Música

Com direito a 'aula' de dança, É O Tchan faz a festa no Fuzuê Especial

Com a irreverência de sempre, Beto Jamaica e Compadre Washington, líderes da banda, animaram o público presente

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Já é praticamente tradição: quarta-feira é dia de Fuzuê especial no Shopping Cajazeiras e nesta quarta (17) o convidado para bater um papo com Maurício Habbib e Nany Moreno foi o É O Tchan. Com a irreverência de sempre, Beto Jamaica e Compadre Washington, líderes da banda, animaram o público presente e brincaram com os apresentadores.

Convidadas para dançar sucessos do Tchan, as meninas deram um show
Com 25 anos de carreira, a banda tem inúmeros sucessos e muito o que contar. Desde a atual música de trabalho até as mais antigas que, claro, não saem da boca do povo. Canções como 'Disque Tchan', 'Paquerei' e 'Bambolê'  foram cantadas e dançadas por quem acompanhava o programa. Até improvisaram dançarinos, que subiram ao palco para arrasar na coreografia - Maurício Habbi também não ficou de fora da dança.

São essas músicas e danças, inclusive, que para Beto Jamaica já marcaram a vida de muitos brasileiros. O cantor contou que eles ouvem histórias de fãs que contam como o 'É O Tchan' foi importante para eles. "É uma instuição praticamente, ficou marcado na história do brasileiro a música e a dança do Tchan. As pessoas nos contam histórias de famílias que envolvem a banda".

Música nova

A nova música da banda é perfeita para os dias atuais e em especial esta quarta-feira (17). É nessa data que é celebrado o Dia Internacional contra a Homofobia. E é justamente sobre isso que fala a 'Tchan Love'. A letra fala sobre liberdade e diversidade.

"Sempre lutamos contra isso e queríamos gravar uma música sobre o assunto", explicou Beto Jamaica.

Assista ao programa na íntegra:


Comentários
Veja Mais