E. C. Bahia

Melhor defesa no Baiano, Bahia foi vazado nos cinco últimos jogos

Tricolor sofreu gol em nove das 13 partidas na temporada

Bruno Queiroz, do Correio 24 horas (bruno.queiroz@redebahia.com.br)

Os mesmos números que caracterizam a defesa do Bahia como a menos vazada do Campeonato Baiano, por exemplo, podem apresentar pontos negativos sob outra ótica. Em termos gerais, considerando também os compromissos pela Copa do Nordeste, a equipe de Guto Ferreira sofreu nove gols em 13 jogos, mas também foi vazada em nove das 13 partidas. 

Titular do gol tricolor, Douglas atuou em nove partidas (Felipe Oliveira / EC Bahia)

Esses dados não incluem o gol sofrido no Ba-Vi do Barradão, que enquanto a bola rolou esteve empatado em 1x1, mas que depois, por aplicação da regra, foi declarado o  triunfo do Bahia por 3x0 e, por isso, o gol sofrido na ocasião deixou de ser computado.

Um outro ponto que chama a atenção é o desempenho recente do sistema defensivo tricolor. Nos últimos cinco jogos, o time foi vazado em todos eles. Vale destacar, em contrapartida, que em nenhum jogo de 2018 o Bahia sofreu mais de um gol. 

Correções e ajustes já estão sendo feitos pelo técnico Guto Ferreira, segundo garantiu o lateral-esquerdo Léo. "A visão dele é que tem jogos que dá para não tomar gol. Tem situações que a gente está tomando gol que não é para tomar. Ele passou isso para a gente, que dá para sair zerado. Então, dá para a gente evitar sim", afirmou. 

Léo participou de 10 das 13 partidas do tricolor na temporada. Ele faz parte do quinteto do setor defensivo que mais jogou, composto também por Douglas (9 jogos), Nino Paraíba (8 jogos), Tiago (10 jogos) e Lucas Fonseca (9 jogos). Estes cinco, no entanto, só estiveram juntos em três partidas: no triunfo sobre a Jacuipense por 2x1, na Fonte Nova; no empate com o Jacobina em 0x0, no estádio José Rocha, em Jacobina; e na derrota para o Náutico por 1x0, na Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata (PE).