EFEM√ČRIDES ASTRON√ĒMICAS Fevereiro 2014

Aspecto leste do céu da Bahia na primeira hora do fevereiro de 2014. Blog O Guardador de Estrelas. www.stellarium.org

Aspecto leste do céu da Bahia na primeira hora de fevereiro de 2014. Blog O Guardador de Estrelas. www.stellarium.org

Ol√°, amigos!

Todo o in√≠cio de m√™s, aqui no blog, n√≥s contamos com uma coluna chamada Efem√©rides Astron√īmicas. Efem√©ride, essa palavra um tanto engra√ßada, significa uma rela√ß√£o de eventos dignos de nota, previstos para ocorrerem em um determinado espa√ßo de tempo, sobre um assunto espec√≠fico. Assim, existem efem√©rides do tipo esportiva, pol√≠tica, religiosa, etc. No caso do nosso blog, as efem√©rides que interessam s√£o as do tipo astron√īmicas.

No entanto, devido ao volume de postagens que viemos tendo, as primeiras postagens do mês vão ficando para trás rapidinho, de modo a se tornarem menos evidentes e mais difíceis de acessar. Por isso, experimentaremos dividir as efemérides do mês em três partes, cada qual cobrindo aproximadamente um terço do mês.

Esperamos que assim, as efem√©rides astron√īmicas se tornem mais evidentes e acess√≠veis aos amigos e visitantes de O Guardador de Estrelas, cobrindo per√≠odos mais pr√≥ximos ao dia em que o artigo foi postado e facilitando que voc√™ as consulte para programar suas observa√ß√Ķes do c√©u. Ent√£o, vamos l√°!

Efem√©rides astron√īmicas de 1 a 10 de fevereiro – 2014:

Quando janeiro foi embora e fevereiro chegou, a constela√ß√£o que estava ascendendo ao c√©u sobre o horizonte leste¬† era a Balan√ßa, onde, logo aos primeiros minutos do m√™s nasceu Saturno. Naquele momento, Marte¬† j√° estava no c√©u, √† meia altura entre o horizonte leste e o z√™nite, em conjun√ß√£o com a estrela Alfa da Virgem (Espiga), enquanto J√ļpiter, em G√™meos, perdia altura no ocidente.

Depois ascenderam ao c√©u sobre o horizonte, as constela√ß√Ķes do Escorpi√£o, seguida do Sagit√°rio. V√™nus nasceu na constela√ß√£o do Escudo e quando esta ganhava certa altura em rela√ß√£o ao horizonte, os p√°ssaros come√ßaram a anunciar a hora alva do dia.

O primeiro dia de fevereiro alvoreceu pouco luminoso na Cidade do Salvador, com o c√©u nublado por nuvens √ļmidas, donde pendiam cortinas d’√°gua que se arrastavam sobre o mar e passavam ao largo da costa, indo algumas ter com a orla na altura da praia da Arma√ß√£o.

O Sol, como de costume, encontrou fevereiro na constelação do Capricórnio, embora, como vimos em artigo recente, aqui no blog, o signo astrológico vigente seja do Aquário. Nossa Estrela Mãe, no entanto, só alcança as estrelas do Aquário a partir do dia 15 de fevereiro.

Na primeira metade do mês de fevereiro, o Sol se encontra na constelação do Capricórnio. Blog Explorando o Céu. www.stellarium.com

Aspecto do Sol em rela√ß√£o √†s constela√ß√Ķes de fundo, no primeiro ter√ßo do m√™s de fevereiro. Blog O Guardador de Estrelas. www.stellarium.com

Merc√ļrio, o mensageiro alado, come√ßa o m√™s de fevereiro na constela√ß√£o do Aqu√°rio. Para quem tiver uma vista muito privilegiada para o oeste, talvez seja poss√≠vel observ√°-lo brevemente aos crep√ļsculos vespertinos dos primeiros tr√™s dias do m√™s; depois o pequeno planeta se torna invis√≠vel, por come√ßar a entrar em conjun√ß√£o com o Sol.

Merc√ļrio e a nomenclatura de seus principais acidentes geogr√°ficos. A regi√£o lisa, em cor clara na imagem, assim como mais de 50% de Merc√ļrio, todavia esperam por ser mapeadas. Imagem: NASA. Blog O Guardador de Estrelas.

Merc√ļrio e a nomenclatura de suas principais crateras e acidentes geogr√°ficos. Muitas de suas crateras receberam nomes de escritores, m√ļsicos, mestres da arte e pensadores. A regi√£o lisa em cor clara, no alto √† direita, assim como mais de 50% de Merc√ļrio, todavia esperam por ser mapeadas. Imagem/arte: NASA. Blog O Guardador de Estrelas.

V√™nus, o mais feminino entre os astros do c√©u, iniciou o m√™s de fevereiro na constela√ß√£o do Escudo, pr√≥xima ao Sagit√°rio, anunciando os crep√ļsculos matutinos.

V√™nus possui dimens√Ķes parecidas com as da Terra. Sua circunfer√™ncia equatorial √© de aproximadamente 38 mil km, enquanto a da Terra √© de 40 mil. Por√©m, as semelhan√ßas n√£o v√£o muito al√©m disso. V√™nus √© o planeta mais quente do Sistema Solar, gra√ßas ao efeito de estufa causado por sua densa atmosfera de di√≥xido de carbono, que ret√©m o calor mesmo durante a noite.

Afrodite para os gregos, V√™nus passar√° uma longa temporada no papel de “Estrela D’alva”, em cartaz no c√©u das madrugadas. Se voc√™ tem o costume de se levantar antes do Sol, observe no lado leste do c√©u e voc√™ ver√° V√™nus como o astro mais evidente e facilmente identific√°vel. Para os soteropolitanos que ir√£o ver o Sol nascer amanh√£, no Rio Vermelho, e para todos os baianos que consagram o 02 de Fevereiro √† Iemanj√° e amanh√£ ir√£o ver o Sol nascer no mar, √© uma boa pedida observar V√™nus, que, como a celebrada M√£e das √Āguas do Mar, tamb√©m √© representada pelo signo feminino, em nosso costume ancestral de atribuir caracter√≠sticas humanas √†s formas de energia que se constituem nas for√ßas da natureza.

Vênus permanece na constelação do Escudo até o dia 09, quando alcança os limites oficiais da constelação do Sagitário.

V√™nus revoluciona em torno do Sol a cada 225 dias e possui dimens√Ķes parecidas com as da Terra. Mas as diferen√ßas s√£o inconcili√°veis. Imagem: NASA. Blog O Guardador de Estrelas.

V√™nus revoluciona em torno do Sol a cada 225 dias e possui dimens√Ķes parecidas com as da Terra. Mas as diferen√ßas s√£o inconcili√°veis. Imagem: NASA. Blog O Guardador de Estrelas.

Marte vem de uma longa temporada afastado do grande p√ļblico, nascendo discretamente nas madrugadas, a cada dia um pouquinho mais cedo. Quando fevereiro chegou, encontrou Marte em Virgem, pr√≥ximo √† estrela Espiga.

O Planeta Vermelho, como tamb√©m √© conhecido, √© bem menor do que a Terra, mas possui v√°rias semelhan√ßas e compatibilidades. Certamente, se n√£o houver nenhum retrocesso grave e irrevers√≠vel na forma como a astron√°utica est√° evoluindo, uma miss√£o tripulada √† Marte ser√° o pr√≥ximo Bojador a ser ultrapassado, na incipiente era das navega√ß√Ķes de nosso tempo.

Ares para os gregos, Marte para romanos, o planeta vizinho passará todo o primeiro terço do mês em Virgem. No dia 19 entrará em conjunção com a Lua, no giboso crescente. Mas até lá, voltaremos à falar de Marte.

As Ravinas de Marte denotam indícios da ação de água em estado líquido, na Cratera de Newton, em Marte. Imagem: MGS/NASA. Blog O Guardador de Estrelas.

As miss√Ķes da NASA, enviadas √† Marte nos finais dos anos 1990, refor√ßaram as suspeitas de existir √°gua l√≠quida em Marte, em determinadas condi√ß√Ķes. Em 2003, com equipamento fotogr√°fico de alt√≠ssima resolu√ß√£o, a Mars Global Surveyor capturou imagens em detalhes do que parecem ser sulcos abertos no solo extremamente seco de Marte, que denotam curso de √°gua em estado l√≠quido, abertos desde a borda superior at√© o n√≠vel mais baixo de uma pequena cratera, situada dentro de outra cratera maior e mais antiga, a Cratera de Newton, em Marte. A conclus√£o dos ge√≥logos planet√°rios envolvidos na miss√£o √© de que possivelmente a √°gua l√≠quida que formou os sulcos seja proveniente do derretimento de gelo, que h√° anos sabemos existir em Marte. Imagem: MGS/NASA. Blog O Guardador de Estrelas.

J√ļpiter tem sido a grande atra√ß√£o do c√©u de janeiro e permanecer√° no centro das aten√ß√Ķes em fevereiro. Voc√™ j√° o viu? N√£o? Por qu√™?

Olha, se voc√™ ainda n√£o viu J√ļpiter este ano, voc√™ precisa experimentar. √Č f√°cil, delicioso e gratuito, e ele se apresenta todas as noites no c√©u de algum lugar pr√≥ximo √† voc√™.

Fevereiro encontrou J√ļpiter na constela√ß√£o dos G√™meos, onde ele j√° est√° h√° meses e onde tem surgido com o c√©u ainda azul do final da tarde, ap√≥s o ocaso do Sol. Se voc√™ ainda n√£o o identificou no c√©u, esta ser√° uma boa semana. Em algum momento o bom tempo h√° de permitir, e no dia 10, n√£o perca! A Lua nascer√° h√° poucos graus de dist√Ęncia aparente de J√ļpiter. Ser√° uma boa oportunidade para identificar o planeta. Convide outras pessoas, anuncie esta not√≠cia: Dia 10 de fevereiro, encontro marcado com J√ļpiter e Lua no quadrante leste do c√©u, nos √ļltimos tons de azul do dia.

Aspecto leste (L) do c√©u da Bahia, √†s 18horas e 20 minutos de 10 de fevereiro de 2014. Encontro de J√ļpiter e Lua na constela√ß√£o dos G√™meos. Blog Explorando o C√©u. www.stellarium.org

Aspecto leste (L) do c√©u da Bahia, √†s 18horas e 20 minutos de 10 de fevereiro de 2014. Encontro de J√ļpiter e Lua na constela√ß√£o dos G√™meos. Blog O Guardador de Estrelas. www.stellarium.org

Saturno é o mais distante dos planetas conhecidos desde a antiguidade. E por assim ser, entre os cinco planetas que podemos observar a olho nu, é o que parece percorrer seu caminho no céu mais lentamente, como se tivesse tempo suficiente e não tivesse pressa alguma. Por isso os gregos o chamavam de Cronos, o Deus Tempo.

Tenho o acompanhado h√° dezoito anos. J√° o vi representando v√°rios aspectos distintos: senhor de um belo halo de luz em torno de si, seus an√©is, e tamb√©m j√° o vi sem anel algum, quando pelo √Ęngulo de perspectiva os an√©is ficam no mesmo plano de visada do observador e se tornam invis√≠veis. J√° o vi modesto e magn√Ęnimo, indo e retroagindo, e tenho at√© registrado em meus di√°rios o primeiro dia que o identifiquei no c√©u. Pelas barbas de Saturno… Isso faz tempo! Mas para Saturno, esse encontro aconteceu a menos de um ano atr√°s, pois um ano para Saturno valem por 29 dos nossos. Ou seja: vinte e nove anos, aproximadamente, √© o tempo de revolu√ß√£o de Saturno em torno do Sol.

Mesmo o fevereiro de 2014, que um dia parecia longe, chegou a tempo de ver Saturno nascer no dia primeiro, quando na Bahia j√° haviam passado dez minutos da zero hora. Estava lindo, Saturno, como quase sempre. Vestido em um tom de amarelo vivo, cheio de an√©is…

O veremos nascer por todo o mês na constelação da Balança, e voltaremos a ele em momento oportuno.

O sistema de An√©is de Saturno, o planeta, seu crep√ļsculo e a umbra incidindo por an√©is e Luas. Imagem: Miss√£o Cassini/NASA. Blog O Guardador de Estrelas.

O sistema de an√©is de Saturno, sua sombra incidindo no planeta e causando penumbra no hemisf√©rio norte; a dicotomia do dia e da noite, da luz e da umbra, separados pelo crep√ļsculo. E a sombra de Saturno se projetando nos an√©is do lado contr√°rio √† incid√™ncia solar. Imagine as paisagens que existem nas Luas de Saturno... Imagem: Miss√£o Cassini/NASA. Blog O Guardador de Estrelas.

A Lua, nossa querida Lua!

Desde o √ļltimo dia do janeiro a Lua surgiu como um delgado crescente no c√©u de muita gente. Aqui, na Cidade da Bahia, o tempo n√£o ajudou. Qui√ß√° a tenham visto nossos amigos no interior.

Ainda h√° pouco, ap√≥s o ocaso do Sol deste primeiro dia de fevereiro, que vi nascer e, j√° n√£o tarda chega ao fim, a Lua p√īde ser vista no poente, fininha, sorridente.

A dica agora é observá-la crescer, ao longo de toda a semana que se inicia amanhã, levando em consideração que segunda-feira é o segundo dia, e que hoje é noite de sábado.

Se o bom tempo permitir, e ele h√° de permitir em alguns momentos, veremos a Lua “crescendo” dia ap√≥s dia, se tornando cada dia mais cheia, cheinha. Acompanhe seus movimentos.

Aqui vai a agenda da Lua até o dia 10 de fevereiro. Fique ligado!

Aspecto oeste (O) do c√©u da Bahia ao primeiro crep√ļsculo vespertino do m√™s. Lua e Merc√ļrio em Aqu√°rio. Blog O Guardador de Estrelas. www.stellarium.org

Aspecto oeste (O) do c√©u da Bahia ao primeiro crep√ļsculo vespertino do m√™s. Lua e Merc√ļrio em Aqu√°rio. Blog O Guardador de Estrelas. www.stellarium.org

Dia 01 Lua em seu aspecto delgado crescente visível em Aquário, após o ocaso do Sol.

Dia 02, 03 e 04 Lua crescente em Peixes.

Dia 05 Lua passa a cerca de 9¬ļ de Hamal, estrela Alfa do √Āries.

Dia 06 Lua em √Āries.

Dia 07 Lua passa a cerca de 6¬ļ das Pl√™iades, na constela√ß√£o do Touro.

Dia 08 Lua passa a menos de 5¬ļ de Aldebaran, estrela Alfa do Touro.

Dia 09 para 10 a Lua deixa o Touro, passa por Orion e alcança os Gêmeos.

Dia 10 Lua nasce em G√™meos, com seu aspecto giboso crescente, a cerca de 5¬ļ de J√ļpiter.

Desejo a todos um excelente domingo, uma semana produtiva, feliz, e com boas observa√ß√Ķes do c√©u.

Forte abraço a todos!

Sobre Fernando Munaretto

Fernando Munaretto √© paranaense, radicado na Bahia desde janeiro de 1996. Astr√īnomo amador, montanhista, amante de hist√≥ria e literatura, trabalha com educa√ß√£o e divulga√ß√£o da astronomia, ministrando palestras e observa√ß√Ķes do c√©u ao ar livre na Chapada Diamantina, no Planet√°rio do Museu Parque do Saber, em Feira de Santana, e com diversas escolas e institui√ß√Ķes de ensino da capital, do interior da Bahia e de outros estados.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

11 respostas a EFEM√ČRIDES ASTRON√ĒMICAS Fevereiro 2014

  1. Gabi Azevedo disse:

    O galo cantou e acordou quase o meu mundo inteiro…quis permanecer dormindo, mas ele cantou novamente ….parei para ouvir…n√£o resistir…levantei para ver o mundo inteiro…teve chuva, depois um c√©u azul foi se abrindo…obrigada galo…o seu canto me acordou para um mundo inteiro….
    Essa sempre foi a minha sess√£o preferida….adoro saber o que teremos no c√©u….√© super guia para nos ajudar a ficar ligado no c√©u.
    Obrigada Fer

  2. verusca disse:

    Dia 2 de fevereiro

    Lua crescente em peixes.

    Na primeiras horas da manha, hoje aqui na velha cidade da Bahia, baianos, turistas(iniciados, simpatizantes) vão se misturar numa verdadeira celebração à Senhora da águas, numa das mais importantes festas do calendário de festas populares da Bahia.

    Centenas de embarca√ß√Ķes se dirigem ao mar para depositar balaios recheados de oferendas, em terra firme a festa toma conta do bairro. Esta festa come√ßou a ser realizada em 1923, capitaneada por um grupo de pescadores que queria o apoio da divindade para aumentar o n√ļmero de peixes, que andava escasso. Relata-se que aumentou significantemente o n√ļmero de peixes pescados apos as homenagens.

    Segui um link com um vídeo, que em minha opinião capitou o espirito da festa.

    http://youtu.be/_gLowvzF4RU

    E se for dar presentes para Iemanj√° que sejam flores, nada de poluir o mar. E agora vou entregar as minha flores.

    Odoy√°

  3. √Č gratificante ligar o computador e visitar logo este blog!
    Rapaz, nunca tive essa oportunidade de ver Saturno sem seus anéis. Para quem está acostumado a ver sempre com eles deve ter sido um pouco estranho.
    Gostei muito de saber que Marte agora nasce mais cedo. Agora que voltei para as aulas é complicado passar a noite toda de olho no céu.

    abraços

  4. Plínio Neville disse:

    Ultimamente, eu n√£o durmo sem antes ver Marte e Espiga.
    Vou procurar saber quando ser√° a pr√≥xima vez que Saturno “esconder” seus an√©is e posto aqui, pois nem sabia que poder√≠amos ver isso daqui. J√° vi em fotos de sondas.
    Do dia 30 para o dia 31 de janeiro, acordei na madrugada e vi o Escorpião inteiro no céu. Não sei se é pelo fato de ser meu signo, mas pra mim é emocionante ver aquela constelação enorme no céu, que lembra um escorpião de verdade.
    Abraços!

  5. André disse:

    Ol√°, muito obrigado por essas informa√ß√Ķes! Estou agora mesmo observando V√™nus, parei aqui justamente pesquisando sobre o que poderia ser, obrigado pelo esclarecimento! Que c√©u lindo!

  6. B√°rbara disse:

    Olá! São 06h08 da manhã e o que me trouxe a esse site foi a curiosidade de saber que estrela ou planeta é esse super gigante que está aparecendo no céu agora. Faz meia hora que levantei e não pude deixar de observar, é assustadoramente gigante e eu nunca tinha visto antes, até suspeitei de um ovni! Gostaria de saber se é Vênus. Obrigada!

    • Fernando Munaretto disse:

      Ol√°, B√°rbara!
      Seja bem vinda ao O Guardador de Estrelas! Sim, √© V√™nus este planeta lindo ao qual voc√™ se referiu. Consulte o artigo Efem√©rides Astron√īmicas, aqui no blog, e voc√™ vai ficar por dentro de tudo que anda acontecendo no c√©u, poss√≠vel de observar a olho nu. Dividimos as Efem√©rides em tr√™s partes, cada uma dando conta de dez dias do m√™s. Amanh√£ √© dia da segunda efm√©ride de fevereiro, relativa aos dias 11 at√© 20. Nos visite sempre. Abra√ßo.

  7. wagner disse:

    …muito bom saber que existem pessoas que olham para cima como eu !!!!
    Adicionei aos meus favoritos. Parabéns Fernando pelo belo trabalho !

  8. Andrea disse:

    Ol√° Fernando, tb vi durante esta semana dias 11, 12 e 14 ao amanhacer entre 6h e 7h ate umas 8h um ponto muito forte e brilhante posicionado a leste do sol. Moro em SP e nunca tinha reparado e nem sabia que conseguiamos ver Planetas a olho nu. Bem ainda n√£o sei o que √© e estou em duvida entre V√™nus e Saturno, ou outro Planeta pq as datas n√£o batem… Ou ent√£o um Ovni. rs me falaram at√© em bal√£o metereol√≥gico e j√° li v√°rias mat√©rias a respeito e n√£o cheguei √† uma conclus√£o.
    Pode me ajudar a esclarecer pq estou intrigada com isto…obrigada. Abs

    • Fernando Munaretto disse:

      Ol√°, Andrea!
      Seja vinda ao blog. Sua descri√ß√£o √© muito interessante, quero tentar ajud√°-la a identificar o objeto observado, por isso vou lhe perguntar: O objeto que vc viu permaneceu vis√≠vel no c√©u, mesmo depois de o dia nascido? Eventualmente, isso pode acontecer com V√™nus, mas tanto V√™nus quanto Saturno, est√£o nascendo antes do Sol, ou seja, na realidade eles est√£o a oeste do Sol. Estar a leste do Sol, significa que naquela manh√£ o objeto foi visto nascer depois do Sol. Talvez vc queira ter dito a oeste do Sol, ou seja, nasceu antes do Sol, quando ainda era escuro, e permaneceu vis√≠vel mesmo depois do Sol nascer, por mais um par de horas e depois sumiu. √Č isso?
      Se for isso, se o objeto que vc viu, nasceu antes que o Sol, possuía uma luz alva, sem cintilar e bem forte e depois de um par de horas com o Sol no céu o objeto desapareceu, o mais provável é que seja mesmo o planeta Vênus. Fico no aguardo do seu retorno. Abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

*