Minha Salvador

De cara 'nova': O que mudou em Salvador nos últimos cinco anos

Obras foram entregues, avenidas importantes mudaram a paisagem, novo estádio, novas estações... e muito mais

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

O que pode mudar na vida de uma pessoa em 5 cinco anos? Muita coisa, certo? Salvador não é uma pessoa, mas também passou por muita mudanças nos últimos 1825 dias. Obras foram entregues, avenidas importantes mudaram a paisagem, novo estádio, novas estações... e muito mais. Aqui, listamos cinco coisas que mudaram na cidade neste período e um pouquinho da sua história. Confira: 

Fonte Nova:

No dia 7 de abril de 2013, o maior estádio de futebol de Salvador reinaugurou após ser fechada em 2007, em um acidente que vitimou sete torcedores do Bahia. O estádio foi implodio em 2010 para dar espaço à nova arena. Desde sua reinaguração, a Fonte Nova recebeu grandes eventos esportivos, como Copa das Confederações, Copa do Mundo e Olimpíada. Atualmente, recebe frequentemente jogos do Bahia, e esporadicamente partidas do Vitória. A Arena também já sediou shows, como Festival de Verão e o show de Elton John. 

Metrô:

Demorou - e não foi pouco - para o metrô de Salvador ser inaugurado. A estrutura começou a ser construída no ano de 2000 e deveria ter ficado pronto três anos depois. A Linha 1 começou a opera em junho de 2014, cartoze anos após o início das obras. Esta linha tem 9,7 quilômetros de extensão e tem os seguintes terminais: Lapa, Campo da Pólvora, Brotas, Acesso Norte, Retiro e Bom Juá. 

Já a Linha 2, que está em fase de construção, tem 22 quilômetros de extensão e terá 12 estações: Detran, Rodoviária, Pernambués, Imbuí, CAB, Pituaçu, Flamboyant, Tamburugy, Bairro da Paz, Mussurunga e Aeroporto. Os Terminais Rodoviária (o mesmo Rodoviária Norte) e Mussurunga estão sendo reformados e o Terminal Acesso Norte está em funcionamento (em frente ao Extra da Rótula). O Terminal Pituaçu está em construção e deve entrar em operação em agosto.

Nova Lapa:

A Nova Lapa foi inaugurada há um ano, no aniversário de Salvador, como parte da programação dos 467 anos da cidade. A obra de revitalização começou em fevereiro de 2015 e foram executados pelo Consórcio Nova Lapa, formado pela empresa baiana Axxo e pelas paulistas Socicam e Participa, após licitação realizada em setembro de 2014.

O terminal é 100% acessível, moderno e com ambientes climatizados. A estação passa a contar com novos banheiros, escadas rolantes, iluminação mais moderna, sistema de drenagem, segurança e vários outros benefícios.

Paralela:

Com as obras da linha 2 do metrô metrô, o visual da Avenida Paralela mudou bastante. O canteira central com extensão de 18km. Entre as principais diferenças na avenida com a construção estão a retirada das árvores e lagoas que preenchiam a região . 

Outra mudança na avenida que aconteceu no último ano está a retirada do monumento em memória do ex-deputado Luis Eduardo Magalhães, para dar passagem ao metrô. Inaugurado em dezembro de 1998, o memorial foi remontado em área verde do Centro Administrativo da Bahia (CAB), ao lado do prédio Assembleia Legislativa.

Rio Vermelho:

A primeira etapa de requalificação do bairro foi inaugurada em janeiro de 2016. Esta fase envolveu toda a área compreendida entre o Largo da Mariquita e do Rio Vermelho, abrangendo também o Largo de Santana e a Rua João Gomes. Outra novidade no bairro foi também a inauguração da Praça Caramuru, onde ficava o antigo Mercado do Peixe. Agora, o local acolhe bares, restaurantes e estacionamento. 

Em dezembro, foi inagurada a segunda etapa, que contemplou  a macrodrenagem da bacia hidrográfica e a reurbanização da Rua do Meio, da Praça Brigadeiro Faria Rocha e da Rua da Fonte do Boi.