Bahia

Idosa morre vítima de H1N1 em Vitória da Conquista

Agora são dez as mortes causadas pela doença no estado

Redação Correio 24h
Publicada em Atualizada em

A Secretaria Municipal de Saúde de Vitória da Conquista, no Sudoeste da Bahia, confirmou a morte de uma idosa com mais de 80 anos, por H1N1, na última terça-feira (20). O caso de gripe A é o primeiro registrado na cidade desde o início do ano. Segundo a secretaria, foram feitos todos os atendimentos e acompanhamentos necessários, mas a idosa morreu em decorrência de uma insuficiência cardíaca.

O número de casos de H1N1 na Bahia chega a 47 desde o início do ano, totalizando dez mortes. No início da semana, a Vigilância Epidemiológica indicou que há um surto da doença no estado. A baixa temperatura do mês de agosto deixa a população mais vulnerável. O H1N1 tem sintomas parecidos com a gripe comum, mas é seguida de muita tosse, febre alta, dores na garganta e cansaço.

Na tarde de ontem, a Secretaria de Saúde de Juazeiro (Sesau) confirmou a suspeita de um caso da doença na cidade. Um jovem de 19 anos foi internado com sintomas de pneumonia e já está em tratamento com o medicamento Tamiflu, indicado em casos de H1N1 e disponível em toda rede pública. 

Os resultados dos exames realizados pelo jovem devem ser divulgados em quinze dias. A cidade de Juazeiro teve, na semana passada, três casos confirmados, sendo que um deles foi a óbito.

A Sesab recomenda cuidados à população, como lavar as mãos várias vezes ao dia, proteger tosse e espirro com lenço descartável, higienizar as mãos após tossir ou espirrar, não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas, manter os ambientes bem ventilados, evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas de influenza e procurar um serviço de saúde caso apresente os sintomas.


Matéria original: Correio 24h

Idosa morre vítima de H1N1 em Vitória da Conquista


Comentários