Moda e Beleza

De onde vem o cheiro? iBahia descobre detalhes de como são feitos os perfumes

O portal visitou a fábrica do Grupo O Boticário, na Bahia, e conheceu o passo a passo da criação de um perfume

Isadora Sodré* (isadora.sodre@redebahia.com.br)
- Atualizada em

Quem não gosta de um bom cheiro, um creme e um perfume marcante? Quando olhamos estes produtos nas vitrines das lojas, sequer imaginamos que uma fragrância demora cerca de dois anos para ficar pronta. O iBahia visitou a fábrica do Grupo O Boticário e descobriu este e mais alguns detalhes da elaboração destes cosméticos.

Inaugurada em 2013, a indústria localizada em Camaçari é a segunda da empresa no Brasil. Ali chegam toneladas de matérias primas e aromas que, através das máquinas, dos colaboradores e das embalagens dão origem à perfumes, loções e cremes. Depois disso, os produtos são distribuídos  cerca de quatro mil pontos de vendas em 1.750 cidades brasileiras. Porém, a história de uma fragrância começa muito antes disto.

A fábrica em Camaçari foi inaugurada em 2013 e é a segunda do grupo O Boticário no Brasil (Foto: Studio Kin Kin/Divulgação)
Um novo cheiro começa a ser idealizado por uma equipe multifuncional com cerca de 300 pessoas, entre perfumistas, designers e colaboradores da área de marketing. Durante a visita realizada à fábrica, o gerente de perfumaria do O Boticário, Jean Bueno, explicou que um grupo pesquisa e trabalha em cima das principais tendências da perfumaria mundial e dos novos conceitos sociais.

“Perfume é sentimento, emoção. É como criar uma obra de arte. Nós enviamos o conceito e as instruções para o perfumista e ele elabora uma nova fragrância que podemos nos apaixonar de primeira ou não. Um novo perfume, que ainda vamos lançar, passou por mais de 800 submissões até chegar no que realmente queremos, no aroma perfeito”, contou o gerente.
Jean Bueno, gerente de perfumaria do O Boticário, contou alguns detalhes sobre a criação dos perfumes (Foto: Studio Kin Kin/Divulgação)
Alguns lançamentos da marca são submetidos à pesquisa de opinião do público, mas em muitos momentos é O Boticário quem dita as novas tendências de perfumaria, baseado nas preferências do consumidor brasileiro. “Recentemente lançamos o Egeu Bomb no Dia dos Namorados com overdose de caramelo, pois é a nova tendência da perfumaria mundial colocar uma grande quantidade de um ingrediente em uma fragrância. Não testamos com os consumidores, apostamos e foi um sucesso de vendas”, explicou Bueno.

DNA do perfume

Segundo Jean Bueno, os brasileiros gostam de perfumes que tem explosão (um cheiro inicial marcante) e duração. Para que isso seja concretizado, a elaboração da fragrância precisa contemplar as três vertentes do produto, denominada de pirâmide olfativa, de forma equilibrada:
Os perfumes são constituídos por uma pirâmide olfativa (Foto: Studio Kin Kin/Divulgação)
Notas de saída: “Geralmente são matérias-primas mais delicadas, como os cítricos. É a explosão, o primeiro cheiro que se sente, mas não dá durabilidade ao produto”, disse Jean.

Notas de corpo: “É o coração da fragrância, é o cheiro que você lembra quando fecha os olhos e pensa no perfume. É composta principalmente por notas frutais e florais”.

Notas de fundo: “Do ponto de vista químico, são as moléculas mais pesadas e, portanto, irão fixar mais na pele. São compostas pelas madeiras, como sândalo, musk, âmbar. É o cheiro que predomina no corpo após oito horas de aplicação do produto”.

Jean contou que, para compor o lançamento de um novo perfume, também é necessário pensar na embalagem e na cor. “Quando nossa equipe define uma fragrância final, chamamos pessoas que não participaram do processo e pedimos para que elas escolham uma cor que represente aquele cheiro, sem serem informadas do possível nome da nova linha. Incrivelmente, as pessoas escolhem as cores que nós já estávamos pensando”.

Só após a criação do conceito, do cheiro e da embalagem que o produto é fabricado e chega às mãos dos consumidores brasileiros. “Fazemos os perfumes para que as pessoas possam se conectar com aquele cheiro, emoção e lembrança”, definiu o gerente de perfumaria.

Floratta Flores Secretas

A nova fragrância do Boticário antecipa uma tendência dos florais frutais e combina notas de saída refrescantes, com nuances frutais suculentas, e um corpo floral. O Floratta Flores Secretas chegou às lojas, e-commerce e revendedoras da marca em todo país no dia 25 de setembro e complementa uma das marcas da perfumaria feminina do Boticário, a Floratta. Além do perfume, a novidade ainda conta com um hidratante corporal com um toque aveludado.  
Floratta Flores Secretas é um perfume com tons florais e frutais (Foto: Studio Kin Kin/Divulgação)
A linha, que nasceu nos 90, foi marcada por um momento em que o romance era algo idealizado e não se falava tanto em empoderamento feminino. “A medida que o tempo passou, a consumidora mudou e a mulher passou a se empoderar e, para acompanhar isso, a perfumaria também mudou”, explicou Jean Bueno. A linguagem utilizada hoje para o novo Floratta se aproxima mais da espontaneidade, do amor inesperado e acompanha o novo momento social e histórico da mulher.

As embalagens dos perfumes que foram lançados anteriormente também mudaram e agora têm contornos mais delicados com uma impressão metalizada, porém as fragrâncias continuam as mesmas.

SERVIÇO:
Floratta Flores Secretas, 75ml
Uma surpreendente fragrância floral Frutal para mulheres que acreditam que o amor está onde menos se espera.
Preço: 89,90

Creme Hidratante Corporal, 200g
Toque aveludado e hidratação por até 48 horas.
Preço: R$ 39,90


*A repórter viajou a convite da assessoria da empresa