Efem√©rides astron√īmicas: de 21 a 31 de agosto de 2015

Neste dia 22 de agosto a Lua passa a menos de 4¬į de Saturno

Ilustração com a posição do Sol nascente em 21 de agosto de 2015. Stellarium.org. Blog O Guardador de Estrelas.

Ilustra√ß√£o com a posi√ß√£o do Sol nascente em 21 de agosto de 2015 e o aspecto mitol√≥gico das constela√ß√Ķes.

Ol√°, amigos!

Sol está na constelação do Leão, onde permanece até o dia 16 de setembro, embora que, para a astrologia, o signo vigente a partir de 23 de agosto seja o de Virgem.

Merc√ļrio pode ser observado durante o crep√ļsculo vespertino sobre o horizonte oeste, na constela√ß√£o de Le√£o. No dia 23 passa √† constela√ß√£o de Virgem, onde permanece o restante do m√™s. No dia 04 de setembro Merc√ļrio alcan√ßa sua maior elonga√ß√£o a leste do Sol.

V√™nus est√° em C√Ęncer, ascendendo sobre o horizonte leste na hora da alva.

Marte tamb√©m est√° em C√Ęncer. Dia 25 pode ser observado ao norte de V√™nus, ambos os planetas a uma mesma altura em rela√ß√£o ao horizonte leste, anunciando o alvorecer do dia.

J√ļpiter est√° em Le√£o, entrando em conjun√ß√£o com o Sol (dia 26).

Ilustra√ß√£o com a posi√ß√£o do Sol, de Merc√ļrio, V√™nus, Marte e J√ļpiter por volta de 5h20 de 21 de agosto, antes do Sol alcan√ßar a linha do horizonte. Stellarium.org. Blog O Guardador de Estrelas.

Ilustra√ß√£o com a posi√ß√£o do Sol, de Merc√ļrio, V√™nus, Marte e J√ļpiter √†s 5h20 de 21 de agosto, antes do Sol alcan√ßar a linha do horizonte. Stellarium.org. Blog O Guardador de Estrelas.

Lua a menos de 4¬į de Saturno √†s 20h de 22 de agosto (Bahia). Stellarium.org. Blog O Guardador de Estrelas.

Lua a menos de 4¬į de Saturno √†s 20h de 22 de agosto (Bahia). Stellarium.org. Blog O Guardador de Estrelas.

Saturno est√° em Libra, destacando-se visualmente das estrelas pr√≥ximo ao z√™nite no in√≠cio da noite. Dia 22 a Lua passar√° a cerca de 3¬į de Saturno, formando um lindo arranjo celeste sobre o c√©u da sua cidade. N√£o deixe de contemplar, e procure mostrar para uma crian√ßa.

Lua: em agosto o plenil√ļnio acontecer√° pr√≥ximo ao perigeu, emprestando uma apar√™ncia sensivelmente maior ao nosso sat√©lite natural.

Aspecto da Lua cheia em Aquário às 18h30 de 29 de agosto. Stellarium.org. Blog O Guardador de Estrelas.

Aspecto da Lua cheia em Aquário às 18h30 de 29 de agosto. Stellarium.org. Blog O Guardador de Estrelas.

Dia 21 Lua em Libra passa a menos de 5¬į de Zuben el Genubi.

Dia 22 de Libra a Escorpi√£o a Lua passa a menos de 4¬į de Saturno. N√£o deixe de observar! Quarto crescente.

Dia 23 Lua em Ofi√ļco.

Dia 24 Lua entra em Sagit√°rio.

Dias 25 e 26 Lua em Sagit√°rio.

Dia 27 Lua em Capricórnio.

Dias 28 Lua passa de Capricórnio a Aquário.

Dia 29 Lua cheia, em Aqu√°rio.

Dia 30 Lua em Peixes, no perigeu.

Dia 31 Lua em Peixes.

Boas observa√ß√Ķes a todos!

 


Publicado em Uncategorized | Com a tag , , , , | 2 coment√°rios

Astronomia em pauta na Semana do Estudante

A influ√™ncia da Astronomia em nosso cotidiano e sua import√Ęncia na escola

Semana do Estudante no Museu Parque do Saber. Blog O Guardador de Estrelas.Ol√°, pessoal!

Ao longo da semana passada tivemos uma série de atividades educativas, recreativas e culturais promovidas pelo Museu Parque do Saber, em comemoração à Semana do Estudante, em Feira de Santana, e na pauta, claro, não poderia faltar Astronomia.

No dia 13 tive o prazer de compor uma mesa redonda com os professores Alberto Amorim e Antonio Carlos da Gra√ßa, mediada pelo diretor do Museu, Bas√≠lio Fernandes, para discutir com os presentes sobre a influ√™ncia da astronomia em nosso cotidiano e sua import√Ęncia na escola, e foi um momento muito produtivo, onde contamos com a participa√ß√£o de professores e alunos do Col√©gio Estadual Teot√īnio Vilela e de sua diretora, Professora Maria da Concei√ß√£o Oliveira, al√©m do professor Edmilson Alves da Silva, formador regional do Projeto Ci√™ncia na Escola – PCE da SEC/IAT, e de universit√°rios, pedagogas, interessados no assunto e profissionais da imprensa.

O professor Alberto Amorim, licenciado em Geografia e mestrando em Astronomia pela UEFS, fez uma apresenta√ß√£o sobre o trabalho que desenvolve na √°rea com seus alunos, alguns dos quais se tornaram bolsistas do CNPQ e estavam presentes. Educador altamente comprometido e versado em inform√°tica, Alberto Amorim √© especializado em ensino a dist√Ęncia e vem realizando um trabalho de excel√™ncia no ensino de astronomia, alcan√ßando grandes resultados e sendo motivo de orgulho para seus alunos e colegas.

Depois foi a vez do pesquisador e astr√īnomo Antonio Carlos da Gra√ßa, que com 37 anos dedicados ao estudo dos astros √© um dos pioneiros na hist√≥ria da astronomia em Feira de Santana, tendo sido pupilo do astr√īnomo Cesar Orrico no in√≠cio dos anos 1970 e um dos primeiros funcion√°rios do Observat√≥rio Antares, na √©poca de sua funda√ß√£o. Antonio Carlos falou sobre a multidisciplinariedade da astronomia e sobre sua import√Ęncia no ensino escolar, apresentando o trabalho que desenvolve como empreendedor em diversas frentes relacionadas ao ensino e divulga√ß√£o da astronomia, como produ√ß√£o de anima√ß√Ķes gr√°ficas, confec√ß√£o de planisf√©rios celestes e impress√£o de efem√©rides astron√īmicas. Entre outras coisas, o astr√īnomo e pesquisador salientou o avan√ßo que o Planet√°rio do Museu Parque do Saber representa para o ensino de astronomia em Feira de Santana e na Bahia, e a qualidade do equipamento e instala√ß√Ķes disponibilizados pelo Museu.

A diretora do Teot√īnio Vilela, Maria Concei√ß√£o de Oliveira, salientou a import√Ęncia de promover aulas pr√°ticas de campo, em espa√ßos como o Museu Parque do Saber ou em aulas ao ar livre, capazes de envolver os alunos e faz√™-los perceber que estudar, pesquisar e aprender √© algo que transcende os limites f√≠sicos da escola. A professora de geografia Mariangela Brand√£o, das turmas do sexto-ano do Teot√īnio Vilela, tamb√©m falou sobre o car√°ter multidisciplinar da astronomia, citando como exemplo o estudo que vem realizando com suas turmas sobre elementos da tabela peri√≥dica, como o ferro (elementos que, segundo as teorias, originalmente s√£o formados a partir da fus√£o termo-nuclear que ocorre no interior das estrelas), at√© seu papel na forma√ß√£o de nosso planeta, e sua import√Ęncia em nossa alimenta√ß√£o.

A pedagoga Maria Cec√≠lia, de Salvador, iniciada em astronomia desde a juventude, que esteve presente com suas filhas e neta para prestigiar o evento, falou um pouco sobre sua experi√™ncia acad√™mica, para lembrar a import√Ęncia do estudo da astronomia na escola e ao longo da vida. Alguns alunos do professor Alberto, como Ramon, bolsista do CNPQ, nos falou brevemente sobre a import√Ęncia que o estudo da astronomia ganhou em sua vida, e outros, como o Gustavo, do ensino m√©dio, aproveitaram para fazer perguntas relacionadas ao assunto. Os profissionais de diferentes √≥rg√£os de imprensa presentes, tamb√©m se mostraram bastante envolvidos no debate, acompanhando, participando e contribuindo para as discuss√Ķes.

Falei um pouco sobre minha experi√™ncia com a astronomia, sobre sua influ√™ncia em nossa √©poca e ao longo da hist√≥ria e, ao final, com minhas amigas e parceiras de trabalho Vanessa Machado e Tain√° Cristina, planetaristas do Museu, tive o prazer “astron√īmico” de conduzir a turma em uma viagem virtual para fora da Terra, visitando os planetas do nosso sistema solar com o programa Uniview, projetado na c√ļpula do planet√°rio.

Foi uma tarde muito gostosa e produtiva a que passamos juntos.

Semana do Estudante no Planet√°rio do Museu Parque do Saber. 13 de agosto de 2015.  Fotos Washington Nery. Blog O Guardador de Estrelas.

Semana do Estudante no Planet√°rio do Museu Parque do Saber. Agosto de 2015. Fotos: Washington Nery.

Fica aqui registrado nosso agradecimento a todos os que estiveram presentes ou contribu√≠ram de alguma forma para o sucesso do evento, em especial aos gestores e docentes do Col√©gio Estadual Teot√īnio Vilela, pela participa√ß√£o no evento e pelo trabalho que desenvolvem com suas turmas (modelo a ser seguido no ensino p√ļblico), aos mestres Alberto Amorim e Antonio Carlos, que nos enriquecem com seus saberes, ao diretor Bas√≠lio Fernandes e a toda a equipe do Museu Parque do Saber, pela iniciativa e pelo importante trabalho realizado em favor do ensino e da divulga√ß√£o da astronomia em Feira e na Bahia.

Um forte abraço a todos, e até a próxima!

Veja também:

www.feiradesantana.ba.gov.br/noticias.asp?idn=12790&materia=Estrelas-e-meteoros-despertam-na-crian%E7a-o-interesse-por-astronomia.html

 


Publicado em Uncategorized | Com a tag , , , , , , , , | 1 coment√°rio

Estrelando: Lua e Espiga!

Lua e Spica em 19 de agosto

Lua em Virgem, ao lado de Spica, no início da noite de 19 de agosto de 2015. stellarium.org. Blog O Guardador de Estrelas.

Ol√°!

Hoje a Lua pode ser observada ao lado da estrela Alfa de Virgem, Spica.

Aproveite, e dê uma espiadinha.

Abraço!


Publicado em Uncategorized | Com a tag , , , | Deixar um coment√°rio

Vida e Formação: uma noite estrelada na Chapada Diamantina

Alunos do ensino médio do Colégio Imaculado Coração de Maria, de Olinda, em noite de contemplação do céu na Chapada Diamantina

Turmas do ensino médio do Col. Imaculado Coração de Maria em noite de astronomia na Chapada Diamantina. Blog O Guardador de Estrelas.

Primeiro terço de agosto de 2015

Assisti o crep√ļsculo vespertino nos campos gerais, numa ampla e linda clareira na borda do campo, a mil e cem metros de altitude, onde em um par de horas ministraria uma palestra de astronomia ao ar livre para um grupo de estudantes do ensino m√©dio do Col√©gio Imaculado Cora√ß√£o de Maria, de Olinda. Me sentia feliz, especialmente porque depois de dias chuvosos, aquele era o primeiro in√≠cio de noite com tempo aberto, e o c√©u estaria maravilhoso para a observa√ß√£o que far√≠amos naquela noite.

Ap√≥s o ocaso do Sol, uma faixa l√≠vida se estendeu acima do horizonte oeste, e aos poucos foi se elevando sobre o gradiente encarnado que ascendia em faixas mais estreitas, que iam do dourado ao carmim. Acima da faixa l√≠vida, o azul celeste lentamente se tornava mais escuro para o oriente, e v√©us de nuvens refletiam lindos tons de rosa sobre o ocidente. Estava quase na hora, pensei. Sintonizei o r√°dio do carro em uma AM e fiquei ali, perscrutando o c√©u. N√£o demorou e finalmente vi V√™nus surgir como um pequeno ponto brilhante em meio aos tons purp√ļreos do arrebol. Estava linda! Quem diz que os astros n√£o influenciam a vida da gente, n√£o entenderia a alegria que senti ao v√™-la. Logo depois vi a Alfa Centauri se precipitar do azul escurecido a sudoeste, e saudei-a. Ent√£o voltei a olhar para o noroeste alto… Cad√™ voc√™, Arcturus? Mas a noroeste o azul ainda apresentava um tom claro, esmaecido, pr√≥prio do segundo ter√ßo do inverno. Demorou mais um pouquinho at√© que: – Ah! A√≠ est√°! Boa noite, Arcturus!

Na r√°dio come√ßou a tocar a Ave Maria. Meu momento preferido do dia, o crep√ļsculo vespertino. N√£o demorou e todos come√ßaram a aparecer: J√ļpiter e Merc√ļrio pr√≥ximos a V√™nus, em Le√£o; Saturno no z√™nite, em Libra; Hadar, Magalh√£es e Mimosa no sudeste alto; Antares, pr√≥xima ao z√™nite; Vega e Altair no oriente e R√©gulus formando um pequeno tri√Ęngulo com J√ļpiter e Merc√ļrio… Uau! Que noite! At√© a temperatura estava amena. E, para completar, o grupo de estudantes chegou na hora combinada. Esperei-os com um c√≠rculo de tochas acesas balizando e iluminando uma ampla lona imperme√°vel estendida, para que todos pudessem se acomodar para observar o c√©u, e um globo terrestre luminoso, para ilustrar a posi√ß√£o da Terra em rela√ß√£o √†s estrelas e constela√ß√Ķes. Com um laser verde podia apontar para as estrelas com precis√£o, de forma que todos pudessem acompanhar o desenho das constela√ß√Ķes. O quadro n√£o poderia ser mais positivo, as condi√ß√Ķes de observa√ß√£o eram as melhores poss√≠veis, os estudantes e os professores eram bastante interessados no assunto, e sobre nossas cabe√ßas, o centro gal√°ctico, na constela√ß√£o do Sagit√°rio, pendia como um lustre de cristal iluminando a noite com a luz das estrelas. Ainda pudemos observar diversas estrelas cadentes, relacionadas √† chuva de meteoros Perseidas. Foi um momento muito especial que experimentamos juntos, coroado ao final com as s√°bias palavras da Irm√£ Rita e com um momento de ora√ß√£o da turma, naquele belo e grandioso templo.

Sala de aula cinco mil estrelas. Astronomia na Chapada Diamantina. Blog O Guardador de Estrelas.

Sala de aula cinco mil estrelas. Astronomia na Chapada Diamantina. Blog O Guardador de Estrelas.

Valeu, turma! Tenho certeza de que todos os que estiveram presentes terão um novo olhar para o céu.  A direção, coordenação, educadores, alunos e familiares do Colégio Imaculado Coração de Maria, e a equipe sempre muito competente e profissional da Asa Branca Projetos Pedagógicos, meu agradecimento pela oportunidade de poder participar e compartilhar do passeio da escola pela Chapada Diamantina, esta experiência tão salutar e edificante na formação dos jovens.

Um forte abraço a todos, e até a próxima!

 


Publicado em Uncategorized | Com a tag , , , , , , , , , , , | 1 coment√°rio

Por onde anda Vênus?

Vênus em aspecto delgado minguante, dias antes de entrar em conjunção inferior com o Sol

Vênus em delgado minguante. Agosto de 2015. Foto: Eudson Lima, membro do Grupo de Astronomia Amadora  de Salvador. Blog O Guardador de Estrelas.

Ol√°, amigos!

Desde o mês de dezembro de 2014 pudemos acompanhar Vênus surgindo sobre o horizonte oeste nos finais de tarde. Foi um lindo espetáculo da natureza, que se renovou e se arranjou de um modo singular a cada início de noite, como um belo caleidoscópio celeste. Mas, e agora, pra onde foi Vênus?

Vamos lembrar de que os planetas n√£o possuem luz pr√≥pria, apenas refletem a luz que o Sol incide sobre eles. Na foto ao lado, feita por Eudson Lima no in√≠cio da noite de 04 de agosto de 2015, V√™nus apresenta o aspecto de um delgado minguante, prestes a entrar em conjun√ß√£o com o Sol. Devido ao √Ęngulo de observa√ß√£o, apenas uma estreita parte da superf√≠cie iluminada de V√™nus ainda podia ser vista da Terra. Poucos dias depois, V√™nus se tornou invis√≠vel, e no dia 15 entrou em conjun√ß√£o inferior, alinhando-se entre Sol e Terra. Isso quer dizer que V√™nus est√° passando no c√©u sobre o horizonte ao longo do dia, com¬†seu lado iluminado virado para o Sol, e seu lado n√£o iluminado virado para a Terra, como acontece com a Lua durante sua fase nova, e por isso est√° invis√≠vel.

No caso de V√™nus e de Merc√ļrio, que s√£o planetas interiores, ou seja, que descrevem √≥rbitas menores do que a da Terra, as conjun√ß√Ķes podem ser do tipo inferior ou superior.¬†Conjun√ß√£o inferior ocorre quando o planeta se alinha entre a Terra e o Sol.¬†Conjun√ß√£o superior ocorre quando o planeta se alinha colocado por tr√°s do Sol.

As elonga√ß√Ķes de V√™nus e de Merc√ļrio ocorrem a leste do Sol, quando podem ser observados no in√≠cio da noite, ou a oeste do Sol, quando podem ser observados antes do amanhecer.

Esquema orbital dos planetas interiores e exteriores. Imagem: Observat√≥rio Astron√īmico de Lisboa. Blog O Guardador de Estrelas.

No caso dos planetas superiores, como Marte e os demais, que descrevem √≥rbitas maiores do que a da Terra, obviamente n√£o acontecem conjun√ß√Ķes inferiores. O per√≠odo de melhor visibilidade de um planeta superior acontece durante sua oposi√ß√£o ao Sol, quando est√° mais pr√≥ximo da Terra. Quando est√£o em conjun√ß√£o com o Sol, se tornam invis√≠veis.

Ao longo deste m√™s, Merc√ļrio pode ser observado no quadrante oeste do c√©u no in√≠cio da noite, alcan√ßando sua m√°xima elonga√ß√£o em 04 de setembro.

No final de agosto V√™nus voltar√° a ser vis√≠vel, agora sobre o horizonte leste, anunciando a hora da alva, quando passa a ser chamada de Estrela D’alva. Que bom, pois V√™nus faz muita falta para quem tem o h√°bito de observar o c√©u. E, por aqui, j√° estamos com saudade.

Abra√ßo a todos, e boas observa√ß√Ķes!

 


Publicado em Uncategorized | Com a tag , , , , , , , | Deixar um coment√°rio

Observando o céu em Bom Jesus da Lapa

Galáxias e nebulosas são parte da beleza e dos mistérios do céu profundo

Nebulosa da √Āguia. Foto: Eudson Lima, Grupo de Astronomia Amadora de Salvador - GAAS. Blog O Guardador de Estrelas.

Nebulosa da √Āguia, observada e fotografada de Bom Jesus da Lapa, por Eudson Lima.

Gal√°xia do Catavento do Sul fotografada de Bom Jesus da Lapa, por Eudson Lima. Blog O Guardador de Estrelas.
Gal√°xia Cata-vento do Sul. Foto: Eudson Lima.

Ol√°, pessoal!

Olhem que bacana as fotos que o astr√īnomo amador Eudson Lima fez na noite do dia 04 de agosto, em Bom Jesus da Lapa. “Aproveitei uns dias de f√©rias para estudar mais sobre astrofotografia”, comentou Eudson, que escolheu um excelente lugar. O c√©u do sert√£o de Bom Jesus da Lapa e regi√£o √© realmente maravilhoso, o Caminho de Santiago, como muitas vezes a Via L√°ctea √© chamada¬†por l√°, parece esparramar estrelas por toda parte, se¬†refletindo no S√£o Francisco, uma beleza!

A Nebulosa da √Āguia est√° localizada a estimados 7 mil anos luz de Bom Jesus da Lapa, na constela√ß√£o da Serpente. Tamb√©m √© conhecida como M16,¬†o que quer dizer “Objeto 16 do cat√°logo de Messier”, ou NGC 6611,¬†”Objeto 6611 do Novo Cat√°logo Geral”, em ingl√™s. A nebulosa da √Āguia¬†se tornou muito popular pelas belas fotografias feitas pelo Telesc√≥pio Hubble.

A Cata-vento do Sul √© uma linda e formosa gal√°xia do tipo espiral barrada, a estimados 15 milh√Ķes de anos luz de dist√Ęncia. Tamb√©m √© conhecida como M83, ou NGC 5236.

A história da astrofotografia se confunde com a própria invenção da fotografia, que é um instrumento fundamental para a astronomia moderna, mas a astrofotografia também é uma das categorias mais exigentes dentre as técnicas e tecnologias da fotografia. Parabéns ao Eudson pelas fotos, e obrigado por ter dividido com a gente.

Eudson Lima √© membro do Grupo de Astronomia Amadora de Salvador, o GAAS, um grupo moderno de astr√īnomos amadores, formado por estudantes e profissionais de diversas √°reas, que tem em comum o amor pela astronomia, e se re√ļnem regularmente para observar e pensar as estrelas e as gal√°xias distantes. Estaremos anunciando aqui no blog os pr√≥ximos encontros do grupo.

Boas observa√ß√Ķes a todos, e aquele abra√ßo!

 


Publicado em Uncategorized | Com a tag , , , , , | 6 coment√°rios

De Olinda a Mucugê Рescola sem fronteiras

Alunos e professores do Colégio Santa Emília, de Olinda, em noite de astronomia na Chapada Diamantina.

Alunos do Colégio Santa Emília, de Olinda, em passeio pedagógico pela Chapada Diamantina. Blog O Guardador de Estrelas. Olá, pessoal!

Dias atrás tive o prazer de interagir com essa turma brilhante e divertida, de professores e alunos do ensino médio do Colégio Santa Emília, de Olinda, por ocasião do passeio pedagógico que o colégio realizou pela Chapada Diamantina.

Nosso encontro aconteceu em uma noite fria do primeiro terço de agosto e o céu estava nublado, mesmo assim, após o jantar, bem agasalhados, fomos para o campo pensar estrelas. O clima não permitiu que ficássemos por lá muito tempo, mas a turma era muito boa e interessada e retornamos ao hotel, onde continuamos a pensar as estrelas em um ambiente cálido e acolhedor, ilustrando o assunto com uma apresentação de slides. Foi um grande prazer estar entre estes jovens e seus sábios educadores, em um momento tão especial, de celebração à vida e ao saber. Valeu, turma! Vocês deixaram muitas boas lembranças.

Agradeço a direção, a coordenação, a equipe de professores e alunos do Colégio Santa Emília e a toda equipe da Asa Branca Projetos Pedagógicos, pela alegria de poder compartilhar com vocês desta experiência.

Um forte abraço a todos, e até a próxima!

 


Publicado em Uncategorized | Com a tag , , , , , , , , | Deixar um coment√°rio

Da minha aldeia…

 

O Guardador de Estrelas. Xique Xique do Igatu, Andaraí - BA. Final de julho de 2015.

VII.

Da minha aldeia vejo quanto da terra se pode ver do Universo…

Por isso a minha aldeia é tão grande como outra terra qualquer,

Porque eu sou do tamanho do que vejo

E não do tamanho da minha altura…

Nas cidades a vida é mais pequena

Que aqui na minha casa no cimo deste outeiro.

Na cidade as grandes casas fecham a vista à chave,

Escondem o horizonte, empurram o nosso olhar para longe de todo o céu,

Tornam-nos pequenos porque nos tiram o que os nossos olhos nos podem dar,

E tornam-nos pobres porque a nossa √ļnica riqueza √© ver.


VII parte do poema ‚ÄúO Guardador de Rebanhos‚ÄĚ, de Fernando Pessoa. ‚ÄúO Eu profundo e os outros eus.‚ÄĚ Editora Nova Fronteira

 


Publicado em Uncategorized | Com a tag , , , , , | 1 coment√°rio

Indica√ß√£o de leitura: “O Eu profundo e os Outros Eus”

“O Eu profundo e os outros eus” – Sele√ß√£o po√©tica de Fernando Pessoa

Indicação de Leitura: O Eu profundo e os outros eus: seleção poética. Editora Nova Fronteira. Blog O Guardador de Estrelas.

Ol√°, amigos!

Dias atr√°s, aproveitei o clima agrad√°vel dessas tardes frias de inverno na Chapada Diamantina para caminhar um pouco, e levei comigo um velho companheiro, “O Eu profundo e os outros Eus”, uma sele√ß√£o po√©tica de Fernando Pessoa. Juntos fomos parar no alto de minha √°rvore favorita, ao lado da igreja, na pequena vila onde moro, e revisitei algumas poesias e lembran√ßas.

Fernando Pessoa √© um dos maiores autores em l√≠ngua portuguesa. Era iniciado em astrologia e tamb√©m acompanhava o conhecimento astron√īmico de sua √©poca. Escreveu sob diversos heter√īnimos, cada qual com um estilo realmente pr√≥prio, como se fossem diferentes autores, com distintas personalidades. At√© hoje sua obra segue sendo pesquisada e catalogada.

Em 1993, um amigo me presenteou com “O Eu profundo e os Outros Eus”, e ao longo dos anos seguintes este livro se tornaria uma de minhas maiores refer√™ncias liter√°rias. Em novembro de 2013, quando precisei escolher um nome para este blog, me inspirei no nome do poema “O Guardador de Rebanhos”, um dos meus favoritos, que consta inteiro no livro, com seus quarenta e nove versos, grafados como no original.

A sele√ß√£o ainda tr√°s outros poemas √©picos, entre eles “Tabacaria”, “Passagem das Horas”, e os maravilhosos poemas de “Mensagens”, publicados em 1934, com destaque para a sensacional “Segunda parte/Mar Portugu√™s”.

Todo mundo que gosta de poesia, uma hora ou outra se depara com Fernando Pessoa e fica impressionado com a maneira simples e profunda como ele exp√Ķe sua filosofia em verso. Eis, pois, uma boa sugest√£o de leitura.

E aquele abraço!

 


Publicado em Uncategorized | Com a tag , , , , , | 1 coment√°rio

Efem√©rides astron√īmicas: de 11 a 20 de agosto de 2015

Tempo de observar Merc√ļrio e a chuva de meteoros Peseidas

Ilustra√ß√£o do Sol nascente em 11 de agosto de 2015 (Bahia) e o aspecto mitol√≥gico das constela√ß√Ķes. Stellarium.org. Blog O Guardador de Estrelas.

Ilustra√ß√£o do Sol nascente em 11 de agosto de 2015 (Bahia) e o aspecto mitol√≥gico das constela√ß√Ķes. A Lua aparece no alto da imagem, em G√™meos.

Ol√°, amigos!

Sejamos bem vindos ao segundo ter√ßo de agosto de 2015. Nos pr√≥ximos dias teremos chuva de meteoros Perseidas, com pico nos dias 13 e 14. Como o nome j√° diz, o radiante ser√° na constela√ß√£o do Perseus, uma constela√ß√£o boreal, o que quer dizer que a maior incid√™ncia de meteoros ser√° na regi√£o norte do c√©u, especialmente pr√≥ximo desta constela√ß√£o. Nos pr√≥ximos dias tamb√©m poderemos observar o planeta Merc√ļrio pouco ap√≥s o ocaso do Sol. Vamos ficar de olho no c√©u!

Dia 11¬†Sol deixa a constela√ß√£o de C√Ęncer e entra na de Le√£o, segundo os limites oficiais entre as constela√ß√Ķes, como convencionado pela Uni√£o Astron√īmica Internacional.

Merc√ļrio esteve em conjun√ß√£o com J√ļpiter entre os dias 06 e 07 e nos pr√≥ximos dias pode ser observado durante o crep√ļsculo vespertino, pr√≥ximo ao horizonte oeste, na constela√ß√£o do Le√£o. Apresenta colora√ß√£o encarnada e parece cintilar suavemente, podendo ser confundido com uma estrela. Dia 16 a Lua, em delgado crescente, pode ser observada angularmente pr√≥xima a Merc√ļrio, mas devido ao hor√°rio e √† proximidade do horizonte, o evento exige boas condi√ß√Ķes de observa√ß√£o.

Aspecto da Lua em delgado crescente pr√≥xima a Merc√ļrio no quadrante Oeste do c√©u durante o crep√©usculo vespertino de 16 de agosto. Stellarium.org. Blog O Guardador de Estrelas.

Aspecto da Lua em delgado crescente pr√≥xima a Merc√ļrio no quadrante oeste (O) do c√©u durante o crep√ļsculo vespertino de 16 de agosto. Stellarium.org. Blog O Guardador de Estrelas.

V√™nus encerrou sua temporada vespertina e vai entrando em conjun√ß√£o inferior com o Sol (dia 15), o que a torna invis√≠vel neste per√≠odo. Sentiremos falta de seu lindo brilho iluminando a chegada da noite, mas, em compensa√ß√£o, no √ļltimo ter√ßo do m√™s V√™nus passa a ser vis√≠vel sobre o horizonte leste, anunciando a hora da alva, quando passa a ser chamada popularmente de Estrela da Alva, ou Estrela D’alva.

Marte est√° em C√Ęncer, ascendendo sobre o horizonte leste no crep√ļsculo matutino.

J√ļpiter est√° em conjun√ß√£o com a estrela R√©gulus (Alfa Leonis). Devido √† proximidade angular com o Sol, J√ļpiter estar√° invis√≠vel nas pr√≥ximas semanas, voltando a ser observado novamente nas madrugadas do √ļltimo ter√ßo de setembro.

Posi√ß√£o do Sol, Merc√ļrio, V√™nus, Marte e J√ļpiter no zod√≠aco √†s 8 horas de 11 de agosto, e o aspecto mitol√≥gico das constela√ß√Ķes. A linha vermelha marca o limite oficial para as constela√ß√Ķes do C√Ęncer e do Le√£o, como definido pela IAU. Stellarium.org. Blog O Guardador de Estrelas.

Posi√ß√£o do Sol, Merc√ļrio, V√™nus, Marte e J√ļpiter no zod√≠aco √†s 8 horas de 11 de agosto (Bahia), e o aspecto mitol√≥gico das constela√ß√Ķes. A linha vermelha marca o limite oficial entre as constela√ß√Ķes, como definido pela Uni√£o Astron√īmica Internacional.

Saturno segue em Libra, destacando-se próximo ao zênite no início da noite. Dia 22 a Lua passará angularmente próxima a Saturno.

A Lua e a Espiga. Lua crescente observada ao lado da estrela Spica, de Virgem, na noite de 19 de agosto. Stellarium.org. Blog O Guardador de Estrelas.

A Lua e a Espiga. Lua crescente observada ao lado da estrela Spica, de Virgem, na noite de 19 de agosto.

Lua chegou ao segundo terço de agosto em fase minguante.

Dias 11 e 12 Lua em Gêmeos.

Dia 13 Lua em delgado minguante nasce pr√≥xima a Marte, em C√Ęncer, no crep√ļsculo matutino. De 13 para 14 haver√° o pico da¬†Chuva de Meteoros Perseidas.

Dia 14 Lua em conjunção com o Sol, em Leão. Lua nova.

Dia 15 Lua em seu primeiro delgado crescente, em Leão. Difícil observação, dada a proximidade angular com o Sol.

Dia 16 Lua vis√≠vel em delgado crescente pr√≥xima a Merc√ļrio, no quadrante oeste do c√©u da sua cidade. N√£o deixe de participar!

Dia 17 Lua em Virgem.

Dia 18 Lua próxima à estrela Porrima, de Virgem.

Dia 19 Lua próxima à estrela Spica, de Virgem.

Dia 20 Lua em Virgem.

Desejo a todos, boas observa√ß√Ķes!

 


Publicado em Uncategorized | Com a tag , , , , , , | Deixar um coment√°rio