Mundo

Mulher morre após ser picada 150 vezes em ataque de zangões

Japonesa cadeirante tinha 87 anos e não resistiu aos ferimentos

Agência O Globo

Uma idosa cadeirante de 87 anos morreu no Japão após sofrer um ataque de um enxame de zangões gigantes. Chieko Kikuchi foi picada 150 vezes durante 50 minutos. Ela estava voltando para casa, vinda de um posto de enfermagem, quando foi atingida pelos insetos.

A cuidadora que a acompanhava tentou salvar a idosa, mas não conseguiu protegê-la das abelhas. Ela então pediu ajuda dos profissionais do posto, que enviaram paramédicos. Eles, no entanto, chegaram sem roupa de proteção adequada porque foram avisados erroneamente de que a senhora já estava segura.

A cuidadora e os paramédicos assistiram atônitos ao ataque sem que pudessem fazer nada para ajudá-la. Assim que os insetos pararam, Kikuchi foi levada para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no dia seguinte.

Em geral, os zangões costumam atacar humanos quando percebem seus ninhos afetados de alguma forma. No Japão, segundo o sistema de televisão local NHK, 20 pessoas morrem por ano devido por causa desse tipo de ataque.