Bahia

Catamarã bate em baleia na travessia de Morro de São Paulo para Salvador

Com o impacto, um motor da embarcação parou de funcionar

Redação Correio 24 horas
- Atualizada em

Um catamarã da empresa Farol do Morro que faz a travessia entre Morro de São Paulo, na Ilha de Tinharé, e Salvador colidiu em uma baleia na manhã desta segunda-feira (11) na altura da praia de Cacha Pregos, na Ilha de Itaparica. O acidente aconteceu por volta das 9h20. 

"Recebemos as informações de que a embarcação bateu em uma baleia. Ela atravessou e se chocou com a embarcação. Ela quebrou o leme e um dos dois motores pararam de funcionar.  A embarcação deveria chegar em Salvador às 11h, mas até o momento não chegou na capital. Ela está vindo com apenas um motor e por isso vai demorar mais", explicou Jacinto Chagas, presidente da Associação dos Transportadores Marítimos da Bahia (Astramab). 

(Foto: Divulgação/Marinha)

De acordo com a Astramab há pelo menos 25 passageiros e três tripulantes na embarcação - a capacidade é de até 40 passageiros. Não há informações sobre feridos.

Um navio e duas lanchas da Marinha foram deslocadas para acompanhar o catamarã até Salvador. De acordo com o comandante Flávio Oliveira, do 2º Distrito Naval um inquérito será aberto para apurar as causas do acidente. Questionado sobre se a embarcação está regularizada, o comandante explicou que neste momento a prioridade é o socorro à embarcação e aos passageiros.

"Depois certamente vamos observar as questões legais da embarcação e apurar através de um inquérito o ocorrido. A preocupação agora é com o resgate", destacou o comandante. 

Além disso, outro barco que pertence a outra empresa que faz a travessia está acompanhando o trajeto do catamarã. Após a colisão, muita água entrou na embarcação e a tripulação usou baldes para retirar o excesso.

Proprietária de uma pousada no bairro do Santo Antônio Além do Carmo, Rita de Cassia, 55 anos, foi para o Terminal Náutico de Salvador esperar uma hóspede da Nova Zelândia que estava em Morro de São Paulo. "Ficamos preocupadas por conta da tragédia que teve na ilha, mas que esteja tudo bem". 

O CORREIO entrou em contato com a empresa Farol do Morro mas até o momento não teve resposta. 

Tragédia no mar 

No dia 24 de agosto, a lancha Cavalo Marinho I, que fazia a travessia de Mar Grande, na Ilha de Itaparica, para Salvador, adernou. A embarcação virou na Baía de Todos os Santos e deixou 19 pessoas mortas e há pelo menos um desaparecido. A 24ª Delegacia (Vera Cruz), unidade responsável pelas investigações do caso, ainda não concluiu o inquérito que apura as causas do acidente.