Brasil

Chefe do Detran com 120 pontos na carteira entrega habilitação

César Augusto Monteiro Alves também terá que passar por curso de reciclagem

Dimitrius Dantas, da Agência O Globo

O delegado César Augusto Monteiro Alves, nomeado como diretor do Detran de Minas Gerais pelo governador Fernando Pimentel (PT) mesmo com 120 pontos acumulados na carteira de motorista, entregou sua habilitação na tarde desta segunda-feira. No entanto, de acordo com a Polícia Civil de Minas Gerais, Alves continuará no comando do departamento de trânsito do estado.

A decisão ocorreu após uma reunião entre a chefia da Polícia Civil e a Secretaria de Governo no Palácio da Liberdade durante a manhã hoje. Pesou a favor do delegado, segundo a corporação, seu "histórico de 25 anos atuando como servidor da instituição, demonstrando habilidade técnica, competência, compromisso e urbanidade no trato com o cidadão".

Foto: Reprodução

Em nota, a Polícia Civil destacou que o exercício do cargo não isenta o delegado de suas obrigações legais. Após a reunião, César Augusto Monterio Alves entregou sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH), dando início a seu processo de supensão como motorista. Com isso, o delegado terá que se responsabilizar pelas infrações cometidas e renunciar tanto aos prazos de defesa como ao direito de recurso às infrações.

Além disso, o chefe do departamento de trânsito de Minas Gerais também terá que passar pelo curso de reciclagem e pelas provas técnicas e teóricas exigidas.

Dos 120 pontos registrados na carteira de Alves, 44 são referentes a infrações cometidas em 2016, 30 em 2017, 30 em 2014 e 16 em 2015. Ele foi empossado em 20 de dezembro de 2017. Antes de assumir o cargo, o delgado era chefe do Departamento de Polícia Civil em Pouso Alegre, no interior de Minas.