Novelas

'Morrer é pouco', diz Grazi Massafera sobre desfecho de vilã em novela

Atriz disse que prefere um fim mais sofrido para Sophia em 'O Outro Lado do Paraíso'

Flávia Muniz, da Agência O Globo

A um mês do fim de “O outro lado do paraíso”, Grazi Massafera não esconde o desejo por férias. Também pudera. Mal havia terminado “A lei do amor” (2016), a atriz já estava se preparando para seu trabalho atual.


— Estou cansada. Emendei novela, e é sempre exaustivo. Até que nesta reta final tive momentos de calma, mas agora já começa a pauleira de novo, por conta dos desfechos, que reúnem todos os atores. Então, só penso em descanso, que é tão necessário, até mesmo para voltar mais forte — afirma a intérprete de Lívia, que classifica a trama como “especial” por ter sido seu reencontro com Walcyr Carrasco, Mauro Mendonça Filho e Marieta Severo, trio com quem trabalhou em “Verdades secretas” (2015): — Fico triste quando ela não está no estúdio. Marieta já era uma querida para mim e ficou mais ainda com essa proximidade.

O carinho, que fique claro, é só na vida real. Se dependesse da atriz, Sophia, a vilã de Marieta, teria um fim bem brabo: — A novela fala da lei do retorno, e eu acredito nisso. Tanto que pondero muito meus atos. Baseado nisso, Sophia podia terminar sofrendo, porque morrer é pouco.

O castigo de Lívia, aliás, por ter sido cúmplice nas maldades contra Clara (Bianca Bin), é bem nítido para Grazi. — Ela vai ficar sem Tomaz (Vitor Figueiredo), já que Clara consegue a guarda. Se Lívia fez o que fez pelo menino, ficar sem ele é seu maior castigo — analisa a loura, que não sentiu cobrança do grande público por mais vilanias: — Quem não mistura as coisas, que são mais os grupos de fãs, ficou querendo que eu fosse mais longe na questão da vilania. E é legal, a vilã deve chegar para mim em algum momento. Tomara que seja num trabalho menor, porque novela é muito desgastante. Mas o grande público já se acostumou em me ver não fazendo essas coisas. A minha manicure está grávida, e a mãe dela avisou: “Não vá mais lá (na casa da atriz), porque essa menina rouba filho dos outros e não deve ser uma boa mãe” (risos).