Séries

Conheça a série da Amazon escolhida melhor comédia no Globo de Ouro

Seriado é da mesma criadora de "Gilmore Girls" e está disponível no Brasil

Carol Neves, do Correio 24 horas (caroline.neves@redebahia.com.br)

O Globo de Ouro aconteceu nesta domingo (7) nos EUA e as grandes vencedoras nas categorias de séries foram "The Handmaid's Tale" (melhor drama), "Big Little Lies" (minissérie) e "Marvelous Mrs. Maisel" (comédia). Embora ainda não tenha estreado oficialmente no Brasil, "The Handmaid's Tale" já se destacou em várias premiações desde o ano passado e já é conhecida do público que gosta de seriados. "Big Little Lies" foi transmitida no país simultaneamente com os EUA e também já é, digamos, 'veterana' nas premiações, também tendo faturado muitos prêmios no Emmy de 2017. A grande surpresa ficou por conta de "Marvelous Mrs. Maisel", novata ainda pouco conhecida. 

A série é da Amazon Vídeos e estreou no final do ano passado, inclusive no Brasil, onde o serviço já está disponível há cerca de um ano. A criadora, produtora e principal roteirista é Amy Sherman-Palladino, mais conhecida por "Gilmore Girls". Para quem assistiu essa série, sobre mãe e filha vivendo em uma pequena cidade, muitas das particularidades de "Marvelous Mrs. Maisel" soarão familiares, ainda que o pano de fundo atordoe a princípio - a história é de época.

A série é uma dramédia (mistura de comédia e drama) centrada na personagem do título, a Sra. Maisel, vivida por Rachel Brosnahan (que também foi premiada pelo papel, sendo escolhida a melhor atriz de comédia do ano pelo Globo de Ouro). Miriam Maisel, conhecida como Midge, começa o seriado casando. Parecia que ela tinha chegado a um futuro perfeito, dona de casa mãe de dois filhos, vivendo sua vida de classe média-alta na Nova York de 1958, mas de repente tudo vai abaixo. 

O marido dela, Joel Maisel (Michael Zegen), sonhava em se tornar comediante stand-up, mas não tem talento para tal - muitas de suas piadas eram escritas pela mulher, que o apoiava na empreitada. Quando percebe que Midge é muito mais engraçada do que ele, Joel começa a se sentir depreciado e acaba traindo a mulher com a secretária. 

Isso dá início a uma história de superação de Midge. Ela descobre que, sim, tem potencial para a comédia e os episódios vão mostrando suas descobertas na nova vida.

Palladino reproduz aqui o mesmo humor leve e o texto rápido e intenso que consagrou "Gilmore Girls" (mesmo tom de suas outras séries de menor sucesso, como "Bunheads"). Midge é ligada, responde rápido, é espirituosa. Os coadjuvantes também são personagens intrigantes e fascinantes. Alex Bornstein (veterena da própria "Gilmore Girls) vive Susie Meyerson, que acaba se tornando mentora de Midge meio contra sua vontade. Tony Shaloub e Marin Hinkle vivem os pais de Midge. Brosnahan, mais famosa por viver a prostituta Rachel em "House of Cards", brilha no papel. Ela mostra ter jeito para a comédia - tanto no palco da série como fora dele. 

Veja o trailer: