Mundo

Homem veste todas as roupas para não pagar excesso de bagagem em voo

Ryan Carney Williams vestiu oito calças e dez blusas

Agência O Globo
- Atualizada em

Um homem foi impedido de embarcar num voo da British Airways saindo da Islândia para a Inglaterra, no último dia 10, após vestir todas as roupas que carregava na mala para não pagar excesso de bagagem. Ryan Carney Williams vestiu oito calças e dez blusas e fez dois vídeos no Twitter após ser impedido de embarcar, acusando a companhia de preconceito racial. No segundo vídeo, funcionários do aeroporto dizem que vão chamar a polícia.

"Estou preso no aeroporto Keflavik, na Islândia, porque não tinha mala, vesti todas as minhas roupas e eles ainda não me deixam embarcar. Discriminação racial?", escreveu no Twitter.

Williams não conseguiu embarcar e contou no Twitter que foi preso, além de ter sido atacado com spray de pimenta. No dia seguinte, o jovem foi novamente ao aeroporto tentar embarcar para a Inglaterra em outra companhia aérea. Porém, a Easyjet também recusou o embarque do passageiro.

Segundo a mensagem da companhia aérea compartilhada por Williams no Twitter, o comandante ouviu a história das roupas no dia anterior e não quis que ele embarcasse no voo. Após a confusão com as duas empresas, o jovem disse que recebeu reembolso para as duas passagens. Segundo o jornal britânico "Daily Mail", ele só conseguiu voltar para a Inglaterra no voo de uma companhia norueguesa.