deixar um coment√°rio

ESTRELANDO: O SOL! 26 DE JULHO DE 2014.

O Sol, hoje.

Sol em 26 de julho de 2004. AIA 1600 / SDO / NASA. Blog O Guardador de Estrelas.

Sol em 26 de julho de 2004. AIA 1600 / SDO / NASA. Blog O Guardador de Estrelas.

Sol em 26 de julho de 2014. HMI / SDO / NASA. Blog O Guardador de Estrelas.

Sol em 26 de julho de 2014. HMI / SDO / NASA. Blog O Guardador de Estrelas.

Agora √© madrugada, as Pleiades acabaram de nascer. L√° fora o som dos grilos √© todo o som que ou√ßo a Terra fazer enquanto gira. Dito isso, canta um galo… E outro, e mais outro. √Č sempre assim, quando um galo canta, todos cantam, um a um, espalhados pelos quintais da pequena vila, cada qual √† sua vez.

 


Publicado em Uncategorized | Com a tag , , , | 2 coment√°rios

APROVADO DESTE S√ĀBADO HOMENAGEIA JO√ÉO UBALDO RIBEIRO.

Jorge Portugal entrevista Jo√£o Ubaldo Ribeiro. Aprovado 26 de julho de 2014.

O programa Aprovado faz uma homenagem ao escritor baiano João Ubaldo Ribeiro relembrando um bate-papo entre o escritor e o professor Jorge Portugal, na ilha de Itaparica, cantinho sagrado e fonte de inspiração para João Ubaldo. Entre uma gargalhada e outra, João conta como começou seu amor pelos livros e fala das suas peripécias em parceria com Glauber Rocha.

Mas o programa tamb√©m fala sobre a import√Ęncia dos alimentos naturais para a preven√ß√£o de doen√ßas. Para isso, o Aprovado vai at√© o bairro de Itapu√£, na casa do m√©dico naturalista Fernando Hoisel, ¬†para falar sobre os benef√≠cios de uma alimenta√ß√£o baseada em verduras, legumes e frutas. Voc√™ vai aprender quais os alimentos fazem bem √† sa√ļde e quem s√£o os vil√Ķes que frequentam a nossa mesa. ‚ÄúNos √ļltimos 40 anos mudou mais a alimenta√ß√£o da humanidade do que nos √ļltimos 40 mil‚ÄĚ, enfatiza Fernando Hoisel.

O rep√≥rter Pablo Vasconcelos foi at√© a cozinha de um restaurante no bairro Santo Ant√īnio, em Salvador, para conhecer o veganismo; uma filosofia de vida que contempla h√°bitos alimentares vegetarianos estritos. Ou seja, os adeptos do veganismos n√£o consomem carnes ou alimentos de origem animal, como leite, queijos, ovos e mel. A explica√ß√£o para isso est√° na consci√™ncia do sofrimento que os animais sofrem para atender a demanda da ind√ļstria gastron√īmica. Mas quem pode se tornar vegano? √Č poss√≠vel ser saud√°vel sem consumir nutrientes e prote√≠nas presentes nas carnes? Um fisiculturista baiano, garante que sim. Paulo Victor decidiu mudar seus h√°bitos alimentares ainda na adolesc√™ncia e tornou-se vegano. Hoje, aos 27 anos, ele diz n√£o sentir falta da alimenta√ß√£o que tinha no passado. ‚ÄúConsigo ganhar massa muscular e manter o meu peso consumindo¬†shakes naturais e alimentos ricos em fibra de soja, al√©m de muitos legumes, frutas e verduras‚ÄĚ, explica Paulo, que √© o primeiro fisiculturista a se tornar adepto do veganismo no Brasil.

No quintal de Hoisel, o apresentador Jackson Costa conversa tamb√©m com o m√ļsico Alexandre Le√£o sobre o Sarau do Jo√£o, encontro com v√°rios m√ļsicos baianos que acontecer√° no Teatro Castro na pr√≥xima ter√ßa, dia 29, √†s 20 horas. √Č claro, que nessa conversa n√£o podia faltar um viol√£o e boa m√ļsica.

√Č neste s√°bado (26), √†s 8h da manh√£ no Aprovado.

 


Publicado em Uncategorized | Com a tag , | Deixar um coment√°rio

ESTRELANDO: O SOL! 25 DE JULHO DE 2014.

O Sol, hoje.

Sol em 25 de julho de 2014. AIA - HMI / SDO / NASA. Blog O Guardador de Estrelas.

Sol em 25 de julho de 2014. AIA - HMI / SDO / NASA. Blog O Guardador de Estrelas.

Sol em 25 de julho de 2014. HMI / SDO / NASA. Blog O Guardador de Estrelas.

Sol em 25 de julho de 2014. HMI / SDO / NASA. Blog O Guardador de Estrelas.

Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós.

Antoine Saint Exupery


Publicado em Uncategorized | Com a tag , | 1 coment√°rio

A CONQUISTA DA LUA – Parte III

Emblema da Miss√£o Apollo 11 e o foguete Saturno V. NASA. Blog O Guardador de Estrelas.

√Č dif√≠cil dizer o que √© imposs√≠vel, pois o sonho de ontem √© a esperan√ßa de hoje e a realidade de amanh√£.

Robert H. Goddard

A Terra, azul, luminosa, com nesgas de nuvens brancas sobre o ocre e o esverdeado de √Āfrica ascendia sobre o horizonte leste, em seu aspecto giboso crescente. No c√©u limpo e negro as estrelas brilhavam ardentes, e a imensid√£o do deserto lunar parecia um mundo encantado, iluminado de lado pelo Sol poente, em C√Ęncer. Aquele parecia ser apenas mais um dos longos finais de tarde na Lua, se n√£o fosse por um pequeno b√≥lide met√°lico que descia reluzente do c√©u escuro, montado na labareda de seu retrofoguete, que levantou o p√≥ do Mar da Tranquilidade. Chamava-se Eagle (√Āguia, em ingl√™s); era diferente de tudo que existia ali. Era, na verdade, diferente de quase tudo que existia em seu pr√≥prio mundo antes de sua concep√ß√£o. Uma plataforma de pernas longas sustentando uma diminuta c√°psula, onde dois seres vivos vindos de outro planeta haviam acabado de pousar. Quando os motores foram desligados e baixou a poeira, o Mar da Tranquilidade se encheu de sensa√ß√Ķes humanas. Na Terra, cerca de 600 milh√Ķes de pessoas assistiam as imagens de televis√£o geradas pela NASA desde a Lua, numa √©poca em que os pr√≥prios aparelhos de TV j√° eram um grande s√≠mbolo de modernidade.

Ap√≥s os procedimentos previstos, determinadas as coordenadas, verificaram estar a 0 ‚Äč‚Äčgrau, 41 minutos e 15 segundos de latitude norte e 23 graus, 26 minutos de longitude leste, cerca de quatro quil√īmetros do ponto original previsto para o pouso. Estar ali, em seguran√ßa, representava a supera√ß√£o de alguns dos momentos mais cr√≠ticos da viagem e a realiza√ß√£o de um dos maiores e mais antigos sonhos da humanidade, que era tocar a Lua, visit√°-la.

Apesar de estarem previstas cerca de quatro horas antes que os astronautas deixassem a nave, foi dada permissão para que antecipassem o procedimento. Aliás, vestir o traje lunar leva algum tempo; na Terra, o traje completo pesa aproximadamente 84 kg, enquanto na Lua pesa apenas 14 kg. Mesmo assim, no espaço exíguo do módulo lunar era necessário algum tempo para vesti-los.

Armstrong abriu a porta da nave… A lente de uma c√Ęmara de televis√£o posicionada do lado de fora era os olhos de milh√Ķes¬†de pessoas na Terra quando, o comandante, imp√°vido, desceu os nove degraus da escada at√© o solo.

Haviam passado 109 horas e 42 minutos desde o lançamento da Missão, em Cabo Canaveral, quando Armstrong pisou na lua. Cerca de 20 minutos depois, foi a vez de Aldrin.

Aldrin descendo a escada do módulo lunar Eagle. Foto: Neil Armstrong. NASA. Blog O Guardador de Estrelas.

Edwin Aldrin descendo a escada do módulo lunar Eagle. Foto: Neil Armstrong. NASA. Blog O Guardador de Estrelas.

Ambos andaram pela superfície da Lua por pouco mais de duas horas. Aldrin um pouco menos. Deixaram uma bandeira e uma placa comemorativa, e uma série de equipamentos, como um sismógrafo e um refletor para raio laser, que é usado ainda hoje. Colheram 23 quilos de amostras de rochas e voltaram para dentro da nave, onde passaram outras 9 horas esperando o momento para o retorno.

Apollo 11: imagens de tv geradas pela NASA desde a Lua durante a miss√£o. Blog O Guardador de Estrelas.

Apollo 11: as imagens de tv geradas pela NASA desde a Lua durante a miss√£o foram transmitidas ao vivo para a Terra. Blog O Guardador de Estrelas.

Apollo 11: uma das imagens mais emblemáticas do século 20 e de toda a história da humanidade. O homem na Lua. NASA. Blog O Guardador de Estrelas.

Apollo 11: uma das imagens mais emblemáticas do século 20 e de toda a história da humanidade. O homem na Lua. NASA. Blog O Guardador de Estrelas.

Apollo 11: foram deixados artefatos como um sismógrafo e uma placa de reflexão, usada ainda hoje. NASA. Blog O Guardador de Estrelas.

Apollo 11: foram deixados artefatos na Lua, como um sismógrafo e uma placa de reflexão, usada ainda hoje. NASA. Blog O Guardador de Estrelas.

A parte inferior do m√≥dulo lunar serviu como plataforma de lan√ßamento e foi abandonada na Lua, enquanto a c√°psula com os dois astronautas se lan√ßou para um novo mergulho no c√©u, vibrando sobre seus propulsores, atingindo velocidade de escape suficiente para encontrar com o M√≥dulo de Comando em √≥rbita. Novamente reunidos no espa√ßo, o M√≥dulo Lunar foi descartado. Na madrugada do dia 22 a Columbia escapou do campo gravitacional da Lua. Na quinta feira dia 24, depois de abandonar o M√≥dulo de Servi√ßo, o M√≥dulo de Comando com os tr√™s astronautas entrou na atmosfera da Terra em alta velocidade.¬†Esse era o √ļltimo grande momento cr√≠tico da viagem. Os c√°lculos para o √Ęngulo de reentrada deviam ser precisos, qualquer erro custaria a vida dos astronautas. Devido √† ioniza√ß√£o dos gases em torno c√°psula, gerada pelo atrito da reentrada, durante essa etapa n√£o h√° contato pelo r√°dio. Quando o sinal se restabeleceu e foi ouvida a voz dos astronautas, houve um √ļltimo grande al√≠vio, misturado a uma imensa alegria e vibra√ß√£o.

Apollo 11: ilustração da reentrada, um dos momentos mais críticos da viagem. NASA. Blog O Guardador de Estrelas.

Apollo 11: ilustração da reentrada na atmosfera da Terra, um dos momentos mais críticos da viagem. NASA. Blog O Guardador de Estrelas.

Na estratosfera foram abertos os dois primeiros paraquedas auxiliares, seguindo-se a abertura de outros tr√™s paraquedas maiores, de cores vermelho e branco, e a pequena Col√ļmbia desceu do c√©u azul da Terra, naquele instante, lembrando um buqu√™ de flores.

Apollo 11: descida de paraquedas sobre o Pacífico. Blog O Guardador de Estrelas.

Apollo 11: descida de paraquedas sobre o Pacífico. Blog O Guardador de Estrelas.

Do foguete com 111 metros de altura e 2900 toneladas de peso que partiu quatro dias antes, apenas o diminuto M√≥dulo de Comando – Col√ļmbia, retornou. ¬†A “ponta do foguete”. Havia passado 195 horas e 18 minutos desde o lan√ßamento em Cabo Canaveral, quando a Col√ļmbia amerissou no Oceano Pac√≠fico, √† latitude de 13 graus, 19 minutos norte e 169 graus, 9 minutos de longitude oeste, a 13 milhas do navio de recupera√ß√£o USS Hornet. Era o dia¬†24 de julho de 1969.

Apollo 11: ao voltarem para a Terra, os astronautas ficaram 17 dias em isolamento, como preven√ß√£o para virtuais contamina√ß√Ķes da Lua. Na foto aparecem sendo saudados pelo presidente Nixon. NASA. Blog O Guardador de Estrelas.

Apollo 11: ao voltarem para a Terra, os astronautas ficaram 17 dias em isolamento, como preven√ß√£o para virtuais contamina√ß√Ķes da Lua. Na foto aparecem sendo saudados pelo presidente Nixon. NASA. Blog O Guardador de Estrelas.

Era o fim de uma das maiores aventuras da humanidade. Uma de suas maiores fa√ßanhas, a grande obra de sua engenhosidade. Com a Miss√£o 11, o Projeto Apollo atingia seu objetivo principal, enunciado por Kennedy no in√≠cio daquela d√©cada, que era levar um ser humano √† Lua e traz√™-lo de volta s√£o e salvo. A meta fora alcan√ßada, com louvor. Nos quatro anos seguintes, at√© 1972, foram enviadas outras seis miss√Ķes tripuladas √† Lua. Cinco delas tiveram sucesso e ampliaram as conquistas do Projeto Apollo, mas como disse Carl Sagan, foram apenas momentum. O objetivo principal j√° tinha sido alcan√ßado, a corrida espacial contra os comunistas estava ganha.

Foi uma viagem √©pica, que ser√° lembrada enquanto houver a civiliza√ß√£o. Talvez tenhamos feito as coisas certas pelos motivos errados. √Č uma pena que algumas das maiores de nossas conquistas, como ir √† Lua, tenham sido motivadas por interesses pol√≠ticos, e que apenas pelo conhecimento cient√≠fico que produzem n√£o teriam sido financiadas. O fato de se ter levado √† Lua a bandeira de um pa√≠s, e n√£o de uma comunidade internacional, planet√°ria, nessa que foi uma conquista de toda a humanidade, ilustra essa realidade. Por outro lado, o espa√ßo vem aproximando advers√°rios hist√≥ricos, que hoje trabalham em coopera√ß√£o na ISS, e tende a superar barreiras entre os povos.¬†Futuramente, o s√©culo 20 ser√° lembrado como a √©poca das primeiras navega√ß√Ķes espaciais, e os nomes de Neil Armstrong, Edwin Aldrin e Michael Collins ser√£o lembrados com grande admira√ß√£o. Colombos dos nossos tempos.

Aquele abraço!

Acesse as duas outras partes desta trilogia:

http://www.ibahia.com/a/blogs/estrelas/2014/07/16/a-conquista-da-lua-parte-i/

http://www.ibahia.com/a/blogs/estrelas/2014/07/20/a-conquista-da-lua-parte-ii/

Assista também um documentário da época (em inglês), produzido pela NASA:

https://www.youtube.com/watch?v=Bl4yCl-yK8g&list=PL32F6A3E5F4F5B321&index=1

 


Publicado em Uncategorized | Com a tag , , , , , , , , , | 2 coment√°rios

ESTRELANDO: O SOL! 24 DE JULHO DE 2014.

O Sol, hoje.

Sol em 24 de julho de 2014. AIA / SDO / NASA. Blog O Guardador de Estrelas.

Sol em 24 de julho de 2014. AIA 304 / SDO / NASA. Blog O Guardador de Estrelas.

Sol em 24 de julho de 2014. HMI / SDO / NASA. Blog O Guardador de Estrelas.

Sol em 24 de julho de 2014. HMI / SDO / NASA. Blog O Guardador de Estrelas.

Impressionado pela razão dessa progressão raro alterada, e fixando-a um tanto forçosamente em onze anos, um naturalista, o barão de Capanema, teve o pensamento de rastrear nos fatos extraterrestres, tão característico pelos períodos invioláveis em que se sucedem, a sua origem remota. E encontrou na regularidade com que repontam e se extinguem, intermitentemente, as manchas da fotosfera solar, um símile completo.

De fato, aqueles n√ļcleos obscuros, alguns mais vastos que a Terra, negrejando dentro da cercadura fulgurante das f√°culas, lentamente derivando √† fei√ß√£o da rota√ß√£o do Sol, t√™m entre o m√°ximo e o m√≠nimo da intensidade, um per√≠odo que pode variar de nove a doze anos. E como desde muito a intui√ß√£o genial de Herschel lhes descobrira o influxo apreci√°vel na dosagem de calor emitido para a Terra, a correla√ß√£o surgia inabal√°vel, neste estear-se em dados geom√©tricos e f√≠sicos acolchetando-se num efeito √ļnico.

Restava equiparar o m√≠nimo das manchas, anteparo √† irradia√ß√£o do grande astro, ao fast√≠gio das secas no planeta torturado ‚Äď de modo a patentear, compares, os per√≠odos de umas e de outras.

Falhou neste ponto, em que pese a sua forma atraentíssima, a teoria planeada: raramente coincidem as datas do paroxismo estival, no norte, com as daquele.

 

Euclides da Cunha ‚Äď Os Sert√Ķes. P√°g. 66

Cole√ß√£o Obra Prima de Cada Autor. Editora Martin Claret ‚Äď 2002 ‚Äď SP.

 

 

 


Publicado em Uncategorized | Com a tag , , | Deixar um coment√°rio