Mundo

Jovem acolhido por família espanca mãe e filho com chave inglesa até a morte

William Lynn Hillman, de 21 anos, disse que cometeu os crimes porque os dois eram "esquisitos"

Agência O Globo

Um jovem que foi acolhido por uma família de Minnesota, nos Estados Unidos, espancou a mulher e seu filho que o receberam até a morte com uma chave inglesa. Após ser acusado pela polícia nesta quinta-feira pelos dois homicídios, William Lynn Hillman, de 21 anos, disse que cometeu os crimes porque os dois eram "esquisitos", segundo o jornal New York Post.

Foto: Divulgação

Denise McFadzen, de 42 anos, e seu filho, Dalton McFadzen, de 21, foram encontradas por volta das 5h da manhã de terça-feira em uma casa em Gorman Township, a cerca de 160 quilômetros do condado de Cass, onde Hillman foi diagnosticado com uma tipo de transtorno mental. Em 2016, ele deu socos na própria mãe a ameaçou matá-la.

O corpo de Denise foi encontrado fora da casa da família. Já o filho foi encontrado em uma cama dentro da residência. Ambos foram espancados na cabeça com uma chave inglesa, que depois foi encontrada coberta de sangue.

Após o crime, o jovem foi até uma casa nas proximidades e chamou a polícia. Ele disse aos policiais que havia feito uma “coisa ruim” e que precisava ser preso. Durante o interrogatório, Hillman pediu desculpas pelos assassinatos, segundo a denúncia.

"Sinto muito. Me desculpe, eu fiz isso", disse Hillman.

Hillman admitiu a um oficial que os McFadzens nunca haviam o ameaçado. A família acolheu o jovem há cerca de seis semanas.