Mundo

Mulher de 63 anos diz que matou próprio pai e enterrou corpo no quintal

Suspeita permaceneu em custódia ao longo da semana até a audiência

Agência O Globo

 Uma mulher de 63 anos foi acusada de homicídio nesta quinta-feira após a polícia encontrar um corpo enterrado no quintal da casa onde ela vive, em Stockport, na Inglaterra. A mídia britânica diz que a vítima é o pai da suspeita, mas a identidade dele ainda não foi confirmada pela polícia forense.

De acordo com a polícia de Manchester, Barbara Coombes se apresentou na delegacia de Cheadle Heath, no último domingo, e afirmou ter matado um homem há muitos anos. A mulher não soube, porém, precisar há quanto tempo o crime ocorreu. Ela também contou ter enterrado a vítima no quintal da casa onde mora em Matlock Road, em Reddish, Stockport.

Uma investigação foi aberta na terça-feira e, após buscas, policiais encontraram os restos mortais do homem, que talvez seja de Kenneth Coombes, um soldado aposentado que teria completado 99 anos nesta quarta-feira. De acordo com amigos e parentes da vítima ouvidos pelo jornal "Express", ele foi visto pela última vez em 2005.

A suspeita permeceneu em custódia ao longo da semana até a audiência perante tribunal de Manchester e Salford marcada para esta quinta-feira. Ela também responderá por impedimento de um enterro legítimo e digno de um cadáver, fraude por falsa representação e obtenção de uma vantagem pecuniária.

Kirsty Henderson, de 30 anos, que morou durante 11 anos próxima de Barbara, disse que ela é uma pessoa "amável" e que vivia "na sua".