Bahia

Publicada em 04/12/2011 às 13h11. Atualizada em 04/12/2011 às 13h36

Corpos de vítimas de acidente na BR-116 começam a ser transferidos para Pernambuco


Um trabalhador rural já foi transferido nesta manhã. A previsão é de que mais três sejam encaminhados para Recife ainda neste domingo


Louise Lobato
(louise.lobato@redebahia.com.br)
publicidade

Os corpos de 14 vítimas do grave acidente envolvendo três veículos na BR-116, nas proximidades do município de Milagres, estão sendo transferidos em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB), na tarde deste domingo (4), para Pernambuco.

"A previsão é de que eles cheguem em Recife no início da tarde. Já eu e o secretário executivo de Defesa Social, Alexandre Carvalho viemos aqui ao Hospital do Prado para conversar com as famílias das vítimas e oferecer todo o apoio necessário a esse momento difícil", disse o secretário de Saúde do estado de Pernambuco, Antônio Carlos Figueira.

Um veículo do Departamento de Polícia Técnica (DPT) do Recife levará os corpos para as cidades onde os trabalhadores serão sepultados. Os corpos foram liberados no final da manhã de hoje do DPT de Vitória da Conquista.

Transferência de feridos

Das treze pessoas que ficaram feridas, uma delas já foi transferida através de uma UTI aérea do Hospital Prado Valadares, em Jequié, para o estado de Pernambuco. A previsão é de que mais três pacientes sejam encaminhados para Recife ainda neste domingo (4), de acordo com informações da próprio hospital.

"A previsão era de as vítimas fossem transferidos para um hospital em Salvador, mas conversamos com o secretário Jorge Solla, e chegamos a conclusão de que, já que essa transferência iria ocorrer, porquê não encaminharmos eles para Recife?", afirmou o secretário de Saúde. "Dessa forma eles ficam mais perto das suas famílias, que estão muito traumatizadas com o ocorrido", continua.

O primeiro homem a ser transferido para um hospital em Recife foi o trabalhador rural Valdon Monteiro de Santana. De acordo com a enfermagem do Hospital Prado Valadores, ele sofreu um grave traumatismo raquimedular, que poderá causar paraplegia ao paciente.

A previsão é de mais quatro sejam transferidos na próxima segunda-feira (5). Os familiares das vítimas do acidente começaram a chegar no estado da Bahia na tarde deste sábado.

No total, 11 pacientes ainda estão internados no hospital, um deles na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), e dois na Semi-UTI. Cinco vítimas estão sendo tratadas na Enfermaria Cirúrgica, na ala masculina. Ainda conforme informações do Hospital Prado Valadares, o motorista da carreta envolvida na colisão teve alta na noite deste sábado (3).

Uma comitiva com representantes do Governo de Pernambuco que chegou no sábado (3) acompanha os trabalhos em torno do acidente. "Nós chegamos durante a noite de  ontem,  e uma parte da equipe ficou em Vitória da Conquista, a fim de supervisionar o translado dos 14 corpos das vítimas do acidente que estavam no IML do município", informou o secretário de Saúde do estado de Pernambuco, Antônio Carlos Figueira.

"É um momento de muita dor para todos nós nordestinos, especialmente para a comunidade de Buíque", diz o secretário. "Eu gostaria de ressaltar o trabalho eficiente do estado da Bahia, o esforço do Institutos Médicos Legais daqui, que fizeram necropsias em 33 corpos em apenas 24 horas; assim como agradecer ao Hospital Prado Valadares por ter todo um cuidado especial com os pacientes", finaliza.

A comitiva do secretário deve retornar na noite deste domingo (4) para Recife, e ainda conforme o secretário, apenas uma assistente social do estado de Pernambuco deve permanecer na Bahia com o objetivo de auxiliar a família das vítimas.

Acidente

A colisão aconteceu por volta da 1h no km 583 da BR-116, nas proximidades do município de Milagres, a 232 km de Salvador. O ônibus e o caminhão-baú dirigiam lado a lado quando a carreta invadiu uma pista dupla e colidiu de frente com o ônibus, que em seguida se chocou contra o caminhão antes de despencar de uma ribanceira na rodovia.

De acordo com a PRF, 31 pessoas morreram no local do acidente, e pelo menos 15 ficaram gravemente feridas e foram encaminhadas para o hopital em Jequié, onde duas dessas vítimas não resistiram aos ferimentos.

A colisão envolveu o ônibus, que transportava trabalhadores do corte de cana, um caminhão carregado de gesso e uma carreta que levava materiais de escritório. Os trabalhadores seguiam da cidade de Jateí, em Mato Grosso do Sul, para Pedra e Buíque, no Agreste de Pernambuco.

Ainda conforme o PRF, o condutor do ônibus, que transportava cerca de 45 passageiros, morreu com o impacto da colisão. Já o motorista da carreta ficou ferido, e o condutor do caminhão-baú escapou ileso. Os veículos envolvidos na colisão ainda devem passar por uma perícia para determinar as causas do acidente.





Tags: Feridos, Acidente, BR 116, Pernambuco
Agenda Cultural