Mundo

Morre aos 121 anos homem considerado mais velho do mundo

Celino Villanueva Jaramillo, que era chileno, sofreu uma queda e perfurou o pulmão

Agência O Globo

O homem considerado o mais velho do mundo morreu na quarta-feira, no Chile, aos 121 anos. Celino Villanueva Jaramillo faleceu após sofrer um acidente doméstico e perfurar o pulmão. O idoso chegou a passar por uma cirurgia em um hospital na província de Valdivia, mas não resistiu.

Foto: Reprodução

Jaramillo que, de acordo com as autoridades nasceu no dia 25 de julho de 1896, caiu da cama e quebrou três costelas. Ele chegou a ficar internado por um semana, mas o quadro acabou se complicando. Segundo o jornal britânico "The Guardian", na terça-feira, um médico foi chamado para dar a unção ao paciente.

"Estamos muito tristes. Ele era parte integrante da nossa família, o homem da casa", afirmou Ivonne Morales, que adotou o idoso, em entrevista ao The Guardian.

Celino era um trabalhador do campo e nunca se casou ou teve filhos. Devido a isso, quando sua casa pegou fogo na época em que ele tinha 99 anos, acabou sendo "adotado" por Ivonne e sua mãe, Marta Ramírez.

Embora seja considerado por muitos o homem mais velho do mundo, a "façanha" nunca foi catalogada devido à falta de verificação oficial de sua data de nascimento.