Futebol

Em busca de reação, Bahia recebe Vitória da Conquista na Fonte

Em sexto lugar com apenas cinco pontos, o tricolor precisa vencer para se recuperar no estadual

Gabriel Rodrigues, do Correio 24h


Onde Está Meu Trio?


O futebol apresentado pelo Bahia em 2018 vai ser colocado à prova mais uma vez hoje, às 18h30, diante do Vitória da Conquista, pela quinta rodada do Campeonato Baiano. A pressão é grande e o tricolor ainda não passa confiança.

Até aqui, o Esquadrão conquistou apenas um triunfo em quatro jogos no estadual, diante do Jacuipense (2x1). O time somou ainda dois empates sem gols contra Fluminense de Feira e Jacobina e uma derrota para o Bahia de Feira (1x0). O aproveitamento de 41,6% deixa o tricolor na sexta colocação, com cinco pontos, fora da zona de classificação à semifinal. 

O rendimento tem uma leve melhora quando a Copa do Nordeste é levada em consideração. Mesmo assim, os 44% de aproveitamento em toda a temporada ainda deixam o Esquadrão distante do esperado. Entre os clubes da Série A, o Bahia é dono da terceira pior campanha em 2018, à frente só de Paraná (20%) e Grêmio (6%), que ainda não venceram - o Grêmio iniciou o estadual com reservas, mas já usa titulares.

Embalado no fim de 2017, Edigar Junio ainda não fez gol neste ano (Foto: Felipe Oliveira EC Bahia)

“Administramos esse momento com tranquilidade. O torcedor paga o ingresso, quer que a gente dê o máximo, dê espetáculo, e ele tem razão. A gente tem que ficar calado e mostrar trabalho. Trabalhar, se dedicar cada dia mais e mostrar o ele quer”, diz o goleiro Anderson, que será titular hoje, enquanto Douglas cumpre suspensão.

Para piorar a situação, o ataque vive uma seca de gols. O tricolor estufou as redes adversárias apenas duas vezes no estadual, ambas contra a Jacuipense. A média de 0,5 gol por jogo coloca o Esquadrão como o segundo pior ataque da competição ao lado do Jacuipense - o lanterna Jacobina fez só um gol. No ano, o Bahia marcou quatro gols em seis partidas. 

Se do lado tricolor as coisas não vão bem, no Vitória da Conquista o cenário é pior. O Bode apostou em um time recheado de medalhões, mas a fórmula ainda não deu certo. O time vem de três derrotas e eliminação na Copa do Brasil, para o Boa Esporte. O técnico Washington foi demitido e Guilhermino Lima estreia.