Nem Te Conto

Felipe Neto diz sofrer depressão e faz alerta sobre 'jogo da baleia azul'

Youtuber afirma que a doença não deve ser considerada uma frescura

Agência O Globo

Enquanto a polícia em diferentes estados investiga a ligação entre casos de suicídio e o "jogo da baleia azul", o youtuber Felipe Neto divulgou um desabafo que ele considerou o vídeo mais importante que já fez. O influenciador digital revela que foi diagnosticado com depressão, mas diz que leva uma vida normal, já que faz tratamento para a doença. Ele acha que, para evitar mortes de adolescentes que se envolvem com o jogo, os familiares devem, antes de qualquer coisa, parar de chamar a depressão de "frescura" ou "coisa da sua cabeça".

"A depressão não é uma fase. A depressão é uma doença. Trata-se de um distúrbio cerebral, que pode ser consequência de um desequilíbrio químico no cérebro da pessoa", afirma Felipe na gravação. O jovem ressalta a importância de oferecer apoio a quem apresenta os sintomas e diz que o vídeo tem por objetivo alertar familiares e amigos que não dão a devida atenção a quem está depressivo. O youtuber acredita que o "desafio da baleia azul" é um problema porque atrai as pessoas que sofrem com distúrbios de saúde mental, como a depressão.

"Vocês acham que o jogo da Baleia Azul é o responsável pela morte desses jovens? Eu não gostaria de acreditar que alguém saudável, estável psicologicamente jogue um jogo desse e termine se matando. Então eu acho que o problema aqui não é o jogo. Eu vejo muita gente falando 'porque o jogo matou...cuidado com o seu filho jogando o jogo'. Sim, óbvio, cuidado com o seu filho, óbvio. Mas, cuidado com o seu filho", salienta o youtuber.


"Se você diz 'isso é frescura', 'isso é coisa da tua cabeça', 'precisa tomar um tapa na cara pra acordar' para uma pessoa depressiva, você está empurrando ela mais um passo em direção à depressão profunda, em direção ao suicídio. Você está cientificamente errado. Não é uma questão de opinião", alerta. Felipe diz ainda que o preconceito acaba impedindo que muitas pessoas procurem ajuda.

Ao longo da gravação, Felipe lista uma série de dados sobre sucídio no Brasil e no mundo, além de dar conselhos a seguidores que também passam pelo mesmo problema. "Eu sofro com depressão. É um problema leve, o meu. Não é muito grave. Eu sou diagnosticado e medicado e vivo muito bem a minha vida. Você também pode viver a sua, não importa o grau da sua depressão", acrescenta.

"O mundo precisa enxergar que o suicídio é a consequência de um problema de saúde pública", afirma Felipe. "O mundo não te abandonou. Você apenas não encontrou as pessoas certas para se sentir seguro o suficiente para falar sobre os seus problemas. Encontre essas pessoas. Pode ser o seu pai, pode ser sua mãe, pode ser seu melhor amigo, pode ser sua irmã. Conta o que você está sentindo. Abre o seu coração", sugere o youtuber.

Além de buscar ajuda com um psiquiatra, Felipe recomenda também a terapia. "É ajuda para tudo na sua vida". Para divulgar apoio psicológico, ele colocou na descrição do vídeo um link que lista uma série de associações que oferecem ajuda a pessoas que não podem arcar consultas com psicólogos.

Comentários
Veja Mais