Mundo

Jovem que cometeu suicídio após violência doméstica vira tema de campanha nacional

Emily Drouet tinha apenas 18 anos quando morreu em março do ano passado

Agência O Globo

Uma adolescente britânica que tirou a própria vida depois de ser vítima de uma série de abusos por parte do então namorado vai se tornar o rosto de uma campanha nacional na Escócia sobre o abuso doméstico contra mulheres. Emily Drouet tinha apenas 18 anos quando morreu em março do ano passado, depois de ter sofrido abuso mental e físico do parceiro Angus Milligan, de 21.

A campanha do National Union of Students vai afixar cartazes que mostram mensagens enviadas por Emily aos amigos durante o relacionamento abusivo com Miligan. Enquanto estiveram juntos, o jovem feriu a adolescente, que estava no primeiro ano da faculdade de direito, sufocou, empurrou contra uma mesa e bateu em seu rosto.


Emily foi encontrada morta dentro em sua casa em março de 2016. Em julho, Milligan foi condenado a cumprir 180 horas de serviço comunitário por abusar de Emily.

Em entrevistas a jornais locais, a mãe de Emily, Fiona, de 45 anos, falou sobre a necessidade da violência doméstica ser abordada e discutida.

"As mulheres jovens e homens precisam reconhecer o que é a violência doméstica e buscar ajuda. E seus amigos e colegas precisam entender os sinais e começar a falar sobre isso", disse.

Fiona está apoiando a campanha e diz que a necessidade de abordar a questão se tornou ainda mais forte.

"Se Angus Milligan pode participar de uma bola para estudantes universitários meses depois de ter sido condenado por agressão, então isso mostra que a mensagem não está atravessando.