Nova Concha

Após reabertura, Concha recebeu espetáculos de diversas gerações da MPB

Grandes nomes atraíram a lotação máxima de 5 mil pessoas, em cada apresentação

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Se a Concha Acústica do Teatro Castro Alves sempre trouxe grandes nomes da música brasileira, neste um ano pós reforma a vinda de grandes artistas se intensificou. Após a festa de reabertura, ao longo desse primeiro ano, a Concha manteve a sua tradição, com atrações dos mais variados gêneros, que atraíram a lotação máxima de 5 mil pessoas, em cada apresentação.

Alcione foi um dos grandes nomes que passaram pela Concha neste último ano
Grandes nomes da MPB tocaram na Concha depois da reforma, como Djavan, Nando Reis, Zé Ramalho, Marisa Monte e O Grande Encontro (Elba Ramalho, Geraldo Azevedo e Alceu Valença).

Outros dos mais admirados artistas da Música Popular Brasileira de várias gerações também subiram ao palco nesse período, entre eles, Paulinho da Viola, Alcione, Beth Carvalho, Guilherme Arantes, Zeca Pagodinho, Maria Rita e Diogo Nogueira, Ney Matogrosso, Tom Zé, Caetano Veloso (no show Caetano apresenta Teresa), Paralamas do Sucesso, Paula Toller, Lulu Santos, Ira e Camisa de Vênus, Nação Zumbi, Tom Zé, Ana Carolina, Zeca Baleiro, Criolo e Emicida. Além deles, é impossível esquecer dos shows marcantes de Bell Marques, Ivete Sangalo e Tiago Iorc, por exemplo.

Mais dois eventos distinto também lotaram a Concha: o encontro com o mestre espiritual e embaixador da paz indiano Sri Sri Ravi Shankar, em dezembro do ano passado, e o espetáculo “TCA 50 Anos”, com a Orquestra Sinfônica da Bahia e convidados, (Gilberto Gil, Filhos de Gandhy, Baby do Brasil, Saulo e NEOJIBA), em março deste ano.