Brasil

'Estou com muita saudade de todos', diz professor da Ufba baleado em Fortaleza

Dois dos três envolvidos no assalto que terminou com o , baleado no peito, foram presos

Redação Correio 24h

Dez dias após ser baleado em uma festa de pré-carnaval em Fortaleza, no Ceará, o professor da Universidade Federal da Bahia (Ufba), Sérgio Sobreira, usou as redes sociais nesta terça-feira (16) para tranquilizar seus amigos e familiares. Ontem, ele deixou a Unidade de Terapia Intensiva (UTI). 

Foto:Reprodução/Facebook

"Obrigado, obrigado,obrigado, como muitos de vocês já devem está sabendo fui baleado num assalto em Fortaleza, com recuperação satisfatória, mas em função da complexidade da cirurgia que o tiro provocou, estou muito fraco, e por conta disso, vou me manter afastado das redes sociais. Até porque ainda estou hospitalizado, estando proibido de receber visitas por recomendação médica. Ontem, ao sair da UTI, recebi algumas visitas e num clima de euforia e alegria por rever tanta gente, me gerou uma “ piora” da minha recuperação. Estou com muita saudade de todos e vou manter esse resguardo para me recuperar mais rápido e poder de estar com todos vocês de forma plena. Este texto foi digitado por minha irmã Valéria", diz a mensagem postada na sua página do Facebook. 

Dois dos três envolvidos no assalto que terminou com o , baleado no peito, foram presos neste domingo (14). Matheus da Silva Gadelha, 18 anos, e Douglas da Silva Fernandes, 21, já respondiam por tráfico de drogas e associação ao tráfico. Crislande de Sousa, 18, o Kiki, que segundo a polícia cearense foi o autor do disparo contra o professor. 

Os dois suspeitos foram capturados um dia após a emissão dos mandados de prisão contra os três envolvidos, conforme a polícia. Com os homens foram apreendidos alguns bens, cuja procedência será investigada. “Há indícios que os suspeitos tenham participado de outros assaltos na região”, disse o delegado Pedro Viana, em nota divulgada pela polícia cearense.


Apenas um dos suspeitos confessou participação no crime. Atirador está foragido (Foto: Divulgação/SSPDS-CE)

Apenas Matheus confessou a participação no crime, cometido no dia 6 de janeiro durante festejos de pré-Carnaval. Ele admitiu que arrancou a corrente do pescoço de Sobreira e disse que se surpreendeu com uma suposta reação da vítima.

O docente foi alvejado no peito por Crislande e o tiro atravessou o seu pulmão. A cena foi registrada por câmeras de segurança. Segundo a polícia, Douglas estava junto com a dupla na noite do crime.

Em depoimento, Douglas nega a participação, mas Matheus confessa envolvimento no que foi considerado tentativa de latrocínio. Este último afirma que puxou um cordão do pescoço da vítima, mas foi surpreendido pela reação do homem, que tentou evitar o roubo. Foi o momento que Kiki teria efetuado o disparo. Ferido, o professor foi socorrido por pessoas que o acompanhavam.

Foto de suspeito

A polícia continua a procurar Crislande de Sousa e divulgou uma foto do suspeito, na esperança de que alguém o reconheça e denuncie o seu paradeiro. Os presos estão à disposição da Justiça. Os suspeitos irão responder por tentativa de latrocínio. 


Crislande, apontado como autor do tiro, é procurado pela polícia cearense (Foto: Divulgação/SSPDS-CE)

As apurações foram coordenadas pelo 2° Distrito Policial (DP) de Fortaleza. A ação ocorreu com o apoio de equipes do Departamento de Polícia da Capital (DPC) e da Unidade Tático-Operacional (UTO).