Mundo

BBB espanhol: ‘Gran hermano’ expulsa participante após acusação de estupro

José María López é acusado de ter se aproveitado de Carlota Prado Alonso durante uma festa

Agência O Globo

A equipe responsável pela produção do “Gran hermano revolution” — versão espanhola do “Big brother” — colocou imagens do reality à disposição da polícia do país para a investigação de uma suspeita de assédio sexual dentro da atração. Acusado de estuprar Carlota Prado Alonso durante uma festa regada a bebidas alcoólicas, o participante José María López foi expulso do programa nesta segunda-feira. Carlota também foi afastada até quinta-feira, para receber aconselhamentos psicológicos.

Foto: Reprodução

Nas redes sociais, a emissora Telecinco, justificou a ação com um comunicado para o público. “A direção do ‘Gran Hermano’ decidiu expulsar José María pelo que considera uma conduta intolerável. Da mesma forma, foi considerado oportuno que Carlota deixe a casa. O único expulso é José María, enquanto Carlota, seguindo as diretrizes de psicólogos, foi aconselhada a permanecer fora da casa. A porta está aberta para ela, de maneira que na quinta-feira poderá voltar ao concurso”.

Caso remonta assédio no “Big Brother Brasil”

No Brasil, dois casos parecidos causaram reviravolta no reality. Em 2017, Marcos Harter foi expulso do “Big Brother Brasil 17” após agredir — física e psicologicamente — a participante (e então namorada) Emily Araújo, campeã daquela edição. O mesmo aconteceu em 2012, quando Daniel Echaniz foi orientado a deixar a atração após assediar Monique Amin.
Foto: Reprodução