Música

Conexão Digital lota Concha Acústica e arrecada 10 toneladas de alimentos

Show foi feito para anunciar mudança no sinal da TV aberto, além da finalidade beneficente

Carmen Vasconcelos, do Correio 24h
- Atualizada em

Uma festa de cultura, solidariedade, mobilização social e tecnologia. Foi assim o espetáculo Conexão Digital, realizado nesta quarta-feira (12) pela Rede Bahia na Concha Acústica do TCA. Nem mesmo a chuva que caiu desde o início da tarde na cidade atrapalhou a empolgação do público, que lotou o espaço.

Foto: Betto Jr./Correio 24h

Além de sensibilizar o público para a mudança no sinal da TV aberta, que deixará de ser analógico e passará a ser totalmente digital a partir do dia 26, o evento conseguiu arrecadar 10 toneladas de alimentos que foram doadas ao Núcleo de Apoio à Criança com Paralisia Cerebral (NACPC), Lar Irmã Maria Luíza, Gacc, Apae e Mansão do Caminho. As cinco entidades também foram contempladas com a doação de kits de instalação para a recepção do sinal digital.

Com direção artística é de Andrezão Simões, o espetáculo foi aberto pelo apresentador Alessandro Timbó, que fez questão de lembrar que o primeiro programa transmitido 100% digital foi o Mosaico Baiano. Em seguida, o mestre de cerimônias abriu espaço para as apresentações de poesia e música de Mateus Alleluia, Armandinho Macêdo e Jackson Costa. Ao som do Hino do Senhor do Bonfim, os artistas ressaltaram as ascendências africana e indígena no caldeirão cultural baiano.

Além de sensibilizar o público para a mudança no sinal da TV aberta, que deixará de ser analógico e passará a ser totalmente digital a partir do dia 26, o evento conseguiu arrecadar 10 toneladas de alimentos que foram doadas ao Núcleo de Apoio à Criança com Paralisia Cerebral (NACPC), Lar Irmã Maria Luíza, Gacc, Apae e Mansão do Caminho. As cinco entidades também foram contempladas com a doação de kits de instalação para a recepção do sinal digital.

Foto: Betto Jr./Correio 24h

Com direção artística é de Andrezão Simões, o espetáculo foi aberto pelo apresentador Alessandro Timbó, que fez questão de lembrar que o primeiro programa transmitido 100% digital foi o Mosaico Baiano. Em seguida, o mestre de cerimônias abriu espaço para as apresentações de poesia e música de Mateus Alleluia, Armandinho Macêdo e Jackson Costa. Ao som do Hino do Senhor do Bonfim, os artistas ressaltaram as ascendências africana e indígena no caldeirão cultural baiano.