Santa Casa

Com 15 especialidades, residência do Santa Izabel é uma das mais disputadas da Bahia

Programa oferece 55 vagas por ano, tendo formado 48 médicos no início de 2018

Especial de Conteúdo
- Atualizada em

Oferecimento
Quem opta por ingressar na faculdade de medicina sabe que são muitos anos de estudo. Além da graduação, que dura normalmente seis anos, há também a residência, para aqueles que desejam um título em determinada área da medicina. Na Bahia, uma das residências mais disputadas é a do Hospital Santa Izabel.

O programa oferece 55 vagas por ano, tendo formado 48 médicos no início de 2018. A disputa pela residência do Santa Izabel não é para menos. Dos 200 hospitais de ensino do país, o hospital baiano está entre os 35 que possuem classificação de porte especial, por ter mais de 500 leitos.
 
Foto: Divulgação
Para o diretor de Ensino e Pesquisa do Hospital Santa Izabel, Gilson Soares Feitosa, responsável pela criação e condução da residência, o sucesso do programa deve-se também às ações da direção da Santa Casa da Bahia, provedora do hospital, em busca de modernização estrutural e liberação de recursos para que a formação dos residentes seja feita com um alto padrão.

Especialidades
São 15 especialidades oferecidas no programa, que inclui anestesiologia, cancerologia clínica, cardiologia, cardiologia pediátrica, cardiologia e hemodinâmica intervencionista, cirurgia do aparelho digestivo, cirurgia geral, clínica da dor, clínica médica, medicina intensiva, neurologia, ortopedia e traumatologia, otorrinolaringologia, pneumologia e urologia.

Cardiologia, neurologia, otorrinolaringologia, medicina intensiva, ortopedia e traumatologia e cardiologia intervencionista estão entre as mais disputadas na Bahia pelos médicos que alcançam as melhores colocações no concurso unificado realizado pela Comissão Estadual de Residência Médica. Cardiologia Intervencionista é a única do estado.

Como funciona
Após os seis anos de faculdade de medicina, o aluno se forma como clínico geral. Para se especializar, é necessária uma pós-graduação, que, na medicina, é conhecida como residência.

Para entrar em um programa de residência é preciso passar por um processo de seleção – que normalmente é bastante disputado. No Santa Izabel, para participar, é preciso realizar a inscrição através do site www.strixeducacao.com.br, e buscar em ‘Concursos e Seleções’ o CEREM/BA Processo Seletivo Unificado de Residência Médica.

O diretor Gilson Soares defende que o aprendizado em uma residência médica vale mais do que anos sem ensino. Para ele, é na pós graduação que “se consegue obter em dois anos de intensa labuta o que não seria facilmente alcançado em vinte anos trabalho isolado e sem orientação”.