Mundo

DJ Avicii fazia tratamento para pancreatite desde 2014

Doença foi causada pelo uso excessivo de álcool

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

O DJ e produtor sueco Avicii, que foi encontrado morto nesta sexta-feira (20), sofria com uso excessivo de álcool. Ele chegou a interromper a carreira por causa de crises de pancreatite, inflamação do pâncreas, e perdeu muito peso.

Foto:Reprodução

Avicci teve a primeira crise de pancreatite em 2012. Nesse período, ele precisou cancelar shows e se pronunciou pela primeira vez sobre o problema em entrevista à Billboard. "Eu estava perdendo peso. Precisava dar um tempo", contou.

Um ano depois, o DJ voltou a sofrer com o mesmo problema enquanto fazia apresentações na Austrália. Dessa vez, Avicci não seguiu as orientações médicas e continuou com a intensa agenda de shows.



Em 2014, Avicci deu uma pausa em seus compromissos artísticos e passou a focar apenas na recuperação da sua saúde. O processo de tratamento do DJ era feito em Estocolmo, onde o músico chegou a ser internado e passou por cirurgias para remover o apêndice e a vesícula biliar.