Especiais

Campo Santo Familiar oferece solução completa em caso de falecimento

Além do titular, o cônjuge, pai, mãe, sogro, sogra, filhos e netos solteiros têm direito aos benefícios após a contratação

Especial de Conteúdo
- Atualizada em

Oferecimento
Em meio a dor de perder um ente querido, ainda é preciso lidar com os custos e procedimentos burocráticos que envolvem velório e sepultamento. Mas cemitérios têm oferecido produtos que contribuem para que famílias enfrentem os momentos de despedida com mais tranquilidade emocional e financeira.

De forma pioneira em Salvador, o Cemitério Campo Santo, da Santa Casa da Bahia, lançou o Campo Santo Familiar, que consiste na posse de um ossuário de uso perpétuo. A compra garante como benefícios a escolha entre cremação e sepultamento, orientação para trâmites legais, ornamentação, sala para velório, coroa de flores, tratamento e transporte do corpo, caixão e livro de presença.

Foto: Divulgação / Bapress

Como funciona?

Com a aquisição, o cliente também garante a utilização do produto para o cônjuge, pais, sogros, além de filhos e netos solteiros. O Campo Santo Familiar pode ser adquirido com uma entrada de R$ 293,50 mais 48 parcelas fixas de R$ 55, o que resulta em um valor total inferior a R$ 3 mil. 

A quantia está abaixo da média cobrada em velórios e sepultamentos contratados no momento do falecimento, custos que podem chegar a R$ 10 mil nos três principais cemitérios particulares da cidade. Três anos após o enterro, a família ainda precisa arcar com despesas referentes à exumação e compra de ossuário, desembolsando mais R$ 3.200 em média.

Solução completa

Foto: Divulgação / Bapress

Diferentemente de um plano funerário, o Campo Santo Familiar oferece uma solução completa em casos de falecimento na família. “Foi proposta pela Santa Casa uma solução total. Não algo parcial, como é feito pelas funerárias. E hoje nós somos os únicos que fazemos isso”, ressalta o gerente do Campo Santo, Roberto Taboada. 

Em busca do melhor atendimento às famílias, Roberto explica que para fazer uso do Campo Santo Familiar basta apenas um telefonema. “A partir disso, verificamos o contrato e iniciamos todos os procedimentos imediatamente”, explicou. 

Tranquilidade financeira e emocional

A verdade é que a morte ainda é um tabu entre as pessoas. Ninguém gosta de pensar nisso, muito menos quando se trata da partida de um familiar. Mas é verdade também que assim como em todos outros aspectos da vida, quanto mais nos planejamos, menos tendemos a gastar. 

Para o presidente da Abefin (Associação Brasileira de Educadores Financeiros), Reinaldo Domingos, este é um dos mais importantes investimentos financeiros. “Porque essa [a morte] é uma certeza que nós temos. Então fazer um investimento para que você possa evitar transtornos para quem fica é importantíssimo”, pontuou.

Domingos lembrou que o impacto financeiro de um sepultamento é muito grande. “Quando morre alguém, é uma coisa urgente e, infelizmente, tudo que é urgente é mais caro”. 

Para começar a pensar em um investimento desse tipo, o especialista dá a dica: “É importante que a família se junte e levante o quanto essas coisas [o investimento e o sepultamento] significam em valores”. 

E não é só a tranquilidade financeira que o Campo Santo Familiar pode trazer. Para o emocional de quem perde alguém, ter um auxílio nos preparativos para o sepultamento é fundamental. 

“A organização prévia do que fazer é extremamente importante. Até por que, em situações de morte, exigir racionalidade da família pode ser muito complicado. Por isso, o auxílio de um serviço especializado pode ser muito útil”, destaca a psicóloga Camila Lanza. 

A especialista ainda lembra que um processo de luto traumático pode trazer consequências por muito tempo. E evitar isso parte, também, de um planejamento. “Um luto vivenciado de maneira tranquila depende de decisões tomadas anteriormente ao momento de morte, por isso a necessidade de conversar sobre o assunto”, apontou.