Brasil

Mãe de bebê que fraturou fêmur após escorregão em "santinhos" quer ir à Justiça

Criança estava no colo da tia, que caiu ao tropeçar nos panfletos

Da Redação
Publicada em Atualizada em

Uma mãe que ir à Justiça depois da filha, de apenas 6 meses, ter quebrado o fêmur em uma queda causada por "santinhos" jogados nas ruas da cidade paulista de Campinas. Segundo o G1, a criança estava no colo da tia no domingo (7) quando esta escorregou nos panfletos espalhados pelo chão e caiu com a menina.


A pedagoga Clarice Carlota revelou que quer processar alguém, mas ainda não sabe quem. "A gente vai contatar um advogado e processar alguém. Quem, a gente não tem ideia, porque é uma coisa muito ampla. Mas vamos procurar nossos direitos, porque não há como deixar no esquecimento essa história. A gente tem uma ideia diferente de democracia. O segundo turno está aí e vai ocorrer tudo de novo? Como vai ser?", questiona.


A pedagoga pediu licença do trabalho e não vai receber salário durante o período de recuperação da filha. "A gente já começou a imaginar as consequências e realmente está difícil a adaptação para botar fraldas, dormir", diz. A pequena Manuela vai ficar com a perna engessada por dois meses por conta da fratura.


"Lógico que há um dano, ele deve ser ressarcido, mas você precisa identificar o responsável. Em princípio talvez o próprio município que tem de zelar pela manutenção das ruas, calçadas, limpeza e fiscalizar para que evite, porque tem dia e horário que isso acontece. Em segundo lugar, é preciso identificar o CNPJ de quem produziu o material", diz o advogado Luiz Augusto Baggio.


Caso parecido aconteceu em Bauru, com consequências ainda mais graves: uma idosa de 64 anos fraturou a bacia depois de escorregar nos "santinhos". Ela já tinha uma saúde frágil e as complicações da queda contribuíram para sua morte, na quarta-feira (10).


Matéria original: Correio24horas

Mãe de bebê que fraturou fêmur após escorregão em "santinhos" quer ir à Justiça

Comentários