Nem Te Conto

No dia do adeus de Julio Cesar, Susana Werner desabafa sobre luta da família

Mulher do jogador desabafou nas redes sociais e falou sobre carreira do esportista

Agência O Globo

No dia em que o goleiro Julio Cesar se despede dos gramados, em jogo do Flamengo no Maracanã, a ex-atriz e modelo Susana Werner desabafou nas redes sociais e homenageou a luta da família pela carreira do esportista. A mulher do jogador lembrou dos momentos de distância, de dor, de união e da carreira do marido. Ela ressaltou que nunca viajou sozinha com o amado, que "segurou a barra sozinha" no nascimento da filha e que fez da luta do marido o seu foco — tudo em prol da ascensão e do bem-estar de Julio e do clã.

Susana com o marido, Julio Cesar e os dois filhos do casal (Foto: Reprodução/Instagram)

Perto de 8h deste sábado, Susana começou a publicar na ferramenta Stories uma "carta aberta que retrata a nossa vida". Com lágrimas nos olhos, ela contou sobre o desafio de se mudar e se adaptar aos países nos quais Julio Cesar era contratado e exaltou o novo momento da família com o marido agora aposentado. Ela ainda lembrou o desabafo de janeiro, quando reclamou publicamente que o parceiro, com quem se casou há 15 anos, tomou a decisão de jogar no Flamengo sem dialogar com os parentes.

Leia na íntegra a carta de Susana Werner:

"Sim, eu estava chateada, nervosa, preocupada, irritada, revoltada, triste, nem sei como eu estava, mas novamente as coisas teriam que ser decidida naquele momento.

Foi assim quando nos mudamos para Londres e foi assim quando nos mudamos para Toronto. Eu chorava muito, dá um desespero quando vc está com a vida toda arrumada e vai para outro país viver por apenas 4 meses.

É um tal de malas para cá, armazém para lá, o que levar para conseguir voltar com o mesmo tanto de coisas, a preocupação com a escola dos filhos, a adaptação (se é que dá tempo de isso acontecer). Enfim, dessa última vez eu achava que era momento de ele parar e estar conosco, se cuidar e seguir novos rumos.

Eu o sigo há 17 anos, sempre preocupada se ele está se cuidando, principalmente antes dos jogos: das vezes que ele queria beber, ou quando queria sair e eu achava legal a gente ficar quieto em casa. Quando a coluna dava sinais de desgaste e eu martelava para ajeitar a postura do sofá da sala ou para fazer o tratamento X, Y ou Z.

Foram muitos aniversários perdidos, e eu nunca chorei por isso. Arranjava solução e comemorava um mês antes, mas tem também aqueles momentos em que você segura a barra sozinha. Quando tivemos nossa filha (no Brasil) e tivemos que ficar sem o pai por meses pois estava ganhando a posição de titular em outro país e, por fim, veio a conhecer a Giulia com 1 mês de vida (ela fica braba, mas um dia também entenderá).

E é assim por todos os anos da carreira, e a gente segue apoiando alguém que está lutando por nós. Mas um dia isso tudo passa. O guerreiro batalhou, acabou a guerra e voltou para casa. É hora de descansar, curtir os filhos, ir aos aniversários, casamentos e nascimentos. Rever pessoas, viajar com a esposa (acreditem, nunca viajamos sozinhos, pois os momentos que tínhamos eu fazia questão de dividi-los com familiares e amigos).

Tenho a certeza que também sentirei falta de te impedir de fazer coisas que te prejudiquem no trabalho... Eu também mudarei meu foco: que era a sua luta. Sim, vivi cada momento dela, ganhei e sorri, perdi e sofri contigo. Já podemos tirar o foco. A partir de amanhã estaremos voltando ao plano aberto da vida como ela é: coleção de momentos. Os que ficaram para trás foram maravilhosos e os que virão serão ainda melhores. Espero poder colecionar grandes momentos ao seu lado, com nossos filhos, amigos e familiares.

E como a vida é uma troca: de momentos, amor, carinho, opiniões, favores... Quero te agradecer por tudo. Como torcedora, por tantas vitórias. Como ser humano, pelas derrotas e aprendizados. Como mãe, por ter me feito mais forte. Como esposa, por ter me ensinado que, mesmo eu tirando o foco de mim, você sempre teve o cuidado em me fazer a mulher mais feliz do mundo. Parabéns pela linda carreira. Te amo e temos ainda uma vida pela frente. Que Deus nos permita colecionar muitos momentos felizes juntos".

"É só isso. Acho que consegui escrever. E acho que eu nunca torci tanto para o Flamengo ganhar um jogo. Beijo, gente. Até lá", brincou Susana, ao fim das postagens da carta.

Susana apontou egoísmo em decisão de Julio Cesar

Em janeiro, diante do anúncio do contrato de Julio com o Flamengo, a ex-atriz e modelo usou uma rede social para expressar insatisfação com o retorno do marido ao Rio. Em vídeos publicados na sua conta no Instagram, Susana diz que a decisão de voltar ao Brasil foi tomada subitamente pelo jogador, sem dialogar com a família, o que ela considerou egoísta da parte dele.

Julio César e Susana Werner são casados há 15 anos. (Foto: Reprodução/Instagram)

"No sábado estávamos jogando boliche, e no domingo veio a bomba. (...) Felicidade para os flamenguistas, tristeza para mim, que estou longe. Tenho que passar por uma coisa que eu não queria, não esperava e não estou feliz de estar longe", disse Susana em um dos vídeos.

Em meio à polêmica, Susana destacou que o marido só a comunicou da decisão quando a vinda ao Rio estava fechada. Mais tarde, ela disse se arrepender de ter exposto a tensão familiar.

Julio César e Suzana Werner viviam em Portugal com seus dois filhos desde 2014, quando o goleiro assinou contrato com o Benfica. Em dezembro, Julio rescindiu o vínculo com o clube português e assinou contrato até o fim do Campeonato Carioca com o Flamengo.