Cinema

DiCaprio é confirmado no elenco de filme de Tarantino

Longa vai contar a história da seita de Charles Manson

Agência O Globo

Ele vai interpretar um ator desempregado. Margot Robbie ("Eu, Tonya") é cotada para viver Sharon Tate, a atriz que, na vida real, foi assassinada pela Família Manson, a seita de seguidores de Charles Manson.

O projeto, ainda sem título, é o primeiro de DiCaprio desde o Oscar de melhor ator, por "O regresso" (2015), de Alejandro G. Iñárritu.

Foto: Divulgação

Tom Cruise é outro nome cogitado para entrar na produção. Tarantino também tem interesse em contratar Al Pacino, segundo a "Variety". O filme deve chegar aos cinemas americanos em 9 de agosto de 2019. A data coincide com os 50 anos do assassinato de Sharon Tate.

O longa-metragem será distribuído pela Sony Pictures, após o fim da longa parceria entre Tarantino e a Weinstein Company, na esteira das denúncias de assédio sexual contra Harvey Weinstein. Ainda não há uma sinopse do filme. Por enquanto, sabe-se apenas que a história se passará em 1969 e envolverá de alguma forma a seita de Charles Manson.

No final dos anos 1960, Manson ordenou a seus discípulos que matassem aleatoriamente os moradores de bairros ricos e brancos de Los Angeles, com a esperança de desatar uma guerra racial apocalíptica. A "família Manson" cometeu ao menos nove assassinatos. Mas foi a espiral de violência dos dias 9 e 10 de agosto de 1969, com sete mortes, que mais marcou os americanos. Entre as vítimas estava Sharon Tate, a mulher do cineasta Roman Polanski, que então tinha 26 anos e estava grávida de oito meses e meio.