Saúde

Crianças que brincam com smartphones dormem menos, diz estudo

Cada hora usando dispositivos está associada à perda de 15 minutos de sono

Agência O Globo
- Atualizada em

Crianças que passam muito tempo brincando com jogos em smartphones e tablets teriam menos sono do que aquelas que não cultivam este hábito. Segundo estudo da Universidade de Londres, cada hora gasta com estas tecnologias está associada à perda de 15 minutos de sono.

O estudo foi realizado com 715 pais de crianças de menos de três anos de idade. Os pesquisadores perguntavam quantas vezes os filhos brincavam com smartphones ou tablets e quais eram os padrões de sono das crianças.

Cerca de 75% das crianças usavam aqueles equipamentos — 51% entre aquelas entre seis e 11 meses, 92% entre aquelas entre 25 e 36 meses de idade. Segundo o levantamento, elas dormiam menos à noite e mais durante o dia. Havia uma perda de 15 minutos de sono para cada hora de brincadeira com os aparelhos.

"Não é uma quantidade enorme quando você dorme 10 ou 12 horas por dia, mas cada minuto importa para o desenvolvimento das crianças, muitas vezes provocado pelos benefícios do sono", explicou Tim Smith, autor do estudo, em entrevista à BBC.

Smith recomenda que os pais limitem o tempo gasto pelas crianças em dispositivos, garantindo que elas realizem atividades físicas, e evitem o contato com as telas horas antes de deitar.