Salvador

Anac vai instaurar sindicância para investigar 'apagão' no aeroporto

Ao todo, 29 voos foram afetados

Redação Correio 24h

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informou que vai abrir uma sindicância para averiguar a falta de energia elétrica no Aeroporto Internacional  Dep.Luís Eduardo Magalhães, em Salvador, na madrugada desta segunda-feira (22). De acordo com a assessoria do órgão federal, a Anac está acompanhando a situação no terminal.

Foto: Nilson Marinho/CORREIO
A sindicância deve investigar a responsabilidade da concessionária Vinci Airports, que assumiu a gestão do terminal no dia 2 deste mês – há exatamente 20 dias. Se for constatada alguma ineficiência por parte da concessionária, a agência pode aplicar penalidades. "As penalidades aplicáveis às concessionárias são estipuladas pelo contrato de concessão, podem ser resultantes em processos administrativos, autos de infração, multas e/ou sanções", afirmou a Anac.

A Anac confirmou que nenhum voo precisou ser cancelado, mas que 29 foram afetados - o apagão durou mais de duas horas. No final da manhã desta segunda, nenhum voo continuava em atraso.

Procurada pelo CORREIO, a Infraero informou que, uma vez que não participa mais da gestão do aeroporto, não se posicionaria sobre o caso.

Falta de energia
Passageiros que precisaram voar através do Aeroporto Internacional de Salvador nesta segunda tiveram transtornos devido à falta de luz - o problema só foi resolvido às 7h no terminal.

Segundo informações da Vinci, a falta de energia aconteceu entre 1h20 e 3h40 e, por volta das 4h, os geradores do terminal apresentaram pane. Para consertar os equipamentos, foi necessário interromper o fornecimento de energia, "por medida de segurança", informou a assessoria.

Ainda de acordo com a empresa, ao todo, 29 voos atrasaram durante a madrugada: 10 da Gol, oito da Latam, seis da Azul, três da Avianca e dois da Passaredo. Pela manhã, cinco voos foram afetados pelo problema. Os últimos oito voos que estavam atrasados decolaram pela manhã.

Ao CORREIO, a Passaredo Linhas Aéreas informou que um voo sofreu atraso: era o 2241, que saiu de Salvador com destino a Vitória da Conquista. O atraso na decolagem foi de 1h43m, partindo para seu destino final às 8h43, com 40 passageiros a bordo.

Em nota, a Azul informou 'que cinco voos da empresa foram impactados devido à falta de energia no aeroporto de Salvador'. "A companhia esclarece ainda que as aeronaves já decolaram da capital baiana", disse a Azul em nota.

A assessoria de imprensa da Coelba informou que a falta de energia começou por volta das 1h20 e o problema foi normalizado às 3h40. Ainda segundo a empresa, o motivo da falta de luz foi um problema técnico no circuito subterrâneo do terminal.