Novelas

Artistas baianos fazem a festa no TCA no lançamento da novela Segundo Sol

Expectativa do evento é reunir 1500 pessoas

Marília Moreira, do Correio 24h


Grandes nomes da música baiana fazem a festa na noite desta segunda-feira (14), no Teatro Castro Alves, durante o lançamento da nova novela das 21h da Rede Globo, Segundo Sol. O evento contará com as apresentações dos Filhos de Gandhy, Irmãos Macêdo, Luiz Caldas, Ilê Aiyê, Luiz Caldas, Olodum, Margareth Menezes e Saulo. Além de convidados, também participarão da festa o público que, na última quarta-feira (9), trocou ingressos por 1 kg de alimento não perecível. Os alimentos arrecadados serão doados para as Obras Sociais Irmã Dulce. A expectativa do evento é reunir 1500 pessoas.

Além dos shows, haverá exibição do primeiro capítulo da novela, que conta a história de um cantor de axé music e é ambientada na Bahia. O evento que marca a estreia dessa produção tem a direção artística de Andrezão Simões e direção geral de Sérgio Siqueira.

O show será aberto pelo tradicional bloco de afoxé Filhos de Gandhy, com seu batuque contagiante, cânticos de ijexá e mensagens de paz. Logo após, os irmãos Armandinho, Aroldo, André e Beto Macedo apresentam a história do carnaval da Bahia, através das músicas que se transformaram em verdadeiros hinos. Considerado o pai do axé music, o cantor Luiz Caldas é o terceiro artista a se apresentar no evento, com homenagens a Moraes Moreira, aos antigos carnavais, à Caetanave e ao Tapajós, além de embalar os presentes com seus hits consagrados como Magia e É tão bom. O primeiro bloco afro do país, Ilê Aiyê, sobe ao palco depois de Luiz Caldas, com toda a potência e energia, mostrando porque é conhecido como o mais belo dos belos. A cantora Márcia Short também se apresenta junto com o Ilê. Na sequência, quem emociona o público é o cantor Gerônimo, entoando canções que fazem parte do imaginário baiano.

Símbolos da história do carnaval da Bahia, da criação do trio elétrico e da guitarra baiana, Armandinho, Aroldo, André e Beto Macedo apresentam músicas que se transformaram em verdadeiros hinos da cultura baiana. Marcam presença ainda o samba reggae e a sonoridade percussiva do Olodum, com homenagem a Neguinho do Samba e participação da cantora Margareth Menezes, o gingado pop da Timbalada Século XXI, trazendo clássicos do grupo, e a poesia em forma de canção do cantor Saulo.