Salvador

Acusado de matar ex namorada, motorista se entrega à Polícia Civil

José Carlos Lopes chegou na companhia de um advogado ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), na Pituba; crime foi dia 11, no Uruguai

Redação Correio 24h

O motorista José Carlos Lopes Júnior, 35 anos, acusado de matar a tiros a namorada Luana Fernandes Hungria, 24 anos, se apresentou à Polícia Civil na manhã desta segunda-feira (18). Ele chegou na companhia de um advogado ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), na Pituba. José Carlos estava foragido desde o dia 12, quando a Polícia Civil solicitou sua prisão.

Um dia antes, Luana foi perseguida pelo motorista. A jovem parou na casa do primo de Júnior para pedir ajuda, mas o motorista a alcançou e atirou três vezes contra ela, que foi atingida no tórax e na boca. Uma amiga de Luana também foi baleada na mão.

Foto: Reprodução
Quando chegou ao DHPP, por volta das 12h30, José Carlos foi abordado por um dos parentes de Luana, que questionou o por quê do crime. No entanto, ele se manteve cabisbaixo e calado. Segundo a assessoria de comunicação da Polícia Civil, o motorista está sendo ouvido neste momento.

Segundo parentes, eles se conheceram ainda criança, cresceram na mesma rua e começaram a namorar havia cerca de cinco meses. Cinco dias antes do crime, Luana pôs fim à relação. A recepcionista terminou o relacionamento por medo do comportamento ciumento do namorado.

Neste domingo (16), familiares e amigos pediram justiça. Com camisas e balões brancos, mais de 80 pessoas fizeram uma caminhada de cerca de cinco quilômetros pelo bairro do Uruguai.

Quase um mês antes da morte de Luana, o suspeito fez declarações para a jovem nas redes sociais. No dia 13 de junho, um dia após o Dia dos Namorados, a recepcionista postou uma foto do casal: "Para nós todo o amor do mundo". José Carlos foi um dos que comentaram: "Muito obrigado por você me fazer feliz e me proporcionar esse momento mágico... I love you".


Veja Mais