Novelas

‘A Força do Querer’: Zeca assume no tribunal culpa por assédio a Ritinha

Na última semana da trama, que termina dia 20, o rapaz afirma no tribunal que era ele quem andava atrás da mulher de Ruy (Fiuk)

Agência O Globo

Zeca (Marco Pigossi) mente para ajudar Ritinha (Isis Valverde) em “A Força do Querer”. Na última semana da trama, que termina dia 20, o rapaz afirma no tribunal que era ele quem andava atrás da mulher de Ruy (Fiuk). “O que eu quero falar, doutor... é que a Ritinha não tem culpa! Fui eu que fui atrás dela!”, brada

Abel (Tonico Pereira) fica enlouquecido com a história do filho, que continua: “eu tô dizendo que eu que fiquei mesmo atrás dela! querendo ela... ligando pra ela, peguei o celular dela pra copiar as fotografias do menino... Eu sei que vai falar que ela foi me ver dentro da cadeia pra pedir o divórcio e aconteceu um beijo... Fui eu que forcei!”, afirma. O pai do caminhoneiro não se aguenta e grita que é mentira de Zeca. O tumulto na sala de audiência faz com que o juiz suspenda a sessão.

O pai do rapaz sai da sala amparado por Cândida (Gisele Fróes) e ao encontrar com Jeiza (Paolla Oliveira) desabafa: “tu viste o que esse leso fez, Jeizinha? tu viste? Falou na cara do juiz que era ele que andava atrás da Ritinha, não era a Ritinha não... era ele!”. A policial, então, vai atrás do ex-namorado.


Ao encontrá-lo, a lutadora o confronta e se surpreende com a motivação. “Fiz não foi por Ritinha não, foi pelo maninho mesmo! Pra ele não ficar sem a mãe dele... que eu sei que mãe faz falta na vida de uma pessoa, que já não tive a minha! E tu sabes que nada do que eu disse é verdade, que era ela que andava atrás de mim”, diz Zeca. Jeiza afirma que o que ele fez vai beneficiar Ruy. O caminhoneiro dá de ombros. “Égua, já levei o tiro mesmo... se for bom pra ele, pelo menos vai ser bom pro maninho também!”, dispara Zeca.