Economia

Publicada em 17/06/2012 às 08h48. Atualizada em 17/06/2012 às 08h58

Feirão Combate das Marcas termina neste domingo no Centro de Convenções


No último dia, abrirá às 9 h e irá até 20h, com descontos entre R$ 3 mil e R$ 7 mil. Concessionárias de 11 montadoras estão instaladas no Centro de Convenções


Florence Perez
(florence.perez@redebahia.com.br)
publicidade

Quem procura carro zero com grandes descontos ou uma taxa de juros bem baixinha, em caso de financiamento, tem até hoje para ir ao Combate de Marcas 3, no Centro de Convenções da Bahia. O evento começou sexta-feira, entre 9h e 20h, com estandes de 21 concessionárias e 11 montadoras.

Concessionárias de 11 montadoras estão instaladas no Centro de Convenções



O diretor do evento, Allan Hora, diz que o objetivo é fazer o consumidor aproveitar a redução dos impostos sobre Produtos Industrializados (IPI) e sobre Operações Financeiras (IOF) e ainda dos descontos especiais concedidos pelas montadoras, tanto no valor dos veículos, quanto nos acessórios. “Os descontos variam entre R$ 3 mil e R$ 7 mil para não deixar o cliente sair sem comprar”, garante.

Essa é a terceira edição do Combate de Marcas. A expectativa é que 15 mil pessoas passem pelo local e que 1.800 carros sejam vendidos. “O faturamento deve ficar em torno de R$ 80 milhões. Na segunda edição, em março, movimentamos R$ 55 milhões”, relata Hora. Somente no primeiro dia do feirão ele diz que foram vendidos 500 veículos.

Com a decisão das concessionárias de vender a todo custo, ganha o cliente que souber barganhar mais. E foi de tanto “pechinchar” que o contador Antônio César Leite, de 44 anos, conseguiu pagar R$ 4.111 a menos sobre o preço promocional do Fiat Strada Adventure, no valor R$ 52.611. “Ele custa R$ 55 mil e com a redução do IPI ficou quase R$ 3 mil mais barato.

Mas como o cliente tinha uma proposta num valor menor, resolvi queimar o preço e não deixar ele ir embora”, contou o vendedor Gleidson Miranda. Após desembolsar R$ 48.500 pelo carro que desejava há meses, Leite diz que valeu a pena ter ido ao feirão. “Sou um comprador chato. Gosto de pesquisar e esse foi o melhor preço que encontrei”, afirma.

Quando soube do evento na quinta-feira, o motorista Uender Costa Almeida, 25, decidiu visitar o Centro de Convenções e conseguiu comprar o primeiro carro. “Estou feliz por ter conseguido. Comprei um Classic completo por R$ 28.800, quando a vendedora disse que o preço normal é R$ 31.900”. Mas o desconto não parou por aí. Por causa da redução do IOF, Uender, que optou por parcelar a compra em 48 prestações, ainda economizou R$ 50 em cada mensalidade, o que representará no final R$ 2.400 a menos em juros.

Na Chevrolet, os vendedores ainda oferecem um pacote de acessórios de graça, com chapa de proteção do motor, jogo de tapetes e frisos laterais. O carro mais vendido é o popular Celta completo, por R$ 27.500 – R$ 5 mil a menos que o preço original. “Com a redução no IPI ele fica por R$ 28.990, mas decidimos ampliar esse desconto para atrair a clientela”, diz o proprietário de uma concessionária, Frutos Dias Neto.

A estratégia da Jac Motors é oferecer grandes descontos em acessórios. Um pacote com banco de couro, módulo de subida dos vidros e frisos laterais sai por R$ 1620. “É um preço muito bom, porque apenas o banco de couro com preço normal custa R$ 1.800”, diz o gerente regional da marca, Iuri Oshi. A próxima edição do Combate em Salvador ocorrerá em dezembro e a expectativa é que no segundo semestre aconteça também em Vitória da Conquista.





Tags: Automóveis, Feirão, Combate das Marcas, Carros, Centro de Convenções
{{ commentsTitle }}
Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Ao comentar o autor da mensagem esta aceitando os Termos e Condições de Uso.
{{comment.username}} {{comment.creation_tstamp*1000 | date:'dd/MM/yyyy - HH:mm'}}
{{comment.comment}}
  • {{comment.dislike_count | number}}
Comentário aguardando moderação
Agenda Cultural