Novelas

‘O outro lado do paraíso’:Renan é flagrado por Bete trabalhando em um food truck

Patrick, advogado, já desconfiava de Renan desde quando Jô (Bárbara Paz) contou que ele estava falido

Agência O Globo

Renan (Marcello Novaes) será desmascarado em “O outro lado do paraíso”. Bete (Gloria Pires), Clara (Bianca Bin) e Patrick (Thiago Fragoso) vão descobrir que o ex-milionário trabalha em um food truck. A mãe da mocinha, claro, ficará arrasada.

O advogado já desconfiava de Renan desde quando Jô (Bárbara Paz) contou que ele estava falido. Investigando, Patrick constatou que era verdade. E, um dia, seguiu o carioca e o viu em um caminhão de comida de rua. O advogado, então, leva Bete e Clara para ao local. Lá, elas se chocam com o que veem, afinal, estavam crentes que Renan era rico. Ao vê-las, o empresário se assusta e diz que pode explicar. “Explicar o que já está explicado?”, dispara Bete. “Renan, você enganou minha mãe todo esse tempo com a história que era rico, que tinha uma rede de lojas...”, completa Clara.

Foto: Divulgação

Ele tenta se justificar dizendo que tinha uma rede de lojas, mas Patrick o interrompe. “Foi o que descobri. Ele perdeu as lojas. Só não sabia exatamente a situação em que estava. Mas quando veio com a conversa de não poder investir tanto na grife, desconfiei. Resolvi investigar”, conta o advogado.

Tenso, Renan pede que a amada lhe dê uma chance para explicação. “O que vejo aqui não precisa de qualquer explicação. Vamos embora...estamos atrapalhando a fila”, afirma a mãe de Clara, para desespero que renan que tem que continuar a servir os clientes.

Em casa, Bete desabafa. “O Renan era alguém que...um dia acreditou no meu talento para estilista, e que reapareceu, como um príncipe encantado. Disse que eu podia voltar a ser estilista, que eu iria criar para a rede de lojas dele, como...como no passado”, lamenta. Patrick diz que o carioca perdeu tudo há algum tempo. “Deve ter usado as últimas reservas para comprar o food truck. Preferiu abrir o negócio em Palmas, onde não é conhecido. No Rio, onde sempre foi rico, não teria coragem de se expor dessa maneira”, acredita o advogado.

Bete afirma que o que dói é a mentira. “Por que inventar essa história de montar uma grife comigo, se mal tinha dinheiro para começar?”, indaga. “Imagino que ele mesmo chegou a acreditar nesse sonho, de voltar a ser dono de uma grife. Pessoas que perdem muito dinheiro às vezes...também perdem um pouco do equilíbrio. Ou contava com o dinheiro da Clara”, avalia Patrick.

A mãe de Clara acredita nesta possibilidade: “Queria nos levar na conversa, até a Clara dar todo o dinheiro para montar a grife”. A milionária afirma que ainda pode custear o desejo da mãe. “Não vou aceitar que você pague pelo meu sonho. Pelo sonho que eu tinha com o Renan. Eu criaria os modelos, ele administraria o negócio...e quem sabe, ficaríamos juntos”, diz, frustrada. “Será que ele não tem uma explicação?”, argumenta Clara. “Não há explicação para uma mentira desse tamanho. Está sendo generosa, minha filha. Eu agradeço. Mas...meu sonho acabou”, decreta Bete, que sobe para o quarto e lá mergulha na bebida.