Música

Kendrik Lamar conquista o prêmio Pulitzer de música

Pela primeira vez o júri premiou um artista de fora do jazz ou da música clássica

Agência O Globo

Um dos maiores ícones do rap americano, Kendrik Lamar se tornou, nesta segunda-feira, o primeiro rapper a se tornar vencedor do prêmio Pulitzer de música — criado em 1943, o Music Pulitzer reconheceu nos últimos 75 anos apenas artistas da música erudita ou do jazz, como Wynton Marsalis e Ornette Coleman.

Lamar, de 30 anos, foi premiado pela criação do álbum "DAMN.", que já havia conquistado cinco prêmios Grammy em janeiro deste ano. A vitória de Lamar marca uma mudança significativa na História do Pulitzer, ao mesmo tempo em que reconhece as aproximações estilísticas que Lamar propõe entre o rap, o jazz e o blues; o que o tornou um dos artistas mais inovadores da sua geração.

Foto: Reprodução
Nascido na região de Compton, em Los Angeles, Lamar é reconhecido tanto por sua ousadia estética como pela capacidade de criar versos pungentes ligados a temas sociais e a canções de amor. Terceiro álbum de sua carreira, "DAMN." foi lançado em janeiro de 2017, liderou por três semanas a parada de álbuns Billboard 200 e agora foi saudado pelos jurados do Pulitzer como “uma virtuosa coleção de canções unidas por autenticidade vernacular e dinamismo rítmico que fornece vinhetas capturando a complexidade da vida moderna afro-americana”.