Especial 2018

Atenção redobrada: dicas sobre os cuidados que o verão exige na terceira idade

Nesta fase da vida eleva-se o risco de desidratação e urgências por conta de complicações de doenças respiratórias

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Em Salvador existem cerca de 250 mil idosos, que correspondem a quase 10% da população soteropolitana, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Esse público requer cuidados especiais com a chegada do verão em relação à saúde, já que nesta fase da vida eleva-se o risco de desidratação e urgências por conta de complicações de doenças respiratórias, constipação intestinal, infecção urinária, quedas e desorientação mental súbita. 

A geriatra do Plano Boa Saúde, Daniela Menezes, dá dicas de como manter o corpo hidratado e outros cuidados.

(Foto: Divulgação)
1 – Beber água regularmente: O ideal é a ingestão de aproximadamente dois litros, diariamente. Segundo a especialista, na terceira idade, há uma tendência maior para a desidratação, já que, com o passar dos anos, se torna mais difícil manter o equilíbrio hidroeletrolítico e temos uma redução da capacidade de sentir sede, uma vez que o estímulo cerebral que provoca essa sensação fica menos ativo. Um bom parâmetro para avaliar a hidratação é observar a cor da urina, que deve estar sempre amarela clara. Se a urina estiver amarela escura é sinal que o corpo precisa de água.

2 – Exposição ao sol com cautela: A exposição ao sol é importante para a reposição de vitamina D, mas Daniela Menezes alerta que este procedimento deve ser feito com cautela. "Além do risco de câncer de pele, os idosos são mais propensos a desenvolver hipertermia – quando a temperatura corporal fica acima de 40,5°C. Por isso, deve-se tomar sol todos os dias, de 20 a 30 minutos no início da manhã, lembrando-se de beber água após a exposição. No caso de hipertermia, é necessária a hidratação venosa e a colocação de compressas frias nas axilas e virilhas", esclarece.

3 – Usar roupas leves e de cor clara: “as roupas leves permitem a transpiração e deixam o corpo respirar. A temperatura do sol no verão é bem mais quente e fica mais difícil a massa corporal liberar o calor com roupas pesadas. Evitar as roupas escuras também é importante, pois elas absorvem ainda mais o calor”, explica a geriatra do Plano Boa Saúde.

4 – Utilizar filtro solar, chapéu ou boné ao sair no sol: Na terceira idade a pele fica mais sensível, por isso a médica reforça a importância do filtro solar para se proteger dos raios solares e evitar o câncer de pele. O chapéu ou o boné ajuda a proteger a cabeça e o rosto.

5 – Proteger os olhos com óculos escuros: Nossos olhos sofrem inúmeras alterações com o passar dos anos, por isso é sempre bom protegê-lo dos raios do sol, além de que o óculos escuro é sinônimo de conforto para os olhos.

6 – Evitar esforço físico nos horários mais quentes do dia: "além do corpo desidratar mais rápido, com o calor corre o risco da queda de pressão", conclui Dr. Daniela Meneses, do Plano Boa Saúde.