Bahia

Publicada em 12/07/2010 às 12h24. Atualizada em 12/05/2011 às 19h51

Faculdade oferece cursos superiores para terceira idade


Os cursos atendem moradores de Valença e dos municípios da região da Costa do Dendê


Kivia Souza
(kivia.souza@redebahia.com.br)
publicidade

Próximo de completar um centenário de vida, Isabel Fidelfina dos Santos, 97 anos, se diverte dançando nas aulas de corpo e movimento. Ela é uma das alunas mais velhas e mais empolgadas com as atividades realizadas por uma instituição voltada para os mais experientes na vida. Com o objetivo de promover a inclusão social, uma faculdade particular no interior da Bahia leva pessoas da terceira idade para dentro de uma sala de aula.

Diversos projetos são conhecidos em todo país por alfabetizar e trazer de volta a oportunidade de aprender a ler e escrever, mas essa iniciativa tem um diferencial. A Faculdade Aberta da Terceira Idade (Fati), polo de extensão da Faculdade de Ciências Educacionais de Valença (Face), oferece cursos gratuitos para idosos que desejam estudar em uma instituição superior e não possuem recursos financeiros.

Há seis anos, a instituição acolhe alunos a partir de 50 anos nos cursos de Relações Humanas e Interpessoais, Cidadania, Corpo e Movimento, História Regional, Filosofia, Sociologia, Produção de Textos, Geografia e Turismo, Espanhol, Informática, Fisiologia do Envelhecimento, Canto e Coral, Artes em Educação e Educação Ambiental.

Estão matriculados 160 alunos da melhor idade, mas a predominância de mulheres. Existe apenas um homem em cada uma das quatro turmas. Segundo coordenadora operacional da Fati, Núbia Guimarães, até o momento não houve nenhuma desistência desde que o curso foi implantado.

"A aceitação é muito grande. Geralmente a frequência diária varia em 120 alunos. É um trabalho muito lindo e eles não querem parar", conta Núbia, orgulhosa dos alunos que a cada dois anos recebem uma certificação, em forma de formatura."Fazemos o baile e damos a eles um título prata, ouro ou diamante, depende do tempo de cada turma".

Por conta da procura pelos cursos, a idade mínima foi reduzida para 45 anos e, neste ano, foi inclusa, também, uma turma de alfabetização. Ainda segundo Núbia Guimarães, alguns alunos que chegavam na instituição não sabiam ler nem escrever. "Percebemos que eles tinham vergonha de dizer que não sabiam assinar o nome. Lançamos a proposta e 18 alunos se prontificaram a a participar".

Os cursos atendem os moradores de Valença e dos municípios da região da Costa do Dendê. Para se matricular, basta ir até a instituição levando os documentos: RG, CPF e comprovante de residência. As aulas são ministradas entre três a cinco dias na semana.

Objetivos - Fundada em agosto de 2004 pelo reitor da Face, o professor Dário Loureiro Guimarães, os cursos são baseados em três pilares de atuação: passar conhecimento, cuidar da saúde física e mental dos alunos e proporcionar todas as informações necessárias para que exerçam seus direitos de cidadãos e tenham qualidade de vida.

A Face é a única faculdade das regiões Norte- Nordeste do país que oferece cursos gratuitos para pessoas da terceira idade que desejam realizar o sonho de concluir o curso superior.






Tags: Terceira idade, Faculdade
{{ commentsTitle }}
Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Ao comentar o autor da mensagem esta aceitando os Termos e Condições de Uso.
{{comment.username}} {{comment.creation_tstamp*1000 | date:'dd/MM/yyyy - HH:mm'}}
{{comment.comment}}
  • {{comment.dislike_count | number}}
Comentário aguardando moderação