Bahia

Jovem mata o pai após ele se negar a reconhecer paternidade na Bahia

Rapaz discutiu com idoso e o esfaqueou em Itapetinga

Redação Correio 24horas

O fato de não ser assumido como filho motivou Gabriel de Souza Lima, 22 anos, a matar Edetor Pires Vieira, 74, na cidade de Itapetinga, no Sudoeste do estado. O crime aconteceu no dia 2, mas o rapaz só foi preso na Rodoviária da cidade, na madrugada deste domingo (10). A Justiça já havia expedido um mandado de prisão contra ele.

(Reprodução: SSP/ Divulgação)

Durante depoimento na sede da 21ª Coordenaria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), em Itapetinga, Gabriel disse que há três anos descobriu ser filho de Edetor, popularmente conhecido como Índio, e que no dia do crime foi até a residência do pai para pedir que fosse reconhecido.

Segundo a assessoria da Secretaria da Segurança Pública (SSP), ele contou sobre uma discussão e que ele deu um empurrão em Índio, derrubando-o no chão. Quando a vítima se levantou, segundo Gabriel, o ameaçou de morte. Nesse momento, o jovem pegou uma faca na cozinha e acertou a vítima por várias vezes.

"As equipes acompanharam as redes sociais do criminoso e sabiam da tentativa de fuga. Com auxílio das câmeras da rodoviária conseguiram prendê-lo. Bom refletirmos sobre como a sociedade está violenta. Uma discussão entre pai e filho terminar desse jeito é lamentável. E o pior é que a polícia é cobrada por estas mortes", declarou o diretor do Departamento de Polícia do Interior (Depin), Flávio Góis. O delegado informou ainda que o jovem será encaminhado para o sistema prisional.