Brasil

Jovem 'brinca' em Whatsapp com ameaça da 'baleia azul' e vai preso

Homem divulgou ameaça de envenenamento de crianças pelo aplicativo

Agência O Globo

Na mesma semana em que uma pequena cidade mineira foi levada ao pânico por uma ameaça de envenenamento de crianças, um homem de 24 anos foi detido no município de Novo Mundo, no Mato Grosso, por propagar a mesma mensagem pelo WhatsApp. O texto afirma que um dos desafios do "jogo da baleia azul", que estimula adolescentes a cometer suicídio, é envenenar 30 crianças de duas escolas da cidade.

Segundo a Polícia Militar, o jovem que mandou a mensagem considerava tudo uma brincadeira e afirmou, em depoimento, que não está envolvido no jogo. Acionada pelo número de emergência, a PM também apreendeu o telefone do suspeito, que foi posteriormente encaminhado à delegacia local.

Foto: Reprodução

Motivo de preocupação em diferentes países, o "jogo da baleia azul" consiste numa série de 50 desafios que devem ser cumpridos diariamente. As primeiras tarefas são leves, como desenhar uma baleia numa folha de papel. Mas as "missões" ficam mais mórbidos enquanto se aproxima do último desafio, que é cometer suicídio.

Envenenar crianças, porém, não está na lista. Segundo autoridades, algumas pessoas estão se aproveitando do falatório em torno do jogo para criar boatos alarmantes.

A professora Teresinha Aparecida Alves, diretora da Escola Municipal Alcides Ferreira Primo, procurou a PM assim que soube da ameaça. "Mas a preocupação continua. A escola está alarmada, os pais também. Fui nas salas e conversei com os alunos e professores para que eles não peguem nada que venham a oferecer", disse Teresinha, ressaltando que os pais a todo momento procuram a escola sobre as questões do "jogo baleia azul".

Em depoimento, o suspeito de espalhar as ameaças afirmou que recebeu a mensagem de um grupo de WhatsApp da cidade de Sinop, também no Mato Grosso, e que apenas alterou os dados e divulgou no grupo da rádio em que trabalha.

Veja Mais