Salvador

Ainda dá tempo de preparar o corpo pra maratona do Carnaval; veja dicas

Especialistas indicam rotina pré-folia; ensaios são oportunidade de treinar

Raquel Saraiva, do Correio 24h (raquel.saraiva@redebahia.com.br)

Faltavam três semanas para o Carnaval de 2015 e a ansiedade era alta. O que Eliana Rosa não esperava era ser atropelada dias antes da festa que ela curte como quase ninguém há mais de 30 anos. Apesar do contratempo, nem a perna machucada impediu a cuidadora de idosos de 48 anos ir pra avenida. “Estava voltando de um show de Daniela quando o carro me pegou. Já caí gritando: ‘Meu Carnaval, meu Carnaval!’”, lembra.

Eliana sempre se cuida antes da sua festa preferida. Por causa do acidente, teve que intensificar os cuidados com a saúde. “Fui ao ortopedista e expliquei que eu precisava estar no Carnaval. Ele passou umas fórmulas e compressa para mim. No dia, eu tava lá firme e forte”. 

Os cuidados antes da festa são importantes não só para Eliana. Todo folião que deseja pular os sete dias (oficiais) tem que tomar alguns cuidados com a saúde. E essa mudança de atitude é pra já, afinal, faltam apenas 25 dias para a brincadeira começar, e o folião tem que condicionar o corpo para aguentar a maratona. 

E a preparação tem que ser levada a sério, já que pular durante cinco horas, pra efeito de comparação, equivale a uma maratona. “O desgaste que ocorre durante os dias de folia, inclusive essas 5h atrás do trio, é equivalente ao que acontece em uma maratona”, diz o personal trainer Maurício Alves, da academia Bodytech. Ele conta que o gasto energético de um dia de folia varia de 300 a 800 calorias por hora, o mesmo de uma aula de spinning.

Aeróbico

O personal trainer Rubens Menezes, também da Bodytech, ressalta que quem passou 2017 se exercitando pode investir em corridas para ganhar ainda mais condicionamento físico. “Se a pessoa, no Carnaval, vai caminhar e correr atrás do trio, então é melhor promover o treinamento parecido com o que ela vai fazer. Por isso a caminhada e a corrida são mais interessantes”, diz Rubens.  Ele recomenda que o folião trabalhe a resistência aeróbica, para aumentar a capacidade respiratória. 

“A gente faz com que nosso corpo tenha capacidade maior de absorver e utilizar oxigênio, para que durante o percurso ela não se canse. O treinamento também aumenta o fluxo sanguíneo na musculatura, promovendo uma irrigação maior, e leva mais oxigênio e nutrientes ao músculo”, conta. 

Rubens explica que os músculos mais solicitados na festa são os inferiores: os da coxa, panturrilhas e dos quadris, além dos músculos do ‘core’, os mais internos do abdômen, que são estabilizadores da coluna.

E os sedentários também têm solução - mas nada de pegar pesado.  “A falta de preparo físico pode comprometer a saúde e ocasionar lesões. É importante respeitar os limites do corpo”, diz Maurício Alves. Para ir adaptando o corpo à atividade foliã nos circuitos, os profissionais recomendam caminhadas leves e regulares nesses dias que antecedem as festas.

E não adianta tentar compensar um ano de sedentarismo em menos de um mês - o exagero é prejudicial. “Os abusos causam aumento da fadiga que pode levar à baixa da imunidade, irritabilidade e desidratação, sensações que não combinam com esse momento de alegria e divertimento”, explica Maurício.

As aulas de dança também são uma boa alternativa para o folião desenvolver resistência. “Uma das modalidades mais importantes para o Carnaval são as aulas de ritmo. Nelas você melhora sua capacidade respiratória, fortalece os músculos dos quadris e das pernas e já aprende as coreografias”, cita Rubens.

Exemplo de estrela

Para o cansaço não chegar antes da Quarta-feira de Cinzas, vale apostar na musculação. “O treinamento de força é responsável por manter a musculatura mais resistente, ou seja, inibir a fadiga que pode querer se instalar durante a festa”, ressalta Maurício.

A cantora Daniela Mercury puxa trios no carnaval baiano há mais de 30 anos e intensifica a atividade física neste período para, nos dias da folia, conseguir cantar, pular e dançar - muitas vezes ao mesmo tempo. “Tenho aulas de pilates e musculação e funcional, além dos ensaios das coreografias do carnaval e muita dança, que é minha paixão. O condicionamento muscular e aeróbico é fundamental pra mim, porque canto e danço muito todo o percurso”, diz. 

A companheira de Daniela, a jornalista Malu Verçosa, conta que a cantora é dedicada, mas revela que nem sempre é disciplinada. “Ela faz musculação e pilates. Enrola as treinadoras para ir, mas quando vai joga duro como se o mundo fosse acabar. Mas o que ela faz mesmo, e é esse o segredo dela, é dançar sem parar. Aí fica horas. Não come, não cansa, não tem limite. Parece que está em um parque de diversões. Dá gosto de ver”, relata.

Para atenuar possíveis dores musculares durante a festa, Daniela se alonga antes e durante a apresentação. “Vou fazendo alongamentos durante todo o percurso para aliviar o peso e as tensões no pescoço e ombros. Todos os dias quando vou para o trio faço alongamentos e aquecimento e quando saio do trio faço alongamentos e recuperação muscular com massagens e relaxamento”, conta. 

O personal trainer Rubens Menezes diz que a recuperação é tão importante quanto os exercícios. “Os alongamentos são muito importantes. Também é essencial dormir bem, porque é no sono que acontece toda a recuperação fisiológica e também as adaptações aos exercícios físicos”.

Tênis

Não adianta preparar o físico e escolher o sapato errado. Bolhas, calos e dores são os principais inimigos do folião quando se trata da saúde dos pés, como explica o fisioterapeuta Lucas Chagas Nery, fundador da plataforma de vídeos Fisioplay. “A principal dica é que o tênis seja confortável e fácil de limpar. Utilizar tênis que você já está acostumado também é uma opção legal”, indica. 

Daniela conta que os pés são os primeiros a doer durante a festa. “Eu brinco dizendo que sei quantas horas já tem de percurso de acordo com a dor que estou sentindo. A dor começa depois das duas primeiras horas”, diz a cantora. Ela conta que prefere optar pelo conforto em cima do trio, usando saltos bem baixos e confortáveis - muitas vezes sapatilhas e tênis. 

Para quem precisa comprar um calçado novo, Rubens Menezes recomenda que a seja avaliado o tipo de pisada que se tem: se é neutra, pronada (pisada para dentro) ou supinada (pisada para fora).

Folião também deve se preocupar com a alimentação

A alimentação é aliada dos exercícios para chegar bem na avenida - e conseguir curtir todos os dias. “Ter energia para pular o Carnaval é um pré-requisito básico para curtir as festas, não é mesmo? Então, o melhor a se fazer é evitar dietas radicais sem acompanhamento e, de forma alguma, ficar sem comer para perder os quilinhos a mais”, explica Karine Lins, nutricionista esportiva e especialista em Fisiologia do Exercício.

A nutricionista ressalta ainda a importância de se alimentar com proteínas, como frango, ovos e peixe, na preparação para a folia. “Nosso corpo não tem reserva de proteína como temos reserva de gordura e de carboidrato, então é importante fracionar esse consumo nas diversas refeições diárias”.

A cuidadora de idosos Eliana Rosa, 48 anos, começou a se preparar logo após o Natal. “Como muita verdura e granola, dou preferência a comida natural… Evito comer na rua, para não ter imprevistos”, conta ela. Eliana pula o Carnaval, cada um dos dias, desde 1985.

A prática da foliã é endossada pela nutricionista Cristina Menezes. “É importante procurar locais limpos e vistoriados para consumir alimentos; evitar alimentos gordurosos e preparações com maionese; não abusar do uso de álcool e dar preferência a alimentos leves, como saladas, carnes magras e sanduíches naturais”, recomenda a especialista em Nutrição Clínica e conselheira do CRN-5.

A alimentação correta antes da folia também evita a queda da imunidade que dá espaço para as viroses que atrapalham a curtição, como explica Karine Lins. “É importante fazer refeições leves e frequentes, e se hidratar. Frutas e verduras, de uma maneira em geral, por serem fontes de micronutrientes e de antioxidantes, auxiliam na melhora do sistema imunológico, sendo aliados importantes”. A nutricionista recomenda também a ingestão de nutrientes específicos, como a vitamina C e a glutamina, para reforçar o sistema imunológico durante os dias de festa. 

Se hidratar bem também é importante. “A desidratação é um dos motivos para a pessoa ter cãibras”, explica o personal trainer Rubens Menezes. “Apesar de ser algo simples, muita gente negligencia. Ainda mais que estamos no Verão. Com as temperaturas elevadas perde-se mais água com o suor“, completa a nutricionista Karine Lins.

Ensaios de Verão são oportunidade para preparar o corpo

Perguntada sobre como consegue ter energia para pular todos os dias do Carnaval por mais de três décadas, a foliã Eliana Rosa não hesita. “Pra eu não sentir dores durante o Carnaval, eu esquento nos ensaios. Em todos! Se você não participar de ensaio nenhum você vai ficar quebrado na certa”, avisa, com a voz da experiência.

O personal trainer Rubens Menezes aprova o treinamento de Eliana. “Os ensaios acabam sendo exercícios físicos específicos. Ela faz movimentos corporais muito relacionados aos que vai fazer no Carnaval”.

E, a 25 dias da folia, a cantora Daniela Mercury faz as recomendações e convites finais: “Não pare de dançar pra não sentir cansaço. Pra ter ainda mais disposição, faça alongamentos nas pernas, paquere muito, beije na boca e fique muito Banzeiro. Te espero no Bloco Crocodilo pra ver tremer o céu de fevereiro e na Pipoca da Rainha.”

Confira algumas chances que você ainda tem para entrar em forma para a folia curtindo:

Segundas-feiras
Melhor Segunda-feira do Mundo 
Ensaio do grupo Harmonia do Samba, com convidados dias
15, 22 e 29 de janeiroEspaço Wet'n Wild, Avenida Paralela, 20h

Ensaio do Cortejo Afro 
Com Cortejo Afro e convidados
Todas as segundas-feiras até o Carnaval
Largo Pedro Archanjo, Pelourinho, 21h

Axé Forever 
Com Ademar Furtacor, Zé Honório, Zé Paulo e Robson Morais
15 de janeiro
Praça Tereza Batista, no Pelourinho, 19h

Terças-feiras

Gerônimo, O Pagador de Promessa 
Todas as terças até o Carnaval
Largo Pedro Archanjo, 20h30

Terça da Bênção 
Com Olodum e convidados
16 e 30 de janeiro e 6 de fevereiro
Praça Tereza Batista, Pelourinho, 20h

Quartas-feiras

Quartas do Parango  
Parangolé
17 e 24 de janeiro
Galpão Live Music, na Pituba
22h

Encontros de Verão com Denny Denan 
Com Denny (ex-Timbalada) e convidados
Todas as quartas de janeiro
Quincas Berro D'Água, no Pelourinho, 19h

Quintas-feiras

Ensaio do Psi 2018  
Psirico
Dias 18 e 25 de janeiro e primeiro de fevereiro
Porto Salvador, 21h

Cassino do Velho Guerreiro  Sarajane
1º de fevereiro
Com participações de Ilê Aiyê, Robson Morais e Gerônimo
Largo Pedro Archanjo, no Pelourinho, 20h

Sextas-feiras

Baile da Santinha
Léo Santana e convidados
Dias 19 e 26
Wet’n Wild, na Paralela, 21h

Sábados

Margareth Menezes 30 Anos 
20 de janeiro
Concha Acústica do TCA
17h30

Domingos

Jau Natural 
Jau com Daniela Mercury e Preta Gil
14 de janeiro
Porto Salvador - Terminal Náutico, 17h

Sarau du Brown
Carlinhos Brown e convidados
28 de janeiro
Museu du Ritmo, Comércio, 18h