Salvador

Agentes de Saúde paralisam atividades e protestam na manhã desta quarta-feira

Outra paralisação da categoria está programada para a próxima segunda-feira (1), no bairro do Comércio

Da Redação
Publicada em Atualizada em

Os agentes comunitários de saúde e os agentes de combate às endemias de Salvador vão paralisar as atividades na manhã desta quarta-feira (30), quando vão fazer um protesto em frente ao Ministério Público Estadual, marcado para 9h. Outra paralisação da categoria está programada para a próxima segunda-feira (1), no bairro do Comércio, acompanhada de indicativo de greve por tempo indeterminado.


Os agentes reclamam do salário recebido, que é de R$ 545. A categoria aponta que o valor é inferior ao salário mínimo vigente (R$ 622) e que a proposta da Prefeitura é de reajuste para R$ 580, apesar dos recursos federais destinados para o Programa de Agentes Comunitários de Saúde (PACS) e Unidade de Saúde da Família (USF).


"Existe o programa de combate às endemias, cerca de 5 milhões que vem do Fundo Nacional para o Fundo Municipal, e mesmo assim a prefeitura massacra estes trabalhadores", afirma o coordenador geral do Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde e Contendores de Doenças Endêmicas e Epidemiológicas do Estado da Bahia (SINDACS-BA), Aldenilson Rangel.

Comentários